quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Liga Europa: FC Porto goleado e eliminado

O FC Porto terminou hoje a sua curta defesa ao título da Liga Europa, tendo sigo goleado em Manchester, frente ao City, por uns gordos e exagerados, 4-0.
A equipa portista entrou praticamente a perder, pois aos vinte segundos de jogo, já o City vencia, graças a um erro defensivo da turma portuguesa. Erros esses que viriam depois a definir o resultado final à entrada para os últimos quinze minutos.
Como disse, ainda mal o jogo tinha começado, quando Agüero abriu o activo, aproveitando um mau passe do compatriota e adversário Otamendi.
O FC Porto reagiu, pegou no jogo e até conseguiu um ou outro cruzamento algo perigoso por parte de James, mas seria o City a andar perto de marcar o segundo, valendo aos portistas, uma defesa de Helton a remate de Yaya Touré.
Na resposta, Varela atirou para defesa de Hart, após bom passe de Lucho, mas o City continuava a dispor das melhores ocasiões, como quando Agüero atirou à trave no minuto 29'.
Antes do intervalo, e mais uma vez por Agüero, o City ficou perto de marcar, e Otamendi teve também uma boa oportunidade para marcar, mas rematou torto e para fora.
No início da segunda parte, os 'Citizens' voltaram a andar perto de marcar, quando Agüero serviu David Silva, e este não conseguiu levar a melhor sobre Maicon. Ainda assim, assistiu-se a uma mudança de atitude do FC Porto na etapa complementar, pois os portistas rapidamente construíram três bons lances para marcar, e num deles até marcou mesmo: Lucho rematou ao lado aos 52'; Hulk obrigou Hart a aplicar-se aos 54'; e James marcou aos 59', mas um fora-de-jogo de Hulk no início da jogada, impediu o golo azul-e-branco.
Logo depois, Maicon pontapeou Otamendi de forma involuntária, e Vítor Pereira aproveitou para lançar Sapunaru, lançando também Cristián Rodríguez por troca com Varela.
Com o FC Porto a controlar a posse de bola, aproveitou o City para fazer o que fez ao longo de toda a partida: aproveitar os erros adversários, para criar perigo.
Foi desta forma que os azuis de Manchester arrumaram com o jogo aos 76', após desarme de Maicon que colocou a bola em Agüero, e este serviu Džeko para o 2-0, sendo que Rolando foi expulso por protestos.
O resultado ganharia contornos de goleada rapidamente, com David Silva aos 84' a limitar-se a encostar para o 3-0 após passe de Pizarro, a aproveitar uma perca de bola de Fernando; e logo de seguida, com Pizarro a fechar o resultado, aproveitando mais um corte involuntário, desta feita de Sapunaru.
O FC Porto, pode-se dizer, até controlou a partida, mas quando se perde por 4-0, não pode ser só azar. Muitos erros individuais e colectivos, ditaram um resultado que é enganador, mas que poderá servir de lição para o futuro.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio City of Manchester, em Manchester
Quarteto de Arbitragem composto por: Wolfgang Stark (Alemanha - Árbitro Principal); Mike Pickel e Jan-Hendrik Salver (Árbitros Assistentes); Marco Fritz (Quarto Árbitro)

Man. City (4-3-3): Joe Hart; Richards, Kompany, Lescott e Clichy; De Jong, Barry (Milner 56') e Yaya Touré; Nasri (Džeko 68'), Agüero (Pizarro 79') e David Silva.
Treinador: Roberto Mancini. Suplentes Não Utilizados: Pantilimon; Savić, Zabaleta e Balotelli.

FC Porto (4-3-3): Helton; Maicon, Otamendi (Sapunaru 62'), Rolando e Álvaro Pereira; Fernando, Lucho e João Moutinho; James Rodríguez (Defour 79'), Hulk e Varela (Cristián Rodríguez 62').
Treinador: Vítor Pereira. Suplentes Não Utilizados: Bracalli; Tomás Podstawski, Djalma e Kléber.

Disciplina:
Amarelos: Rolando 14' e 77'; Lucho 14'; Otamendi 27'; Yaya Touré 67'.
Vermelhos: Rolando 77'.

Marcador: 1-0 Agüero 01'; 2-0 Džeko 76'; 3-0 David Silva 84'; 4-0 Pizarro 86'.

Sem comentários:

Enviar um comentário