sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Liga ZON: V. Guimarães 0-2 Sp. Braga

Sete anos depois da última vez, o Sp. Braga voltou a vencer na casa do vizinho e rival V. Guimarães, dando ainda mais força à ideia deste Vitória não ter equipa suficiente para altos voos.
O triunfo bracarense pode ser acusado de injusto pelos vimaranenses, uma vez que a equipa da casa foi quem melhor jogou e procurou jogar, pertencendo-lhes ainda as melhores oportunidades de golo. Aos 55', bastou uma desatenção defensiva vitoriana, para que Éder abrisse o activo e fizesse 'ruir o castelo'. Já perto do fim, Hugo Viana sentenciou a partida com um remate colocado dentro de área.
Rui Vitória apostou no mesmo onze que havia triunfado em Moreira de Cónegos na passada semana, mantendo o capitão Alex sentado no banco de suplentes em detrimento de João Gonçalves, enquanto que José Peseiro apostou em Baiano para o lado direito da defesa, numa tentativa de dar mais segurança defensiva à sua equipa.
O jogo iniciou-se com maior ascendente vitoriano, o que é perfeitamente normal. Derby é derby, e já diz o ditado que quem joga em casa, 'manda'.
Com um futebol mais bonito e apoiado que o Sp. Braga, o Vitória esteve perto de marcar aos dezoito minutos, quando na sequência de um cruzamento de Addy na esquerda, Ricardo saltou mais alto que tudo e todos, e com um cabeceamento de cima para baixo, fez a bola passar ligeiramente acima da barra.
Do outro lado, estava um Braga pachorrento e despreocupado com o resultado, que apesar de ter o cuidado de jogar sempre com a bola no pé, não tinha rasgos de criatividade, e muito menos criava oportunidades para marcar.
Porém, a equipa bracarense até esteve perto de o fazer sensivelmente a meio do primeiro tempo, quando Douglas pontapeou a bola contra Éder, e esta foi na direcção da sua baliza, sendo que o guardião brasileiro recuperou a posição a tempo de socar a bola perante a 'marcação' do atacante internacional luso.
Ainda assim, o Braga acabou a primeira parte ligeiramente por cima na partida, e começou o segundo tempo da mesma maneira, até que aos dez minutos de jogo, na sequência de um livre favorável ao Guimarães, Alan recuperou a bola, deixou João Gonçalves para trás, e cruzou para Éder, que solto de marcação nas costas de toda a defensiva vitoriana, só teve que encostar para o 0-1.
Verdade seja dita, o Vitória morreu aí. Rui Vitória lançou pouco depois Lalkovič e Tiago Rodrigues por troca com João Ribeiro e Leonel Olímpio, mas a turma vitoriana, apesar de continuar a jogar num futebol apoiado e procurando chegar ao golo, não mais o conseguiu fazer com clarividência.
Em vantagem no marcador e com o adversário desmoralizado, o Sp. Braga continuou a estar por cima na partida, controlando o jogo como queria, e até poderia ter aumentando o score novamente por Éder, que após livre de Alan, desviou a bola de cabeça, com esta a passar a centímetros do poste.
Aos 86', Hugo Viana aproveitou um lance confuso na área do Vitória, e já no interior desta, disparou forte e colocado de pé esquerdo, não dando hipótese de defesa a Douglas.
A resposta do V. Guimarães foi imediata, e segundos depois, também através de um lance confuso, os vimaranenses enviaram a bola ao poste esquerdo da baliza de Beto.
O final da partida não tardou muito, e com este triunfo, o Sp. Braga alcançou de forma provisória o FC Porto na segunda posição, uma vez que os 'dragões' só jogam amanhã em Vila do Conde, frente ao Rio Ave. No outro jogo da noite, o Benfica venceu em Paços de Ferreira por 2-1, e assumiu a liderança do campeonato, também de forma provisória.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio Dom Afonso Henriques, em Guimarães
Quarteto de Arbitragem composto por: Paulo Baptista (Árbitro Principal); Valter Rufo e José Braga (Árbitros Assistentes); Paulo Rodrigues (Quarto Árbitro)

V. Guimarães (4-3-3): Douglas; João Gonçalves, Defendi, N'Diaye e David Addy; Leonel Olímpio (Tiago Rodrigues 64'), El Adoua e André André (Amido Baldé 82'); Ricardo, Soudani e João Ribeiro (Lalkovič 64').
Treinador: Rui Vitória. Suplentes Não Utilizados: Delač; Alex, Bamba e Barrientos.

Sp. Braga (4-2-3-1): Beto; Baiano, Douglão, Paulo Vinícius e Elderson; Custódio e Hugo Viana (Djamal 89'); Alan, Mossoró (Rúben Micael 65') e Hélder Barbosa; Éder (Michel 85').
Treinador: José Peseiro. Suplentes Não Utilizados: Quim; Nuno André Coelho, Rúben Amorim e Paulo César.

Disciplina:
Amarelos: Custódio 55'; Rúben Micael 70'; David Addy 72'; Soudani 88'.

Marcador: 0-1 Éder 56'; 0-2 Hugo Viana 86'.

Sem comentários:

Enviar um comentário