segunda-feira, 31 de outubro de 2011

II Divisão: Varzim 3-0 Chaves

Jogo grande ontem à tarde na Póvoa de Varzim, que colocou frente-a-frente os dois grandes candidatos à subida da Zona Norte da II Divisão Nacional.
De um lado, o Varzim, segundo classificado com uma equipa misturada por juventude e experiência, mas com bons valores; do outro, o Chaves que já trocou de treinador, e que conta com uma equipa recheada de jogadores com créditos firmados na principal liga portuguesa e até no estrangeiro (por exemplo: Paulo Ribeiro, Milhazes e Castanheira, só para citar alguns).
A partida não podia ter começado melhor para a turma de casa, que logo nos primeiros segundos de jogo, chegaria à vantagem por intermédio de Jaime, após perca de bola da defensiva flaviense, que resultou numa assistência de Nelsinho para o seu ponta de lança.
Só dava Varzim, e Duarte na conversão de um livre directo, atirou à trave da baliza à guarda de Paulo Ribeiro. O Chaves cresceu pouco no jogo e tentava chegar ao golo através das bolas paradas, excepção feita a um remate de Mauro Bastos para as mãos de Miguel; e depois, foi Castanheira, que já dentro de área, atirou contra um defensor varzinista.
Já em cima do intervalo, um erro de Milhazes (jogador formado na cantera varzinista), 'ofereceu' o segundo golo aos poveiros, golo esse apontado por Rui Coentrão, que isolado perante Paulo Ribeiro, não teve grandes dificuldades para dilatar a vantagem.
No segundo tempo, o Chaves entrou pouco decidido a mudar o rumo dos acontecimentos, e acabaria por sofrer o terceiro golo ao minuto 56', após rápida jogada de contra-ataque do Varzim, concluída com um remate colocado de Nelsinho.
A turma forasteira arriscou ainda mais, passando a jogar com apenas três defesas, e sujeitou-se por várias vezes a sofrer o quarto golo, valendo a actuação de Paulo Ribeiro.
Na próxima jornada, o D. Chaves recebe o Merelinense, enquanto o Varzim se desloca ao terreno do Limianos.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio do Varzim Sport Club, na Póvoa de Varzim
Árbitro Principal: Diogo Santos (AF Aveiro)

Varzim: Miguel; Tiago Lopes, João Faria, Kaiser e Telmo; André André, Ibraima (Nélson Agra 85') e Nelsinho; Rui Coentrão (Diogo Andrade 83'), Jaime e Duarte (Pedro Henrique 58').
Treinador: Dito. Suplentes Não Utilizados: João Ferreira; Jorge Humberto, Pato e Rui André.

Chaves: Paulo Ribeiro; Danilo, Luiz Alberto, Hesley (Edu Souza 58') e Milhazes (Souleymane 79'); Ângelo Varela, Castanheira e Raviola; Gustavo, Mauro Bastos e Edu (Eduardo 68').
Treinador: Fílipe Casanova. Suplentes Não Utilizados: Tiago Gil; Josué, Sagna e João Fernandes.

Disciplina:
Amarelos: Castanheira 44'; Luiz Alberto 65'; Ângelo Varela 69'; Gustavo 76'; Rui Coentrão 80'; Ibraima 82'.

Marcador: 1-0 Jaime 1'; 2-0 Rui Coentrão 44'; 3-0 Nelsinho 56'.

Agradecimento: Blogue "Lobos do Mar" pelas fotos.

II Divisão: 7ª Jornada

(Varzim 3-0 Chaves - autoria: blogue "Lobos do Mar")
Na Zona Norte da II Divisão, o Ribeira Brava continua a liderar a prova, e ontem recebeu e venceu o Tirsense por duas bolas a uma. A dois pontos dos madeirenses, surge o Varzim, que ontem derrotou o Chaves, grande adversário na subida, por uns expressivos 3-0 (ver peça à parte, aqui).
O Fafe venceu a Oliveirense por 2-1 e está agora na terceira posição, sendo 'perseguido' pelo Vizela, que averbou o terceiro triunfo consecutivo, após ter vencido em Ribeirão por 1-2.
No quarto lugar, juntamente com os vizelenses, está o Macedo de Cavaleiros que empatou a um no terreno do Marítimo-B. O Limianos averbou o primeiro triunfo, ao vencer em Lousada por duas bolas a uma, enquanto o Mirandela recebeu e venceu o Camacha por 3-1.
Na última posição, com apenas um ponto, continua o Merelinense, que ontem perdeu no seu terreno com o Famalicão, por uma bola a zero.
Mais a Centro, o Espinho continua a fazer um início de época espectacular, e ontem venceu em Cinfães por três bolas a uma, assumindo até a liderança isolada, em virtude da derrota do SJ Vêr no seu terreno, frente ao Tondela, por 0-2. A equipa de Viseu ascendeu, naturalmente, ao segundo lugar.
Na terceira posição, está o Boavista que venceu em Paredes por duas bolas a zero, sendo que na quinta posição estão Angrense e Padroense: os açorianos venceram o Al. de Lordelo por 3-1; enquanto o Padroense venceu por 4-2 o Coimbrões.
O Gondomar venceu no terreno do Anadia por três bolas a uma, enquanto o Amarante venceu por 2-0 o Operário. O Ol. do Bairro, que atravessa uma enorme crise financeira, averbou a primeira vitória, após bater em sua casa, o Madalena por 3-2.
Na Zona Sul, o Torreense voltou à liderança, após ter vencido em casa do Moura por uns impressionantes, 1-6! O Fátima empatou no terreno do Mafra a um golo e caiu para a segunda posição, agora em igualdade pontual com o E. V. Novas e com o Pinhalnovense.
O Estrela venceu em casa o At. Reguengos por 2-0; enquanto o Pinhalnovense venceu em Évora, a Juventude local, por duas bolas a uma. De resto, apenas mais dois conjuntos lograram vencer: o Louletano por 1-0 no terreno do Caldas; e o Monsanto também por 1-0 no terreno do 1º Dezembro, sendo que esta foi a primeira vitória dos ribatejanos.
O Sertanense empatou a um no terreno do Tourizense; enquanto que Oriental e Carregado não saíram do nulo.
A II Divisão regressa no próximo fim-de-semana.

