domingo, 28 de fevereiro de 2010

Sismo no Chile: Jogador saltou do quarto andar com filho bebé.

Em cada tragédia, há sempre histórias que são pequenos milagres.
E foi, o que aconteceu na madrugada de ontem, durante o sismo que abalou o Chile.
Rúben Gigena (na foto), jogador do Santiago Wanderers viu-se obrigado a saltar de uma janela do quarto andar, para fugir ao desabamento do prédio.
Pior ainda: teve de saltar com o seu filho ao colo.
"Fui ao quarto dos meus filhos e, como parte do tecto não parava de cair, decidi pular do quarto andar. Magoei os dois joelhos, mas ao menos amenizei o impacto para o meu bébé, que também está com uma forte dor na cintura", contou Gigena.
Algo situado quatro metros abaixo da janela, terá salvo a vida a Gigena e ao seu filho.
O próprio jogador contou nunca ter vivido algo do género, apesar de viver há muitos anos no Chile:
"Foi algo muito grande, nunca vivi nada igual, mesmo vivendo no Chile há muitos anos."
O jogador argentino, representa actualmente o Santiago Wanderers, além de ter representado no Chile, o Audax Italiano e o Ñublense.

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Jogos com história: Varzim 2-1 Benfica (2006/2007)

Estávamos na temporada 2006/2007, e o FC Porto já havia sido afastado da Taça pelo Atlético.
Na Póvoa de Varzim, o Benfica defrontava a equipa local, numa noite chuvosa, com um relvado bastante enlameado.
O Varzim era 12º na Liga de Honra, e o Benfica era o 3º classificado da Superliga.
Os da casa entraram melhores, e aos 13' numa jogada de insistência no corredor direito, por parte do angolano Mendonça, Nélson introduziu a bola na sua própria baliza. 1-0 para os poveiros.
A partir daí, o Benfica imprimiu um ritmo mais forte no jogo, graças a Rui Costa e Simão, que foram os principais galvanizadores do ataque encarnado.
Aos 30', o golo do empate. Cruzamento na esquerda de Rui Costa, e Simão a aparecer na zona do ponta de lança, e de cabeça (!) a empatar a partida.
O Benfica já justificava o empate, e o Varzim não tinha poderio para suster a avalanche benfiquista.
Até final do primeiro tempo, ambas as equipas tiveram opurtunidades para fazerem o segundo golo, mas não conseguiram concretizar.
O empate ao intervalo, era justo.No segundo tempo, com o passar dos minutos, os jogadores encarnados iam acumulando cansaço, e o Varzim lá segurava o seu adversário, e sempre que podia tentava dar um ar da sua graça, impulsionado por Pedrinho, e tendo em Mendonça e Denilson, dois perigos constantes.
Fernando Santos, treinador do Benfica, mexeu no meio-campo, tirando Beto e colocando em campo o russo Karyaka, que acabou por estar ao mesmo nível do seu colega: muitas faltas sucessivas, e o risco de expulsão.
Nos últimos 15 minutos, os varzinistas forçaram o ataque, e aos 77' através da marcação de um pontapé livre, cobrado por Nuno Rocha, Mendonça desviou ao primeiro poste, para o segundo golo do Varzim.
Estava desfeita a igualdade para gáudeo da população poveira.
O Benfica respondeu, e por pouco não empatou. Após remate de Luisão, valeu Ricardo que com uma excelente defesa, "safou" o Varzim.
À entrada para os últimos cinco minutos, o Benfica voltou a dispôr de uma excelente opurtunidade. Assistido por Rui Costa, Marco Ferreira teve tudo para igualar as contas do marcador, mas desentendeu-se com Mantorras, acabando por atirar por cima.
O jogo terminou, com o conjunto poveiro no ataque, o que mostra que os encarnados acabaram por baixar os braços, permitindo assim a passagem do Varzim, que tudo fez para seguir em frente.Ficha de Jogo:

Varzim: Ricardo; Pedrinho, Pedro Santos, Alexandre e Nuno Ribeiro; Tito, Emanuel, Nuno Rocha e Marco Cláudio (Tiago Lopes 84'); Denilson (Neto 92') e Mendonça (Yazalde 94').
Treinador: Diamantino Miranda. Suplentes Não Utilizados: Rui Barbosa, Campinho, Luca e Diego Gottardi.

Benfica: Quim; Nélson, Luisão, Anderson e Léo (Marco Ferreira 84'); Katsouranis, Beto (Karyaka 66'), João Coimbra (Mantorras 45') e Rui Costa; Nuno Gomes e Simão.
Treinador: Fernando Santos. Suplentes Não Utilizados: Moreira, David Luiz, Paulo Jorge e Miguelito.

Disciplina:
Amarelos: Anderson 6'; Nuno Ribeiro 40'; Luisão 47'; Tito 48'; Beto 57'; Simão 88'; Marco Ferreira 93';

Golos: 1-0 Nélson 13' (auto-golo); 1-1 Simão 30'; 2-1 Mendonça 77';

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Sporting: Costinha é o novo director-desportivo.

O ex-internacional português Francisco Costa, conhecido no mundo do futebol por Costinha é o novo director-desportivo do Sporting.
O "Ministro", sócio nr 39 402 dos Leões, tem um currículo invejável enquanto jogador, e quer agora ganhar enquanto director. Aliás, o ex-jogador do FC Porto, disse que daqui para a frente a palavra principal será "ganhar".
"Daqui para a frente a palavra principal será ganhar. Não é ganhar daqui a três ou quatro anos, é para pensar em ganhar a cada ano que passa" citou.
José Eduardo Bettencourt, presidente leonino, referiu que a contratação de Costinha é uma "contratação de peso", pois trata-se de uma pessoa que ama o clube.
"Mostrou uma vontade inequívoca de representar este clube, que é o seu. O seu currículo diz que é um campeão", disse Bettencourt.
Para finalizar, o antigo internacional português recordou os tempos de adepto do Sporting, para "chamar" mais pessoas ao estádio.
"Ainda me lembro de vir ao estádio com 14 ou 15 anos, e já não haver bilhetes para um jogo com o Gil Vicente" disse Costinha.
Costinha subsituirá no cargo Miguel Salema Garção, que substituiu interinamente o também ex-internacional português, Ricardo Sá Pinto.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Liga Europa: Sporting segue em frente.

