quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Jorge Rodrigues: um português a brilhar na Estónia

(Chegou, viu e venceu. Jorge Rodrigues alinhou nos últimos treze jogos do Nomme Kalju.)
Depois de ter ajudado o Tondela a alcançar a melhor classificação de sempre da sua história, Jorge Rodrigues partiu rumo à longínqua Estónia, para ajudar a mais uma melhor classificação de sempre, neste caso, do Nomme Kalju, clube da I Divisão estoniana.
Jorge Rodrigues chegou com o campeonato a meio, mas ainda a tempo de ajudar o seu clube a conquistar a segunda posição no campeonato, que valeu a qualificação para a Liga Europa 2012/2013.
Em declarações ao blogue, o jogador natural de Vila Real, começou por abordar a sua adaptação a um País e a uma realidade completamente diferente da nossa:
"A integração foi rápida, embora, claro está, a um país completamente diferente. Mas quando lá cheguei, era Verão, com temperaturas a rondar os trinta e três graus e todos falavam inglês. O nosso treinador-adjunto é brasileiro - Getúlio Fredo que já jogou em Portugal -, e tinhamos cinco jogadores estrangeiros, dois japoneses que falavam português, um cubano e um italiano. Então, o português, era uma das línguas mais faladas. O grande 'problema' estava na relação com os estonianos, que são mais 'frios', não se dão muito a conhecer e falam muito pouco. Mas com o tempo, essas barreiras foram-se ultrapassando e posso dizer que tenho ali amigos para a vida. Em questão da logística do País, tanto em acessibilidades, tanto em transportes, bancos, hospitais, etc, está tudo muito bem organizado, tudo flui bem, e há Internet em todo o lado. O País foi uma bela surpresa para mim, pois estava algo receptivo."
Jorge Rodrigues completa no próximo mês de Março, trinta anos, e nunca jogou nos campeonatos profissionais em Portugal. Ao todo, soma duzentos e vinte jogos na II Divisão B - repartidos por nove temporadas -,  único escalão que conhece no nosso País, enquanto sénior.
Perante isto, o central transmontano reitera que "o salto que deu não tem comparação possível":
"Falando da minha experiência em Portugal, na II Divisão B, e agora na primeira divisão da Estónia, é um grande salto. Em termos de condições de trabalho, qualidade dos jogadores, e, acima de tudo, na oportunidade de jogar na Liga dos Campeões ou na Liga Europa. Só por aí, penso que não tem comparação possível."
Por fim, Jorge Rodrigues fez um pequeno balanço acerca dos primeiros meses passados na Estónia, e anunciou que "renovou contrato e até já está em pré-temporada":
"Faço um balaço muito positivo da minha vinda para a Estónia. Vim fazer os últimos meses do campeonato, no qual só falhei um jogo por ter partido a cana do nariz, e acabamos num honroso segundo lugar, a melhor classificação de sempre do clube, e tivemos também a melhor defesa do campeonato. Já renovei por mais uma época, e já estamos, inclusive, em pré-época, pois o campeonato começa em Março, e o clube vai ter a sua terceira participação nas provas europeias. Este ano, queremos ir o mais longe possível nas pré-eliminatórias, para tentarmos chegar à fase de grupos, algo que é sempre complicado, mas que vamos tentar conseguir."
Depois de dividir a sua formação entre o Abambres e o Vila Real, e de ter passado pelos Juniores do Benfica, Jorge Rodrigues estreou-se como sénior ao serviço do Vila Real, tendo depois representado Sp. Pombal, Operário, Gorica da Eslovénia, Boavista e Tondela, antes de chegar ao Nomme Kalju.

Sem comentários:

Enviar um comentário