III Divisão: 7ª Jornada

(Valecambrense 1-2 Bustelo - autoria: blogue da AD Valecambrense)
Realizou-se ontem mais uma jornada da III Divisão Nacional, com o Vianense a manter a liderança, no que diz respeito à Série A. Os minhotos venceram em Cerveira por 3-0, e dispõem agora de quatro pontos de vantagem para o segundo posto, que é ocupado pelo Bragança, que ontem perdeu em casa com o Santa Maria por uma bola a zero.
Mais atrás, além do Santa Maria surge o Joane, que venceu o Vilaverdense por 3-0, e ultrapassou precisamente, o seu adversário de ontem. Nos outros jogos, três empates e todos a uma bola: Amares - Esposende; Melgacense - Maria da Fonte e Marinhas - Fão.
Na Série B, o Infesta é o novo líder, após ter batido o Vila Meã em sua casa por uma bola a zero, beneficiando do empate do Sousense no terreno do Grijó a zero golos.
De resto, mais vitórias só para os dois anteriores últimos classificados: o Alpendorada venceu no terreno do Sp. Mêda por uma bola a zero, enquanto o Vila Real venceu também por 1-0, o Rebordosa, e alcançou a segunda vitória consecutiva. Cesarense e Lamego empataram a zero, enquanto o Leça empatou a um no terreno do Serzedelo.
Na Série C, o Penalva do Castelo voltou à liderança repartida com o Nogueirense. A turma de Penalva recebeu e venceu o Sampedrense por uma bola a zero, enquanto o Nogueirense 'escorregou' no terreno da Sanjoanense, tendo empatado a dois golos. Quem continua a recuperar terreno aos líderes, é o Alba que venceu por 0-2 no terreno do Ol. de Frades e averbou o quarto triunfo consecutivo.
O Ac. Viseu venceu por duas bolas a uma no terreno do Ol. do Hospital e subiu à quarta posição, enquanto o Avanca recebeu e goleou o Canas de Senhorim por 4-0. O Valecambrense continua mal no campeonato, e voltou a perder, desta feita no seu terreno e por 1-2, frente ao Bustelo.
Na Série D, o B. C. Branco assumiu a liderança isolada, embora só tenha um ponto de vantagem para o Pampilhosa. Os albicastrenses não foram além de um nulo frente ao Alcobaça no seu próprio terreno, mas beneficiaram da derrota do Pampilhosa no terreno do Sourense por 2-1.
A equipa de Soure divide a terceira posição juntamente com o Pombal, sendo que os pombalenses venceram no terreno do Beneditense por 1-3. O Tocha voltou aos triunfos, tendo vencido o Marinhense por uma bola a zero, sendo que o Bombarralense empatou a um golo na casa do Peniche. O último continua a ser o Riachense, que ontem folgou.
Na Série E, o líder Oeiras perdeu por 2-0 na deslocação ao terreno do Futebol Benfica, mas viu o Sintrense, segundo classificado, empatar a um golo no terreno do Cartaxo.
O Eléctrico venceu no terreno do Sacavenense por 2-0 e alcançou o seu adversário de ontem na terceira posição, sendo que o Pêro Pinheiro empatou a um golo no terreno do Alcochetense.
Nas 'batalhas' dos últimos lugares, saíram triunfantes Elvas e Real: os elvenses venceram por 2-1 no Montijo, o Olímpico local, enquanto o Real venceu por uma bola a zero no terreno do Casa Pia.
Mais a Sul, na Série F, o Farense empatou em casa frente ao Redondense a dois golos, e perdeu a liderança para o Esperança de Lagos, que goleou o Despertar por uns expressivos 6-0.
O Pescadores venceu o Aljustrelense por 3-2, e alcançou o Messinense na terceira posição, sendo que os algarvios saíram derrotados na deslocação ao terreno do Fabril, 1-0. O Sesimbra venceu por 3-2 na Quarteira, o Quarteirense; enquanto que o Lagoa venceu por uma bola a zero o União de Montemor, em casa destes.
Nos Açores, o Lusitânia voltou a ter novo 'teste de fogo' à sua liderança, mas ultrapassou-o, vencendo o Praiense - segundo classificado - por duas bolas a uma. O Guadalupe perdeu uma grande oportunidade de subir à vice-liderança, tendo empatado na casa do Micaelense a dois golos.
O Boavista São Mateus recebeu e venceu o Praínha por 3-1, enquanto o Sp. Ideal alcançou a primeira vitória no campeonato, ao golear o Águia por 5-0. Santiago e Fayal inverteram a jornada, e os primeiros golearam também por 5-0.
Na Madeira, o Machico voltou aos triunfos, tendo batido o Estrela da Calheta por 2-0, e soma um ponto de vantagem para o segundo classificado, que é o Caniçal e que venceu fora de portas o 1º de Maio, por 0-5.
O Portosantense bateu em casa o Andorinha por 3-2 e alcançou o Câmara de Lobos na terceira posição, em virtude da derrota dos câmara-lobenses frente ao Pontassolense por uma bola a zero. O Canicense bateu o Bairro da Argentina por uma bola a zero, enquanto o Porto da Cruz somou o primeiro triunfo na prova, após vencer em casa do Santana por 1-2.
No próximo fim-de-semana, 5 e 6 de Novembro, realizar-se-á mais uma jornada da III Divisão.

