sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Supertaça Europeia: Falcao dizimou Chelsea

O Atl. Madrid, adversário da Académica na fase de grupos da Liga Europa, venceu hoje a Supertaça Europeia, goleando o actual campeão europeu Chelsea, por uns expressivos 4-1.
Ao intervalo, os madrilenos já goleavam por 3-0, com um hat-trick fabuloso de Radamel Falcao, ex-jogador do FC Porto. Aos 60' minutos, Miranda aumentou o score para os espanhóis, e catorze minutos volvidos, Gary Cahill fechou o marcador.
Falcao e o Atlético entraram decididos a resolver cedo, e logo aos quatro minutos, já o avançado colombiano mandava uma bola à barra. Dois minutos depois, isolado por Adrián, 'El Tigre' colocou a bola por cima de Cech à saída de baliza deste, e inaugurou o placard.
Aos 19', e no grande momento da noite, Falcao dominou a bola de pé direito dentro de área, tirou Ashley Cole do caminho, e de pé esquerdo fez um golaço.
O Chelsea mostrava-se pouco esclarecido no ataque e profundamente mergulhado num deserto de ideias. E disso se aproveitou Falcao, que ainda no primeiro tempo, mandou mais uma bola ao ferro, e aumentou para 3-0 em cima do intervalo, concluindo com eficácia um rápido contra-ataque colchonero.
No segundo tempo, os londrinos arriscaram e expuseram-se um pouco mais na partida, criando até boas situações para marcar, mas seriam os espanhóis a fazerem o 4-0, quando Miranda na sequência de um pontapé de canto, aproveitou uma série de ressaltos na área, e encostou para o fundo da baliza.
Catorze minutos volvidos, o Chelsea reduziria para 4-1 por intermédio de Cahill, que ganhou um ressalto de bola, e de frente para Courtois, rematou com violência para a baliza.
A vitória do At. Madrid não sofre a mínima contestação, tal foi a sua superioridade durante grande parte do jogo, especialmente nos primeiros quarenta e cinco minutos.
Os portugueses Raúl Meireles e Sílvio foram ambos suplentes não utilizados em cada um dos lados, enquanto que outro ex-portista, Cristián Rodríguez, entrou no segundo tempo para o lugar de Adrián.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio Louis II, no Mónaco
Árbitro Principal: Damir Skomina (Eslovénia)

Chelsea (4-4-2): Cech; Ivanović, David Luiz, Cahill e Ashley Cole (Bertrand 89'); Ramires (Óscar 45'), Lampard, Essien e Mata (Sturridge 82'); Hazard e Fernando Torres.
Treinador: Roberto Di Matteo. Suplentes Não Utilizados: Turnbull; Romeu, Raúl Meireles e Moses.

At. Madrid (4-2-3-1): Courtois; Juanfran, Miranda, Godín e Fílipe Luís; Mario Suárez e Koke (Raúl García 81'); Gabi, Arda Turan e Adrián (Rodríguez 56'); Falcao (Emre 87').
Treinador: Diego Simone. Suplentes Não Utilizados: Asenjo; Sílvio, Cata Díaz e Diego Costa.

Disciplina:
Amarelos: Ivanović 28'.

Marcador: 0-1 Falcao 06'; 0-2 Falcao 19'; 0-3 Falcao 45'; 0-4 Miranda 60'; 1-4 Cahill 74'.

Liga Europa: Sorteio da fase de grupos

(Salvio fez parte da equipa do At. Madrid, que na época passada defrontou o V. Guimarães.)
Realizou-se hoje o sorteio da fase de grupos da Liga Europa, com o sorteio a ser favorável às equipas portuguesas, excepção ao Marítimo, que terá pela frente a tarefa mais complicada.
A Académica está no Grupo B, e vai defrontar o campeão em título da Liga Europa, o Atlético Madrid de Tiago e Sílvio. As outras equipas do grupo são o Hapoel Tel-Aviv de Israel e o Viktoria Plzeň da República Checa, equipa onde  - ainda - joga o ex-sportinguista, Pavel Horvath.
O Marítimo está no Grupo D, e terá, à partida, a tarefa teoricamente mais complicada: no caminho dos madeirenses, estão o Newcastle de Inglaterra, o Bordeaux de França e o Club Brugge da Bélgica.
Finalmente, o Sporting está inserido no Grupo G, e vai defrontar o Basileia da Suíça, o Genk da Bélgica e o Videoton da Hungria, pelo que teremos os regressos de Paulo Sousa e Caneira a Alvalade, bem como o de Fílipe Oliveira, que representou entre outros, Sp. Braga e Marítimo.
Um pouco à semelhança dos grupos da Champions, há boas possibilidades de Portugal qualificar pelo menos duas das três equipas, para os 16-Avos-de-Final.

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Liga Europa: Marítimo e Sporting apurados

(Gelson Fernandes prepara-se para cabecear à baliza do Horsens, durante o jogo de hoje.)
Boas notícias para Portugal, no que toca às competições europeias: pela primeira vez na sua história, o nosso país terá seis equipas a disputar as fases finais de provas europeias de clubes.
Depois da qualificação do Sp. Braga para a fase de grupos da Liga dos Campeões, Marítimo e Sporting qualificaram-se hoje para a fase de grupos da Liga Europa, onde já estava a Académica, que entra de forma directa, em virtude de ter conquistado a Taça de Portugal na época passada.
Na Geórgia, o Marítimo resistiu a uma forte entrada do Dila Gori e venceu por 2-0: o primeiro golo surgiu a três minutos do intervalo, quando Heldon isolado por David Simão, atirou a contar e praticamente selou a passagem madeirense.
Já nos descontos, e a jogar com dez devido à expulsão de Rodrigo António aos 55' minutos, o Marítimo fez o 2-0 final, por intermédio de Danilo Dias.
O Sporting, que vinha de um empate a uma bola no terreno do Horsens da Dinamarca, brindou os escandinavos com uma mão cheia de golos, com a goleada a ser construída logo aos seis minutos, por intermédio de Van Wolfswinkel. Ainda no primeiro tempo, aos 23', os leões chegariam ao segundo golo, graças a um auto-golo caricato de Thomas Kortegaard.
No segundo tempo, e em apenas três minutos, o Sporting chegaria ao 4-0: Wolfswinkel bisou aos 54', e Carrillo apontou um belo golo aos 57'. Seis minutos depois, Elias fixou o resultado final em 5-0.
Amanhã, realiza-se o sorteio da fase de grupos da Liga Europa, com o Sporting a ser um dos cabeças-de-série.

Liga dos Campeões: Sorteio da fase de grupos

(Em 08/09, o Dinamo Kiev venceu no Dragão por 1-0, na fase de grupos da Champions.)
Realizou-se hoje no Mónaco, o sorteio da fase de grupos da Liga dos Campeões, com FC Porto, Benfica e Sp. Braga a serem os representantes portugueses nesta edição.
Os dragões, cabeças-de-série, estão incluídos no Grupo A, e têm, à partida, um grupo acessível, que conta com Dinamo Kiev da Ucrânia, PSG da França e Dinamo Zagreb da Croácia.
Destaque para os regressos de Miguel Veloso e Tonel ao nosso país, e também para a curiosidade de todas estas três equipas já terem defrontado o FC Porto na Liga dos Campeões.
No Grupo G, está o Benfica, que terá pela frente o 'todo-poderoso' Barcelona, o Spartak Moscovo da Rússia e o Celtic da Escócia.
No que toca a reencontros nesta prova, Barcelona e Celtic já defrontaram os encarnados, enquanto que Spartak e Benfica nunca se defrontaram em jogos oficiais.
Quanto ao Sp. Braga, está no Grupo H, e terá pela frente o Manchester United, o Galatasaray da Turquia, e o Cluj da Roménia.
Além do regresso de Nani a Portugal, destaque também para outro(s) regresso(s), como é o caso da armada-lusa que defende as cores do Cluj, bem como uma série de jogadores estrangeiros que vestem a camisola do clube romeno, e que noutros tempos, passaram pelo nosso País.
Qualquer grupo da Liga dos Campeões será sempre muito equilibrado e disputado, mas este sorteio deixa boas perspectivas a Portugal, no que toca a qualificar pela primeira vez na história, três equipas para os Oitavos-de-Final.

