quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Taça da Liga: Sp. Braga elimina Benfica nos penaltis

Já era um 'habitué' da Taça da Liga, mas o Sp. Braga decidiu contrariar hoje essa tradição: o Benfica está fora da final da segunda taça mais importante do nosso futebol pela primeira vez nos últimos cinco anos, e depois de quatro vitórias consecutivas.
Esta noite, no Estádio AXA, o Braga fez por merecer a resolução da eliminatória nos noventa minutos, mas depois de várias oportunidades falhadas, os bracarenses garantiram a passagem à final da Taça da Liga, através do desempate por grandes penalidades - 3-2.
Perante um Benfica com alguns titulares e outras novidades - Roderick e Urreta, por exemplo, foram titulares -, o Sp. Braga mostrou-se mais equipa, mais rotinado e mais esclarecedor na hora de atacar a baliza encarnada à guarda de Artur.
Ainda assim, foram os lisboetas a desperdiçarem uma boa ocasião para marcar, quando ainda dentro dos primeiros dez minutos da partida, Rodrigo rematou à barra da baliza bracarense.
Cardozo marcaria de seguida, mas em fora-de-jogo, e do lado da turma da casa, Mossoró e Éder cotavam-se como os mais inconformados com o nulo inicial, e ao minuto 24', o brasileiro ficou perto de marcar por duas vezes, valendo ao Benfica duas defesas de Artur - três, se contarmos com o livre batido por Custódio que deu origem aos remates de Mossoró.
Ainda antes do intervalo, o mesmo Mossoró quase aproveitou uma 'benesse' da defesa encarnada, concedida principalmente por Melgarejo e Jardel, com Artur também a complicar, e depois ele mesmo a salvar os encarnados.
No segundo tempo, ambas as equipas entraram com mais velocidade e atitude em campo, mas voltaria a ser o Sp. Braga a ficar perto de marcar logo aos 58' minutos, quando após um cruzamento na esquerda, Artur defendeu para a frente, a bola bateu em Éder, e saiu caprichosamente ao lado.
Rodrigo também ameaçou marcar de cabeça, mas Quim mostrou-se atento, e Jesus foi lançando as 'fichas' todas: primeiro lançou Aimar, de seguida Enzo Pérez e por último Ola John.
Porém, este trio pouco ou nada acrescentou ao jogo, e se a final de Coimbra estava ali 'à mão de semear', faltavam, contudo, os golos para desfazer esse nulo.
O Sp. Braga continuava a dominar a partida e a acercar-se da baliza encarnada, e já em cima do minuto noventa, Hugo Viana de pé direito fez a bola passar ligeiramente ao lado.
Vieram os penaltis, Rodrigo adiantou o Benfica, Alan, Luisão, Roderick e Gaitán falharam, Custódio, Enzo Pérez, João Pedro e Rúben Amorim marcaram, e o Braga apurou-se para a final. Destaque para Quim, que numa espécie de 'vingança', defendeu dois penaltis aos benfiquistas.
Ficha de Jogo:

Jogo disputado no Estádio AXA, em Braga
Quarteto de arbitragem composto por: Marco Ferreira (Árbitro Principal);

Sp. Braga (4-5-1): Quim; Salino, Sasso, Paulo Vinícius e Baiano; Custódio, Hugo Viana, Alan, Mossoró (João Pedro 68') e Rúben Amorim; Éder (Zé Luís 86').
Treinador: José Peseiro. Suplentes Não Utilizados: Kritsyuk; Aderlan Santos, Emídio Rafael, Mauro e Hélder Barbosa.

Benfica (4-4-2): Artur; André Almeida, Luisão, Jardel e Melgarejo; Urreta (Enzo Pérez 62'), Roderick, Carlos Martins (Ola John 82') e Gaitán; Cardozo (Aimar 45') e Rodrigo.
Treinador: Jorge Jesus. Suplentes Não Utilizados: Paulo Lopes; Garay, Maxi Pereira e Alan Kardec.

Disciplina:
Amarelos: Roderick 15'; Luisão 22'; Baiano 39'; Alan 54'; Gaitán 71'; Carlos Martins 80'; Aimar 81'.

Marcador: Nada a assinalar.
Penaltis: 0-1 Rodrigo; Alan falha; Luisão falha; 1-1 Custódio; 1-2 Enzo Pérez; 2-2 João Pedro; Roderick falha; 3-2 Rúben Amorim; Gaitán falha.

Espanha: Real Madrid humilha Barcelona em Camp Nou

(Ronaldo atenta no corte de Khedira sobre Messi. O argentino passou ao lado do jogo.)
O Real Madrid humilhou ontem à noite o Barcelona, em pleno Camp Nou, vencendo por 3-1, na segunda mão da meia-final da Taça do Rei.
Os madrilenos estiveram a vencer por 3-0 a mais de vinte minutos do fim, graças a um bis de Ronaldo e a um cabeceamento do francês Varane. Jordi Alba reduziu para os blaugrana já bem perto da entrada para o período de compensação.
A turma da casa até entrou melhor, e se Di Maria não fez penalti sobre Messi por centímetros, na resposta, Ronaldo sofreu falta de Piqué dentro da área, e chamado a converter o castigo máximo, o internacional luso adiantou os merengues aos 13' minutos.
O Barça tardou em reagir com cabeça, tronco e membros, apesar da habitual posse e circulação de bola, e o mais perto que ficou de marcar, foi quando Iniesta com um remate de fora-de-área, fez com que o esférico passasse ligeiramente ao lado da baliza de Diego López.
No segundo tempo, a entrada merengue no jogo seria soberba, e aos 57' minutos, Di Maria com um lance espectacular, 'partiu os rins' a Puyol, rematou para defesa de Pinto, e a bola sobrou caprichosamente para Ronaldo, que 'matou' no peito e encostou para o 0-2.
Jordi Roura fez entrar David Villa para o lugar de Fàbregas dois minutos depois, mas seria o Real a marcar novamente cerca de dez minutos volvidos, quando aos 68' e na sequência de um canto, o francês Varane cabeceou completamente à vontade para o 0-3.
O resultado ganhava contornos de 'escândalo' e goleada, e o melhor que a turma da casa conseguiu, foi reduzir já perto do minuto noventa por Jordi Alba, que apareceu na área a concluir de primeira um excelente passe de Iniesta.
Assim, o Real Madrid está de novo na final da Taça do Rei, dois anos depois de o ter feito pela última vez. Para essa final, a turma merengue conhecerá o seu adversário esta noite, sendo que o rival Atlético está em vantagem sobre o Sevilha.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Braga: A tua cara não me é estranha

(Sábado foi assim: Braga coloca a bola por cima de Helton e prepara-se para marcar no Dragão.)
Ainda me recordo de quando o Salgueiros caiu na Liga de Honra e, entre muitas contratações de jogadores com créditos firmados, apostou num 'miúdo' da formação chamado Braga.
O jovem Braga, Bruno de nome próprio, foi utilizado muitas vezes na Liga de Honra, primeiro por Carlos Manuel e depois por Norton de Matos, até que em 2004 o Salgueiros caiu para a IIB na secretaria, e impedido de renovar ou registar contratos, foi obrigado a libertar todo o seu plantel.
Braga foi então 'obrigado' a prosseguir a sua carreira nos campeonatos não-profissionais, nomeadamente ao serviço do Tirsense, que na altura - 04/05 - disputava a III Divisão.
Bruno Braga não apadrinhou, por exemplo, a estreia do Canedo dos Nacionais, num jogo que o seu novo clube perdeu por uma bola a zero, mas viria a defrontar o clube da minha terra não só nessa temporada, como também nas duas seguintes - novamente pelo Tirsense em 05/06, e depois pelo Leça em 06/07.
Quem o viu a jogar nessas três temporadas consecutivas, como eu vi, facilmente percebeu que não era à toa que Braga havia jogado na Liga de Honra pelo Salgueiros, quando ainda mal tinha acabado a formação.
Havia ali qualidade para jogar mais além do que numa III Divisão, e se Braga brilhou com a camisola dos 'Jesuítas' ao ponto de se mudar para o candidato à subida Leça em 06/07, nessa temporada ao serviço dos leceiros, o criativo portuense exibiu-se como uma das grandes figuras verde-e-brancas, ajudando à subida dos matosinhenses, que seriam acompanhados nessa subida pelo...Tirsense.
Braga continuou no Leça em 07/08, agora já na II Divisão B, e entre muitos jogos e momentos, foi protagonista de uma jogada espectacular na derradeira jornada do campeonato: fintou seis jogadores do Lourosa, mais o guarda-redes, e com a baliza escancarada, falhou. O Lourosa marcou aos 90+2' e o Leça desceu.
Porém, no ano seguinte, Braga deu o tão desejado 'salto' para o primeiro escalão: reforçou o vizinho Leixões, e à sexta jornada brilhou no Dragão com um bis que ajudou à vitória dos leixonenses por 3-2 na casa do FC Porto. Se no primeiro golo, se limitou a desviar a bola do alcance do guardião portista, no segundo, marcou com um espectacular remate de primeira, que não deu hipótese de defesa a Nuno Espírito Santo - sim, o seu actual treinador.
Nos dias que se seguiram à vitória leixonense no Dragão, toda a gente falava de Braga, e eu limitava-me a dizer que ele já tinha jogado contra o 'meu' Canedo.
No passado sábado, quase cinco anos depois de o ter feito pela primeira e última vez, Braga voltou a marcar no Dragão, agora com a camisola do Rio Ave, aproveitando uma bola longa nas costas da defensiva portista, e depois de fintar Helton e Maicon, não repetiu o falhanço em Lourosa: desta vez, atirou mesmo para o fundo das redes e adiantou os vilacondenses no marcador.
O resultado acabaria por ser favorável aos dragões, mas Braga voltou a 'aparecer' na ribalta do futebol português. E desde 2004 que a sua cara não me é estranha...