domingo, 30 de outubro de 2011

Roménia: Falhou penalti, para marcar de bicicleta!

(Liviu Antal em acção frente ao Manchester United.)
Antes demais, convém dizer que o lance que vai ver a seguir é da autoria de Liviu Antal, jogador do Otelul Galati da Roménia, e que no próximo mês de Dezembro, 'visita' o Estádio da Luz.
Na passada terça-feira, o Otelul recebeu o Targu Mures em jogo a contar para a Taça da Roménia, e teve uma grande penalidade a seu favor quando o jogo estava empatado a uma bola.
Chamado a bater, Liviu Antal permitiu a defesa ao guardião adversário, a bola bateu no poste direito da baliza e ficou na posse de um jogador do Otelul que rapidamente tirou um cruzamento com 'conta, peso e medida' para...uma bicicleta espectacular do próprio Liviu Antal.
O jogo estava já nos 87' minutos e o golo do médio romeno deu a vitória e respectiva qualificação ao Otelul.
De facto, há momentos que fazem parecer o futebol demasiado fácil.
Cá fica o golo de Liviu Antal:

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Taça da Liga: 1ª Eliminatória já está na 'estrada'

(Ontem e debaixo de um intenso dilúvio, Moreirense e Beira-Mar empataram a dois golos.)
A primeira mão da primeira eliminatória da Taça da Liga ficou hoje concluída com a realização de um 'épico' duelo entre Belenenses e Gil Vicente, que há vários anos estão de costas voltadas, devido ao 'Caso Mateus'.
No passado dia 8 de Outubro já se tinham realizado dois jogos, sendo que Penafiel e Académica empataram a uma bola, e na Madeira, o Marítimo bateu o União local por três bolas a duas.
No dia a seguir, 9 de Outubro, o Santa Clara bateu a União de Leiria por 3-1, e já ontem, realizaram-se mais quatro jogos: a Naval perdeu em casa com o V. Setúbal por 1-2; o Moreirense empatou no seu terreno a duas bolas com o Beira-Mar, depois de ter estado a perder 0-2; o Portimonense recebeu e venceu o Feirense por uma bola a zero, enquanto a Olhanense saiu derrotada na sua deslocação ao Estoril, tendo perdido por 4-3, com um bis 'invulgar' de um central: Steven Vitória do Estoril.
Hoje, e como eu disse anteriormente, o Belenenses recebeu e venceu o Gil Vicente por 2-1, fechando assim o quadro de jogos da primeira mão.
A segunda mão da primeira eliminatória está repartida pelos dias 9, 12 e 13 do próximo mês, sendo que na próxima fase, já entram em cena os primeiros oito classificados do campeonato passado, nomeadamente: FC Porto, Benfica, Sporting, Sp. Braga, V. Guimarães, Nacional, Paços de Ferreira e Rio Ave.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