Espanha: Real Madrid conquista Supertaça

O Real Madrid venceu ontem no Bernabéu, o Barcelona por 2-1, e conquistou a Supertaça de Espanha, anulando desta forma a derrota por 3-2 da primeira mão.
Ainda não estavam cumpridos vinte minutos de jogo, quando a equipa merengue já vencia por dois golos: Higuaín aos 11' e Ronaldo aos 19' minutos, adiantaram o Real, enquanto que Messi à beira do intervalo, de livre directo, estabeleceu o resultado final.
A entrada da equipa 'blanca' foi forte. Demasiado forte até para o que seria de esperar. Higuaín abriu o activo à passagem do minuto onze, aproveitando um mau alívio do compatriota Mascherano, e oito minutos volvidos, Ronaldo ganhou o ressalto a Piqué e isolado, bateu Valdés sem grandes dificuldades, embora fique a sensação que o guarda-redes catalão poderia ter feito melhor.
Dani Alves lesionou-se no aquecimento, e Tito Vilanova viu-se obrigado a lançar Jordi Alba, e a passar Adriano para o lado direito da defesa. O brasileiro estava a ser vulgarizado por Ronaldo, e aos 28' minutos derrubou o internacional português, quando esteve se preparava para ficar isolado.
Mais problemas para Vilanova, que lançou Montoya por troca com Alexis Sánchez, e via o Real desperdiçar golos 'feitos', graças à ineficácia de Higuaín.
À beira do intervalo, e numa das raras vezes em que subiu à área contrária, o Barça ganhou um livre em zona frontal, que Messi se encarregou de cobrar com êxito. 2-1 ao intervalo.
No segundo tempo, a equipa 'culé' assumiu as despesas da partida, e poderia ter empatado por Pedro aos 63', quando este se isolou perante Casillas, e depois por Jordi Alba aos 77', quando o espanhol invadiu a área merengue e foi desarmado por Sergio Ramos.
Poucos minutos depois, Higuaín teve uma soberana ocasião para matar a partida, mas atirou ao poste. O argentino seria substituído logo de seguida por Benzema.
Já no período de descontos, o Barça teve as duas últimas oportunidades para empatar: primeiro por Montoya, que frente-a-frente com Casillas, permitiu a defesa ao guardião; e depois por Messi, que na sequência de uma jogada individual, atirou para fora por centímetros.
Mourinho, Pepe, Coentrão e Ronaldo entram assim com o pé direito na época, isto no que a títulos diz respeito.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio Santiago Bernabéu, em Madrid
Árbitro Principal: Clos Gómez

Real Madrid (4-2-3-1): Casillas; Arbeloa, Pepe, Sergio Ramos e Marcelo; Xabi Alonso e Khedira; Di María (Callejón 79'), Özil (Modric 83') e Ronaldo; Higuaín (Benzema 81').
Treinador: José Mourinho. Suplentes Não Utilizados: Adán; Raúl Albiol, Lass Diarra e Nacho.

Barcelona (4-3-3): Valdés; Adriano, Piqué, Mascherano e Jordi Alba; Busquets (Alex Song 75'), Iniesta e Xavi; Messi, Alexis Sánchez (Montoya 32') e Pedro (Tello 81').
Treinador: Tito Vilanova. Suplentes Não Utilizados: Pinto; Bartra, Fàbregas e David Villa.

Disciplina:
Amarelos: Mascherano 14'; Pepe 20'; Arbeloa 37'; Piqué 50'; Khedira 63'; Sergio Ramos 73'.
Vermelhos: Adriano 28'.

Marcador: 1-0 Higuaín 11'; 2-0 Ronaldo 19'; 2-1 Messi 45'.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Liga dos Campeões: Braga está na fase de grupos

Cento e vinte minutos de jogo, não chegaram para que se encontrasse um vencedor da eliminatória entre Udinese e Sp. Braga. Mas nos penaltis, os bracarenses não vacilaram e venceram por 5-4.
Quer então isto dizer, que os minhotos irão estar pela segunda vez na sua história, presentes na fase de grupos da Liga dos Campeões, depois de novo empate a uma bola no tempo regulamentar.
O Braga apresentou-se em Udine sem medo, mas acima de tudo, com muita posse, e muita circulação de bola, fazendo os italianos correrem atrás dela - como eles gostam, certo?
Ainda nem dez minutos de jogo estavam cumpridos, quando Lima já aparecia na cara de Brkic, com o guardião sérvio a evitar o primeiro para os bracarenses.
Mas tal como havia acontecido em Braga há uma semana, a Udinese marcou contra a corrente de jogo: 26' minutos decorridos, Dusan Basta a entrar na área e a cruzar para o segundo poste, onde Armero solto de marcação, cabeceou para o 1-0.
Um golo minhoto igualava a eliminatória, e foi a pensar nisso que Peseiro trocou de Rúben aos 60' minutos, tirando Amorim e lançando Micael, com o médio madeirense a revelar-se decisivo na partida.
Antes da substituição, o Braga teve duas oportunidades para marcar, primeiro por Salino que atirou de pé esquerdo para fora, e depois por Hugo Viana na marcação de um livre indirecto.
A Udinese respondeu aos 58' minutos, quando Armero apareceu isolado na cara de Beto e com tudo para fazer golo, pontapeou...a relva. Lance, no mínimo, caricato.
O Braga reagiu e Hugo Viana na marcação de um livre directo, obrigou Brkic a defesa apertada para canto. Estava dado o mote para o que viria a seguir.
Minuto 71', Mossoró entra na grande área da Udinese, remata para defesa de Brkic, insiste na jogada, cruza para trás, e Rúben Micael de cabeça, a empatar.
A Udinese acordou e tentou responder ao golo minhoto, mas era o meio-campo bracarense que mais trabalhava, e melhor jogava. Sem grandes lances dignos de registo, o jogo foi para prolongamento, e no prolongamento, Lima teve uma ocasião de ouro para desfazer a igualdade, chegando ligeiramente atrasado a um cruzamento de Rúben Micael na esquerda.
Vieram os penaltis, e um acto inadmissível neste tipo de jogos, por parte de Maicosuel: o jogador da Udinese marcou 'à Panenka' e Beto segurou. Foi o único penalti falhado em dez tentativas, cabendo a Rúben Micael converter o penalti decisivo. Caso para dizer, que o internacional português entrou para fazer história. E fez.
Nos outros jogos, o Málaga de Eliseu e Duda eliminou o Panathinaikos de Jesualdo Ferreira e Zeca, o Dinamo Zagreb de Tonel qualificou-se com um golo do central português, e a armada-lusa do AEL Limassol do Chipre, foi eliminada pelo Anderlecht.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio Friuli, em Udine
Quarteto de arbitragem composto por: Bjorn Kuipers (Árbitro Principal - Holanda); Sander Van Roekel e Erwin Zeinstra (Árbitros Assistentes); Berry Simons (Quarto Árbitro)

Udinese (3-5-2): Brkic; Benatia, Danilo e Domizzi; Basta, Williams (Badu 45'), Pinzi, Roberto Pereyra (Pasquale 68') e Armero; Fabbrini (Maicosuel 81') e Di Natale.
Treinador: Francesco Guidolin. Suplentes Não Utilizados: Pawlowski; Coda, Muriel e Heurtaux.

Sp. Braga (4-2-3-1): Beto; Salino, Douglão, Paulo Vinicíus e Ismaily; Custódio e Hugo Viana; Rúben Amorim (Rúben Micael 60'), Mossoró (Éder 107') e Alan (Paulo César 94'); Lima.
Treinador: José Peseiro. Suplentes Não Utilizados: Quim; Nuno André Coelho, Djamal e Carlão.

Disciplina:
Amarelos: Pinzi 61'; Di Natale 75'; Mossoró 103'.

Marcador: 1-0 Armero 25'; 1-1 Rúben Micael 71'.
Marcha dos penaltis: 1-0 Domizzi; 1-1 Lima; 2-1 Pinzi; 2-2 Custódio; Maicosuel falhou; 2-3 Éder; 3-3 Armero; 3-4 Paulo César; 4-4 Di Natale; 4-5 Rúben Micael.