5 derrotas e 2 empates depois, o Sporting voltou a vencer.
Os leões venceram esta noite, em Alvalade, o Everton na 2ª mão dos 16 avos de final, da Liga Europa, por 3-0.
Ao intervalo, o nulo subsistia muito por culpa dos "Toffees" que se preocuparam sempre em defender, e apenas jogaram com um elemento na frente de ataque.
Miguel Veloso (64'), Pedro Mendes (76') e Matías Fernández (90+3'), foram os autores dos golos, que colocam o Sporting nos oitavos de final da Liga Europa, onde irá enfrentar o Atlético de Madrid, de Simão e Tiago.
Portugal consegue assim alguns pontos preciosos para se distanciar da Holanda no ranking da UEFA.
Convém lembrar que os três clubes holandeses que ainda estavam nas competições europeias, foram hoje todos eliminados: Twente, PSV e Ajax.
Quanto a Portugal, viu Benfica e Sporting seguirem em frente, restando ainda o FC Porto, na Liga dos Campeões.
No final da tarde de terça feira, os encarnados "despacharam" os alemães do Hertha, com um contudente 4-0.
Aimar (25'), Cardozo (48' e 62') e Javi García (59') fizeram o gosto ao pé.
No caminho do Benfica, está o Marselha de Lucho que eliminou o Copenhaga.
Resultados da 2ª Mão dos 16 Avos-de-Final da Liga Europa:

Maccabi Tel-Aviv (Israel) 0-0 Rubin Kazan (Rússia)
Sporting 3-0 Everton (Inglaterra)
Werder Bremen (Alemanha) 4-1 Twente (Holanda)
Salzburgo (Áustria) 0-0 Standard Liège (Bélgica)
Benfica 4-0 Hertha Berlin (Alemanha)
Wolfsburgo (Alemanha) 4-1 Villarreal (Espanha)
Unirea (Roménia) 1-3 Liverpool (Inglaterra)
Fenerbahçe (Turquia) 1-1 Lille (França)
Juventus (Itália) 0-0 Ajax (Holanda)
Anderlecht (Bélgica) 4-0 Athletic Bilbao (Espanha)
Marselha (França) 3-1 Copenhaga (Dinamarca)
Galatasaray (Turquia) 1-2 Atletico Madrid (Espanha)
PSV (Holanda) 3-2 Hamburgo (Alemanha)
Roma (Itália) 2-3 Panathinaikos (Grécia)
Shakhtar Donetsk (Ucrânia) 1-1 Fulham (Inglaterra)
Valencia (Espanha) 3-0 Club Brugge (Bélgica) (Após Prolongamento)


(Nota: A negrito as equipas apuradas.)

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Equador: Federação suspende Deportivo Quito.

A Federação Equatoriana de Futebol, suspendeu o Deportivo Quito de todas as competições internas até que o clube salde as suas dividas ao organismo.
Segundo o presidente da Federação, Luís Chiriboga, os actuais campeões nacionais, devem mais de 160 mil doláres (cerca de 120 mil euros), e ficará impedido de disputar o campeonato, se não saldar as suas dividas até sexta-feira (26 de Fevereiro).
Além das dividas aos jogadores, o Deportivo Quito está também em falta com um subsídio mensal que permite apoiar financeiramente a Federação.
O Deportivo já iniciou a sua participação na Copa Libertadores 2010, tendo sido derrotado na deslocação ao CA Cerro, do Uruguai, por 2-0.
Nas competições internas, pode agora ficar proibido de disputar o Torneio Abertura, onde é 7º classificado com 4 pontos somados, fruto de uma vitória, um empate e uma derrota, em 3 jogos que já se disputaram.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Rio Ave: Mau tempo causa prejuízos em bancada.

O mau tempo que assolou a região Norte na madrugada de segunda-feira, provocou alguns estragos na bancada Poente do estádio do Rio Ave.
Por razões de segurança, os responsáveis do clube vilacondense, decidiram interditar o acesso à bancada, disponibilizando a bancada Nascente para os sócios que costumam acompanhar os treinos do Rio Ave.
Os maiores estragos foram na cobertura, já que o forte vento que se fez sentir levantou algumas telhas.
Já em 2001, a cobertura do Estádio dos Arcos, tinha levantado, em vésperas do confronto com o velho rival, Varzim, que recentemente viu uma das bancadas do seu estádio ser encerrada, por questões de segurança (tal como eu noticiei).
O Rio Ave, ocupa o 10º lugar com 24 pontos em 20 jogos, e no próximo fim-de-semana desloca-se ao terreno da Académica.

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Madeira: Mau tempo adia jogos, e danifica estádios

O temporal que se fez sentir no dia de ontem, na Ilha da Madeira, adiou jogos que estavam marcados para a tarde de hoje, e causou ainda alguns danos em estádios.
O jogo entre Santana e Camacha, da Zona Sul da II Divisão, é um dos muitos jogos adiados, pois tal como explicou o presidente da Associação de Futebol da Madeira, Rui Marote, as autoridades regionais apelaram para que sejam evitadas deslocações nas estradas da região. Adiados, foram também os jogos dos distritais madeirenses.
O mau tempo causou também danos no Complexo Desportivo do Marítimo (na foto), onde a principal equipa marítimista costuma treinar, e ainda no estádio do CF Andorinha, da III Divisão Nacional.
De acordo com os organismos de comunicação nas últimas horas, já faleceram cerca de 40 pessoas, havendo mais de 100 feridos, e centenas de desaparecidos.
Cristiano Ronaldo mostrou-se chocado com tudo o que aconteceu na "sua" ilha, e está disponivel para ajudar no que for preciso, e naquilo que estiver ao seu alcance.
"Ninguém pode ficar indiferente a esta calamidade de grandes proporções, muito menos eu, que nasci e cresci na Madeira, uma ilha que, obviamente me diz muito" citou o jogador do Real Madrid.
"É por esta razão que quero expressar a minha disponibilidade para, na medida do que me for possível, ajudar os organismos e entidades oficiais no sentido de serem minorados e ultrapassados os efeitos desta grande devastação" concluiu Cristiano Ronaldo.

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Túnel da Luz: Hulk suspenso por 4 meses; Sapunaru por 6.

A Comissão Disciplinar da Liga oficializou na tarde de ontem, as sanções aplicadas aos jogadores do FC Porto, Hulk e Sapunaru, devido aos conflitos ocorridos no Estádio da Luz, com stewards, no dia 20 de Dezembro.
O brasileiro Hulk foi suspenso por 4 meses, e terá de pagar uma multa de 2.250 euros, enquanto o romeno Sapunaru (entretanto emprestado ao Rapid de Bucareste), foi suspenso por 6 meses, e ainda condenado ao pagamento de uma multa no valor de 4.750 euros.
A pena de Hulk, encontra-se abaixo do límite mínimo, porque a CD "entendeu levar a cabo uma atenuação especial de pena para os dois jogadores" uma vez que "houve um quadro geral de provocação no final do jogo" referiu o presidente da Comissão, Ricardo Costa.
"Este quadro resulta de uma conjugação de atos, que não assentou nem em insultos nem em agressões por parte dos assistentes de recinto desportivo, mas numa dicussão verbal" citou o mesmo, Ricardo Costa.
Quanto aos assistentes de recinto desportivo (stewards) não têm sanção porque para a Comissão Disciplinar da Liga não são agentes desportivos.
O líder da CD da Liga, afirmou ainda que os processos que resultaram nas suspensões de Hulk e Sapunaru, tiveram carácter priotário e foram resolvidos com máxima celeridade.
"Este processo seguiu os seus termos normais. No âmbito dos muitos processos disciplinares que resolvemos desde Setembro, este foi um dos mais rápidos que decidimos. Foi uma decisão rápida, célere e sem atropelos das leis" concluiu o responsável da CD da Liga.
Sendo assim, Hulk estará de regresso às provas nacionais, em Abril, frente ao Vitória de Setúbal, na 28ª Jornada, pois 2 dos 4 meses de suspensão, já foram cumpridos. (Lembro que os jogadores foram suspensos preventivamente no dia 22 de Dezembro de 2009.)
Quanto a Sapunaru, o castigo terminará em Junho.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