"A foto do dia": Oito anos de Luz

(Um dos vários momentos que marcaram a inauguração da Luz há oito anos.)
Há oito anos atrás, no dia 25 de Outubro de 2003 - que calhou a um sábado - foi inaugurado o Estádio da Luz, que como toda a gente sabe, é a casa do Sport Lisboa e Benfica.
Na altura, a turma encarnada inaugurou o seu recinto com uma vitória sobre os uruguaios do Nacional de Montevideo por duas bolas a uma, com um bis de Nuno Gomes, que fica para a história como o primeiro jogador a marcar na 'Nova Luz'.
Além dos dois campeonatos nacionais ganhos e de várias exibições 'de gala' que a equipa encarnada rubricou no seu mais recente estádio, ninguém esquece a final do Euro 2004, que Portugal perdeu para a Grécia, precisamente na Luz.
Apesar de ser recente, a 'Nova Luz' já tem vários episódios dignos de ficar na memória de cada um.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

II Divisão: 6ª Jornada

(Tondela 0-2 Angrense, a primeira derrota dos tondelenses no campeonato.)
Na II Divisão, os grandes destaques da jornada vão para as percas de liderança por parte de Tondela (Zona Centro) e Torreense (Zona Sul).
Na Zona Norte, os madeirenses do Ribeira Brava continuam de 'vento em popa' na liderança, e ontem venceram no terreno da AD Oliveirense por uma bola a zero.
Na perseguição, surge o Varzim que venceu no terreno do Famalicão também por uma bola a zero, sendo de destacar a vitória do Chaves sobre o Lousada por 2-1, numa altura em que os flavienses já trocaram de treinador.
O Fafe bateu o Mirandela por duas bolas a uma, e o Vizela somou a segunda vitória consecutiva, ao vencer o Marítimo-B por 2-0. O Camacha triunfou na casa do Limianos por uma bola a zero, enquanto que Tirsense e Ribeirão empataram a um golo. O Macedo de Cavaleiros bateu o Merelinense por 3-2, resultado que deixa os homens de Merelim na última posição com um ponto somado.
Na Zona Centro, o grande destaque vai para a derrota caseira do Tondela, em casa, e frente ao Angrense por duas bolas a zero, resultado que permitiu a Espinho e SJ Vêr ascenderem à liderança de forma repartida. Os espinhenses bateram em casa o Amarante por 2-0; enquanto que o SJ Vêr bateu, também em casa, o Paredes por uma bola a zero.
O Boavista, que trocou a jornada com o Madalena, venceu no Bessa, os açorianos por 3-0, e mantém-se na quarta posição, tendo mais um ponto que o Anadia que venceu no terreno do Aliados de Lordelo por 1-3 e que o Operário, que recebeu e venceu o Ol. do Bairro por uma bola a zero. O Padroense goleou em Gondomar, a equipa local, por 0-3, enquanto que Coimbrões e Cinfães empataram em Gaia a zero golos.
Na Zona Sul, o Torreense foi goleado na Sertã, frente ao Sertanense, por 3-0, e perdeu a liderança para o Fátima, grande adversário na luta pela subida, e que venceu o Caldas por 3-2.
O Oriental empatou em Monsanto a um golo e desperdiçou uma excelente oportunidade de assumir a liderança isolada, algo que aconteceu também ao E. V. Novas que perdeu no terreno do Louletano por duas bolas a uma, resultado que permitiu aos algarvios somarem a primeira vitória na prova.
Pinhalnovense e Mafra empataram a um golo, resultado que também se verificou no embate entre At. Reguengos e 1º Dezembro. O Tourizense arrancou um empate a dois golos no terreno do Carregado, enquanto a Juventude de Évora bateu por duas bolas a zero a turma do Moura.
A II Divisão prossegue no próximo domingo, dia 30 de Outubro.