II Divisão: Ricardo Sousa e Cândido Costa no SJ Vêr

(Cândido Costa e Ricardo Sousa já se vestem 'à SJ Vêr' - autoria: blogue do SC São João de Vêr.)
O São João de Vêr, actual sexto classificado da Zona Centro da II Divisão a par do Pampilhosa, reforçou esta segunda-feira o seu plantel com dois jogadores de renome no futebol nacional e, até, internacional: Ricardo Sousa e Cândido Costa.
Ambos têm a particularidade de terem jogado no FC Porto, e desse ser, provavelmente, o ponto mais alto das suas carreiras, mas existe outra particularidade mais interessante: os dois jogadores são naturais de São João da Madeira.
O defesa/extremo-direito Cândido Costa, de trinta e um anos, chega a São João de Vêr proveniente do Tondela, onde foi muito pouco utilizado na primeira metade da actual temporada; enquanto que o médio ofensivo Ricardo Sousa, chega aos sanjoaninos depois de ter representado a Oliveirense em 10/11, e de ter estado parado na temporada transacta.
Os vínculos de Cândido Costa e Ricardo Sousa com o SJ Vêr, serão válidos até ao final da presente temporada, desconhecendo-se se os dois jogadores já poderão ser utilizados por Jorge Lima no próximo domingo, na deslocação ao Benfica de Castelo Branco.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

II Divisão: 21ª Jornada

(Infesta 0-0 Varzim - autoria: blogue "Lobos do Mar".)
A jornada vinte e um da Zona Norte da II Divisão, não trouxe novidades na frente da tabela: o líder Mirandela derrotou o Joane por uma bola a zero, mesmo resultado com que o D. Chaves venceu o histórico confronto com o Tirsense. O Vizela foi derrotado em casa pelo Vilaverdense por 2-1, e acabou ultrapassado pelo Ribeirão, que derrotou o Boavista por 2-0.
Também ultrapassado pelo Ribeirão, foi o Limianos, que empatou a uma bola frente ao Gondomar no seu próprio terreno. O Famalicão consentiu um empate a duas bolas na casa do Padroense, mesmo resultado com que terminou o jogo entre Fafe e Amarante. Infesta e Varzim não saíram do nulo.
Na Zona Centro, o líder Cinfães venceu o Tourizense por 2-0, e voltou a aumentar distâncias para os mais directos adversários, uma vez que o Ac. Viseu cedeu uma igualdade caseira a um golo frente ao BC Branco, e o Sp. Espinho foi derrotado em casa pelo Operário, por 2-1. O Anadia continua em queda, e foi derrotado em casa pelo Nogueirense, por uma bola a zero.
SJ Vêr e Pampilhosa empataram a duas bolas e continuam empatados na sexta posição, enquanto que Coimbrões e Bustelo empataram a uma bola. O Lusitânia foi vencer a casa do Cesarense por 2-1, sendo que o Tocha foi goleado em casa pelo Sousense, por 4-1.
Na Zona Sul, o líder Mafra foi surpreendentemente derrotado em casa pelo Pinhalnovense, por uma bola a zero, mas viu os históricos Farense e U. Leiria escorregarem: os algarvios empataram sem golos no derby da sua região, frente ao Quarteirense; enquanto que a turma leiriense, empatou a uma bola na casa do Sertanense. Disto se aproveitou o Torreense, que ao vencer por uma bola a zero no terreno do Carregado, ganhou pontos aos três primeiros classificados.
O Futebol Benfica protagonizou outra das surpresas da jornada, ao ir vencer a casa do Fátima por duas bolas a uma, enquanto que o Louletano continua em crescimento, e ontem derrotou o Ribeira Brava também por 2-1. O Oriental bateu o Casa Pia por uma bola a zero, enquanto que o 1º Dezembro triunfou diante do Oeiras, também por duas bolas a uma.
A II Divisão regressa no próximo fim-de-semana.

III Divisão: 20ª Jornada

(Vila Real 1-1 Leça - autoria: facebook do Leça FC.)
Na jornada vinte da Série A, o líder Bragança venceu em casa do Taipas por uma bola a zero e mantém-se com quatro pontos de avanço para o Vianense, que venceu em Ponte da Barca por duas bolas a uma. O Ronfe regressou aos triunfos, e bateu o Monção por 2-1.
No quarto lugar, continua o Santa Maria, que venceu por uma bola a zero em Esposende, sendo que Maria da Fonte e Merelinense empataram a duas bolas. O Marinhas goleou o Melgacense por 7-0, e reforçou a sua presença nos seis primeiros.
Na Série B, o líder Oliveirense empatou a uma bola na casa do Aliados de Lordelo, e permitiu a aproximação do Felgueiras, que venceu o Rebordosa por 3-1. Em sentido inverso continua o Lousada, que perdeu em Paredes por 2-0, e somou a quinta derrota consecutiva.
O Pedras Rubras venceu o Santa Eulália por 3-1, e divide agora a terceira posição juntamente com o Paredes. Também por 3-1, o Vila Meã derrotou o Serzedelo, enquanto que o Leça arrancou um precioso ponto em Vila Real, ao empatar a uma bola com os locais.
Na Série C, em duelo de titãs, o Salgueiros foi vencer a Estarreja por 3-0, e além de se 'vingar' da derrota da primeira volta pelos mesmos números, alcançou os aveirenses na liderança. O Grijó falhou a aproximação, ao não sair do nulo em casa do Sampedrense, enquanto que o Alba foi pelo mesmo caminho dos gaienses, empatando no seu terreno a uma bola frente ao Penalva do Castelo.
A jornada foi maioritariamente de empates nos primeiros lugares, uma vez que Lamas e Oliv. do Bairro também não saíram do nulo. O Avanca venceu o Aguiar da Beira por 2-0, enquanto que o Parada foi vencer ao terreno do Oliv. de Frades por 2-1.
Na Série D, o líder Sp. Pombal empatou a uma bola no terreno do Oliv. do Hospital, e perdeu a liderança para o Caldas, que bateu o Sernache por 2-1. O Sourense continua terceiro, tendo vencido o Penelense por duas bolas a zero.
O Alcanenense perdeu também por 2-0 na casa do Beneditense, e permitiu aproximações de Marinhense e Torres Novas: os marinhenses, venceram em Alcobaça por duas bolas a uma, enquanto que os torreenses, venceram em Mortágua por duas bolas a zero.
Na Série E, registaram-se quatro empates em seis jogos, com o Barreirense a vencer o Cartaxo por 2-1, e com o Eléctrico a derrotar o Sacavenense por 2-0. Amora e Tires empataram sem golos.
Os líderes Fabril e Sintrense consentiram igualdades caseiras: os barreirenses não saíram do nulo frente ao Pêro Pinheiro; enquanto que os sintrenses empataram a duas bolas frente ao Real. Peniche e Lourinhanense empataram a uma bola.
Na Série F, o líder U. Montemor venceu por 3-0 em Lagoa e aumentou distâncias para o Moura, que cedeu uma igualdade caseira a um golo frente ao Esp. de Lagos. O At. Reguengos não aproveitou este empate, e perdeu por uma bola a zero no terreno do Castrense.
A Juv. de Évora empatou a uma bola na casa do Monte Trigo e continua na quinta posição, enquanto que o Vasco da Gama foi vencer a Sesimbra por 2-1, e está a um ponto dos sesimbrenses. Também a um ponto do sexto lugar está o Aljustrelense, que venceu por uma bola a zero na casa do Lusitano VRSA.
A III Divisão regressa no próximo fim-de-semana.

Este domingo, Ponte da Barca, Aliados de Lordelo, Sampedrense, Penelense e Lusitano VRSA confirmaram também eles a sua descida aos Distritais.

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Segunda Liga: Violência interrompe derby bê minhoto

(Estádio D. Afonso Henriques ficou com várias clareiras nas bancadas, depois desta tarde.)
O derby bê minhoto entre V. Guimarães e Sp. Braga, a contar para a jornada vinte e nove da Segunda Liga, foi esta tarde interrompido aos oito minutos de jogo, depois de vários adeptos vitorianos terem invadido a bancada onde estavam os adeptos bracarenses, e como se isso não bastasse, terem agredido grande parte destes.
Segundo o jornal 'Record', tudo terá começado quando os adeptos que viajaram de Braga entraram no estádio aos seis minutos, e de imediato, rebentaram um petardo. Daí seguiu-se a reacção dos adeptos da casa, que começaram de imediato a arremessar tochas e cadeiras para o Topo Norte do Estádio D. Afonso Henriques, invadindo essa mesma bancada segundos depois, agredindo então várias dezenas de adeptos afectos ao Sp. Braga.
A direcção vitoriana não requisitou policiamento para esta partida, pelo que a maior parte dos adeptos bracarenses foi obrigada a abandonar o estádio para se proteger. Os ânimos só acalmaram quando a PSP de Braga chegou ao local, vários minutos depois.
Nessa altura, já o árbitro Hugo Pacheco havia interrompido o jogo e recolhido aos balneários, tal como a equipa do Sp. Braga-B. Com apenas oito minutos disputados, o placard ainda assinalava 0-0, e resta agora esperar, para sabermos se o resto da partida será disputada, ou se a equipa bê bracarense sairá vencedora desta partida.
Duas semanas depois, os adeptos do Sp. Braga voltam a estar em destaque pela negativa, depois de na segunda-feira de Carnaval terem invadido a bancada ocupada pelos adeptos do Paços de Ferreira presentes no Estádio AXA.
Estes acontecimentos, são, naturalmente, de lamentar, dando ainda mais uma 'cor negativa' à situação actual em que o País se encontra.