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

III Divisão: Não haverá Série Madeira esta temporada

(Chíxaro, do Pontassolense, em acção frente ao Caniçal durante a época 11/12.)
Ao contrário do que havia sucedido nas três últimas temporadas, a Série Madeira deixará, na presente temporada, de figurar nos quadros da III Divisão.
A decisão foi tomada em bloco pelos doze clubes que nela deveriam participar, e que abdicam dos campeonatos Nacionais, devido aos cortes orçamentais no Desporto, promovidos pelo Governo Regional da Madeira.
Esta decisão foi tomada no passado mês de Julho, sendo que os doze clubes optaram pela participação nos campeonatos distritais madeirenses, de forma a reduzirem despesas, e não aumentarem os respectivos passivos já existentes.
O Pontassolense, vencedor da Série Madeira 11/12, e que teria por direito próprio, disputar a II Divisão Nacional, também irá jogar nos Distritais.

domingo, 26 de agosto de 2012

Taça de Portugal: 1ª Eliminatória realizada

(A Académica não terá tarefa fácil na tentativa de revalidação da Taça de Portugal.)
Saiu ontem para a estrada, e prolongou-se durante o dia de hoje, a primeira eliminatória da Taça de Portugal, que está, contudo, incompleta, porque três jogos foram adiados para o próximo dia 9 de Setembro, incluindo o U. Leiria - Boavista.
Ontem realizaram-se quatro jogos, sendo que Sousense, Bustelo e Ac. Viseu, da II Divisão, e Barreiro, da III Divisão, eliminaram Beneditense, Santiago, Praínha e Moura, todos eles do quarto escalão.
Esta manhã, nos Açores, o Tourizense venceu 2-0 no terreno do Rabo Peixe, enquanto que o Operário bateu o Vila Real por 3-1.
Entre as eliminações desta tarde, destaque para as 'saídas de cena' de Barreirense, Famalicão e Torreense, e para os triunfos de Salgueiros 08 e Felgueiras 1932 - anterior Ac. Felgueiras -, estreantes nestas andanças, depois dos respectivos 'ressurgimentos'.
No que diz respeito a goleadas, as mais folgadas foram alcançadas por Ac. Viseu e Alcanenense, que venceram por 6-0 Praínha e Marinhense respectivamente, sendo que a turma de Alcanena venceu fora de portas. Através do desempate por grandes penalidades, decidiram-se sete partidas.
Como já disse, o U. Leiria - Boavista foi adiado para o dia 9 de Setembro, à semelhança dos encontros Varzim - Marinhas e Torres Novas - Ribeira Brava.
Cá ficam todos os resultados da 1ª Eliminatória da Taça de Portugal 2011/2012:

Ontem, Sábado, 25 de Agosto:
Sousense (IIB) 2-0 Beneditense (III)
Santiago (III) 0-2 Bustelo (IIB)
Ac. Viseu (IIB) 6-0 Praínha (III)
Barreiro (III) 1-0 Moura (III)

Hoje, Domingo, 26 de Agosto:
Rabo Peixe (III) 0-2 Tourizense (IIB)
Operário (IIB) 3-1 Vila Real (III)
Flamengos (III) 0-4 Sertanense (IIB)
Oriental (IIB) 2-1 Juventude de Évora (III)
Sintrense (III) 2-1 Lusitano VRSA (III)
U. Montemor (III) 1-0 Ol. Frades (III)
Alba (III) 3-4 Vilaverdense (IIB)
Gondomar (IIB) 2-1 Cesarense (IIB)
Marinhense (III) 0-6 Alcanenense (III)
Sp. Espinho (IIB) 1-0 U. Tires (III)
São João de Vêr (IIB) 0-1 Ribeirão (IIB)
Real (III) 0-1 Cinfães (IIB)
Farense (IIB) 1-0 Mafra (IIB) - A. P.
Serzedelo (III) 0-1 Caldas (III)
Parada (III) 2-3 AD Nogueirense (IIB)
Lourinhanense (III) 0-0 Carregado (IIB) - 5-4 G. P.
Louletano (IIB) 4-2 Bragança (III)
Aljustrelense (III) 0-1 At. Reguengos (III)
Sacavenense (III) 3-0 Monte Trigo (III)
Barreirense (III) 2-2 Oeiras (IIB) - 4-5 G. P.
Lousada (III) 1-1 Salgueiros 08 (III) - 2-4 G. P.
Melgacense (III) 2-1 Famalicão (IIB) - A. P.
Ronfe (III) 1-2 Pinhalnovense (IIB)
Oliv. do Bairro (III) 2-2 Aliados de Lordelo (III) - 4-5 G. P.
Vianense (III) 0-1 Felgueiras 1932 (III)
Torreense (IIB) 2-2 Futebol Benfica (IIB) - 4-5 G. P.
Fátima (IIB) 2-0 Vit. Sernache (III)
Praiense (III) 2-0 Penelense (III)
Oliv. do Hospital (III) 3-2 Sp. Ideal (III)
Esp. de Lagos (III) 1-1 Grijó (III) - 2-4 G. P.
Mortágua (III) 0-1 Fabril (III)
Pêro Pinheiro (III) 2-1 Maria da Fonte (III)
Vasco da Gama (III) 3-2 Taipas (III)
Angrense (III) 1-2 Vizela (IIB)
Avanca (III) 5-0 Esposende (III)
Castrense (III) 0-2 Eléctrico (III)
Infesta (IIB) 2-2 D. Chaves (IIB) - 3-5 G. P.
Merelinense (III) 2-3 Mirandela (IIB)
Santa Eulália (III) 3-1 Rebordosa (III)
Lusitânia (IIB) 0-1 Santa Maria (III)
Joane (IIB) 0-1 Limianos (IIB)
Tirsense (IIB) 5-1 Sesimbra (III)
Pedras Rubras (III) 4-1 Alcobaça (III)
Varzim (IIB) - Marinhas (III) - Adiado para dia 9 de Setembro
Torres Novas (III) - Ribeira Brava (IIB) - Adiado para dia 9 de Setembro
U. Leiria (IIB) - Boavista (IIB) - Adiado para dia 9 de Setembro

Isentos: Fafe (IIB); Padroense (IIB); Amarante (IIB); Coimbrões (IIB); Anadia (IIB); B. C. Branco (IIB); Pampilhosa (IIB); Tocha (IIB); Casa Pia (IIB); 1º Dezembro (IIB); Quarteirense (IIB); Monção (III); Ponte da Barca (III); AD Oliveirense (III); Paredes (III); Leça (III); Vila Meã (III); U. Lamas (III); Aguiar da Beira (III); Estarreja (III); Penalva do Castelo (III); Sampedrense (III); Sourense (III); Sp. Pombal (III); Amora (III); Peniche (III); Cartaxo (III); Lagoa (III); Marítimo Graciosa (III); Vitória do Pico (III)

Nota: A negrito as equipas apuradas para a 2ª Eliminatória.