III Divisão: 6ª Jornada

(Oliveira de Frades 1-1 Penalva do Castelo  - autoria: "FutebolViseu")
A sexta jornada da III Divisão não trouxe grandes novidades, pelo menos, a nível dos líderes das respectivas séries. Há a assinalar, o primeiro triunfo de algumas formações na prova.
Na Série A, o Vianense bateu o Melgacense por 2-0 e manteve a liderança, sendo perseguido pelo Bragança que venceu em Esposende por 1-3 e mantém-se a um ponto do líder.
O Joane venceu em Amares por 1-2 e entrou nos seis primeiros, tendo menos um ponto que o Vilaverdense que cedeu uma igualdade a uma bola no terreno do Fão. O Cerveira empatou também a um golo no terreno do Santa Maria, enquanto o Marinhas venceu por uma bola a zero no terreno do Maria da Fonte, resultado que deixa os da casa cada vez mais últimos (dois pontos apenas).
Na Série B, o grande destaque vai para o Vila Meã que recebeu e venceu o Serzedelo por 2-1 e ascendeu à liderança, embora em igualdade pontual com o Sousense que cedeu um empate caseiro a um golo frente ao Sp. Mêda. A formação da Guarda ocupa a terceira posição em igualdade pontual com o Infesta, que venceu em Alpendorada por uns expressivos 0-4. Ambos somam dez pontos, estando a um ponto da liderança.
O Leça continua a 'marcar passo' e ontem empatou em casa com o Sp. Lamego a três golos. O Rebordosa bateu por uma bola a zero o Grijó e juntou-se ao seu adversário de ontem e precisamente aos leceiros na quinta posição com nove pontos. O Vila Real somou o primeiro triunfo, ao vencer por 2-1 o Cesarense, mas mantém-se na última posição, agora com quatro pontos.
Na Série C, o Nogueirense assumiu a liderança isolada da prova, após ter goleado o Sampedrense por 4-1, aproveitando o empate do Penalva do Castelo no terreno do Ol. de Frades a um golo.
O Alba, que tem vindo a recuperar, recebeu e venceu o Ol. do Hospital por 3-0, e está agora na terceira posição, com mais um ponto que o quarto classificado, Sanjoanense, que venceu em Canas de Senhorim por 2-3. O Bustelo recebeu e venceu o Avanca por 3-1, enquanto o Ac. Viseu bateu por 3-2 o Valecambrense, sendo que a equipa de Aveiro ocupa a última posição com um ponto somado.
Na Série D,  B. C. Branco e Pampilhosa mantêm-se na liderança, depois de ontem terem vencido os respectivos jogos: os albicastrenses no terreno do Marinhense por 4-2; o Pampilhosa em casa e por 3-2 ao Sp. Pombal.
O Beneditense somou a primeira vitória na prova, após vencer no reduto do Tocha por uma bola a zero, enquanto que Alcobaça e Peniche empataram a zero, e o Bombarralense cedeu uma igualdade a um golo frente ao Riachense. O Sourense folgou.
Na Série E, o Oeiras continua de pedra e cal na liderança, e ontem recebeu e 'despachou' o Casa Pia por 3-0. O Sintrense subiu à segunda posição, depois de ontem ter batido o Sacavenense por duas bolas a zero.
O Pêro Pinheiro depois de ter sido goleado pelo FC Porto na Taça, perdeu ontem a invencibilidade que tinha no campeonato, após ter sido derrotado pelo Cartaxo na sua própria casa, por uma bola a zero. O Olímpico do Montijo venceu por 3-0 no terreno do Alcochetense, enquanto que o Real somou a primeira vitória após golear o Elvas por 4-0, deixando os elvenses 'isolados' na última posição, uma vez que o Futebol Benfica empatou a zero no terreno do Eléctrico.
Na Série F, o Farense empatou em casa do Lagoa a zero golos, e permitiu a aproximação do Esp. Lagos e do Messinense que venceram os respectivos jogos: o Esperança em casa e por 2-0 ao Fabril; o Messinense por uma bola a zero no terreno do Redondense.
O Pescadores empatou a um golo no terreno do Sesimbra, enquanto o Aljustrelense somou a primeira vitória na prova, ao vencer o União de Montemor por duas bolas a uma. O Despertar perdeu em casa com o Quarteirense por 1-2, e mantém-se na última posição com zero pontos.
Virando agora as 'agulhas' para as ilhas, e começando pelos Açores, o grande destaque vai para o Guadalupe 0-3 Lusitânia que opôs frente-a-frente os dois anteriores líderes. Anteriores, porque com este resultado o Lusitânia assumiu a liderança isolada da prova, tendo mais um ponto que o Praiense, que goleou o Sp. Ideal por 5-0.
O Praínha somou a primeira vitória na prova, ao bater o Micaelense por 3-2, enquanto o Fayal venceu no terreno do Águia por 2-0, e somou também o primeiro triunfo. Santiago e Boavista São Mateus 'anularam-se' e empataram a zero.
Finalmente, na Madeira, o grande destaque vai para o empate do Machico no terreno do Andorinha a zero. Com este resultado, a turma machiquense deixa de ser a única na III Divisão que somava por vitórias todos os jogos disputados.
O Caniçal que venceu por 1-0 no terreno do Pontassolense e o Câmara de Lobos que venceu no terreno do Porto da Cruz por 1-3 são agora os segundos classificados com quinze pontos. O Portosantense goleou fora de portas, o Bairro da Argentina por 6-0, enquanto o Estrela da Calheta bateu o Santana por uma bola a zero. O Canicense recebeu e venceu o 1º de Maio por três bolas a uma.
A III Divisão regressa no próximo domingo, 30 de Outubro.

Segundo aniversário do blogue

O 'ConversasRedondas' festeja esta segunda-feira o seu segundo aniversário, uma vez que o primeiro post foi escrito a 24 de Outubro de 2009, na altura, um sábado.
O crescimento do blogue, penso eu, tem sido notório, pelo menos a julgar pelo número de utilizadores diferentes registados desde o primeiro aniversário. Se há um ano, 'apenas' 6538 portugueses conheciam o blogue, hoje, 29666 já visitaram pelo menos uma vez o blogue.
O segundo país que mais visita o 'ConversasRedondas' é o Brasil, com um total de 3911 utilizadores diferentes, sendo seguido pelos Estados Unidos (926), França (534) e Suiça (406), que fecham o 'top cinco' de visitas.
Aos que acompanham assiduamente o blogue, desde já o meu muito obrigado, e espero que continuem a fazê-lo.
Com este post, o número de textos publicados no blogue, passou a ser de setecentos e um.
Obrigado e boas visitas.

domingo, 23 de outubro de 2011

Inglaterra: City cilindrou United (1-6!)