V. Setúbal: Meia-dose de Vitamina K para Domingo

(Keita já leva cinco golos no campeonato e está castigado para domingo.)
A recuperação sadina no campeonato, está directamente ligada a uma injecção de Vitamina K.
Os rendimentos do polaco Kazmierczak e do senegalês Keita, têm sido fundamentais para manter o Vitória afastado da zona de despromoção, pois dos pés de ambos, já sairam golos que valeram doze dos dezasseis pontos já amealhados pelos sadinos no campeonato, até ao momento.
Esta dupla já apontou oito dos quinze golos marcados que o Setúbal já leva na prova - Kaz marcou três e Keita cinco.
Posto isto, os adeptos sadinos têm razões para estarem preocupados, pois Keita está castigado, e falhará a recepção à Naval, no próximo domingo.
Logo, a vitória terá de ser tentada com apenas meia-dose de vitamina K.
Do pé esquerdo de Keita, saíram os golos que valeram as vitórias ante Leixões (1-0) e Marítimo (3-2 com bis do senegalês) e o empate em Guimarães (2-2).
Enquanto que o pé canhoto de Kaz, já deu cinco pontos: vitória sobre a Naval (1-0), e os empates com U. Leiria (3-3) e Rio Ave (2-2).
Além do K, ambos os jogadores têm em comum o facto de usarem o pé esquerdo como sua maior arma.
A par de Keita, o Setúbal não poderá ainda utilizar Ney, Hélder Barbosa e Neca, que estão também castigados. O Vitória de Setúbal enfrenta a Naval, no próximo domingo, pelas 16 horas no Bonfim.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Europa: Sortes distintas para as equipas portuguesas

Voltou a emoção dos jogos europeus.
A Liga dos Campeões com os Oitavos de Final, e a Liga Europa com os 16 avos de Final.
Os portugueses tiveram, sortes distintas: Na Liga dos Campeões, o FC Porto bateu o "colosso" Arsenal por 2-1 no Dragão, enquanto na Liga Europa o Sporting perdeu em casa do Everton, também por 2-1, e o Benfica empatou esta noite em Berlin, em casa do Hertha a um golo.
Contrariamente, ao que seria previsto, foi o Sporting o primeiro representante de Portugal a entrar em prova nesta jornada europeia.
Os leões, deslocaram-se ao terreno do Everton, em Liverpool, e saíram derrotados por 2-1.
Carvalhal prometeu lutar até ao último segundo do jogo da segunda mão, e o golo de Miguel Veloso aos 87' na conversão de uma grande penalidade, dá esperança ao técnico leonino para o jogo de Alvalade.
O Sporting até esteve em bom plano no primeiro tempo, mas no segundo desapareceu um pouco do jogo, e só voltou à luta com a entrada em cena de Yannick Djaló.
Pienaar deu vantagem à equipa da casa aos 35', e já na segunda parte (50') o francês Distin aumentou para 2-0.
O melhor que os leões conseguiram, foi reduzir já bem perto do fim, por intermédio de Miguel Veloso, na transformação de uma grande penalidade, a castigar falta de Distin sobre Liedson, quando o "Levezinho" seguia isolado.
Ontem, foi a vez do FC Porto, entrar em campo.
Perante um Arsenal desfalcado (importa referir que Almunia, Van Persie, Arshavin e Gallas não jogaram), os Dragões assumiram o controlo do jogo, tendo Rúben Micael sido o maestro de serviço.
Dois golos, com muita sorte e algo invulgares, dão a vantagem ao FC Porto.
Varela, abriu a contagem aos 11' num cruzamento que saiu direccionado para a baliza, e no qual Fabianski deu uma ajudinha aos azuis, deixando escapar a bola.
Sete minutos volvidos, e na sequência de um canto, golo do Arsenal. Três toques de cabeça bastaram para o golo.
Fabregas apontou o canto, Vermaelen desviou ao primeiro poste, e Rosicky completamente só (onde andavam os defesas do FC Porto ?) ao 2º assistiu Sol Campbell que perante Helton não se fez rogado, e encostou, para o empate.
Na segunda parte, Campbell voltou a ser figura principal. Aos 50' não se entendeu com o guarda-redes Fabianski, e atrasou a bola para o polaco. Este, agarrou a bola com as mãos.
Livre indirecto, favorável aos Dragões, e Rúben Micael, sem dar tempo de organização à defensiva dos "Gunners" serviu Falcao, que só teve de encostar, perante o olhar da defensiva inglesa.
De realçar, também, o regresso de Hulk, à competição, após dois meses sem competir, devido ao castigo federativo.
O FC Porto, venceu, e leva vantagem para a 2ª Mão.
Já, esta noite, foi a vez do Benfica entrar em campo.
Na Alemanha, perante o último classificado da Bundesliga, o Hertha, os encarnados não foram além de um empate a um golo.
O Benfica até entrou mais forte, e logo aos 4' Di María inaugurou o marcador.
A resposta alemã surgiu aos 33'. Cruzamento tenso do lado direito do ataque do Hertha, e Javi García a desviar a bola para a sua própria baliza.
Na segunda parte, o Hertha pressionou, e ameaçou, mas o Benfica conseguiu manter a igualdade até final, e ganhou vantagem para o jogo da segunda mão, que se realiza dentro de uma semana na Luz.

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Históricos do Nosso Futebol: Leça