Inglaterra: Liverpool 2-2 Man. City

O Liverpool conquistou hoje o seu primeiro ponto na presente edição da Premier League, mas só se pode queixar de si próprio, por não ter vencido o jogo frente ao campeão em título, Man. City.
O City realizou uma exibição muito cinzenta, e teve claramente a sorte do jogo, com a particularidade de marcar sempre que Mancini mexeu na equipa. Por sua vez, o Liverpool controlou a partida, criou várias oportunidades de golo, mas pecou na finalização.
O início da partida ficou marcado pela lesão de Lucas, do Liverpool, logo aos quatro minutos, com a primeira oportunidade de golo a pertencer aos Citizens, quando Kolarov na marcação de um livre, rematou forte mas à figura de Pepe Reina.
Sensivelmente a meio da primeira parte, Fabio Borini apareceu solto de marcação na grande área dos azuis de Manchester, mas a emenda foi muito mal direccionada, sendo que pouco depois, e já no outro lado do relvado, Tévez ultrapassou Reina e de um ângulo apertado, rematou ao poste.
Aos 34' minutos, os Reds chegariam ao golo: remate de Gerrard, com desvio arriscado de Kompany para canto, e na sequência desse canto, cobrado pelo mesmo Gerrard, Škrtel fugiu à marcação de Kolarov, e com um cabeceamento fortíssimo, adiantou a equipa da casa.
O City, que já não estava a jogar bem, acusou o golo do Liverpool e pior ficou até ao intervalo, com Mancini a manter o mesmo onze para a segunda parte, vendo Suárez ficar perto de marcar logo nos primeiros instantes da etapa complementar, após assistência de Borini.
Mancini lançou então Rodwell aos 60' minutos para o lugar de Nasri, e Džeko por troca com Balotelli dois minutos depois, e no minuto seguinte, a sua equipa chegaria ao empate: cruzamento de Tévez na direita, saída em falso de Reina, a bola a bater no joelho de Martin Kelly e a sobrar para Yaya Touré, que não teve dificuldades em empatar a contenda.
No entanto, ainda o City festejava o empate, quando o Liverpool voltou a marcar: Rodwell jogou a bola com o braço, e na marcação de um livre directo, Suárez fez um grande golo, não dando hipótese de defesa a Joe Hart.
Aos 80' minutos, Škrtel atrasou a bola para Reina sem olhar, e isolou Tévez, com o argentino a escapar-se do guardião, e a encostar para o 2-2 final.
Numa última tentativa do Liverpool chegar ao triunfo, Shelvey atirou forte, mas por cima aos 82' minutos, e Carroll de cabeça, já nos descontos, também podia ter marcado.
Pelo meio, ficou também o City de chegar ao 3-2, cabendo a Edin Džeko a autoria de dois desperdícios que podiam ter mudado a história do jogo.
Na próxima jornada, o Man. City recebe o QPR, enquanto que o Liverpool recebe o Arsenal, naquele que será o grande jogo da terceira jornada da Premier League 12/13.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio Anfield Road, em Liverpool
Árbitro Principal: Andre Marriner

Liverpool (4-3-3): Reina; Kelly (José Enrique 66'), Coates, Škrtel e Glen Johnson; Lucas (Shelvey 05'), Gerrard e Allen; Borini (Carroll 83'), Luís Suárez e Sterling.
Treinador: Brendan Rogers. Suplentes Não Utilizados: Jones; Carragher, Downing e Henderson.

Man. City (3-5-2): Hart; Zabaleta, Kompany e Kolo Touré; Milner (David Silva 76'), De Jong, Yaya Touré, Nasri (Rodwell 60') e Kolarov; Balotelli (Džeko 62') e Tévez.
Treinador: Roberto Mancini. Suplentes Não Utilizados: Pantilimon; Savić, Lescott e Razak.

Disciplina:
Amarelos: Luís Suárez 90+4'.

Marcador: 1-0 Škrtel 34'; 1-1 Yaya Touré 63'; 2-1 Luís Suárez 66'; 2-2 Tévez 80'.

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Feirense é o primeiro clube a trocar de treinador

(Aos 34 anos, Bruno Moura prepara-se para treinar pela terceira vez na Segunda Liga.)
Henrique Nunes foi demitido na passada quarta-feira, do comando técnico do Feirense, após sofrer a terceira derrota em outros tantos jogos na Segunda Liga.
Depois de um bom arranque de temporada, com duas vitórias e um empate na Taça da Liga, os fogaceiros vacilaram no campeonato, tendo perdido em Belém frente ao Belenenses, em casa frente ao Benfica-B, e mais recentemente em Matosinhos, frente ao Leixões.
Para o lugar de Henrique Nunes, a direcção feirense escolheu Bruno Moura, que aos trinta e quatro anos, se prepara para a terceira experiência no segundo escalão, depois de ter orientado Beira-Mar e Santa Clara.
O primeiro teste do novo timoneiro dos azuis da Feira, está marcado para o próximo domingo, na recepção à Naval.

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Liga Europa: Marítimo e Sporting em vantagem

(Spelmann, autor do golo do Horsens, disputa a bola com Adrien.)
Marítimo e Sporting estão em vantagem para o jogo da segunda mão da terceira pré-eliminatória da Liga Europa. Os madeirenses venceram o Dila Gori por 1-0, enquanto que os leões empataram a uma bola na casa do Horsens, da Dinamarca.
A jogar em casa, o Marítimo sentiu duras dificuldades para levar de vencida os georgianos do Dila Gori, tendo cabido a Fidélis a autoria do golo do triunfo insular, apontado aos 64' minutos.
Já o Sporting, entrou praticamente a perder, pois logo aos quinze minutos, Martin Spelmann adiantou o AC Horsens. Apesar de terem dominado grande parte da partida, e de terem tido várias oportunidades para marcar, os leões só conseguiram igualar o placard, aos 79' minutos, por intermédio de Carrillo.
Antes, a meio da segunda parte, Fagerberg teve um remate espectacular, que levou a bola a embater no poste esquerdo da baliza leonina, sem que Rui Patrício nada pudesse fazer.
Os jogos da segunda mão, estão marcados para a próxima quinta-feira, dia 30 de Agosto.

Espanha: Mourinho começa a perder

Nova época, nova derrota de Mourinho frente ao Barcelona. Os merengues foram hoje derrotados em Camp Nou por 3-2, na primeira mão da Supertaça Espanhola.
Ronaldo ainda abriu o activo de cabeça, mas a remontada blaugrana aconteceu logo depois, com Messi a fazer o 2-1 de penalti. Di Maria selou o 3-2 final, aproveitando uma fífia de Valdés.
O primeiro tempo foi a continuidade da era de Guardiola no Barça: muita posse, muita circulação de bola, nove remates, mas poucas ou nenhumas oportunidades concretas para marcar.
Fechava-se bem o Real Madrid, com uma postura equilibrada, e com Coentrão e Ronaldo titulares.
A segunda parte seria muito diferente da primeira: aos 55' minutos, na sequência de um canto, Ronaldo de cabeça ao primeiro poste, atirou a contar, marcando pela quarta vez consecutiva em Camp Nou.
Os da casa não poderiam ter resposta mais imediata, quando no minuto seguinte, Pedro arrancou no limite do fora-de-jogo, deixando para trás Coentrão e batendo Casillas com um remate cruzado.
Mourinho respondeu com as entradas de Higuaín e Di Maria para os lugares de Benzema e Callejón, dando a ideia de querer vencer a partida, mas seria o Barça a marcar novamente: aos 70' minutos, Messi não teve dificuldades em converter com êxito uma grande penalidade cometida por Sergio Ramos sobre Iniesta.
Oito minutos volvidos, um trabalho primoroso de Iniesta, deixou Xavi na cara de Casillas, com o internacional espanhol a não ter dificuldades para marcar.
Casillas que brilharia aos 85' minutos, negando um golo 'feito' a Messi, e que seria já demasiado penoso para o jogo dos merengues.
O Real acabaria, ainda assim, por reduzir para 3-2 instantes depois, com Di Maria a aproveitar uma fífia de Valdés, que tentou fintar o argentino em plena grande-área.
A segunda mão está marcada para a próxima quarta-feira, no Bernabéu.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio Camp Nou, em Barcelona
Árbitro Principal: Clos Gómez

Barcelona (4-3-3): Valdés; Daniel Alves, Mascherano, Piqué e Adriano; Busquets, Xavi (Fàbregas 83') e Iniesta; Alexis Sánchez (Tello 72'), Messi e Pedro (Jordi Alba 87').
Treinador: Tito Vilanova. Suplentes Não Utilizados: Pinto; Puyol, Sergio Roberto e David Villa.

Real Madrid (4-2-3-1): Casillas; Arbeloa, Raúl Albiol, Sergio Ramos e Fábio Coentrão; Khedira e Xabi Alonso; Ronaldo, Ozil (Marcelo 82') e Callejón (Di Maria 66'); Benzema (Higuaín 61').
Treinador: José Mourinho. Suplentes Não Utilizados: Adán; Varane, Lass Diarra e Granero.

Disciplina:
Amarelos: Xabi Alonso 11'; Arbeloa 44'; Mascherano 45'; Raúl Albiol 50'; Sergio Ramos 69'.