Era o jogo da jornada em Inglaterra, o derby do ano, e o City 'arregaçou' por completo as mangas, cilindrando o United por 1-6 em pleno Old Trafford!
Balotelli que foi notícia ontem por ter incendiado a própria casa de banho da sua residência, inaugurou o marcador aos 22' minutos com um bom golo, após jogada de entendimento entre David Silva e Milner.
Ao intervalo, a margem mínima ia ditando leis, e logo no início do segundo tempo, o United ficou reduzido a dez elementos por expulsão de Evans, que deixou fugir Balotelli, e viu-se depois 'obrigado', a puxar o italiano.
Logo depois, Anderson cometeu grande penalidade sobre Richards, mas o árbitro da partida assim não o entendeu, sendo que Balotelli acabaria por fazer o 0-2 aos 60', novamente após uma jogada entre David Silva e Milner, com conclusão do italiano à boca da baliza.
Alex Ferguson trocou Nani e Anderson por Jones e Chicharito, mas seria o City quem voltaria a marcar, agora por intermédio de Aguero aos 69' minutos.
Fletcher reduziu a desvantagem dos 'Red Devils' aos 81' minutos, com um belo golo, mas as esperanças em dar a volta ao resultado eram já bastante reduzidas, pelo que o City aumentaria de forma dramática a sua vantagem nos descontos: Dzeko aos 90' e aos 93' e David Silva aos 91', fixaram o resultado final em 1-6.
Este resultado não só confirma o City como candidato ao título, como faz dele, na minha opinião, o grande favorito à conquista da prova.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado em Old Trafford, Manchester
Árbitro Principal: Mark Clattenburg - Inglaterra

Man. United: De Gea; Smalling, Evans, Ferdinand e Evra; Fletcher e Anderson (Phil Jones 65'); Nani (Chicharito 65'), Rooney e Young; Welbeck.
Treinador: Alex Ferguson. Suplentes Não Utilizados: Lindegaard; Fábio, Valencia, Ji-Sung Park e Berbatov.

Man. City: Joe Hart; Richards, Lescott, Kompany e Clichy; Yaya Touré e Barry; Milner (Kolarov 89'), David Silva e Aguero (Nasri 75'); Balotelli (Dzeko 70').
Treinador: Roberto Mancini. Suplentes Não Utilizados: Pantilimon; Kolo Touré, Zabaleta e De Jong.

Disciplina:
Amarelos: Balotelli 24'; Kompany 41'; Evra 67'; Smalling 79'; Welbeck 83'; Richards 86'.
Vermelhos: Evans 47'.

Marcador: 0-1 Balotelli 22'; 0-2 Balotelli 60'; 0-3 Aguero 69'; 1-3 Fletcher 81'; 1-4 Dzeko 90'; 1-5 David Silva 90+1'; 1-6 Dzeko 90+3'.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Cau condenado a pena de prisão

(Cau em acção frente ao FC Porto, em jogo referente à Taça de Portugal 2010/2011.)
Carlos Lopes, conhecido futebolisticamente por Cau, e que representa na actual temporada, o União de Montemor da III Divisão, foi condenado a cinco anos de prisão com pena suspensa, por alegadamente ter abusado sexualmente da própria filha, corria o ano de 2007.
Cau, que vestiu a camisola do Estoril na Liga de Honra nas temporadas 95/96 e 96/97, representou também Lusitano de Évora, Machico, Pinhalnovense e Juventude de Évora, antes de chegar ao União de Montemor para a actual temporada.
Além da pena de prisão suspensa, Cau foi condenado ao pagamento de duas indemnizações: uma de trinta mil euros à filha; outra de quinze mil à mãe da criança e ex-mulher do futebolista.
Actualmente, Cau tem uma nova mulher e um filho de um ano de idade, e segundo o "Correio da Manhã", o jogador tem antecedentes criminais por furto simples, condução sem carta e agressão a polícias.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Liga Europa: Sporting vence e apura-se; Braga empata