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Boavista pode-se inscrever na Liga na próxima época

(Estádio do Bessa pode voltar a receber grandes jogos, já na próxima temporada.)
Esta é uma história que já conheceu vários capítulos, mas que depois de ontem, pode estar muito perto de chegar ao fim. O Boavista pode na próxima temporada, e caso o entenda, inscrever-se na I Liga portuguesa de futebol, depois de ontem à noite, o Conselho de Justiça da Federação ter dado razão ao clube axadrezado.
Recorde-se que há sensivelmente um ano, o clube do Bessa havia sido notificado pelo Tribunal Administrativo de Lisboa, da decisão de considerar a nula a reunião do CJ da FPF em 2008, que atirou com o Boavista para a Liga Vitalis na altura.
Ontem, o mesmo CJ da FPF, já com outros intervenientes, decidiu dar provimento ao recurso do Boavista, situação que deixa agora o clube axadrezado em posição de se poder inscrever no principal escalão do futebol português.
Além disto, a FPF arrisca pagar uma avultada indemnização ao Boavista FC, pelos danos causados durante todos estes anos que os boavisteiros estiveram afastados da ribalta do futebol luso.
Já hoje, o carismático presidente do Boavista, João Loureiro, anunciou que o clube vai aguardar serenamente por uma resposta da FPF sobre este caso, e só depois avançará com decisões definitivas.
Actual nono classificado na Zona Norte da II Divisão, o Boavista tem no seu plantel jogadores como Pedro Costa, Frechaut, Petit, Zé Manel e Fary, atletas que jogaram de xadrez ao peito, quando o clube ainda estava na primeira divisão nacional.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Liga Europa: Benfica elimina Leverkusen

O Benfica assustou-se, mas venceu o Bayer Leverkusen por 2-1, e segue para os Oitavos-de-Final da Liga Europa, onde vai agora defrontar o Bordéus de França.
Depois de uma primeira parte a ver jogar os alemães, a turma encarnada 'virou a página' graças a um belo golo de Ola John aos 60' minutos, e de Matić aos 77', depois de Schürrle ter marcado para os bávaros aos 75' minutos.
Como já disse, a primeira parte foi alemã: Schürrle logo aos três minutos disparou uma 'bomba' para defesa de Artur; Kiessling aos doze, rematou ao poste, após cruzamento de Carvajal; e a cinco minutos do intervalo, voltaria a ser Schürrle a estar perto de marcar, enviando nova bola ao poste direito da baliza encarnada.
Do Benfica pouco ou nada se viu, excepção feita a um bom golpe de cabeça de Gaitán aos dezasseis minutos, que obrigou Leno a uma defesa complicada.
Sem soluções, apático, e bastante lento e previsível na hora do passe, faltava muita coisa ao Benfica, que tinha em Carlos Martins, o 'elo mais fraco' do seu meio-campo. O internacional português seria, contudo, substituído aos 53' minutos por lesão, já depois de Kiessling ter marcado para o Bayer aos 50' minutos, apesar de estar em posição irregular, e do golo ter sido anulado por isso mesmo.
Se o do Leverkusen, até aqui melhor no jogo, não contou, o do Benfica dez minutos depois contaria: bom trabalho de Ola John na esquerda, feliz a ganhar o ressalto, e depois a rematar em arco sem hipótese para Leno. Grande golo do jovem holandês que desbloqueava uma partida que começava a ficar complicada para a turma encarnada.
Os alemães reagiram de pronto, e Artur foi obrigado a aplicar-se por duas ocasiões: primeiro a remate de Rolfes; depois, após nova tentativa de Schürrle.
Seria precisamente Schürrle a marcar a quinze minutos do fim, após ser servido de cabeça por um colega, e atirando de primeira sem hipótese de defesa para Artur.
Porém, o Benfica não deu aso a muitas esperanças alemãs, e dois minutos volvidos, Lima fugiu pela direita na sequência de uma bola bombeada por Artur, e com toda a calma do Mundo, cruzou para o segundo poste, onde apareceu Matić a marcar de cabeça.
Os benfiquistas ainda dispuseram de nova oportunidade para marcar, quando Salvio de cabeça, rematou ligeiramente por cima.
Não há duvidas de que o Benfica teve sorte, mas a sorte, essa, procura-se e trabalha-se, pelo que os encarnados estão assim nos Oitavos-de-Final da Liga Europa, onde vão defrontar o Bordéus, sendo que a primeira mão está marcada para o próximo dia 7 de Março, na Luz.
Ficha de Jogo:

Jogo disputado no Estádio da Luz, em Lisboa
Quarteto de arbitragem composto por: Pavel Královec (Árbitro Principal - República Checa);

Benfica (4-5-1): Artur; André Almeida, Luisão, Garay e Melgarejo; Gaitán, Matić, Enzo Pérez, Carlos Martins (Salvio 53') e Ola John (Jardel 90+2'); Cardozo (Lima 64').
Treinador: Jorge Jesus. Suplentes Não Utilizados: Paulo Lopes; Maxi Pereira, André Gomes e Aimar.

B. Leverkusen (4-3-3): Leno; Carvajal, Reinartz (Milik 73'), Wollscheid e Boenisch; Rolfes, Toprak e Bender (Hegeler 57'); Gonzalo Castro, Kiessling e Schürrle.
Treinador: Sascha Lewandowski. Suplentes Não Utilizados: Rensing; Schwaab, Friedrich, Kadlec e Júnior Fernandes.

Disciplina:
Amarelos: Bender 28'; Carvajal 45+2'; Enzo Pérez 54'; Ola John 61'; Matić 90+3'.

Marcador: 1-0 Ola John 60'; 1-1 Schürrle 75'; 2-1 Matić 77'.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Liga dos Campeões: Barcelona perde em Milão

(Kroos festeja desta forma o golo que inaugurou o marcador ontem, no Emirates Stadium.)
Completou-se hoje a primeira mão dos Oitavos-de-Final da Liga dos Campeões, com o AC Milan a causar surpresa, ao vencer o Barcelona por 2-0. No outro jogo do dia, o Galatasaray já com Drogba em campo, empatou a uma bola frente ao Schalke 04.
Em San Siro, a surpresa começou-se a construir aos 57' minutos por Boateng, sendo que aos 81', seria Muntari a marcar, estabelecendo o resultado final. Curiosamente, foram dois ganeses a derrubar o 'todo-poderoso' Barcelona, que esteve muito aquém do que é habitual.
Na Turquia, Buruk Yilmaz abriu o activo para o Galatasaray logo aos doze minutos com um belo golo, só que em cima do intervalo, Jermaine Jones acabou por fazer o golo do empate para os alemães, selando assim o resultado final.
Ontem, além do FC Porto ter batido o Málaga por 1-0, com golo de João Moutinho aos 56' minutos, foi dia de duelo entre Arsenal e Bayern de Munique, sendo que os alemães venceram em 'terras de sua Majestade' por claros 3-1, estando agora em posição claramente favorável para atingirem a próxima eliminatória. Kroos aos sete minutos e Müller aos 21', puseram o Bayern a ganhar por 2-0, mas de forma curiosa, seria um ex-jogador dos bávaros a marcar para os 'Gunners': Podolski reduziu aos 55' minutos, mas Mandžukić selou a contagem aos 77' minutos.
A Liga dos Campeões regressa no próximo dia 5 de Março, com a realização dos encontros Man. United - Real Madrid e Borussia Dortmund - Shakhtar Donetsk.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Liga dos Campeões: FC Porto derrota Málaga

O FC Porto entrou com o pé direito nos Oitavos-de-Final da Liga dos Campeões, ao bater o Málaga no Dragão, por uma bola a zero.
Num jogo de sentido único, os 'dragões' marcaram ao minuto 56' por intermédio de João Moutinho, após cruzamento de Alex Sandro na esquerda. No lado malaguenho, Antunes foi o único português em campo, tendo actuado os noventa minutos.
O jogo teve de tal maneira um único sentido, que o Málaga só fez um remate à baliza durante toda a partida. Isco não apareceu, Júlio Baptista tentou remar sozinho, e Antunes foi eleito pela 'Marca' como o melhor jogador dos andaluzes no Dragão.
Esperava-se mais do quarto classificado da liga espanhola, que se apresentou no Dragão demasiado retraído num jogo defensivo improfícuo ao longo de toda a partida, e que só ajudava a justificar um resultado mais avolumado a favor do FC Porto.
O domínio territorial gigantesco do FC Porto, não trouxe golos no primeiro tempo, apesar de Izmaylov e de Jackson o terem tentado. Ainda assim, era através de bolas paradas que os azuis-e-brancos da casa, conseguiam criar mais calafrios aos malaguenhos.
Na etapa segunda, o FC Porto voltou a entrar agressivo na hora de atacar a baliza contrária e a controlar o jogo no meio-campo adversário. Danilo tentou por duas vezes servir os companheiros, mas o golo nasceria no outro lado, quando Alex Sandro aos 56' minutos cruzou direitinho para a emenda fácil de João Moutinho para o 1-0. O médio português está, contudo, adiantado na hora do remate.
Vítor Pereira não perdeu tempo e lançou James, mas o colombiano apesar de alguns bons pormenores, demonstrou uma clara falta de ritmo, ainda bem longe da sua performance habitual. Seria o outro colombiano dos portistas, Jackson, a ficar perto de marcar pouco depois, quando com uma excelente rotação tirou um adversário do caminho, e rematou ao lado da baliza de Caballero.
Pellegrini, mesmo com a sua equipa debaixo de uma 'pressão' intensa por parte do adversário, fez três substituições cirúrgicas, não arriscando, e tentando segurar o meio-campo.
Embora sem ter criado muitas oportunidades para marcar, o FC Porto fez, literalmente, o que quis do Málaga, e face à exibição, merecia um resultado mais folgado.
O golo irregular de Moutinho colocou, de forma irónica, justiça no marcador.
A segunda mão está marcada para o próximo dia 13 de Março, no estádio La Rosaleda.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio do Dragão, no Porto
Quarteto de arbitragem composto por: Mark Clattenburg (Árbitro Principal - Inglaterra)

FC Porto (4-3-3): Helton; Danilo, Mangala, Otamendi e Alex Sandro; Fernando, João Moutinho e Lucho (Castro 90+1'); Izmaylov (Atsu 70'), Jackson e Varela (James 58').
Treinador: Vítor Pereira. Suplentes Não Utilizados: Fabiano; Maicon, Sebá e Liedson.