Marcador: 0-1 Ronaldo 55'; 1-1 Pedro 56'; 2-1 Messi 70' G. P.; 3-1 Xavi 78'; 3-2 Di Maria 85'.

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Liga dos Campeões: Udinese empata em Braga

Saldou-se por um empate a uma bola, o encontro da primeira mão de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões, entre Sp. Braga e Udinese. A jogar em casa, a turma bracarense começou a perder, graças a uma cabeçada de Dušan Basta aos 23' minutos, e só empatou aos 68', por intermédio do brasileiro Ismaily, que do meio da rua, fez um grande golo.
O cinismo e anti-jogo dos italianos foi evidente desde os primeiros momentos da partida, e mais patente ficou quando a meio da primeira parte, e na primeira vez em que chegaram à área bracarense, os homens de Udine marcaram: livre batido na direita do ataque, e Dušan Basta com um golpe de cabeça fantástico, a abrir o marcador.
A cabeçada do sérvio, foi um choque duro de recuperar para os minhotos. Tão duro que o resto da primeira parte passou-se sem nada digno de registo, e com o Braga a controlar os acontecimentos.
Os bracarenses arrancaram depois para uma segunda parte de bom nível, à procura, evidentemente, doutro resultado. Custódio foi o primeiro a dar o sinal, com um remate à entrada da área, e Alan atirou depois por cima, após bela jogada colectiva.
Já depois de ter trocado Hélder Barbosa por Rúben Micael, Peseiro apanhou um valente susto, valendo-lhe Beto, que efectuou duas magníficas defesas, primeiro a cabeceamento de Pinzi, e de seguida, na resposta à recarga do veterano Di Natale.
A 'sorte' é que o Braga recuperaria o sorriso logo de seguida: Ismaily encheu-se de fé, e do meio da rua, disparou um míssil indefensível para Brkić.
Faltavam pouco mais de vinte minutos, e o resultado não se viria a alterar, até porque o Braga não dispôs de grandes oportunidades para marcar.
Apesar de um empate caseiro, os bracarenses têm sérias hipóteses de se qualificarem para a Champions, uma vez que o seu bom futebol jogado, deixa boas perspectivas para a segunda mão.
E o anti-jogo da Udinese não faz falta na mais importante competição mundial de clubes.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio AXA, em Braga
Quarteto de Arbitragem composto por: Wolfgang Stark (Árbitro Principal - Alemanha); Jan-Hendrik Salver e Mike Pickel (Árbitros Assistentes); Guido Kleve (Quarto Árbitro)

Sp. Braga (4-2-3-1): Beto; Salino, Douglão, Paulo Vinícius e Ismaily; Custódio e Hugo Viana; Alan (Rúben Amorim 84'), Márcio Mossoró (Zé Luís 86') e Hélder Barbosa (Rúben Micael 57'); Lima.
Treinador: José Peseiro. Suplentes Não Utilizados: Quim; Nuno André Coelho, Elderson e Djamal.

Udinese (3-5-2): Brkić; Danilo, Benatia e Domizzi; Basta, Williams, Pablo Armero (Pasquale 84'), Pinzi e Roberto Pereyra (Badu 72'); Fabbrini (Maicosuel 71') e Di Natale.
Treinador: Francesco Guidolin. Suplentes Não Utilizados: Romo; Coda, Faraoni e Heurtaux.

Disciplina:
Amarelos: Pinzi 12'; Di Natale 20'; Benatia 34'; Lima 49'; Domizzi 74'; Márcio Mossoró 77'; Danilo 79'.

Marcador: 0-1 Basta 23'; 1-1 Ismaily 68'.

Petit já foi castigado por causa do ... google tradutor

(Petit transferiu-se do Benfica para o Colónia, na temporada 2008/09.)
Conhece alguma ligação entre Petit e o google tradutor? Provavelmente, não. Mas existe uma. Insólita, diga-se de passagem.
Em entrevista publicada ontem no jornal 'Record', Petit abordou entre outros temas, a 'agressão' de Luisão a um árbitro na Alemanha, durante o jogo de carácter amigável disputado entre Fortuna Dusseldorf e Benfica, há duas semanas atrás.
O antigo internacional português afirmou que os árbitros germânicos não facilitam nesse tipo de situações, e contou uma história caricata, que estabelece a tal ligação entre ele e o google tradutor.
É que logo no seu primeiro ano em solo germânico, ao serviço do Colónia, Petit insultou um árbitro em português, e como ninguém o entendeu, não foi expulso.
O médio pensou que o assunto estava ultrapassado, mas a Federação Alemã resolvou ir ao google tradutor, e perceber o que Petit havia dito. Resultado: cinco jogos de castigo.
Depois de quatro temporadas ao serviço do Colónia, Petit regressou na actual temporada ao futebol português, para representar o seu clube do coração: o Boavista.

sábado, 18 de agosto de 2012

Olhanense bate Estoril na abertura da Liga

(Jander, da Olhanense, parece perder o duelo para João Coimbra.)
A Olhanense recebeu ontem o Estoril, num jogo que marcou o arranque da Liga ZON 2012/2013. Os da casa estiveram a perder, mas acabaram por dar a volta ao jogo, vencendo por 2-1.
O primeiro golo da Liga foi marcado por Steven Vitória, na conversão de uma grande penalidade a castigar mão na bola por parte do central algarvio Nuno Reis, quando estavam decorridos vinte e cinco minutos.
Cinco minutos depois, um cruzamento de Abdi na esquerda encontrou o pé direito de Yontcha, já no interior da pequena área, com o camaronês a antecipar-se ao guardião canarinho, e a restabelecer a igualdade.
Já na segunda parte, aos 59' minutos, Fernando Alexandre do 'meio da rua' rematou forte e colocado, fazendo o 2-1 favorável aos da casa, dando a ideia de que Renan podia ter feito melhor, tal como havia acontecido no lance do 1-1.
A Liga prossegue hoje com jogos entre Rio Ave e Marítimo, e também entre Benfica e Sp. Braga.

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Petit e Frechaut de regresso ao Boavista

(Frechaut luta com Van Nistelrooy durante o Man. United - Boavista, na Liga dos Campeões 01/02.)
Segundo apontam alguns órgãos de comunicação social e blogues ligados ao Boavista, o clube do Bessa assegurou os regressos ao clube de dois jogadores históricos: Petit e Frechaut.
Ambos são internacionais A por Portugal, e dispensam, naturalmente, apresentações, e regressam após alguns anos de ausência. Petit foi vendido ao Benfica em 2002, enquanto que Frechaut saiu em 2004 para o Dinamo Moscovo da Rússia.
A estes regressos, há a juntar os dos avançados brasileiros Márcio Santos e Adriano: o primeiro, jogou no Bessa em 01/02, depois de ter representado o Galatasaray, onde foi colega de equipa de Mário Jardel; enquanto que o segundo representou os axadrezados em 08/09, por empréstimo do Nacional, numa época em que o Boavista disputou a Liga Vitalis.
O Boavista volta esta temporada à Zona Norte da II Divisão, e tem como primeiro adversário o Vilaverdense, jogando fora na primeira jornada, que será disputada a 2 de Setembro.
Uma semana antes, os axadrezados viajam até Santa Catarina da Serra, onde vão defrontar a U. Leiria na primeira eliminatória da Taça de Portugal. Um jogo que faz falta ao primeiro escalão.