Fundado em 1912 (não há data oficial), o Leça Futebol Clube, tem a sua sede em Leça da Palmeira, e é actualmente presidido por Fernando Monteiro.
Os leceiros tiveram os seus dias de glória, quando na década de 90, disputaram a 1ª Divisão. Mas, já lá vamos.
Como já referi, não há dados que comprovem a fundação exacta do Leça. Apenas se sabe, que a fundação ocorreu em 1912.
O primeiro dado noticioso que comprova a existência do Leça F. C., está patente na edição de 3 de Setembro de 1913, do já extinto jornal "O Comércio do Porto". Este órgão de comunicação, fez referência à partida disputada entre o Leça e o F. C. Matosinhos.
O clube foi disputando durante alguns anos, jogos com outras equipas, embora esses jogos não fossem organizados pela Associação de Futebol do Porto.
Entre 1917 e 1921, o Leça terá suspenso as suas actividades, pois não existem provas de que o se manteve activo.
Em 1922, o hasteamento da bandeira, mostra que o Leça estava "de regresso". 1922, foi intitulado como o "ano da reorganização" por parte dos leceiros.
Em 1941, um grupo de jovens da terra, todos eles amadores, conseguiram o feito histórico de levar o seu "Leçinha" à 1ª Divisão.
A experiência, não foi lá muito boa em termos de resultados conseguidos, pois o Leça quedou-se pelo 12º e último lugar da classificação.
De 42/43 a 46/47, o clube disputou a II Divisão, tendo depois disputado a Divisão de Honra da AF Porto, durante duas temporadas: 47/48 e 48/49.
Regressou aos Nacionais, e em 3 anos disputou a II Divisão por duas ocasiões: 49/50 e 51/52. Pelo meio, passou pela III Divisão.
Em 1952, voltou a cair no terceiro escalão, onde participou durante três temporadas: 52/53 a 54/55.
Não evitou nova descida, e em 55/56 foi "cabeça de cartaz" na Divisão de Honra da AF Porto, que acabaria por vencer.
O regresso aos campeonatos nacionais, não podia ter corrido melhor. O Leça andou depois, seis temporadas pela III Divisão, e o 2º lugar conquistado na época de 61/62 valeu a promoção à II Divisão.
Na II Divisão, disputou a Zona Norte, durante oito temporadas, tendo como melhor classificação o 4º lugar de 65/66.
A pior época foi em 69/70, quando o Leça foi 14º e acabou despromovido à III Divisão.
Passaria mais seis temporadas, na III Divisão, até descer novamente aos Distritais. Foi em 76/77 e o Leça, foi 14º entre 16 equipas.
Em 77/78, voltaria a sagrar-se campeão Distrital. Regressou aos Nacionais, e esteve presente na III Divisão por três ocasiões.
Em 80/81 venceu a Série B, à frente do prestigiado Feirense, e ascendeu à II Divisão.
Não se adivinhavam tempos fáceis para as hostes leceiras pela Segunda Divisão. Em 81/82, o 10º lugar valeu a manutenção no mesmo escalão.
Porém, nas duas épocas seguintes, o Leça caíu de tal maneira, que só parou nos Distritais.
Em 82/83 foi 14º na II Divisão, e acabou despromovido. Na 3ª Divisão, o clube voltou a não fazer melhor, tendo-se quedado pelo 15º lugar final, entre 16 equipas.
Nos Distritais, o clube voltou a não viver tempos fáceis. Em 84/85, manteve-se no primeiro escalão distrital, e em 85/86 foi segundo classificado, o que valeu a promoção à III Divisão.
Recordar ainda, que a temporada de 85/86 serviu ao Leça, para lançar Pedro Reis, que anos mais tarde tornou-se capitão e um símbolo do Salgueiros.
A III Divisão, foi depois "palco" do Leça, durante quatro temporadas. Nunca se classificando abaixo do 7º lugar, em 89/90 o 6º lugar valeu aos leceiros, a subida à II Divisão, devido a uma reformulação dos campeonatos nacionais, mais concretamente, da Segunda Divisão Nacional.
No ano de regresso à II Divisão (naquela época passou-se a chamar Segunda Divisão B), a turma leceira não foi além do 17º lugar, entre 20 equipas.
As duas temporadas seguintes, foram de glória para Leça da Palmeira. Em 91/92 o 2º lugar na Série B, da III Divisão valeu a promoção à II Divisão B.
Já na II Divisão B, o Leça acabou por vencer a Zona Norte, em ano de regresso, e subiu à Liga de Honra.
Na Liga de Honra, mais uma página de glória na história do Leça. Primeiro, a manutenção alcançada sem grandes sobressaltos em 93/94. Depois, o ano do título (94/95).
O Leça, voltava à Primeira Divisão, 53 anos depois. Fez-se história.
Na I Divisão, o Leça esteve durante três temporadas: Foi 14º em 95/96 e 96/97; e 12º em 97/98.
No fim da temporada 97/98, o clube Leceiro, acabou despromovido à Liga de Honra. Não, desportivamente falando, é claro. O décimo segundo lugar ainda fica distante dos lugares de despromoção, e tudo isto aconteceu por, alegadamente, o Leça ter subornado árbitros, com o objectivo de ser favorecido na época do título na II Divisão B em 92/93.
No regresso à Liga de Honra, o clube falhou o objectivo subida, e foi 6º classificado.
Disputou a Liga de Honra, durante mais quatro temporadas, sempre classificado abaixo do 10º posto. 11º (99/00 e 01/02); 13º (00/01) e 17º em 02/03 que valeu a descida à II Divisão B.
No regresso à II Divisão B, o objectivo da comissão administrativa que geria o Leça, era reduzir os salários, e apostar na prata da casa.
Como "sem dinheiro, não há milagres" o Leça, foi 19º e último classificado, com apenas 5 vitórias e 5 empates, em 36 jogos.
O regresso à III Divisão, 12 anos depois, saldou-se por um 5º lugar final na Série B (época 04/05). Em 05/06 o Leça foi 9º.
Em 06/07, a aposta era a subida. O falecido presidente Mário Sá, apostou forte, e os seus pupilos não o desiludiram. A morte do presidente, ocorreu em vésperas da deslocação leceira ao terreno do Canedo.
Mesmo assim, a subida foi confirmada, e o clube sagrou-se até campeão.
Em 07/08, na II Divisão, Série B, o Leça não evitou a descida, e regressou à III Divisão.
Em 08/09 o objectivo passava por assegurar a manutenção, e o clube assim o conseguiu.
Esta temporada, é para já 6º classificado a 5 pontos do líder Amarante, quando ainda se disputa a 1ª Fase.
Realiza os seus jogos, no Estádio do Leça FC, e tem como equipamento principal: camisola verde e branca, com listas horizontais, calção preto e meia verde.

Palmarés do Leça FC:
Campeonato Nacional da II Divisão (ou Liga de Honra): 2 (1940/1941; 1994/1995)
Campeonato Nacional da II Divisão B: 1 (1992/1993)
Campeonato Nacional da III Divisão: 2 (1980/1981; 2006/2007)
Campeonato da Divisão de Honra da AF Porto: 2 (1955/1956; 1977/1978)

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Nelas: Não há treinos, mas há jogos.