Málaga (4-4-2): Caballero; Sergio Sánchez, Wellington, Demichelis e Antunes; Isco, Toulalan, Iturra (Camacho 78') e Joaquín (Portillo 63'); Santa Cruz e Júlio Baptista (Piazón 78').
Treinador: Manuel Pellegrini. Suplentes Não Utilizados: Kameni; Diego Lugano, Duda e Saviola.

Disciplina:
Amarelos: Iturra 75'.

Marcador: 1-0 João Moutinho 56'.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

II Divisão: Boavista 2-2 Limianos

Em jogo a contar para a jornada vinte da Zona Norte da II Divisão, o histórico Boavista cedeu um empate caseiro a duas bolas na recepção ao segundo classificado, Limianos.
Numa partida bem disputada, e com alguma chuva à mistura durante a primeira parte, axadrezados e minhotos bateram-se com galhardia no terreno de jogo, pertencendo à equipa forasteira o primeiro domínio da contenda.
A formação que viajou desde Ponte de Lima apresentou-se com as ideias bem definidas no Bessa, e à passagem do minuto dez abriu o marcador, quando na sequência de um canto, Arnold desviou a bola e viu esta embater no poste e com muita sorte à mistura, anexar-se no fundo das redes.
Logo depois, a turma do Limianos voltaria a marcar, mas desta feita o lance seria invalidado por pretenso fora-de-jogo.
O Boavista entrou apático e a deixar o adversário jogar, e só esboçaria uma reacção positiva, aquando do 0-1. Depois de uma primeira tentativa na sequência de um lance de bola parada, ao minuto 22' os axadrezados chegariam mesmo ao golo por intermédio de Fary, que aproveitou um ressalto de bola na marcação de um livre, para bater o desamparado e seu 'velho conhecido', Litos.
A partir daqui, o jogo concentrou-se essencialmente no meio-campo, com ambas as equipas a lutarem muito, mas a criarem poucas situações de golo: os da casa procuravam novo golo através das bolas paradas, enquanto que a turma forasteira tentava, sem êxito, sair para o contra-ataque.
Porém, seria do Limianos a última grande oportunidade do primeiro tempo, valendo Ricardo Campos ao Boavista, que com uma defesa apertada negou o golo a um adversário.
No segundo tempo, o Boavista entrou mais objectivo e esclarecido na hora de assumir o controlo da partida, e aos 63' minutos pertenceu ao ainda júnior Rúben Alves, aquela que, para mim, foi a melhor jogada do encontro: o jovem boavisteiro deixou para trás quatro adversários ainda fora-de-área, mas depois de fazer tudo bem, e isolado perante Litos, rematou ao lado.
De seguida foi Fary que teve uma iniciativa semelhante, mas acabou desarmado no chão por um defesa contrário, e aos 71' minutos, o Limianos voltaria a passar para a frente do marcador, quando após um atraso mal calculado por parte de Simão Coutinho, Tanela apareceu oportuno na cara de Ricardo Campos e colocou a bola por cima do guardião boavisteiro.
O Boavista não baixou os braços e aos 79' minutos, Carraça na marcação de um livre directo obrigou Litos a defesa apertada para canto. Três minutos depois, Fary em nova iniciativa individual, é rasteirado dentro de área, e na marcação da respectiva grande penalidade, restabelece a igualdade.
Este lance gerou muitos protestos por parte da turma que viajou desde Ponte de Lima, com Litos a 'encabeçar' esses mesmos protestos de forma veemente.
Até final, destaque para o cabeceamento de Pedro Navas aos 90+3' minutos, com a bola a tocar ao de leve na barra da baliza do Limianos e a sair por cima.
Em suma, pode-se dizer que o resultado é algo injusto para a turma da casa, face à sua produção ofensiva, mas também porque controlou sempre a partida, exceptuando os primeiros vinte minutos.
Com este empate, o Limianos caiu para terceiro, enquanto que o Boavista continua na nona posição.
Ficha de Jogo:

Jogo disputado no Estádio do Bessa Séc. XXI, no Porto
Árbitro Principal: Paulo Barradas (AF Setúbal)

Boavista (4-3-3): Ricardo Campos; Paulo Campos (Adriano 73'), Carlos Santos, Simão Coutinho e Cláudio Lopes; Pedro Navas, Carraça e Rúben Alves (Zé Lopes 84'); Wellington, Fary e Zé Manel (Pedrinho 84').
Treinador: Petit/Rui Borges. Suplentes Não Utilizados: Tiago Pinto; André Pereira, Petit e Miguel Cid.

Limianos (4-3-3): Litos; Vítor Hugo, Boris, Lucas e Nera; Beck, Mickael (Gustavo 69') e Éder Diego; Arnold (Ribeira 86'), Vasco (Telmo 76') e Tanela.
Treinador: Carlos Cunha. Suplentes Não Utilizados: Pedro Velho; Cara, Jojó e Ricardo Nogueira.

Disciplina:
Amarelos: Pedro Navas 32'; Mickael 43'; Wellington 66'; Carlos Santos 68'; Telmo 81'; Litos 82'; Lucas 82'; Vítor Hugo 90+3'.

Marcador: 0-1 Arnold 11'; 1-1 Fary 22'; 1-2 Tanela 71'; 2-2 Fary 82' G. P..

Autoria das fotos: blogue "The Boavista Footballers".

II Divisão: 20ª Jornada

(Boavista FC 2-2 AD Limianos.)
A jornada vinte da Zona Norte da II Divisão ficou marcada pela derrota do líder Mirandela em casa do Gondomar por uma bola a zero, resultado que permitiu ao Chaves uma nova aproximação à liderança, fruto da sua vitória no terreno do Vilaverdense também por 1-0. O Limianos empatou a duas bolas no Bessa, frente ao Boavista, e além de cair para terceiro, foi alcançado pelo Vizela, que venceu em Famalicão, também por uma bola a zero.
O Ribeirão venceu em Amarante por 2-1 e reforçou a quinta posição, enquanto que o Tirsense bateu o Infesta por 2-0 e subiu ao sétimo lugar. O Joane venceu o Padroense por 2-1 e saiu fora da linha-de-água, enquanto que o Varzim - Fafe foi interrompido aos 28' minutos, devido às más condições climatéricas que se fizeram sentir na Póvoa durante a tarde de ontem.
Na Zona Centro, o líder Cinfães empatou a uma bola no terreno do Bustelo e permitiu nova aproximação do Ac. Viseu, que venceu na casa do Pampilhosa por 3-1. O Anadia voltou a escorregar, empatando a duas bolas na deslocação ao Lusitânia, enquanto que o Sp. Espinho venceu o Tourizense fora-de-portas por uma bola a zero, e reforçou a terceira posição.
O Operário goleou o Cesarense por 4-0 e aproveitou a derrota do Pampilhosa, mas também do SJ Vêr em casa do Nogueirense por 1-0, para alcançar ambas as formações na quinta posição. Sousense e Coimbrões empataram a uma bola, enquanto que o BC Branco regressou às vitórias, tendo goleado o Tocha por 4-0.
Na Zona Sul, o líder Mafra empatou a duas bolas no terreno do Futebol Benfica, e completou a 'razia' dos três líderes não terem ganho esta jornada. Deste empate se aproveitou o Farense, que ao vencer o Oriental por 2-0, encurtou distâncias para a liderança. O U. Leiria também aproveitou a escorregadela do Mafra, e venceu o Fátima por 3-2, ao contrário do Torreense, que cedeu uma igualdade caseira frente ao Quarteirense, a um golo.
Ribeira Brava e Sertanense não saíram do nulo, à semelhança do que aconteceu com Pinhalnovense e 1º Dezembro. Oeiras e Carregado empataram a uma bola, enquanto que o Casa Pia venceu o Louletano por 2-0, e ganhou pontos a todos os adversários directos.
A II Divisão regressa no próximo fim-de-semana.