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Vinnie Jones

O 'ConversasRedondas' recupera hoje uma rubrica criada há já algum tempo, e que tem como objectivo recordar vários jogadores ou ex-jogadores de futebol, sejam eles portugueses ou não.
E o escolhido de hoje, é o inglês naturalizado por Gales, Vinnie Jones, que nos tempos que correm, e desde que abandonou o futebol, se tem dedicado à carreira de actor cinematográfico.
Tido como um dos jogadores mais violentos da história do futebol Mundial, Vincent Peter Jones nasceu em Watford a 5 de Janeiro de 1965.
Médio de grande robustez física, Vinnie Jones iniciou a sua carreira ao serviço do modesto Wealdstone, de onde se transferiu para a Premier League em 1986, mais concretamente para o Wimbledon, clube que representaria durante três temporadas consecutivas, e pelo qual venceu a Taça de Inglaterra em 1988, vencendo na final o Liverpool por 1-0. Antes, entre a mudança de Wealdstone para Wimbledon, alinhou pelo Holmsund, da II Divisão sueca.
No Verão de 1989 foi vendido ao Leeds United, clube onde esteve apenas durante uma temporada, ajudando ainda assim os "The Whites" a subirem de divisão. Jones começaria aí um 'corropio' de três clubes diferentes em três temporadas, pois em 90/91 representou o Sheffield United, e na temporada seguinte mudar-se-ia para o Chelsea.
Em 1992, acabou vendido pelos 'Blues' ao Wimbledon, regressando a uma casa que bem conhecia, e onde estaria mais seis temporadas consecutivas - entre 92/93 e 97/98 -, todas elas na Premier League.
Terminada a segunda passagem pelo Wimbledon, Vinnie Jones mudou-se para o QPR, que disputava o Championship, clube onde desempenhou funções de treinador/jogador, e ao serviço do qual terminou a sua carreira de futebolista profissional em 1998.
Apesar de ter nascido em Inglaterra, Vinnie Jones representou a selecção principal do País de Gales, durante nove ocasiões entre 1994 e 1997, sem marcar qualquer golo. Esta naturalização tornou-se possível devido ao facto da sua avó-materna ter origens galesas.
Para a história da vida futebolística de Jones, além da sua imagem de durão e jogador violento, fica a expulsão mais rápida de sempre do futebol mundial, que ocorreu logo aos três segundos de um jogo entre Chelsea e Sheffield United, quando Vinnie Jones já representava os azuis de Londres.
Além deste episódio, há um outro que ninguém esquece, que aconteceu quando o internacional galês apertou literalmente os testículos a Paul Gascoigne, a fim de o intimidar.
Depois de abandonar o futebol, Vinnie Jones dedicou-se ao cinema, tendo-se estreado em 1998  juntamente com Jason Statham, no filme "Lock, Stock and Two Smoking Barrels".
Entre os inúmeros filmes em que já participou, destaca-se "Mean Machine", filme onde o antigo jogador veste a pele de um antigo capitão da selecção inglesa de futebol que é preso, e faz uma equipa de prisioneiros para defrontar uma equipa de guardas prisionais.

domingo, 12 de agosto de 2012

Supertaça: FC Porto derrota Académica

O FC Porto conquistou ontem a Supertaça Cândido de Oliveira pela quarta vez consecutiva, após derrotar a Académica, em Aveiro, por uma bola a zero. Esta é a décima nona vez que os portistas conquistam o terceiro maior troféu do futebol português.
Vítor Pereira apresentou o onze expectável, com Mangala a lateral esquerdo, Atsu no lugar de Hulk e Jackson na frente de ataque, optando também por dar a titularidade a Defour, relegando João Moutinho para o banco de suplentes.
No lado da Briosa, apenas três jogadores repetiram a titularidade que haviam tido na final da Taça em Maio, ante o Sporting. Num onze com cinco reforços, Pedro Emanuel distribuiu a sua equipa num 4-2-3-1, cabendo a Makelele fazer a aproximação ao trio mais adiantado do meio-campo.
Foi preciso esperarmos até ao último minuto de jogo, para vermos um golo. E foi do reforço Jackson. Mas já lá vamos. A Académica entrou na partida disposta a complicar a vida aos portistas, e conseguiu-o. Fechando espaços, e apostando em saídas rápidas para o contra-ataque, os estudantes taparam os caminhos da sua baliza, e contaram com um FC Porto muito lento nos processos ofensivos.
Posto isto, não é de estranhar que só através de lances de bola parada, é que ambas as equipas ficaram perto de marcar: Hélder Cabral, de livre directo, causou calafrios aos dragões, e Mangala, mesmo em cima do intervalo, quase marcava de cabeça, após um canto.
O FC Porto voltou a ter mais acutilância ofensiva no segundo tempo, e Jackson ficou perto de marcar, rematando por cima. Vítor Pereira lançou Moutinho e Djalma para os lugares de Defour e Atsu, e foi com o internacional português em campo, que o meio-campo azul passou a 'carburar', embora ainda muito longe daquilo que costuma fazer.
Otamendi na sequência de um canto, quase marcou através de uma 'bicicleta', valendo à Briosa a atenção de Ricardo, que voou para uma defesa a dois tempos.
Aos 86', o técnico portista decidiu trocar Lucho por Varela, e foi prontamente assobiado, sendo nítida a sua ideia em colocar os azuis num 4-2-3-1, exactamente com o mesmo sistema dos estudantes.
Curiosamente, era a Académica quem estava mais perigosa nesta fase da partida, e quando já toda a gente esperava o prolongamento, um cruzamento milimétrico de Miguel Lopes na direita, encontrou a cabeça do estreante Jackson Martinez, com o colombiano a dar a Supertaça ao FC Porto.
Apesar da grande réplica da Académica, a vitória portista é justa, e não sofre grande contestação, podendo os estudantes queixarem-se de algum azar, em virtude do golo sofrido em cima do minuto noventa. Venha o campeonato.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio Municipal de Aveiro, em Aveiro
Quarteto de Arbitragem composto por: Olegário Benquerença (Árbitro Principal); Luís Marcelino e João Santos (Árbitros Assistentes); Jorge Tavares (Quarto Árbitro)

FC Porto (4-3-3): Helton; Miguel Lopes, Maicon, Otamendi e Mangala; Fernando, Lucho (Varela 86') e Defour (João Moutinho 57'); James, Jackson e Atsu (Djalma 57').
Treinador: Vítor Pereira. Suplentes Não Utilizados: Fabiano; Rolando, Castro e Kléber.

Académica (4-2-3-1): Ricardo; Rodrigo Galo, João Real, Reiner e Hélder Cabral; Makelele (Edinho 90+1') e Flávio Ferreira; Marinho (Magique 87'), Afonso (John Ogu 71') e Cleyton; Salim Cissé.
Treinador: Pedro Emanuel. Suplentes Não Utilizados: Peiser; Henrique, João Dias e Bruno China.

Disciplina:
Amarelos: Defour 53'; Hélder Cabral 60'; Otamendi 88'; Jackson 90'.

Marcador: 1-0 Jackson 90'.

sábado, 11 de agosto de 2012

Jogos Olímpicos: Brasil falha Ouro

(Oribe Peralta, grande figura da final olímpica, protege a bola perante a pressão de Rômulo.)
Ainda não foi desta que o Brasil se sagrou campeão olímpico. Esta tarde, em Wembley, os canarinhos deixaram-se surpreender por um México muito organizado e com a lição bem estudada, que resultou numa vitória por 2-1, com Hulk a marcar para o 'escrete'.
Ainda nem um minuto de jogo estava cumprido, e já o México festejava: Oribe Peralta aproveitou a falha de comunicação entre Rafael e Sandro, para fazer o primeiro golo da partida aos trinta segundos de jogo.
Mano Menezes lançou Hulk aos 32' minutos, para o lugar de Alex Sandro, e foi já com o avançado portista em campo, que os brasileiros foram mais perigosos no ataque, acabando bem o primeiro tempo, e entrando fortes na etapa complementar.
Mas as oportunidades de golo não surgiam ou raramente surgiam, até que Oribe Peralta voltaria a marcar, desta feita aos 75', e para fazer o 2-0, numa altura em que o Brasil já só tinha um elemento no meio-campo - Rômulo.
Aos 84', ainda houve tempo para um desentendimento entre dois brasileiros, Juan e Rafael, e à entrada para o período de descontos, Hulk fugiu bem à defensiva mexicana e bateu Corona sem dificuldades.
Aos 90+3', e após receber um passe de Neymar, Hulk cruzou na direita de forma milimétrica para a cabeça de Óscar, que completamente solto, atirou por cima, deixando fugir o prolongamento.
Ontem, a Coreia do Sul venceu o Japão por 2-0, com golos de Chu-Young Park aos 38' e de Ja-Cheol Koo aos 57', conquistando assim a medalha de bronze.
No torneio feminino, os Estados Unidos conquistaram a medalha de Ouro, após vencerem o Japão por 2-1, com um bis de Carli Lloyd aos 8' e 54' minutos, e com Yuki Ogimi a reduzir para as nipónicas aos 63' minutos.
Na disputa de terceiro e quarto lugar, o Canadá bateu a França por uma bola a zero, com o golo do triunfo a ser apontado por Diana Matheson aos 90+1', depois de um jogo em que as francesas dominaram por completo, falhando várias oportunidades de golo.
Os Jogos Olímpicos voltam dentro de quatro anos, desta feita, no Brasil.