Longe vai o tempo, em que o Nelas espalhava classe pela 2ª Divisão B, e aspirava os primeiros lugares da classificação.
Actualmente, o clube da simpática vila de Nelas, encontra-se mergulhado numa enorme crise financeira, que já vem da época 2007/08.
Esta temporada, a competir na Série D, da 3ª Divisão, o clube é último classificado, desde a jornada inaugural da prova.
E este último lugar é justificável. Ora veja-se: os jogadores não treinam, mas jogam. E mesmo, para jogarem, não recebem qualquer tipo de prémio. Apenas, promessas de pagamento, que dificilmente serão cumpridas.
Pedro Ladeira, jogador formado nas camadas jovens do Beira-Mar, é um dos cerca de 20 jogadores que compõem o plantel.
Não há muitos anos, vimos Ladeira a representar o clube aveirense, no patamar mais alto do futebol português.
Regressou ao Nelas, no passado mês de Janeiro, com a contrapartida de "receber os salários em atraso, relativos à temporada anterior".
Em declarações ao "ConversasRedondas", Ladeira diz nunca ter pensado passar por uma situação destas no futebol, e que a maioria dos seus colegas terá um prejuízo tremendo se se deslocarem a Nelas todos os dias:
"É uma situação que nunca pensei passar no futebol mas é inevitável porque a maioria dos jogadores (se não todos) se forem todos os dias para Nelas irão ter um prejuízo muito grande,ou seja, não recebem e ainda pagam para jogar futebol."
O mesmo jogador, diz ainda que se a sua equipa treina-se regularmente, "não teria grandes dificuldades para assegurar a manutenção" e que para já dos quatro adversários que defrontou "apenas uma equipa foi superior ao Nelas".
De facto, quando as coisas são assim, pouco ou nada há a fazer.
Destaque para a vitória do Nelas, na tarde de ontem sobre o Benfica de Castelo Branco, por 2-0.
Ladeira assinou o segundo tento da sua equipa.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

II Divisão: União da Serra pode desistir.

A Zona Centro da II Divisão, pode ficar sem o União da Serra.
Os responsáveis pelo clube da região de Leiria, equacionam desistir do campeonato, caso a FPF lhes aplique uma multa por terem faltado ao jogo com o Vitória do Pico, no passado dia 20 de Janeiro.
O União, já foi punido com derrota por 3-0 nesse jogo, e o director-desportivo do clube Nuno Vicente, em declarações à Lusa, referiu "pelos valores que pode assumir seria incomportável", e que seria uma dupla punição.
A confirmar-se a multa, o União da Serra, recorrerá da decisão, e caso não seja dada razão ao clube, este equaciona abandonar a prova.
Tudo começou, quando o clube unionista, tentou antecipar a partida com o Vitória do Pico, nos Açores, para as 11h do dia 20 de Janeiro, de maneira a regressar ao Continente no mesmo dia.
Este cenário, foi rejeitado pelo Vitória, o que levou o clube de Santa Catarina da Serra a comunicar à Federação, que não compareceria ao jogo, pois os seus jogadores caso a partida se disputasse à hora original, perderiam três dias no emprego, e não dois.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Uruguai: Portista C. Rodríguez mais longe do Mundial.

Cristian Rodríguez, jogador uruguaio do FC Porto, tem a presença no Mundial de este ano, em risco, depois da FIFA confirmar que "Cebola" está impedido de disputar os dois primeiros jogos da competição, por castigo.
Expulso na fase de qualificação, frente à Argentina, na última jornada, Rodríguez, foi sancionado com quatro jogos de suspensão, sendo que dois deles já foram cumpridos (play-off de acesso ao Mundial, frente à Costa Rica).
A federação uruguaia pretendia que a suspensão fosse válida, também no particular com a Suiça, no próximo dia 3 de Março, mas a FIFA rejeitou tal hipótese, que deixaria o jogador portista, apenas com um jogo por cumprir.
Sendo assim, Rodríguez, apenas estará disponível para jogar a última jornada da fase de grupos, frente ao México, e o seleccionador Oscar Tabarez, poderá optar por outro jogador, em detrimento do esquerdino do FC Porto.
Poderá ser mais um azar na época do jogador uruguaio, que ultimamente tem estado lesionado.

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Chipre: Equipa do português João Paulo abandonou jogo.

Situação inédita no Chipre (país que será adversário de Portugal na fase de qualificação para o Euro 2012): O APEP, equipa do primeiro escalão cipriota, onde milita o ex-jogador do Portimonense, João Paulo (na foto), abandonou o encontro frente ao Ethnikos Achnas, em jogo a contar para a Jornada 20.
Tudo isto aconteceu, devido ao Ethnikos ter chegado ao empate aos 90+6', quando a equipa de arbitragem só tinha concedido quatro minutos de compensação.
O presidente do APEP, Panayiotis Neocleous, desceu então ao relvado, revoltado com o incidente, e deu ordem a sua equipa para recolher ao balneário.
O português João Paulo, em declarações ao MaisFutebol, revelou que os problemas com as equipas de arbitragem, já vem de trás:
"Há algum tempo que estamos a ser prejudicados pela arbitragem. As arbitragens aqui são uma vergonha".
O jogador referiu ainda, que compreende a ira do presidente, mas que o acto pode trazer problemas para o clube da cidade, de Pitsilia:
"Nós, jogadores, também nos sentimos frustrados. Estão a gozar com o nosso esforço, mas foi uma atitude precipitada. Não leva a nada, e provavelmente vamos perder o ponto que íamos somar".
O APEP, luta anualmente, para não descer a Segunda Divisão, e ocupa agora a décima terceira posição, com apenas 13 pontos, pois no jogo com o Achnas chegaria aos 14 pontos.
Aproveita, o Ethnikos, que sobe ao 7º lugar, tendo agora 22 pontos.
Em jeito de conclusão, João Paulo, falou ainda de que quando chegou, foi informado que as arbitragens eram complicadas, mas aquilo que tem visto, tem sido absurdo:
"Quando vim para cá, as pessoas dizia-me que isto era complicado, mas tenho visto coisas absurdas".
João Paulo, tem 25 anos, e foi formado no Portimonense. Já como sénior, integrou o plantel algarvio durante uma temporada e meia, tendo sido reforço do Casa Pia para a segunda metade da época 04/05.
Jogou depois no Silves (05/06), Operário (06/07) e no Atlético (07/08), até chegar ao Chipre em Janeiro de 2008, para representar o DOXA.
Passou depois, pelo Atromitos na temporada passada, tendo chegado ao APEP em 2009.

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Liga Vitalis: Campeonato ao rubro.

