sexta-feira, 6 de abril de 2012

Liga Orangina: D. Aves 1-1 Portimonense

D. Aves e Portimonense encontraram-se esta tarde no recinto do clube nortenho, com o resultado a saldar-se num empate a uma bola, que atrasa os avenses na corrida pela subida, e premeia a atitude dos algarvios, que se bateram muito bem, e justificaram plenamente o resultado.
De um lado, estava a equipa da casa que vinha de uma série de dezasseis jogos consecutivos sem conhecer o sabor da derrota; do outro, estava um Portimonense que vinha de quatro vitórias consecutivas, mas que ainda assim, continuava dentro da linha de água.
A partida começou a um ritmo frenético, com a primeira oportunidade a pertencer aos forasteiros logo aos dois minutos, quando Luís Carlos surgiu isolado frente a Marafona, mas permitiu a defesa do guardião avense.
Na resposta, Pires tentou o chapéu a Serginho, mas a bola saiu ligeiramente por cima.
O jogo continuava a ser disputado a um ritmo interessante, e com boa qualidade, embora sem haver oportunidades de golo quer para uma, quer para outra equipa.
O Aves, sempre irrequieto na frente, muito graças a Pires, chegaria à vantagem ao minuto 32', quando na sequência de um canto, Tiago Valente entrou de rompante ao primeiro poste, e cabeceou sem hipótese de defesa para Serginho.
O Portimonense não se inibiu e à beira do intervalo, esteve perto de marcar: primeiro foi Zambujo a concluir uma boa jogada individual com remate para defesa de Marafona; e na recarga, o remate de Luís Carlos esbarrou em João Pedro, que evitou o pior para a sua equipa.
No início do segundo tempo, Tiago Valente novamente de cabeça, proporcionou uma boa defesa a Serginho. Este lance foi o mote para que a equipa do Portimonense se 'soltasse' no ataque, uma vez que os algarvios tomaram conta das ocorrências grande parte da etapa complementar.
Mais desinibidos na zona ofensiva, os algarvios acabaram, naturalmente, por conceder mais espaços na sua zona defensiva, algo que permitiu ao Aves andar perto do segundo golo por duas vezes: primeiro, Vasco Matos fugiu pela direita e rematou à figura de Serginho; depois, Nélson Pedroso na transformação de um livre directo, obrigou o guardião forasteiro a uma defesa apertada.
Aos 83', João Ferreira expulsou Vítor Gonçalves do Portimonense, ele que havia sido substituído minutos antes, e que terá protestado de forma 'grosseira' por uma falta atacante assinalada a Simy.
No reatamento da partida, os alvi-negros ficariam reduzidos a dez elementos, por expulsão de Semedo, que com o braço, atingiu Amaury Bischoff.
Apesar de todas estas contrariedades, o Portimonense continuou em busca do empate, algo que chegaria já perto do minuto noventa, quando Rafa ganhou um ressalto e seguiu embalado para a baliza do Aves, sendo derrubado por João Pedro, que viu apenas o cartão amarelo.
Na conversão do livre, Ricardo Pessoa atirou a contar, com um remate colocadíssimo e fora de hipótese para Marafona.
Paulo Fonseca lançou então o seu homónimo Diogo Fonseca, em busca do 2-1, que esteve perto de acontecer aos 90+1' minutos, quando o ponta de lança açoriano assistiu o central João Pedro, e este de cabeça fez a bola passar ligeiramente ao lado da baliza de Serginho.
O Portimonense respirou fundo, e conquistou um ponto muito importante na luta pela manutenção, ao passo que o Aves se pode atrasar na luta pela subida, podendo mesmo ser ultrapassado pelo Moreirense.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio do Clube Desportivo das Aves, na Vila das Aves
Trio de Arbitragem composto por: João Ferreira (AF Setúbal - Árbitro Principal); Serafim Nogueira e Nuno Roque (Árbitros Assistentes)

D. Aves (4-2-3-1): Marafona; André Geraldes, Tiago Valente, João Pedro e Nélson Pedroso; Romeu (Diogo Fonseca 89') e Ricardo Chaves (Grosso 60'); Pedro Pereira, Pedro Cervantes (Amaury Bischoff 62') e Vasco Matos; Pires.
Treinador: Paulo Fonseca. Suplentes Não Utilizados: Rui Faria; Romaric, Renato e Quinaz.

Portimonense (4-3-3): Serginho; Ricardo Pessoa, Eridson, Rúben Fernandes e Tininho; Semedo, Vítor Gonçalves (Robson 62') e Pedro Oliveira (Simy 77'); Zambujo, Lucas e Luís Carlos (Rafa 72').
Treinador: Lázaro Oliveira. Suplentes Não Utilizados: Goda; Wakaso, Sérgio Organista e Dodô.

Disciplina:
Amarelos: Romeu 11'; Pedro Oliveira 31'; Ricardo Chaves 54'; Pedro Cervantes 55'; Semedo 55' e 84'; Robson 71'; Zambujo 73'; João Pedro 86'; Vasco Matos 88'.
Vermelhos: Vítor Gonçalves 83'; Semedo 84'.

Marcador: 1-0 Tiago Valente 32'; 1-1 Ricardo Pessoa 88'.

Sem comentários:

Enviar um comentário