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Sorteios UEFA: Sp. Braga defronta Udinese

(Depois de eliminar o Sporting na Champions em 05/06, a Udinese regressa a Portugal.)
Realizaram-se hoje os sorteios dos play-off da Liga dos Campeões e da Liga Europa, com as equipas portuguesas a terem alguma 'sorte' no sorteio.
Desafio mais complicado, será mesmo o do Sp. Braga na Liga dos Campeões, uma vez que os minhotos medirão forças com a Udinese de Itália. A primeira mão jogar-se-á em Braga a 22 de Agosto, enquanto que a segunda mão está marcada para o dia 28 do mesmo mês, em Udine.
Na Liga Europa, o sorteio ditou que o Sporting jogará com o modesto e desconhecido, AC Horsens da Dinamarca. A primeira mão será jogada em território escandinavo a 23 de Agosto, enquanto que a segunda mão disputa-se uma semana depois, a 30 de Agosto, em Alvalade.
Quanto ao Marítimo, o mais certo será os madeirenses defrontarem o Dila Gori da Geórgia. Ontem, a partida entre Anorthosis Famagusta e Dila Gori, não terminou, uma vez que os adeptos cipriotas invadiram o relvado aos 83' minutos, quando a sua equipa perdia, em casa, por uns expressivos 3-0. Seja qual for o adversário, é certo que o Marítimo jogará em casa a 23 de Agosto, jogando fora na semana seguinte, para a segunda mão deste play-off da Liga Europa.

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Liga Europa: Marítimo elimina Asteras

(Danilo Dias parece controlar a bola perante a oposição de um jogador do Asteras.)
O Marítimo eliminou esta noite o Asteras da Grécia, na terceira pré-eliminatória da Liga Europa. A equipa madeirense empatou sem golos, 'agarrando-se' ao empate a um da primeira mão, para se qualificar.
No primeiro tempo, foram escassas as oportunidades de golo, tendo havido um remate perigoso para cada lado, com o equilíbrio a ser notado.
Na etapa complementar, as oportunidades aumentaram e sucederam-se para ambos os lados, se bem que os madeirenses acabaram os últimos vinte minutos a 'tremer', devido à expulsão de Rúben Ferreira aos 68' minutos. Dez minutos volvidos, os auri-negros viram o Asteras enviar uma bola ao poste, e falhar de forma escandalosa na recarga.
Com estes dois empates, o Marítimo segue para o play-off de acesso à fase de grupos, e ficará a conhecer o seu adversário, no sorteio de amanhã.

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Jogos Olímpicos: Portugal conquista primeira medalha

(Emanuel Silva e Fernando Pimenta no momento da consagração olímpica.)
A dupla portuguesa Fernando Pimenta e Emanuel Silva, conquistou hoje a primeira medalha para Portugal nos Jogos Olímpicos de Londres.
Na modalidade de canoagem, os portugueses terminaram em segundo lugar a prova K2 1000 metros, conquistando assim a medalha de prata, e ficando apenas a cinquenta e três milésimos do ouro.
À frente da dupla lusa, ficaram os húngaros Rudolf Dombi e Roland Kokeny, que são agora, naturalmente, os novos campeões olímpicos nesta vertente da canoagem.
Esta é a vigésima terceira medalha de Portugal em todas as edições dos Jogos Olímpicos, sendo que é a primeira na canoagem, e a oitava de prata. Esta conquista, permite também a Portugal livrar-se do "fantasma" de Michael Phelps, nadador norte-americano que no passado sábado havia alcançado a sua vigésima segunda medalha nos Jogos, tantas quanto as de Portugal.

Jogos Olímpicos: Brasil - México na final

(Hiram Mier, do México, parece desarmar o sul-coreano Kensuke Nagai, durante a partida de ontem.)
Brasil e México são os finalistas do futebol masculino nos Jogos Olímpicos. Brasileiros e mexicanos ultrapassaram Coreia do Sul e Japão, respectivamente, e vão defrontar-se pelo ouro olímpico no próximo sábado, no Estádio New Wembley.
Na primeira partida das Meias-Finais, o México venceu o Japão por 3-1, mas não se livrou de um susto logo aos doze minutos, quando Otsu abriu o activo. Porém, Marco Fabián, aos 31', restabeleceu a igualdade. Foi já no segundo tempo que os mexicanos chegaram à vitória, com golos de Oribe Peralta aos 65' e de Javier Cortés aos 93' minutos.
No outro jogo, o Brasil, com Alex Sandro a titular, bateu a Coreia do Sul por uns expressivos por 3-0: Rômulo abriu o activo aos 38' minutos, enquanto que Leandro Damião bisou aos 57' e 64', fechando as contas do marcador, e liderando assim a tabela dos melhores marcadores do torneio.
Coreia do Sul e Japão vão jogar o apuramento de terceiro e quarto lugar na próxima sexta-feira, dia 10 de Agosto, pelas 19h45, enquanto que no dia seguinte, Brasil e México jogarão a final, pelas 15h.

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Leixões: Hernâni tem de ser operado

(O momento em que a equipa da Cruz Vermelha, se preparava para transportar Hernâni ao hospital.)
Decorria o minuto 38' do encontro entre Leixões e Feirense, a contar para a última jornada da primeira fase da Taça da Liga, quando Hernâni, avançado leixonense, chocou contra Oliveira, central feirense, e caiu desamparado sobre o relvado. O 'resultado' foi uma lesão na coluna cervical.
O avançado luso-caboverdiano foi prontamente assistido pela equipa médica do seu clube, bem como pela equipa da Cruz Vermelha presente no estádio, que depois de imobilizar o jogador, o transportou até ao hospital Pedro Híspano, em Matosinhos.
Os médicos do referido hospital, adiantaram que a situação do jogador, era estável, mas durante a noite, Hernâni foi transferido para o Centro Hospitalar de Gaia, onde terá que ser operado, devido a um pequeno desvio da coluna cervical, sendo que a operação ainda não tem data marcada.

domingo, 5 de agosto de 2012

Taça da Liga: Primeira fase terminada

(Rafael Porcellis já leva cinco golos em três jogos oficiais ao serviço do Santa Clara.)
Terminou hoje a primeira fase da Taça da Liga, com U. Madeira, Belenenses, Naval, Sp. Covilhã e Leixões a juntarem-se a Feirense, Santa Clara e D. Aves, no lote de equipas apuradas para a segunda fase da prova.
No Grupo A, o U. Madeira venceu o Belenenses por uma bola a zero, graças a uma grande penalidade convertida por Tiago Costa aos 54' minutos, e venceu o grupo, enquanto que o Freamunde venceu em Oliveira de Azeméis, a Oliveirense, por 1-2, e ficou em terceiro, apesar da igualdade pontual com os azuis do Restelo. Pedró aos 37' e Bock aos 81' adiantaram os 'capões', enquanto que Luís Barry fechou o placar para os da casa, aos 88' minutos.
No Grupo B, Arouca e Naval empataram sem golos, resultado que garantiu aos figueirenses a liderança do grupo, e atirou com os arouquenses para fora da competição, apesar do Covilhã ter perdido em Alcântara, frente ao Atlético, por 1-0, com golo de Marco Bicho aos 92' minutos.
No Grupo C, um Feirense já apurado, empatou em Matosinhos, frente ao Leixões, a zero bolas, resultado que serviu para qualificação aos matosinhenses, que somaram por empates os três jogos disputados. No outro jogo, Ferreira adiantou o Penafiel aos 16' minutos, mas Rúben Fernandes empatou para o Portimonense aos 32', e o resultado não mais se alterou.
No Grupo D, no duelo de líderes, o Santa Clara levou a melhor sobre o D. Aves, tendo vencido por 3-1: Porcellis adiantou os açorianos aos 16' e fechou o marcador aos 83', já depois de Reguila ter feito o 2-0 aos 23', e de Valdinho ter reduzido para 2-1 aos 76'. Na outra partida deste grupo, o Tondela venceu na casa do Trofense por uma bola a zero, com o golo da vitória a ser apontado por Luís Aurélio aos trinta minutos.
Na próxima fase de competição, entrarão já em prova os oito últimos classificados da última Liga ZON, incluindo, naturalmente, Moreirense e Estoril.