A Liga Vitalis (no passado recente, Liga de Honra), sempre foi conhecida por ser um campeonato extremamente equilibrado. E esta temporada, mais uma vez, não foge à regra.
Arrancou ontem a Jornada 18, em Santa Maria da Feira. E logo com um derby regional entre Feirense e Beira-Mar. De um lado, um dos candidatos assumidos à subida (Feirense), do outro uma equipa que tem passado por alguns problemas financeiros, e que tinha vencido 5 dos últimos 6 jogos.
Os azuis da Feira, seguiam sete pontos atrás do líder, que curiosamente dava pelo nome de...Beira-Mar.
Na primeira parte, assistiu-se a um jogo equilibrado, com as duas equipas a encaixarem-se uma na outra. Na 2ª Parte, por duas ocasiões o conjunto auri-negro podia ter aberto o activo. Aos 53' por Artur, e aos 62' por Djamal, mas ambos os jogadores não conseguiram ludibriar Paulo Lopes.
O mesmo Paulo Lopes, que depois esteve 14 ! minutos a ser assistido. Foi já no (alargado) período de compensação, que os aveirenses chegaram aos golos.
Primeiro, excelente trabalho do chinês Wang Gang que tinha entrado aos 90+1', que culminou com um remate colocado. 0-1 aos 90+4';
Aos 90+7', num contra-ataque rápido, após um pontapé de canto, a favor do Feirense, Mário Rondon serviu Rui Sampaio, e o médio transmontano não teve dificuldades em bater o debilitado Paulo Lopes. 0-2.
O Beira-Mar, aumentou o seu número de pontos para 36, e o Feirense começa-se a atrasar cada vez mais...
Pela tarde, o Varzim recebeu o Estoril, num duelo de equipas que necessitavam de pontos, para fugir aos últimos lugares. O resultado não se alterou, muito por culpa da má finalização de ambas as equipas, pertencedo ao Varzim o maior ascendente durante os 90' minutos.
O conjunto poveiro, que vinha de uma vitória sobre o Feirense, é agora 13º com 19 pontos, enquanto que o Estoril, é 9º com 21, e já não vence há 8 jogos.
Já hoje de manhã, num jogo entre duas equipas que ocupam os lugares cimeiros da prova, a Oliveirense bateu o Santa Clara, por 1-0, e ascendeu de forma provisória ao 2º lugar.
Ambas as equipas, protagonizaram um forte duelo a meio-campo, nos primeiros 15 minutos, até que aos 29' Cícero de cabeça abriu o activo.
Na 2ª parte, os açoreanos tinham de correr atrás do prejuízo, mas quase nunca se mostraram capazes de alterar o rumo dos acontecimentos, "apertando" com a Oliveirense apenas nos últimos 15 minutos da partida.
Resultados da Jornada 18 até ao momento:

Feirense 0-2 Beira-Mar. (Wang Gang 90+4'; Rui Sampaio 90+7')
Varzim 0-0 Estoril.
Oliveirense 1-0 Santa Clara. (Cícero 29')

Esta tarde, a jornada prossegue com os jogos:

Sp. Covilhã - Gil Vicente
D. Aves - Trofense
Fátima- Freamunde
Portimonense - D. Chaves
Carregado - Penafiel

(Nota: Foto relativa ao jogo da 1ª volta: Beira-Mar 1-0 Feirense)

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Fernando Santos eleito treinador da década na Grécia.

É mais um feito histórico para o futebol português, e mais uma prova de que em Portugal há treinadores com qualidade.
Fernando Santos, actualmente treinador do PAOK da Grécia, foi eleito recentemente treinador da década em terras helénicas.
Com passagens por AEK Atenas (01/02, 04/05 e 05/06), Panathinaikos (02/03), e PAOK, onde está desde 2007/08, o "Engenheiro do Penta" nunca conseguiu sagrar-se campeão grego, mas é altamente respeitado na Grécia, onde tem vindo a construír uma imagem de seriedade e disciplina.
Agora, com 55 anos, o técnico português não escondeu a satisfação pelo prémio:
"Foi uma iniciativa organizada pela Liga de Futebol Grega em honra dos últimos 50 anos. Eu era um dos nomeados para treinador desta década e fui eleito. É o reconhecimento de um trabalho desenvolvido neste país desde que aqui cheguei, em 2001. Foi uma votação nacional e fico reconhecido. Este prémio representa a minha contribuição para a evolução do futebol grego e aumenta a minha responsabilidade nesse sentido daqui em diante", citou ao jornal "Record".
Nas seis temporadas já cumpridas na Grécia, Fernando Santos, já foi eleito por três vezes treinador do ano, sendo a primeira logo no ano de estreia, em 01/02.
Fernando Santos, começou a sua carreira de treinador no Estoril em 91/92, tendo depois sido treinador do E. Amadora de 94/95 a 97/98. Em 1998, assinou pelo FC Porto, sagrando-se Penta Campeão, surgindo daí a alcunha "Engenheiro do Penta".
Saiu em 2001, dos azuis, rumando ao AEK. Em 02/03 mudou-se para o Panathinaikos, tendo em 2003 voltado a Portugal, para orientar o Sporting.
Não foi feliz em Alvalade, e voltou a embarcar rumo à Grécia. Fez mais duas temporadas ao serviço do AEK, e voltou a Portugal, desta vez, para o Benfica.
Em 06/07 levou os "Encarnados" ao 3º lugar final na Liga, e ainda permaneceu para 07/08, onde acabou apenas por fazer o jogo inaugural do campeonato, frente ao recém-promovido Leixões, num jogo em que o Benfica não foi além de um empate a um golo, no Bessa (casa emprestada).
Saiu da Luz, e rumou novamente à Grécia, mas desta vez para orientar o PAOK. No ano de estreia, não foi além do 9º lugar final. Tendo na última temporada, sido vice-campeão, apenas superado pelo Olympiakos.
Actualmente, é 2º com menos 6 pontos que o líder Panathinaikos.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Surpresa na Taça: D. Chaves na meia-final.

O D. Chaves, da Liga Vitalis, venceu hoje o Paços de Ferreira, na Mata Real, por 2-1, e pela primeira vez na sua história vai marcar presença nas meias finais da Taça de Portugal.
O conjunto flaviense, entrou determinado, e aos 10' minutos já vencia por 2-0.
Primeiro foi Diop logo aos 2' minutos, na recarga a um remate de Clemente, que Cássio não segurou e oito minutos volvidos, foi Carlos Pinto na cobrança de um livre directo.
Aos 35' o médio Bruno Magalhães foi expulso, mas nem assim o conjunto transmontano cedeu.
A partir daí, naturalmente, o Paços cresceu. William, o goledor da equipa, desperdiçou soberana ocasião para reduzir quando estavam decorridos 29' minutos. Aos 64' o brasileiro redimiu-se e marcou mesmo.
Faltavam 26' minutos para o fim, e adivinhava-se sofrimento para o Chaves.
O reforço de Inverno dos "Castores", Bruno esteve perto de igualar por duas vezes: aos 79' e aos 86' o brasileiro, rematou com perigo, mas não conseguiu o empate.
O Paços, deu tudo o que tinha, mas foi travado pelo mau ínicio.
Já o D. Chaves, entrou determinado, lutou e marcou. Depois de ficar reduzido a 10, agarrou-se ao resultado e ao sonho, e foi feliz.
O D. Chaves, junta-se assim ao FC Porto (venceu 5-2 o Sporting), ao Rio Ave (venceu o Braga 5-4 em penaltis, depois de um nulo no tempo regulamentar), e à Naval (que afastou o Pinhalnovense, da II Divisão, por 3-1), nas meias finais da Taça de Portugal.
Ficha de jogo:

Paços de Ferreira: Cássio; Baiano, Ricardo, Kelly (Bruno 38'), Jorginho (Pizzi 17'); André Leão, Leonel Olímpio, Livramento; Maykon Araújo, Candeias (Romeu 45') e William;
Treinador: Ulisses Morais. Suplentes Não Utilizados: Coelho, Ozéia, Carlitos e Filipe Anunciação.