III Divisão: 19ª Jornada

(Penalva do Castelo 1-0 Sampedrense - autoria: blogue do SC Penalva do Castelo.)
No jogo grande da jornada dezanove da Série A da III Divisão, o Vianense derrotou o Ronfe por 3-1 e subiu ao segundo lugar por troca com o seu adversário de ontem, mantendo-se a quatro pontos do líder Bragança, que venceu o Ponte da Barca por 3-0. O Santa Maria foi vencer ao terreno do Merelinense por 3-2 e continua quarto.
Maria da Fonte e Taipas empataram a uma bola e viram o Marinhas aproximar-se, graças a uma vitória fora-de-portas, em Monção, por duas bolas a uma. O Esposende venceu na casa do Melgacense por 2-0.
Na Série B, a Oliveirense bateu o Serzedelo por 2-0 e mantém-se líder, enquanto que no grande jogo da jornada, o Felgueiras derrotou o Lousada por uma bola a zero, naquela que foi a quarta derrota consecutiva dos lousadenses. O Paredes venceu o Aliados, em Lordelo, por 2-0 e alcançou precisamente o Lousada na terceira posição.
O Santa Eulália 'despachou' o Vila Meã por 3-0 e aumentou distâncias para o sétimo posto, enquanto que Rebordosa e Leça regressaram aos triunfos: os durienses venceram o Vila Real também por 3-0; sendo que os leceiros bateram o Pedras Rubras por 2-0.
Na Série C, o líder Estarreja venceu por uma bola a zero no terreno do Parada, e continua seguido de perto pelo Salgueiros, que venceu em Oliv. do Bairro por expressivos 3-0. O U. Lamas bateu o Alba também por 1-0, e reforçou a sua posição nos seis primeiros.
O Grijó derrotou o Avanca por 3-1 e continua no quarto lugar, enquanto que Aguiar da Beira e Oliv. de Frades empataram a duas bolas. O Penalva do Castelo derrotou o Sampedrense por uma bola a zero e alcançou o Oliv. do Bairro na sexta posição.
Na Série D, o Pombal empatou a uma bola no terreno do Penelense, e permitiu novas aproximações, desta feita de Caldas e Sourense: os caldenses venceram por 3-1 em casa do Marinhense; enquanto que a turma de Soure recebeu e venceu o Alcobaça por 2-0.
Quem desperdiçou a aproximação ao líder foi o Oliv. do Hospital, que empatou a uma bola em Torres Novas. O Alcanenense goleou o Mortágua por 4-0 e está muito perto de garantir a presença nos seis primeiros, enquanto que o Beneditense parece estar numa boa forma, tendo ganho ontem na casa do Sernache por uma bola a zero.
Na Série E, o líder Sintrense empatou a uma bola na casa do Eléctrico, e foi alcançado pelo Fabril, que venceu por 3-1 em casa do Real. O Sacavenense goleou o Cartaxo por expressivos 7-0 e subiu ao terceiro posto de forma isolada.
Em tarde de resultados expressivos, o Tires goleou o Peniche por 6-0, enquanto que Pêro Pinheiro e Amora empataram a duas bolas. O Lourinhanense venceu o Barreirense por 2-0.
Na Série F, os dois primeiros empataram e permitiram a aproximação do Esp. de Lagos, que bateu o Lusitano VRSA por uma bola a zero. O líder U. Montemor cedeu uma igualdade caseira a uma bola frente ao Vasco da Gama, enquanto que o Moura não saiu do nulo na casa do At. Reguengos.
Numa jornada de empates, a Juv. de Évora venceu o Castrense por 3-1 e reforçou a sua presença nos seis primeiros, aproveitando o nulo do Sesimbra em casa do Aljustrelense. Lagoa e Monte Trigo empataram a um golo.
Nos Açores, disputou-se a última jornada da fase regular, com o Praiense a fechar esta mesma fase com um triunfo sobre o Vitória do Pico por 1-0. Ao todo, os praienses somaram dezasseis vitórias e dois empates em dezoito jogos. O Angrense empatou a uma bola na casa do Rabo de Peixe, resultado que permitiu aos da casa segurarem um lugar nos quatro primeiros, à semelhança do Sp. Ideal, que venceu o Praínha por 2-1.
O Santiago perdeu por 1-0 no terreno do Barreiro, e falhou o acesso aos quatro primeiros classificados, enquanto que o Marítimo da Graciosa venceu em casa do Flamengos por 3-0.
A III Divisão regressa no próximo fim-de-semana.

Entretanto, e a três jornadas do fim da fase regular, estão já despromovidas aos Distritais vinte e quatro equipas, incluindo as seis provenientes da Série Açores. A saber: Melgacense, Merelinense, Esposende, Monção, Vila Meã, Rebordosa, Leça, Oliv. de Frades, Aguiar da Beira, Parada, Beneditense, Alcobaça, Mortágua, Peniche, Cartaxo, Monte Trigo, Castrense, Lagoa, Santiago, Barreiro, Praínha, Vitória do Pico, Marítimo da Graciosa e Flamengos.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Liga Europa: Benfica vence na Alemanha

(Ola John e Wollscheid lutam pela bola indiferentes à neve que caia no momento.)
De vilão no alto da Choupana a herói no gelo de Leverkusen, Oscar Cardozo apontou o único golo da partida que opôs os alemães ao Benfica, e que terminou com triunfo encarnado por uma bola a zero.
Tacuara, como já se percebeu, resolveu o jogo aos 61' minutos, depois de uma primeira parte disputada num ritmo lento e pachorrento com poucos ou nenhuns motivos de interesse.
Jesus foi obrigado a mexer ainda no primeiro tempo, lançando Enzo Pérez para o lugar do lesionado André Gomes, sendo que debaixo de um intenso nevão, as equipas procuraram apenas encaixar-se uma na outra, e selarem os caminhos para a sua baliza.
Na etapa complementar, a primeira oportunidade até foi para os bávaros, quando Kadlec em boa posição para marcar e isolado frente a Artur, rematou mal, e de seguida, o Benfica marcaria por Cardozo, após contra-ataque iniciado por Salvio, que deixou para André Almeida cruzar, e o jovem luso assistiu Cardozo para o golo, depois de uma primeira simulação de Gaitán a deixar a bola para o paraguaio.
O Bayer quase empatou na jogada seguinte, com Hegeler a cabecear ligeiramente por cima após livre cobrado por Gonzalo Castro, e já em cima do minuto noventa seria Sidnei Sam a ficar perto do golo, quando depois de conseguir colocar a bola por cima de Artur, viu Melgarejo numa rápida acção salvar o triunfo dos encarnados.
O Benfica está assim em excelente posição de se qualificar para os Oitavos-de-Final da Liga Europa, sendo que no jogo que definirá o próximo adversário encarnado, Dinamo Kiev e Bordéus empataram a uma bola em solo ucraniano. A segunda mão disputa-se de hoje a uma semana, no Estádio da Luz.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Liga dos Campeões: Real e United empatam no Bernabéu

(Ibrahimovic parece superar a marcação de Rami, durante o Valência - PSG de ontem.)
Real Madrid e Manchester United empataram esta noite a uma bola no Bernabéu, em jogo a contar para a primeira mão dos Oitavos-de-Final da Liga dos Campeões.
Welbeck adiantou os ingleses no marcador aos 20' minutos, mas Ronaldo empataria a partida dez minutos depois, com um belo golpe de cabeça. O internacional português não podia ter encontrado melhor maneira de defrontar a sua ex-equipa, não tendo festejado o golo que apontou.
No outro jogo desta noite, Shakhtar Donetsk e Borussia Dortmund empataram a duas bolas na Ucrânia, num jogo que ficou marcado por um acidente de avião que transportava adeptos afectos à equipa da casa, e que provocou vários mortos.
Dentro de campo, Srna adiantou os ucranianos aos 31' minutos, mas Lewandowski restabeleceria a igualdade dez minutos volvidos. No segundo tempo, Douglas Costa aos 68' minutos colocou de novo o Shakhtar na frente, mas aos 88', Mats Hummels fez o 2-2 final.
Ontem, em Valência, o PSG venceu a equipa local por 2-1, numa partida em que os espanhóis jogaram e os franceses marcaram. Ao ritmo do tango, os argentinos Lavezzi e Pastore marcaram para os parisienses aos 10' e 43' minutos respectivamente, cabendo a Rami apontar o tento de honra valenciano em cima do minuto noventa. João Pereira e Ricardo Costa foram titulares na formação da casa, e na segunda mão não enfrentarão Ibrahimovic, expulso nos instantes finais da partida.
No outro jogo, a Juventus venceu em Glasgow, no Celtic Park, por expressivos 3-0 e praticamente arrumou com o Celtic da Liga dos Campeões. Matri aos três minutos, Marchisio aos 77' e Vucinic aos 83', selaram o resultado final.
A prova prossegue na próxima semana com a realização de mais quatro jogos, entre eles o FC Porto - Málaga marcado para terça-feira, dia 19 de Fevereiro.