Jogos Olímpicos: Quartos-de-Final já foram disputados

(A festa dos coreanos, após eliminarem a Grã-Bretanha e qualificarem-se para as Meias-Finais.)
Realizaram-se ontem os quatro jogos relativos aos Quartos-de-Final do futebol masculino dos Jogos Olímpicos, com destaque para a eliminação da Grã-Bretanha e para a passagem do Brasil.
No primeiro jogo da tarde, o Japão venceu o Egipto por 3-0, com golos de Nagai aos 14', Yoshida aos 78' e Otsu aos 83', e vai agora enfrentar o México nas Meias-Finais, uma vez que os mexicanos venceram o Senegal por 4-2, após prolongamento. Jorge Enríquez abriu o activo aos nove minutos, e Aquino aumentou para 2-0 aos 61', mas Konaté aos 68' e Baldé aos 75', repuseram a igualdade. No tempo-extra, apareceu o toque de génio de Giovani dos Santos aos 97', a fazer o 3-2, e aos 108', Hector Herrera fez o 4-2 final.
Já o Brasil, venceu as Honduras por 3-2, mas não se livrou de um valente susto. Ou melhor, de dois. É que os hondurenhos estiveram duas vezes em vantagem: Mario Martínez fez o 1-0 aos 12', e Roger Espinoza o 2-1 aos 48', quando os azuis e brancos já jogavam com dez. Pelo meio, Leandro Damião havia empatado o jogo a um aos 38', após assistência de Hulk. Aos 51', na conversão de uma grande penalidade, Neymar repôs nova igualdade na partida, e nove minutos depois, Leandro Damião bisaria na partida, fazendo o 3-2 final.
Os brasileiros terão como adversário nas Meias-Finais, a Coreia do Sul, que depois de empatar a uma bola com a Grã-Bretanha após cento e vinte minutos jogáveis, eliminou os anfitriões após o desempate por grandes penalidades. Ji Dong-Won adiantou os asiáticos aos 29' minutos, mas seis minutos depois, Ramsey na conversão de uma grande penalidade, empatou a partida. No desempate, os primeiros oito penaltis foram convertidos com êxito, sendo que Sturridge falhou o 5-4 para a Grã-Bretanha, e Ki Sung-Yueng não falhou para a Coreia.
Caiu assim por terra, a aspiração de Giggs em vencer uma competição de selecções.
Confira o quadro de jogos das Meias-Finais:

México vs. Japão - 07/08, 17h
Coreia do Sul vs. Brasil - 07/08, 19h45

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Liga Europa: Marítimo empata na Grécia

(Fidélis começou em grande nesta nova temporada, apontando o golo do empate madeirense.)
O Marítimo arrancou com um empate, a sua participação na Liga Europa 2012/2013. Na primeira mão da terceira pré-eliminatória, os madeirenses empataram a uma bola em Tripoli, na Grécia, frente ao Asteras.
Depois de dominar na primeira parte, porém sem grandes ocasiões de golo, o Marítimo entrou praticamente a perder no segundo tempo, com um golo de Rayo aos 48' minutos.
A turma de Pedro Martins chegaria ao empate ao minuto 71', por intermédio do brasileiro Fidélis, que aproveitou uma falha defensiva dos gregos.
Este empate só pode ser considerado positivo para as contas do Marítimo, que dentro de uma semana terá a decisão da eliminatória nos Barreiros.

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Jogos Olímpicos: Fase de grupos encerrada

(Marrocos e Espanha despediram-se dos Jogos Olímpicos, com um empate sem golos.)
Terminou ontem a fase de grupos dos Jogos Olímpicos em futebol masculino, com pouca coisa de relevante a acontecer na derradeira jornada.
No Grupo A, a Grã-Bretanha venceu o Uruguai por 1-0 e confirmou o primeiro lugar com sete pontos, enquanto que o Senegal ao empatar com os Emirados Árabes Unidos a uma bola, garantiu a segunda posição do grupo, com cinco pontos.
No Grupo B, o México venceu a Suiça por uma bola a zero e aproveitou o empate sem golos entre Coreia do Sul e Gabão, para vencer o grupo. Os coreanos qualificaram-se na segunda posição.
No Grupo C, o Brasil venceu a Nova Zelândia por 3-0, num jogo em que Danilo abriu o activo, e Alex Sandro fez a assistência para o segundo golo. O Egipto ao vencer a Bielorússia por 3-1, garantiu a segunda posição.
Finalmente, no Grupo D, ambos os jogos terminaram empatados sem golos: Japão e Honduras, Marrocos e Espanha. Posto isto, qualificaram-se para os Quartos-de-Final, nipónicos e hondurenhos.
Sábado, jogam-se os Quartos-de-Final, que terá os seguintes encontros:

Japão vs. Egipto - 12h
México vs. Senegal - 14h30
Brasil vs. Honduras - 17h00
Grã-Bretanha vs Coreia do Sul - 19h30

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Taça da Liga: Feirense, Santa Clara e D. Aves apurados

(Sténio, aqui ao serviço do Feirense em Alvalade, bisou hoje frente ao Portimonense.)
Realizou-se hoje a segunda jornada da primeira fase de grupos da Taça da Liga, com Feirense, Santa Clara e D. Aves a somarem a segunda vitória em dois jogos, e a garantirem o apuramento para a próxima fase.
No Grupo A, Belenenses e U. Madeira venceram os respectivos jogos e repartem agora a liderança do grupo com quatro pontos: os azuis do Restelo, receberam e venceram o Freamunde por uma bola a zero, com golo de Tiago Silva aos 57' minutos, enquanto que os madeirenses bateram a Oliveirense por 2-1, com golos de Steve aos 4' e de Rúben Andrade aos 54', enquanto que Ivan Santos marcou para os aveirenses aos 39'.
No Grupo B, Naval e Covilhã empataram a uma bola e também dividem a liderança com quatro pontos somados. Na Figueira, marcaram primeiro os da casa, por intermédio de Carlitos aos sete minutos, sendo que Fabrício empatou para os serranos ao minuto trinta. No outro jogo, o Arouca bateu o Atlético por 2-1 e eliminou os âlcantarenses. Joeano abriu o activo para os da casa aos 29' minutos, na conversão de uma grande penalidade, sendo que dois minutos depois, Rui Varela restabeleceu a igualdade, igualdade essa, que viria a ser desfeita aos 83', por intermédio de Claro.
No Grupo C, o Feirense recebeu e venceu o Portimonense por 2-1, graças a um bis de Sténio, que marcou aos 42' e 59', depois de Rúben Fernandes ter adiantado os algarvios aos 20' minutos. No outro jogo, Leixões e Penafiel empataram a uma bola, com Pedro Santos a abrir o marcador para os da casa aos 36' minutos, e com Robson a restabelecer a igualdade dois minutos depois.
No Grupo D, Santa Clara e D. Aves golearam hoje e garantiram a qualificação para a próxima fase, uma vez que ambos somam seis pontos em seis possíveis. Os açorianos receberam o Trofense e venceram por 5-0, com Luiz Carlos a abrir o marcador aos 14' minutos, com Porcellis a fazer hat-trick aos 27', 50' e 65', e com Pedro Cervantes a fazer o gosto ao pé aos 40' minutos. No outro jogo, o D. Aves venceu o Tondela por 3-0, com golos de Romeu aos 28', Rabiola na conversão de uma grande penalidade, e de Djabril Sarr.
A terceira e última jornada desta fase de grupos da Taça da Liga, realiza-se no próximo domingo.