D. Chaves: Rui Rêgo; Danilo, Lameirão, Ricardo Rocha, Samson; Bamba, Bruno Magalhães, Carlos Pinto, Castanheira; Clemente (Rouani 74') e Diop (João Fernandes 45');
Treinador: Nuno Pinto. Suplentes Não Utilizados: Daniel Casaleiro, Edu, Eduardo, Hesley e Vítor Silva.

Disciplina:
Amarelos: Jorginho 9': Livramento 16'; Candeias 31'; Bruno Magalhães 32' e 35'; Bamba 37'; Bruno 41'; João Fernandes 48'; Carlos Pinto 72'; Carlitos 83' (Suplente Não Utilizado do Paços); William 87'; Castanheira 90+1';

Vermelhos: Bruno Magalhães 35';

Golos: Diop 2'; Carlos Pinto 10'; William 64';

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

FC Porto "humilha" Sporting

O FC Porto, "humilhou" esta noite no Dragão, o Sporting, por 5-2.
Foi um jogo de sentido único, e o Sporting pode-se dar por "feliz" por ter marcado dois golos sem pouco ou nada fazer para isso.
Os dragões entraram dispostos a tudo, e saíram debaixo de um coro enorme de aplausos e cânticos. No "canto" do adversário, adeptos completamente desalentados e cabisbaixos.
O jogo começou como seria de esperar: com o FC Porto ao ataque. Os da casa entraram determinados e logo no primeiro minuto, Varela de cabeça atirou ao lado, após livre cobrado no lado direito do ataque portista.
O FC Porto continuava a carregar, e aos 10' o recém-chegado Rúben Micael atirou curvado, mas para fora.
Aos 17' dois remates azuis: primeiro Falcao para as mãos de Rui Patrício; depois Mariano que ganhou pontapé de canto.
Desse canto, nasceu o primeiro golo. Belluschi bate, Falcao desvia, e quase em cima da linha, Rolando com a anca faz o 1-0. Estavam decorridos 18' minutos.
O Sporting não existia, e aos 21', nova jogada de perigo do FC Porto, com Falcao a rematar de cabeça para as mãos do guardião sportinguista.
No minuto seguinte, balde de água gelada no Dragão: na primeira vez que desce à área contrária, o Sporting marca. A trinta metros da baliza, Izmailov desferiu um pontapé indefensável para Beto, que ainda tocou na bola. 1-1 aos 22'.
Depois disto, a turma da casa não baixou os braços, e doze minutos depois, voltava para a frente do marcador. Falcao "pegou" na bola, ultrapassou três jogadores leoninos, sempre à entrada da grande área, e no círculo central, rematou rasteiro sem hipótese de defesa.
O Sporting continuava a não existir, e aos 40' Carvalhal lançou Matías Fernández por troca com Adrien Silva.
Dois minutos depois, seria o ajoelhar definitivo do Sporting: Mariano trabalhou, serviu Rúben Micael, e o madeirense cruzou para a área. No interior da área, Falcao em voo, cabeceou para o 3-1. Grande jogada, e grande golo do FC Porto.
O jogo chegava ao intervalo, e o FC Porto vencia com naturalidade. Mais: o golo do Sporting até era um exagero.O FC Porto entrou na 2ª parte como havia entrado na primeira: a exercer enorme pressão sobre os leões.
E foi assim que aos 48' Mariano fez um excelente passe para Varela, que fez uma diagonal da direita para a esquerda, esperou por Grimi, e arrancou no momento certo, deixando para trás o argentino. Perante Patrício, não vacilou e atirou cruzado para o 4-1. A bola embateu ainda no poste esquerdo antes de entrar.
Aos 53' os dragões não se livraram de um susto. Liedson ganhou um ressalto, após atrapalhação de Beto e Maicon, mas o remate saiu ao lado. Logo de seguida, Fernando perdeu uma bola em zona proíbida, mas valeu Maicon a desarmar Liedson.
Aos 57', o grande momento da noite: Mariano recebe a bola na esquerda, galga uns bons metros, e flecte para o meio. De pé direito, "lançou" um míssil, que deixou Patrício estupefacto. Era o 5-1.
A partir daí, pouco FC Porto, para algum Sporting.
62' minutos decorridos, e cruzamento de João Pereira. O remate de Matías Fernández de cabeça, acaba por sair ao lado.
Aos 74' a primeira "aparição" de João Moutinho no jogo. De meia distância, rematou para uma defesa a dois tempos de Beto.
No minuto seguinte, o dragão "cheirou" o sexto golo. Grande jogada de Rúben Micael, que serve o colombiano Falcao. Este já na grande área, atirou por cima de Rui Patrício.
O Sporting crescia aos poucos, e aos 88' Grimi tirou um cruzamento que avançou toda a linha atacante dos leões. Do outro lado, estava lá Pereirinha para recolher e atirar para a bancada.
Aos 90+2', canto para o Sporting: Grimi bate de pé esquerdo, e ao segundo poste, Liedson atira para o fundo das redes. Os leões "engordavam" o resultado: 5-2.
No minuto seguinte, novamente Liedson no interior da área portista. Com um cruzamento rasteiro e tenso, o "Levezinho" procurou servir um companheiro, mas Pongolle chegou ligeiramente atrasado.
Pouco depois, final da partida. O FC Porto venceu e venceu bem, um Sporting muito fraco. Diria mesmo, que foi um jogo de contrastes: de um lado o melhor FC Porto da época; do outro o pior Sporting do ano.Ficha de Jogo:

FC Porto: Beto; Fucile, Maicon, Rolando, Álvaro Pereira; Fernando, Belluschi (Tomás Costa 72'), Rúben Micael (Valeri 76'); Mariano, Falcao (Orlando Sá 76') e Varela;
Treinador: Jesualdo Ferreira. Suplentes Não Utilizados: Nuno, Miguel Lopes, Nuno André Coelho e Guarín.

Sporting: Rui Patrício; João Pereira, Tonel, Daniel Carriço, Grimi; Adrien (Matías Fernández 40'), Miguel Veloso, João Moutinho, Izmailov (Pereirinha 79'); Saleiro (Sinama-Pongolle 45') e Liedson;
Treinador: Carlos Carvalhal. Suplentes Não Utilizados: Tiago, Polga, Abel e Hélder Postiga.