Taça da Liga: FC Porto absolvido

(Moutinho, aqui em luta com Pedro Santos, marcou o único golo desse FC Porto - V. Setúbal.)
O Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol deu hoje razão ao FC Porto, absolvendo os azuis-e-brancos da acusação de utilização irregular de três jogadores na partida frente ao V. Setúbal, a contar para a terceira e última jornada da fase de grupos da Taça da Liga.
Em causa estava o facto dos 'dragões' terem utilizado Fabiano, Abdoulaye e Sebá frente ao V. Setúbal, menos de setenta e duas horas depois de terem defrontado a Naval pela equipa bê portista na Segunda Liga.
O CD da FPF considerou improcedente a acusação aos portistas, alegando que na Taça da Liga não se aplica a regra que obriga os jogadores a fazer um intervalo de setenta e duas horas antes de voltarem a disputar novo jogo.
Posto isto, o FC Porto deverá então defrontar o Rio Ave nas Meias-Finais da competição. E digo que deverá, pois esta decisão é passível de recurso, e pode voltar a 'bloquear' a prova.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

A foto do dia: Adeptos do Paços atacados em Braga

(O número de stewards presente no AXA era bastante reduzido para travar os adeptos bracarenses.)
Numa atitude repugnante, inadmissível e claramente do 'outro mundo', a claque do Sp. Braga, 'RedBoys', atacou ontem os adeptos afectos ao Paços de Ferreira presentes no AXA, para assistirem à partida entre o seu clube e os 'guerreiros do Minho'.
De forma curiosa, a expressão 'guerreiros' virou de lado, uma vez que dentro de campo, os pacenses venceram por 3-2, e fora dele, os seus adeptos foram atacados à cobardia por várias dezenas de membros de uma das claques bracarenses, que não 'aceitou' o facto de a sua equipa estar a perder por duas bolas a zero aos 38' minutos.
Isto obrigou a fugas dos adeptos 'castores' em duas direcções: uns fugiram bancada acima; outros refugiaram-se atrás de uma das balizas do estádio. A juntar a isto, convém dizer que não havia polícia no recinto, e os stewards eram poucos para evitarem que a claque do Braga ultrapasse as barreiras de segurança, arremessasse cadeiras na direcção dos adeptos visitantes, e ainda por cima, conseguisse agredir vários destes adeptos, nos quais estavam incluídos mulheres e crianças.
O futebol quer-se de festa, e não de violência. É, por isso, uma 'foto do dia' lamentável.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

II Divisão: 19ª Jornada

(Ac. Viseu 0-0 AD Nogueirense - autoria: blogue "A Magia do Futebol".)
Na jornada dezanove da Zona Norte da II Divisão, o Mirandela bateu o Boavista ao cair do pano por uma bola a zero e soma agora cinco pontos de vantagem para o segundo lugar, uma vez que na passada quarta-feira foi vencer a casa do Tirsense por 2-0 em acerto de calendário. O Limianos não desarma na segunda posição, e derrotou o Amarante por 2-0, tal como o Chaves no terceiro posto, que bateu o Infesta por 3-0. Fafe e Tirsense não saíram do nulo.
O Vizela continua também a fazer uma excelente época, e ao vencer o Joane por 3-2, subiu à quarta posição, aproveitando o empate caseiro do Ribeirão frente ao Varzim a uma bola. Vilaverdense e Famalicão empataram pelo mesmo resultado, enquanto que o Gondomar foi vencer ao terreno do Padroense por uma bola a zero.
Na Zona Centro, o Cinfães bateu o Sousense por 3-0 e aumentou distâncias para a concorrência, fruto dos empates caseiros de Ac. Viseu e Anadia: os viseenses não foram além de um nulo frente ao Nogueirense; enquanto que os bairradinos cederam uma igualdade a uma bola frente ao Operário. Disto se aproveitou o Sp. Espinho, que ao vencer o Cesarense por 2-1, já é terceiro.
Em grande forma estão também SJ Vêr e Pampilhosa: os feirenses bateram o Lusitânia por uma bola a zero, enquanto que a turma pampilhosense venceu por 3-0 no terreno do Tocha. O Coimbrões venceu o BC Branco por duas bolas a uma, e numa das surpresas da jornada, o Bustelo foi vencer a casa do Tourizense por uma bola a zero.
Na Zona Sul, o Mafra continua em grande nível, e ontem derrotou o U. Leiria por expressivos 3-0. O Farense bateu o Torreense por 2-1 e 'afastou' o outro candidato, enquanto que o Sertanense venceu o Casa Pia por 2-0 e ficou a um ponto do terceiro lugar. O Fátima venceu o Ribeira Brava por 3-0.
O Quarteirense bateu o Oeiras por uma bola a zero na fuga aos últimos lugares, enquanto que o Pinhalnovense somou um ponto precioso nessa luta, ao empatar a um golo na casa do Carregado. O Louletano foi vencer a casa do Oriental por 2-1 e também 'fugiu' do fundo, enquanto que o 1º Dezembro derrotou o Futebol Benfica por duas bolas a zero.
A II Divisão regressa no próximo fim-de-semana.

III Divisão: 18ª Jornada

(Felgueiras 1-0 Aliados de Lordelo - autoria: blogue "Notícias FC Felgueiras".)
No jogo grande da décima oitava jornada da Série A, Ronfe e Bragança não saíram do nulo, permitindo assim uma ligeira aproximação do Santa Maria, que goleou o Melgacense por 5-0. Quem falhou essa aproximação foi o Vianense, que empatou a uma bola na casa do Marinhas.
O Maria da Fonte venceu por 2-1 em casa do Ponte da Barca e reforçou a quinta posição, à semelhança do Taipas, que ao bater o Merelinense por 2-0, reforçou o sexto lugar. Num duelo entre os dois últimos, Esposende e Monção empataram a três golos.
Na Série B, a Oliveirense venceu por uma bola a zero em Paredes e continua líder, sendo que o Felgueiras bateu o Aliados de Lordelo pelo mesmo resultado e continua segundo. Em queda está o Lousada, que ao perder em Vila Real por 2-0, averbou a terceira derrota consecutiva.
O Pedras Rubras venceu o Rebordosa também por 1-0 e alcançou os lousadenses na terceira posição, ao passo que o Serzedelo venceu o Santa Eulália por 2-0 e está cada vez mais perto do sexto lugar. O Vila Meã goleou o Leça por 4-1.
Na Série C, o líder Estarreja derrotou o Aguiar da Beira por uma bola a zero e continua a ser perseguido pelo Salgueiros, que goleou o Parada por 4-1. O Grijó continua na luta, e foi vencer a casa do Oliveira de Frades por expressivos 5-2.
Em igualdade pontual com os grijoenses continua o Alba, que venceu o Ol. do Bairro por 2-1. Sampedrense e U. Lamas não saíram do nulo, enquanto que o Avanca venceu o Penalva do Castelo por três bolas a duas.
Na Série D, o Pombal venceu o Torres Novas por 3-0 e assumiu a liderança isolada, fruto da derrota caseira do Caldas frente ao Sourense por uma bola a zero, e do empate também ele caseiro do Oliv. do Hospital frente ao Alcanenense a duas bolas.
Em igualdade pontual com o Sourense na quarta posição, está o Sernache, que venceu na casa do Mortágua por 2-0. O Penelense venceu em Alcobaça por duas bolas a uma e ainda sonha com os seis primeiros, enquanto que o Beneditense bateu o Marinhense por 3-2.
Na Série E, o Sintrense venceu o Sacavenense por 2-0 e aproveitou a derrota do Eléctrico na casa do Fabril por 2-1, para assumir a liderança isolada. O Barreirense bateu o Tires por 3-1 e está agora a um ponto de entrar nos seis primeiros.
O Pêro Pinheiro venceu por uma bola a zero em Peniche e alcançou o Real na quinta posição, fruto da derrota dos realenses na casa do Amora também por 1-0. O Lourinhanense venceu no Cartaxo por 3-1 e é outra equipa que ainda pode chegar aos seis primeiros.
Na Série F, o U. Montemor venceu na casa do Monte Trigo por uma bola a zero e continua líder com dois pontos de avanço para o Moura, que bateu a Juv. de Évora por 3-1. O At. Reguengos venceu por 2-0 em casa do Lusitano VRSA e continua terceiro.
Em quarto continua o Esp. de Lagos, que venceu em Sesimbra por 3-1. O Vasco da Gama venceu o Aljustrelense por 2-0 e alcançou o seu adversário de ontem na sétima posição, enquanto que o Castrense bateu o Lagoa por duas bolas a uma.
Nos Açores, Angrense e Praiense empataram a uma bola no grande jogo da jornada, resultado que permitiu a aproximação do Sp. Ideal, após vitória por 2-0 em casa do Marítimo da Graciosa.
O Rabo de Peixe venceu no terreno do Praínha por 2-1 e continua na quarta posição com um ponto de vantagem para o Santiago, que bateu o Flamengos por 3-0. O Vitória do Pico bateu o Barreiro por uma bola a zero.
A III Divisão regressa no próximo fim-de-semana.

Entretanto, o acerto de calendário já foi efectuado, pelo que ficam aqui registados os jogos adiados no passado dia 27 de Janeiro:

Série C: Oliv. do Bairro 4-2 Aguiar da Beira - 30/01
Série D: Penelense 0-1 Alcanenense - 06/02

domingo, 10 de fevereiro de 2013

África: Nigéria vence CAN pela terceira vez

(Kabore do Burquina Faso, parece 'fugir' a Obi Mikel da Nigéria, durante a final do CAN.)
A Nigéria venceu este domingo a CAN 2013, ao derrotar na final a sua congénere do Burquina Faso por uma bola a zero.
Um golo solitário de Sunday Mba a cinco minutos do intervalo, ditou a vitória nigeriana, que contou com Elderson do Sp. Braga na equipa titular, durante sessenta e sete minutos.
Esta foi a terceira vez que os verde-e-brancos conquistaram a CAN, feito que não alcançavam desde 1994, depois de uma primeira vitória em 1980.
No jogo de atribuição de terceiro e quarto lugares disputado ontem, o Mali de N' Diaye (V. Guimarães) derrotou a Gana de Atsu (FC Porto) por três bolas a uma, com golos de Samassa aos 21' minutos, Seydou Keita aos 48' e Sigamary Diarra em cima do minuto noventa, este último já depois de Asamoah ter reduzido para o Gana aos oitenta e dois minutos.
Pode-se dizer que foi uma CAN agradável de se acompanhar e com boas surpresas, mas foi também notória o atraso do futebol americano em relação não só ao europeu e sul-americano, como também ao asiático. O talento e a qualidade estão lá, falta melhorar, principalmente, a cultura táctica.

