quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Liga dos Campeões: Benfica perde na Rússia

O Benfica perdeu esta tarde na Rússia, frente ao Zenit, por 3-2 e tem fortes hipóteses de se qualificar para os Quartos-de-Final da Liga dos Campeões. Aos encarnados, 'basta' um golo.
Jesus surpreendeu, apostando em Rodrigo nas costas de Cardozo, deixando Aimar no banco, mas o espanhol viria-se a lesionar ainda antes do minuto vinte, após entrada dura de Bruno Alves.
Em inferioridade numérica, o Benfica abriu o activo, na sequência de um livre directo: Cardozo bateu forte, o guarda-redes do Zenit defendeu para a frente, e Maxi Pereira encostou para o fundo da baliza.
Com Rodrigo ainda em campo, permitindo que Aimar aquecesse mais uns minutos, o Zenit chegaria ao empate pouco depois, após desvio de Shirokov a cruzamento de Hubocan.
Já com Aimar em campo - o argentino ficará de fora na segunda mão -, o Benfica equilibrou novamente a partida, dispondo de boas ocasiões para marcar, e a verdade é que se esperava algo mais do Zenit, mesmo no segundo tempo, algo que só viria a acontecer a partir do minuto 66', quando Bystrov entrou em campo.
A reviravolta russa no marcador aconteceria ao minuto 71', após uma excelente jogada colectiva, que teve dois toques de grande habilidade: um primeiro de Kerzhakov perante dois defensores encarnados; a bola sobrou para Bystrov, que de primeira serviu Semak, e este, de calcanhar, culminou com um belo golo, uma jogada espectacular.
O Benfica estava algo retraído na sua zona defensiva, e o Zenit foi pressionando na procura de mais um golo, mas seriam mesmo os encarnados a marcar, já no minuto 87'.
Zhevnov defendeu mais uma vez para a frente - desta feita a remate de Gaitán -, depois, com uma palmada, impediu que Bruno Alves aliviasse o esférico, e apareceu Cardozo a empurrar para o 2-2.
A pouco tempo do fim, pensava-se que o jogo ficaria então empatado a dois - o que era um excelente resultado para o Benfica -, mas de pronto, Shirokov voltaria a marcar, dando o 3-2 para o Zenit, aproveitando nova 'fífia', desta feita da defensiva encarnada: Maxi Pereira tentou dominar a bola dentro de área, esta fugiu-lhe, e Shirokov depois de ultrapassar Artur, atirou a contar.
A 6 de Março, na Luz, o Benfica tem então a oportunidade de se redimir deste resultado, e qualificar-se para os Quartos-de-Final da Champions.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio Petrovsky, em São Petersburgo
Quarteto de arbitragem composto por: Jonas Eriksson (Suécia - Árbitro Principal); Stefan Wittberg e Fredrik Nilsson (Árbitros Assistentes); Daniel Stalhammer (Quarto Árbitro)

Zenit (4-3-3): Zhevnov; Anyukov, Bruno Alves, Lombaerts e Hubocan; Denisov, Zyryanov (Semak 45') e Shirokov; Kanunnikov (Bystrov 66'), Kerzhakov e Fayzulin (Rosina 90+2').
Treinador: Luciano Spalletti. Suplentes Não Utilizados: Borodin; Huszti, Cheminava e Lukovic.

Benfica (4-4-2): Artur; Maxi Pereira, Luisão, Garay e Emerson; Bruno César (Nolito 76'), Matic, Witsel e Gaitán (Miguel Vítor 90+1); Rodrigo (Aimar 30') e Cardozo.
Treinador: Jorge Jesus. Suplentes Não Utilizados: Eduardo; Jardel, Saviola e Nélson Oliveira.

Disciplina:
Amarelos: Luisão 13'; Bruno Alves 17'; Bruno César 45'; Anyukov 64'; Aimar 75'.

Marcador: 0-1 Maxi Pereira 20'; 1-1 Shirokov 27'; 2-1 Semak 71'; 2-2 Cardozo 87'; 3-2 Shirokov 89'.

Sem comentários:

Enviar um comentário