Disciplina:
Amarelos: Adrien 24'; Grimi 30'; Rolando 33'; Daniel Carriço 39';

Golos: 1-0: Rolando 18'; 1-1 Izmailov 22'; 2-1 Falcao 34'; 3-1 Falcao 42'; 4-1 Varela 48'; 5-1 Mariano González 57'; 5-2 Liedson 90+2';

Mercado encerrado: FC Porto reforça-se à última da hora, e Benfica inscreve Jorge Ribeiro

Está encerrado o mercado de transferências.
Nas últimas horas, várias foram as inscrições na Liga de Clubes (algumas delas já referenciadas neste blogue), num dia em que existiram algumas surpresas.
Bibishkov, reforça mesmo a "Briosa", depois do fiasco que foi a sua passagem pela Roménia. É caso para dizer que "trocou" com Sapunaru. Um regressou, o outro partiu, embora os clubes em questão não sejam os mesmos.
O FC Porto perdeu um lateral, mas "ganhou" outro. David Addy, ganês de 19 anos, reforça os dragões por três temporadas e meia. O defesa-esquerdo alinhava no Randers da Dinamarca.
Enquanto que o Benfica optou por inscrever o lateral Jorge Ribeiro, que apenas competia na Liga Intercalar.
Ao todo, foram 37 os jogadores inscritos no dia de ontem na Liga, se bem que alguns já estavam nos respectivos clubes. Jogadores inscritos:
FC Porto: David Addy (ex Randers, Dinamarca); Bacar Balde e Gilmar Santos (ambos júniores);
Benfica: Jorge Ribeiro.
Sporting: Mexer (ex Desp. Maputo, Moçambique); Pedro Mendes (ex Rangers, Escócia);
Sp. Braga: Olberdam (ex Marítimo, empréstimo); Gale Agbossoumonde (júnior);
U. Leiria: Rafael Bittencourt (ex Brusque, Brasil);
V. Guimarães: Renan (ex Fortaleza, Brasil); Bruno Teles (ex Juventude de Caxias, Brasil);
Marítimo: Sapina (ex Mouscron, Bélgica); Bak (ex Lechia Gdansk, Polónia); Cherrad (ex Arles Avignon, França);
Académica: Bibishkov (ex Steaua Bucareste, Roménia);
Belenenses: Fábio Marques (Ex Júnior 08/09);
Olhanense: Miguel Ângelo (ex Marítimo);
Rio Ave: Bruno Moraes (ex FC Porto, empréstimo);
Paços de Ferreira: Berlin (ex Atlético Monzón, Espanha);
Carregado: Vasco Varão (ex V. Setúbal); Alexandre Matão (ex Gil Vicente);
Beira-Mar: Diarra (ex P. Ferreira, empréstimo);
Estoril: Arguez (ex Hertha Berlin B, Alemanha); N' Jock (ex Tubize, Bélgica); Filipe da Costa (ex Nacional); Rodrigo Silva e Bruno Vilela (cuja proveniência eu não tenho conhecimento);
Santa Clara: Diogo Silva (ex Farul Constanta, Roménia);
Gil Vicente: Yago Fernandez (ex Espanhol B, Espanha); Fredy (ex Cluj, Roménia);
D. Chaves: Diego Vicente (ex Penapolense, Brasil); Rafa e Simone (ambos Júniores);
Feirense: Idangar (ex Carnoux, França);
D. Aves: Kamani Hill (ex V. Guimarães, empréstimo); Amaury Bischoff (ex Académica, empréstimo);
Trofense: Licá (ex Académica, empréstimo);

Nota: Agradeço a ajuda de Diogo Fernandes, na pesquisa dos 37 jogadores inscritos na Liga.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Mercado: Clubes fazem "sprint" final.

Termina hoje, o prazo para inscrições, de reforços de Inverno. Restam sensivelmente três horas, a quem ainda tenha reforços para inscrever, ou para contratar.
Nas últimas horas, várias têm sido as surpresas: Olberdam deixa o Marítimo, e ruma ao Sp. Braga, por empréstimo. O actual líder do Campeonato, reforça-se com um médio defensivo, que ultimamente tinha sido pouco utilizado na Madeira.
Por outro lado, os bracarenses, emprestaram três jogadores: Kalaba ruma ao Zamalek, do Egipto; Tiago Pinto ruma ao Marítimo, envolvido no negócio de Olberdan, e Stélvio ingressa no 1º de Agosto, de Angola.
Em Guimarães, duas saídas confirmadas: Sereno reforça o Valladolid de Espanha, e o norte-americano Kamani Hill, reforça o D. Aves, por empréstimo.
O goleador, João Tomás, deixa o Rio Ave, e ruma ao Al Sharjah dos Emirados Árabes Unidos.
Aos 34 anos, esta será a terceira passagem do "Jardel" de Coimbra pelo futebol árabe. No final da temporada, o ponta de lança, ficará livre.
Já, o Paços de Ferreira, contratou Berlin, avançado camaronês de 23 anos, e emprestou Diarra ao Beira-Mar.
Lá, por fora, o Inter, cedeu o brasileiro Mancini, ao grande rival AC Milan. O internacional canarinho, foi pouco utilizado por Mourinho, que o decidiu emprestar ao clube "rossoneri" que fica com opção de compra no final do empréstimo.
A Fiorentina, contratou Keirrison, mas perdeu Jorgensen. O dinamarquês que já representava o clube "Viola" desde 2004/05, regressa aos 34 anos, ao seu país, mais concretamente ao Aarhus.
Em Inglaterra, o West Ham esperou pelo último dia, para reforçar a sua linha da frente, com dois jogadores muito experientes. Benni McCarthy (que passou pelo FC Porto) e Mido, são os reforços. Ambos ingressam nos "Hammers" oriundos de clubes ingleses.
O Fulham, reforçou-se com Okaka, que chega proveniente da Roma, por empréstimo, enquanto o Newcastle viu sair Geremi para o Ankaraguçu da Turquia.
Para finalizar, saiba que a Académica estava perto de chegar a acordo com Krum Bibishkov, avançado búlgaro que representou Marítimo e Penafiel, e actualmente, é jogador do Steaua de Bucareste. E ainda, que Fernando Gago (Real Madrid) não será jogador do Manchester City, por não haver tempo suficiente para a inscrição do médio argentino. A transferência custaria cerca de 18 milhões de euros ao City.

FC Porto: Sapunaru regressa à Roménia e Kléber já não é reforço

Vivem-se tempos atribulados para os lados do Dragão, a poucas horas do encerramento do mercado.
Cristian Sapunaru, jogador romeno, que está suspenso preventivamente pela Liga devido aos desacatos no Estádio da Luz, foi emprestado pelos Dragões ao Rapid de Bucareste, da Roménia.
Trata-se de uma boa "jogada" por parte do FC Porto, já que o jogador está suspenso por tempo indeterminado em Portugal, e assim, pode jogar com regularidade na Roménia, já que a suspensão é válida, apenas no nosso país. O empréstimo é válido até ao fim da temporada.
Por outro lado, o brasileiro Kléber, que nos últimos dias foi apontado como novo reforço do FC Porto, oriundo do Cruzeiro do Brasil, já não será reforço dos azuis.
Segundo fonte do campeão nacional, clube e jogador não chegaram a acordo relativamente a questões salariais. O internacional canarinho, chegou ontem ao Porto para assinar contrato, mas o negócio acabou por não se concluir.
Situação contrária, é a de Farías, que assim não será jogador do Cruzeiro, e permanecerá pelo menos até ao fim da temporada, no FC Porto.