(Mossoró teve uma boa oportunidade para marcar, mas não o conseguiu.)
Sporting e Sp. Braga obtiveram hoje resultados diferentes nos respectivos grupos da Liga Europa. Os 'Leões' receberam e venceram sem grandes problemas, o Vaslui da Roménia, por 2-0, tendo garantido a qualificação para a próxima fase, em virtude do empate entre Lázio e Zurique; enquanto o Sp. Braga empatou a um golo na casa do Maribor da Eslovénia, clube que tem como directores Zahovic e Pavlin, dois antigos futebolistas que passaram pelo nosso País.
Primeiro, entrou em campo o Sp. Braga, que teve bastantes dificuldades em adaptar-se ao relvado, devido às fortes chuvas que caíram na Eslovénia nos últimos dias e complicaram a tarefa minhota.
Para complicar ainda mais, na primeira vez que chegou à baliza do Braga, o Maribor marcou: estavam decorridos 14' minutos, e após um cruzamento de Mezga na direita, Baiano colocou a bola de forma involuntária em Ibraimi, e este não perdoou, inaugurando o marcador.
O Sp. Braga conseguiu equilibrar a partida, e respondeu através de Lima. Mas em tarde desinspirada, o avançado brasileiro falhou por três vezes o empate, quando só tinha pela frente o guarda-redes adversário.
Na sequência de um livre lateral apontado por Hugo Viana, os minhotos haveriam de marcar, por intermédio de Elderson, que ao que tudo indica, estaria adiantado no momento do passe.
Antes do intervalo, Mossoró esteve perto do 1-2, mas Handanovic negou-lhe o golo, sendo que no segundo tempo os problemas de adaptação ao relvado por parte da equipa portuguesa, voltaram a sucederem-se, tendo pertencido a Hugo Viana a melhor ocasião para marcar: aos 87', o esquerdino atirou, de cabeça, à barra.
Já o Sporting, garantiu esta noite a qualificação para a próxima fase, depois de bater o Vaslui da Roménia por 2-0, aproveitando o empate entre Zurique e Lázio. Os 'Leões' lideram com nove pontos, contra dois dos outros três adversários.
O Vaslui ameaçou primeiro por intermédio do brasileiro Wesley, ex-jogador do Leixões e do Penafiel, mas o próprio avançado chegou tarde a um cruzamento na esquerda.
Depois, ao minuto 38', o mesmo Wesley reclamou penalti por suposta falta de João Pereira, mas acabaria por agredir o defensor leonino, tendo sido expulso.
Aos 43', o Sporting chegaria ao primeiro golo, depois de um bom trabalho individual de Matías que acabou com golo de Evaldo.
Aos 50' minutos, Matías na conversão de um livre, proporcionou uma excelente intervenção ao guarda-redes adversário, sendo que com a entrada de Carrillo, o ataque leonino cresceu muito, cabendo depois a Matías fechar o marcador aos 70' minutos.
De hoje a duas semanas, o Sp. Braga recebe o Maribor; enquanto o Sporting se desloca ao terreno do Vaslui.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Liga dos Campeões: FC Porto empata em casa

O FC Porto empatou esta noite frente ao APOEL, no Estádio do Dragão, a uma bola e desperdiçou uma soberana ocasião para assumir a liderança isolada do Grupo G, uma vez que Shakhtar e Zenit empataram a duas bolas.
A turma da casa abriu o marcador aos 13' minutos por intermédio de Hulk na conversão de um livre directo. Chiotis, guarda-redes do APOEL deu um autêntico 'frango' e ajudou a equipa portista, que não tinha tido grandes oportunidades até então.
O Dragão respirou fundo e pensava-se que o jogo estava 'desbloqueado', mas aos 19' minutos, Aílton após um excelente trabalho individual apontou o golo do empate.
O APOEL com os portugueses Hélio Pinto e Nuno Morais de início e ainda com os nossos bem conhecidos Kaká (ex Braga e Académica), Marcinho (ex Marítimo) e Manduca (ex Marítimo e Benfica), teve uma boa oportunidade para dar a cambalhota no marcador ainda na primeira parte, mas o cabeceamento de Oliveira passou a centímetros da baliza de Helton.
A resposta portista na segunda parte não surgiu, com Guarín, Moutinho e James muito apagados, e só graças às investidas de Hulk, o Porto ameaçava. Diagonal para dentro e remate para fora. Por duas vezes.
Vítor Pereira lançou Varela e Belluschi por James e Fernando e a equipa deu alguns sinais de melhorias, não muitos, é certo, e dos pés de Varela saiu um cruzamento 'venenoso', ao qual Kléber não chegou por pouco.
Defour, a última substituição no Porto e que entrou para o lugar de Moutinho, teve também ele uma boa ocasião para marcar, mas atirou contra um defensor cipriota.
Já sobre o apito final, o APOEL não venceu o jogo porque Helton não deixou, pois Adorno apareceu isolado frente ao guardião brasileiro na sequência de um contra-ataque rapidíssimo, mas o capitão dos portistas com a sua agilidade habitual, fez uma intervenção enorme, que negou o 1-2.
Fechada a primeira volta, o APOEL lidera o grupo com cinco pontos, contra quatro do Zenit e do FC Porto, e contra dois do Shakhtar.
Dia 1 de Novembro, o FC Porto desloca-se a Nicósia, precisamente para enfrentar o APOEL, e está quase 'obrigado' a vencer.

Recordar: Benfica 0-0 Penafiel - 5-3 G. P.