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Recordar: III Divisão há dez anos

(Tal como há dez anos atrás, Avanca e Penalva do Castelo integram a Série C da III Divisão.)
A III Divisão, quarto escalão do futebol português, vai terminar no fim desta temporada, atirando de forma quase drástica com a maior parte das 'suas' equipas para os respectivos Distritais.
O blogue recorda então hoje a III Divisão 02/03, fazendo a análise e comparação do que ainda se mantém 'igual'. Isto é, fazendo o levantamento das equipas que dez temporadas depois, ainda se mantêm no quarto maior escalão do nosso futebol.
Ao todo são vinte e oito, as formações que volvidos dez anos continuam a disputar a III Divisão. Há também destacar o facto de apenas três equipas que em 02/03 disputavam a III Divisão, estarem hoje a disputar os campeonatos profissionais - uma delas é o Benfica-B.
Da Série A de há dez anos, restam cinco equipas no mesmo escalão, três disputam a II Divisão, nove disputam os Distritais e apenas uma já não tem futebol sénior.
Classificação da III Série A 02/03 (entre parêntesis a divisão dos clubes em 12/13):

1º Bragança (III Divisão)
2º At. Valdevez (I Divisão - AF Viana do Castelo)
3º Joane (II Divisão)
4º Sandinenses (Extinto no final da época 05/06)
5º Vilaverdense (II Divisão)
6º Maria da Fonte (III Divisão)
7º Valenciano (Divisão de Honra - AF Viana do Castelo)
8º Mirandela (II Divisão)
9º Monção (III Divisão)
10º Ronfe (III Divisão)
11º Montalegre (Divisão de Honra - AF Vila Real)
12º Amares (Divisão de Honra - AF Braga)
13º Valpaços (Divisão de Honra - AF Vila Real)
14º Cerveira (Divisão de Honra - AF Viana do Castelo)
15º Marinhas (III Divisão)
16º Terras do Bouro (I Divisão - AF Braga)
17º Águias da Graça (I Divisão - AF Braga)
18º Vila Pouca de Aguiar (Divisão de Honra - AF Vila Real)

Na Série B, somente Oliveirense, Rebordosa e Serzedelo se mantêm na mesma divisão volvidos dez anos. De resto, o Trofense está na Segunda Liga, quatro equipas estão na II Divisão, nove formações competem nos Distritais, e apenas abdicou do futebol sénior.
Classificação da III Série B 02/03 (entre parêntesis a divisão dos clubes em 12/13):

1º Lixa (Divisão de Honra - AF Porto)
2º Trofense (Segunda Liga)
3º Tirsense (II Divisão)
4º AD Oliveirense (III Divisão)
5º Fiães (I Divisão - AF Aveiro)
6º Famalicão (II Divisão)
7º Pedrouços (I Divisão - AF Porto)
8º Torre de Moncorvo (Divisão de Honra - AF Bragança)
9º São Pedro da Cova (Divisão de Honra - AF Porto)
10º Ribeirão (II Divisão)
11º Rebordosa (III Divisão)
12º Rio Tinto (Divisão de Honra - AF Porto)
13º Lourosa (I Divisão - AF Aveiro)
14º Cinfães (II Divisão)
15º Lamego (Divisão de Honra - AF Viseu)
16º Serzedelo (III Divisão)
17º Pevidém (I Divisão - AF Braga)
18º Cambres (Extinto no final da época 02/03)

Na Série C, apenas Avanca, Estarreja e Penalva do Castelo 'restam' do campeonato de há dez anos atrás. Na II Divisão estão quatro emblemas, nos Distritais estão oito, enquanto que outras três equipas optaram pelo encerramento do futebol sénior.
Classificação da III Série C 02/03 (entre parêntesis a divisão dos clubes em 12/13):

1º Estarreja (III Divisão)
2º Pampilhosa (II Divisão)
3º Milheiroense (I Divisão - AF Aveiro)
4º Valecambrense (Extinto no final da época 11/12)
5º Cesarense (II Divisão)
6º Gafanha (I Divisão - AF Aveiro)
7º Sátão (Divisão de Honra - AF Viseu)
8º Penalva do Castelo (III Divisão)
9º Tocha (II Divisão)
10º União de Coimbra (Extinto no final da época 08/09)
11º Fornos de Algodres (II Divisão - AF Guarda)
12º Mangualde (Divisão de Honra - AF Viseu)
13º Arrifanense (Extinto no final da época 07/08)
14º Anadia (II Divisão)
15º Avanca (III Divisão)
16º Estação (I Divisão - AF Castelo Branco)
17º Mileu (II Divisão - AF Guarda)
18º Gouveia (I Divisão - AF Guarda)

*A negrito, os clubes que passados vinte anos, continuam a disputar a III Divisão.

Recordar: III Divisão há dez anos - continuação

(Trofense e Atlético são adversários actualmente, mas há dez anos disputavam a III Divisão.)
Na Série D, seis equipas continuam a disputar a III Divisão conforme faziam há precisamente dez anos atrás. Esta série tem a particularidade de ter tido apenas dezassete equipas, e se dessas dezassete, seis estão no mesmo escalão, outras seis acabaram com o futebol sénior, e nenhuma está na II Divisão. As restantes cinco, competem então nos respectivos Distritais.
Classificação da III Série D 02/03 (entre parêntesis a divisão dos clubes em 12/13):

1º Alcains (I Divisão - AF Castelo Branco)
2º Portomosense (Divisão de Honra - AF Leiria)
3º Lourinhanense (III Divisão)
4º Fazendense (I Divisão - AF Santarém)
5º Beneditense (III Divisão)
6º Sourense (III Divisão)
7º Rio Maior (Extinto no final da época 09/10)
8º Riachense (I Divisão - AF Santarém)
9º Bidoeirense (Extinto no final da época 09/10)
10º Caranguejeira (Extinto no final da época 10/11)
11º Torres Novas (III Divisão)
12º Peniche (III Divisão)
13º Mirense (Extinto no final da época 05/06)
14º União de Almeirim (Extinto no final da época 11/12)
15º Mirandense (Extinto no final da época 09/10)
16º Vitória Sernache (III Divisão)
17º Nazarenos (Divisão de Honra - AF Leiria)
18º Portalegrense - Desistiu da competição antes do seu começo

Na Série E, continuam na III Divisão três equipas, sendo de realçar então a presença do Benfica-B neste escalão em 02/03, sendo que agora a formação secundária encarnada disputa a Segunda Liga. Apenas duas formações competem na II Divisão, onze disputam os Distritais - seis são da Madeira -, e só o Calipolense já não tem futebol sénior.
Classificação da III Série E 02/03 (entre parêntesis a divisão dos clubes em 12/13):

1º Sintrense (III Divisão)
2º Ribeira Brava (II Divisão)
3º Benfica-B (Segunda Liga)
4º At. Malveira (Divisão de Honra - AF Lisboa)
5º Loures (Divisão de Honra - AF Lisboa)
6º Portosantense (Divisão de Honra - AF Madeira)
7º Alcochetense (I Divisão - AF Setúbal)
8º Elvas (I Divisão - AF Portalegre)
9º Carregado (II Divisão)
10º 1º Maio (Divisão de Honra - AF Madeira)
11º Machico (Divisão de Honra - AF Madeira)
12º Real (III Divisão)
13º Sacavenense (III Divisão)
14º Câmara de Lobos (Divisão de Honra - AF Madeira)
15º São Vicente (Divisão de Honra - AF Madeira)
16º Santacruzense (Divisão de Honra - AF Madeira)
17º Calipolense (Divisão de Honra - AF Évora)
18º Águias de Camarate (Extinto no final da época 09/10)

Na Série F, só três equipas ainda se mantêm na III Divisão, sendo que esta série regista o mesmo 'aproveitamento' da Série B, uma vez que 'tem' o Atlético na Liga Orangina e coloca ainda quatro formações na II Divisão. Das restantes, seis disputam os Distritais, e quatro já não têm futebol sénior.
Classificação da III Série F 02/03 (entre parêntesis a divisão dos clubes em 12/13):

1º Pinhalnovense (II Divisão)
2º Estrela de Vendas Novas (Extinto no final da época 11/12)
3º Atlético (Segunda Liga)
4º D. Beja (I Divisão - AF Beja)
5º Silves (I Divisão - AF Algarve)
6º Vasco da Gama Sines (I Divisão - AF Setúbal)
7º União Santiago (Extinto no final da época 11/12)
8º Messinense ((Extinto no final da época 11/12)
9º Almancilense (I Divisão - AF Algarve)
10º Juventude de Évora (III Divisão)
11º Esperança de Lagos (III Divisão)
12º Sesimbra (III Divisão)
13º Montijo (actual Olímpico do Montijo - I Divisão AF Setúbal)
14º Quarteirense (II Divisão)
15º Lusitano de Évora (I Divisão - AF Évora)
16º Futebol Benfica (II Divisão)
17º Sp. Ferreirense (Extinto no final da época 11/12)
18º Padernense (Extinto no final da época 10/11)

Por último, das dez equipas que disputaram a Série Açores há dez anos, cinco ainda disputam o mesmo campeonato, sendo que três competem nos Distritais e as outras duas já colocaram um ponto final no futebol sénior.
Classificação da III Série Açores 02/03 (entre parêntesis a divisão dos clubes em 12/13):

1º Santo António (Extinto no final da época 07/08)
2º Angrense (III Divisão)
3º Praiense (III Divisão)
4º Santiago (III Divisão)
5º Velense (I Divisão - AF Angra do Heroísmo)
6º Sp. Ideal (III Divisão)
7º Madalena (I Divisão - AF Horta)
8º Flamengos (III Divisão)
9º Boavista Ribeirinha (I Divisão - AF Angra do Heroísmo)
10º Angústias (Extinto no final da época 02/03)

