quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Miki Fehér: Oito anos depois

(Fehér jogou no Sp. Braga em 2000/01 por empréstimo do FC Porto.)
Há oito anos, Miklos Fehér caiu inanimado no relvado do D. Afonso Henriques, em Guimarães, e lá acabaria por perder a vida, poucos segundos antes do Benfica vencer na actual capital europeia da Cultura.
Oito anos depois, todo o País parece um pouco esquecido do jovem húngaro que faleceu numa noite chuvosa de Janeiro, e só mesmo o aniversário da morte de Fehér, traz de novo um 'avivar' de memórias dessa noite, desse jogo e do próprio antigo futebolista.
Como curiosidade, há a assinalar neste dia, o aniversário de Eusébio da Silva Ferreira, e de Eduardo Simões, que na altura fazia parte do plantel benfiquista, e que construiu depois uma carreira respeitada na II Divisão B.
Fehér tem um museu em seu nome, com todas as recordações da sua carreira, iniciativa fundada pelos pais do ex-jogador, e que está situada em Gyor, cidade-natal de Miki.
Já o Gyor ETO, clube onde Fehér se iniciou no futebol e de onde se transferiu para o FC Porto em 1999, construiu uma academia de futebol e um colégio para os seus jovens futebolistas, dando a ambos os sítios o nome de Miklos Fehér.
Fehér partiu com vinte e quatro anos, tendo marcado vinte e sete golos em oitenta jogos na I Divisão, repartidos por cinco épocas. Na II Divisão B, também deixou a sua marca, com a camisola dos bês do FC Porto: dois golos em sete jogos, repartidos por duas temporadas.
Além de FC Porto e Benfica, Fehér vestiu no nosso País, as camisolas de Salgueiros e Sp. Braga.

Sem comentários:

Enviar um comentário