segunda-feira, 30 de abril de 2012

Inglaterra: Man. City 1-0 Man. United

O Manchester City venceu esta noite, o rival United por uma bola a zero, e assumiu a liderança da Premier League, apesar de estar em igualdade pontual com os 'Red Devils'.
Um cabeceamento certeiro de Vincent Kompany em cima do intervalo, valeu o triunfo aos da casa, que assim recuperaram oito pontos em três jornadas, e voltam a estar na senda do título, que lhes escapa desde 1968.
A turma do City dominou claramente no primeiro tempo, perante um United muito fechado e sem soluções ofensivas. Phil Jones com um corte decisivo, evitou que o City marcasse mais cedo, e minutos mais tarde, Agüero com tudo para fazer o golo, atirou por cima, para desespero do seu sogro, Diego Maradona.
Já no período de descontos da primeira parte, o City chegaria ao primeiro - e único - golo da partida: pontapé de canto batido na direita, e Kompany a saltar mais alto que toda a gente, fazendo de cabeça o 1-0.
Para o segundo tempo, esperava-se um jogo mais aberto e mais espectacular, algo que não viria a acontecer, nem mesmo com as entradas de Wellbeck, Valencia e Young - este para o lugar de Nani -, na equipa do United. Mancini respondeu com De Jong, para segurar o resultado bem à maneira italiana, e seria por uma entrada dura do holandês, que os ânimos se exaltariam, com Mancini e Ferguson a quase chegarem a vias de facto. Valeu a pronta acção do quarto árbitro e dos respectivos adjuntos.
Algo balanceado para o ataque, mas claramente desinspirado, o United sujeitou-se mais a sofrer o segundo golo, do que a conseguir o empate.
Um remate de Yaya Touré já nos últimos vinte minutos, passou bem perto do poste direito da baliza de De Gea, e já sobre o minuto noventa, Nasri atrapalhou-se a ele próprio com várias fintas, e acabou por desperdiçar uma soberana ocasião para 'matar' o jogo.
Após este triunfo, os 'Citizens' lideram 'graças' à diferença de golos, que é o primeiro critério de desempate na liga inglesa. O City tem 88 golos marcados e 26 sofridos, o que dá um saldo de 61 golos positivos, enquanto que o United, tem 86 marcados e 33 sofridos, que resultam em 53 golos positivos.
A duas jornadas do fim, o City desloca-se ao terreno do Newcastle na próxima ronda, e acaba o campeonato em casa frente ao QPR, enquanto que o United recebe o Swansea na próxima jornada, e acaba o campeonato em casa do Sunderland.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Ettihad Stadium, em Manchester
Árbitro Principal: Andre Marriner

Man. City (4-2-3-1): Joe Hart; Zabaleta, Lescott, Kompany e Clichy; Yaya Touré e G. Barry; Nasri (Milner 90+3'), Agüero e David Silva (Richards 83'); Tévez (De Jong 68').
Treinador: Roberto Mancini. Suplentes Não Utilizados: Pantilimon; Kolarov, Balotelli e Džeko.

Man. United (4-3-3): De Gea; Jones, Smalling, Ferdinand e Evra; Carrick, Scholes (Valencia 77') e Giggs; Nani (Young 83'), Rooney e Ji-Sung Park (Wellbeck 58').
Treinador: Alex Ferguson. Suplentes Não Utilizados: Arnos; Rafael, Berbatov e Chicharito.

Disciplina:
Amarelos: Kompany 19'; Yaya Touré 53'; Jones 69'; De Jong 76'; Carrick 78'.

Marcador: 1-0 Kompany 45+1'.

Sem comentários:

Enviar um comentário