*A negrito, os clubes que passados vinte anos, continuam a disputar a III Divisão.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

CAN: Nigéria - Burquina Faso na final

(Koffi, do Burquina Faso, parece acertar com o pé nas costas de Wakaso Mubarak do Gana.)
Estão encontrados os finalistas da CAN 2013: Nigéria e Burquina Faso lutarão no próximo domingo pelo ceptro do futebol africano, depois de deixarem pelo caminho Mali e Gana respectivamente.
Mas antes das Meias-Finais, vamos aos Quartos-de-Final, que começaram logo com a eliminação de Cabo Verde, no sábado, aos pés do Gana por 2-0. Seguiu-se a vitória do Mali sobre a África do Sul através do desempate por grandes penalidades, e no domingo, primeiro a Nigéria deixou pelo caminho a Costa do Marfim, e de seguida, o Burquina Faso eliminou o Togo.
Hoje, nas Meias-Finais, a Nigéria venceu facilmente o Mali por 4-1, destacando-se o primeiro golo dos nigerianos, que foi apontado por Elderson do Sp. Braga. Os nigerianos estiveram mesmo a vencer por 4-0. No outro jogo do dia, Burquina Faso e Gana precisaram do desempate por grandes penalidades, para decidirem o outro finalista da prova, sendo que quem passou foram mesmo os burquinenses, que venceram por 3-2, depois do empate a uma bola durante o tempo regulamentar.
Apesar das eliminações de Mali e Gana, N'Diaye (V. Guimarães) e Atsu (FC Porto) não regressam ainda a Portugal, uma vez que sábado lutarão pelo terceiro e quarto lugar.
A final está marcada então para domingo, dia 10 de Fevereiro, e será jogada no Soccer City, estádio situado em Joanesburgo, África do Sul. A EuroSport transmitirá a partida em directo às 18h de Portugal Continental.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

A foto da semana: Postiga 'esconde' a cabeça

(Toulalan assiste algo sorridente à queda de Hélder Postiga.)
Hélder Postiga foi este domingo protagonista em Espanha por dois bons motivos: primeiro, pelo golo que marcou; e segundo, pelo fantástico momento fotográfico que originou.
Em partida frente ao Málaga, a contar para a jornada vinte e dois do principal campeonato espanhol, Postiga adiantou o Saragoça no marcador logo aos treze minutos com um golo à ponta-de-lança, mas ganharia maior destaque quando após disputa de bola com Toulalan, teve uma queda 'espectacular' como se pode perceber na imagem acima.
O internacional luso parece ter ficado com a cabeça enterrada e com o corpo 'de fora', um pouco à semelhança do que acontece com as avestruzes.
Isco empataria a partida aos 23' minutos, selando a visita do Saragoça a casa do Málaga com um empate a uma bola, mas importa sempre referir que Hélder Postiga já soma nove golos em vinte e duas jornadas na Liga BBVA.

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

II Divisão: 18ª Jornada

(Infesta 1-1 AD Fafe - autoria: site oficial do FC Infesta.)
A décima oitava jornada da Zona Norte da II Divisão, trouxe o regresso às vitórias do líder Mirandela, que venceu em Amarante por uma bola a zero e continua a ser vigiado de perto pelo Limianos, que foi vencer por 2-1 a casa do Varzim. O Chaves empatou a uma bola em Famalicão, enquanto que o Ribeirão não saiu do nulo em casa do Tirsense, ficando agora ambos ligeiramente mais longe do primeiro posto.
Quem se aproximou foi o Vizela, que venceu por uma bola a zero em Gondomar, enquanto que o Boavista goleou o Padroense por 4-0 e ganhou pontos a quase toda a gente. Infesta e Fafe empataram a uma bola, mesmo resultado com que terminou o encontro entre Joane e Vilaverdense.
Na Zona Centro, o Cinfães venceu o BC Branco por 3-2 e continua líder com um ponto de vantagem para o Ac. Viseu, que foi aos Açores vencer o Lusitânia por uma bola a zero. O Anadia perdeu por 2-1 na casa do Cesarense e já está a cinco pontos da liderança, sendo também alcançado pelo Sp. Espinho, que empatou a uma bola na visita ao Bustelo.
Em grande forma continua o Pampilhosa que bateu o Coimbrões por 2-0 e alcançou o SJ Vêr na quinta posição, fruto da derrota dos feirenses na casa do Operário por 3-1. O Sousense bateu o Tourizense por 2-0, enquanto que Nogueirense e Tocha empataram a um golo.
Na Zona Sul, o Mafra venceu por 2-1 na Madeira frente ao Ribeira Brava e voltou a aumentar distâncias, fruto do empate sem golos do Farense na casa do Oeiras, e da derrota caseira do Leiria frente ao 1º Dezembro por uma bola a zero. O Torreense bateu o Oriental por igual resultado e alcançou precisamente os leirienses na quarta posição.
O Fátima regressou aos triunfos, tendo ido vencer ao terreno do Casa Pia por 2-0, enquanto que Pinhalnovense e Quarteirense empataram a uma bola. O Louletano bateu o Sertanense por 3-1, sendo que o Futebol Benfica venceu o Carregado por uma bola a zero.
A II Divisão regressa no próximo fim-de-semana.

III Divisão: 17ª Jornada

(Penalva do Castelo 4-1 Oliv. de Frades - autoria: blogue do SC Penalva do Castelo.)
A jornada dezassete da Série A da III Divisão ficou marcada por algumas surpresas, começando pela derrota caseira do líder Bragança frente ao Marinhas por uma bola a zero. Disto se aproveitou o Ronfe, que ao vencer por igual resultado na casa do Maria da Fonte, encurtou distâncias. O Vianense não foi além de um nulo caseiro frente ao Esposende.
O Merelinense goleou o Melgacense por uns expressivos 6-0, enquanto que em mais uma surpresa, o Santa Maria não foi além de um nulo na deslocação ao terreno do último classificado, Monção. O Ponte da Barca foi vencer a casa do Taipas, também por 1-0.
Na Série B, a Oliveirense derrotou o Santa Eulália por uma bola a zero e aumentou distâncias para a concorrência, uma vez que o Felgueiras empatou sem golos em Paredes, e o Lousada perdeu em casa diante do Pedras Rubras por 2-1.
O Serzedelo venceu em Leça por 2-0 e continua a alimentar esperanças em chegar aos seis primeiros, tal como o Vila Real, que venceu pelo mesmo resultado em Lordelo, frente ao Aliados. O Vila Meã foi vencer ao terreno do Rebordosa por 2-1.
Na Série C, o líder Estarreja também vacilou, ao perder em Grijó por duas bolas a zero. Esta derrota não trouxe, porém, grandes consequências aos aveirenses, que viram o Salgueiros perder por uma bola a zero em Aguiar da Beira. O Alba venceu o Sampedrense por 2-1 e mantém-se em igualdade pontual com o Grijó na terceira posição.
Na 'luta' continua o Oliv. do Bairro, que ontem venceu o Parada por 2-0. O Penalva do Castelo também continua muito perto dos seis primeiros, e ontem não só goleou o Oliv. de Frades por 4-1, como ficou a um ponto do U. Lamas, que empatou em casa frente ao Avanca a duas bolas.
Na Série D, o Oliv. do Hospital venceu por 3-2 na casa do Sernache e alcançou Pombal e Caldas na liderança, fruto dos empates destes dois: os pombalenses não saíram do nulo no terreno do Alcanenense, enquanto que a turma das Caldas da Rainha empatou a uma bola em Alcobaça.
O Sourense voltou a falhar a aproximação à liderança, sendo surpreendido no seu próprio terreno pelo Beneditense, que ganhou 2-1. O Marinhense bateu o Mortágua por uma bola a zero e voltou a ficar 'à porta' dos seis primeiros, tal como o Torres Novas que venceu por 3-0 na casa do Penelense.
Na Série E, o líder Sintrense perdeu em casa frente ao Fabril por uma bola a zero e voltou a ser alcançado pelo Eléctrico, que por sua vez, derrotou o Amora por 2-1. O Sacavenense cedeu uma igualdade caseira a um golo frente ao Lourinhanense e falhou o 'assalto' à liderança.
O Real bateu o Peniche por 2-0 e isolou-se na quinta posição, fruto da derrota caseira do Pêro Pinheiro frente ao Barreirense, por duas bolas a uma. Tires e Cartaxo não saíram do nulo.
Na Série F, o líder U. Montemor venceu o Aljustrelense por uma bola a zero e continua a dominar a prova, sendo seguido de perto pelo Moura, que goleou fora-de-portas o Lagoa por 4-0. O terceiro classificado At. Reguengos, não foi além de um nulo caseiro frente ao Sesimbra, e ficou ainda mais longe dos dois primeiros lugares.
A 'morder os calcanhares' ao Reguengos, está o Esp. de Lagos que venceu o Vasco da Gama por uma bola a zero e reforçou o quarto lugar. Monte Trigo e Castrense empataram a uma bola, enquanto que o Lusitano VRSA foi vencer a casa da Juv. de Évora por 3-2.
Nos Açores, o Praiense prossegue o seu 'passeio' e desta feita, venceu em casa do Barreiro por 2-0. O Angrense não atira a toalha ao chão, e goleou o Praínha por 4-0.
Logo a seguir, Sp. Ideal e Rabo de Peixe também não desarmam nas terceira e quarta posições: os idealistas venceram o Santiago por 3-0, enquanto que o Rabo de Peixe venceu o Marítimo da Graciosa por 3-2. Flamengos e Vitória do Pico empataram a uma bola.
A III Divisão regressa no próximo fim-de-semana.