A 19 de Outubro de 2008 - ou seja, há três anos atrás -, a Luz 'tremeu', quando o Penafiel da II Divisão levou o Benfica a prolongamento, em jogo a contar para a terceira eliminatória da Taça de Portugal.
A equipa encarnada era orientada pelo espanhol Quique Flores, enquanto do outro lado estava Rui Quinta, hoje treinador-adjunto do FC Porto, e na altura, treinador principal dos durienses.
O Benfica apresentou-se algo lento na primeira parte, mas ainda assim dispôs de duas bolas oportunidades para marcar: primeiro foi Makukula quem desperdiçou; depois foi Di María que atirou à barra.
No segundo tempo, e com as entradas de Suazo e Reyes para os lugares de Balboa e Urreta, o Benfica voltou a estar por cima no jogo, e voltou a ter em Makukula o grande 'desperdiçador': primeiro atirou para fora; depois proporcionou a Zé Eduardo uma excelente defesa quando estavam decorridos 85' minutos.
A resposta penafidelense apareceu em cima do minuto 90', mas nem Dias, nem Vítor, conseguiram concretizar, e o Penafiel perdeu uma chance enorme de afastar o Benfica já sobre o apito final.
A partida seguiu naturalmente para prolongamento, e foi o Penafiel quem esteve perto de marcar primeiro: Quim aos 95' efectuou um remate perigoso, mas viu Moreira negar-lhe o golo com uma boa defesa.
Do lado encarnado, Suazo e novamente Makukula, não conseguiram concretizar e o nulo subsistiu até final dos 120' minutos.
Na marcação das grandes penalidades, Moreira foi o 'herói' da noite, ao defender um penalti de Dias, sendo que no lado encarnado todos os cinco jogadores chamados a converter, marcaram.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio da Luz
Quarteto de arbitragem composto por: Paulo Baptista (Árbitro Principal - AF Portalegre); Luís Tavares e José Braga (Árbitros Assistentes); António Baptista (Quarto Árbitro)

Benfica: Moreira; Miguel Vítor (Katsouranis 77'), Luisão, Sidnei e Léo; Binya e Rúben Amorim; Urreta (Reyes 56'), Di María e Balboa (Suazo 56'); Makukula.
Treinador: Quique Flores. Suplentes Não Utilizados: Moretto; Jorge Ribeiro, Felipe Bastos e Cardozo.

Penafiel: Zé Eduardo; Pedro Moreira (Vagner 118'), Costa, Ginho e Zé Nando; Vítor, Ferreira, Bruno Madeira (Alex 61') e Dias; Michel e Léo Oliveira (Quim 80').
Treinador: Rui Quinta. Suplentes Não Utilizados: Vasco Viana; Edu Castigo, Rafa e Faísca.

Disciplina:
Amarelos: Binya 22'; Michel 36'; Zé Nando 38'; Sidnei 45'; Alex 78'; Katsouranis 105'; Di María 106'; Zé Eduardo 112'; Vítor 117'.

Marcador: Nada a assinalar. Marcha dos penaltis: Reyes (Benfica) marca, 1-0; Vítor (Penafiel) marca, 1-1; Di María (Benfica) marca, 2-1; Quim (Penafiel) marca, 2-2; Katsouranis (Benfica) marca, 3-2; Dias (Penafiel) falha; Rúben Amorim (Benfica) marca, 4-2; Vagner (Penafiel) marca, 4-3; Suazo (Benfica) marca, 5-3.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Liga dos Campeões: Benfica em primeiro

(Streller bem tentou marcar, mas Artur mostrou-se intransponível.)
O Benfica venceu esta noite em Basileia, Suiça, por duas bolas a zero e ascendeu à liderança isolada do Grupo C da Champions League. Os 'encarnados' somam agora sete pontos contra os cinco do Man. United que venceu na Roménia, o Otelul, também por duas bolas a zero.
A estratégia encarnada foi demasiado forte para um Basileia que apenas chegava à área do Benfica através das bolas paradas. Ou isso ou através de Shaqiri, o mais 'inconformado' e que tentou por várias vezes dar um 'sanafão' no ataque.
Aos 20' minutos, após uma excelente jogada de combinação entre Aimar e Gaitán, Rodrigo deixou passar para Bruno César, que não teve dificuldades em abrir o marcador.
Tal como disse, Shaqiri pegou no jogo praticamente sozinho e criou as duas melhores situações para o Basileia empatar: primeiro aos 39', assistindo Streller para um remate perigoso do avançado; depois aos 40', rematando ele mesmo para mais uma defesa de Artur.
No segundo tempo, o Benfica teve uma ocasião soberana para 'matar' o jogo logo aos 55' minutos. Emerson não aproveitou um falso carrinho de um defensor suíço e atirou para defesa de Sommer, quando tinha Rodrigo e Gaitán ao segundo poste, e livres de marcação.
Só ao minuto 69' os suíços estiveram perto do empate na etapa complementar, mas valeu Artur a negar o golo a Marco Streller.
De seguida, Cardozo rendeu Rodrigo, e o paraguaio precisou de cinco minutos para resolver o jogo: aos 75', na conversão de um livre directo, atirou rasteiro para golo, com algumas culpas do adversário na formação da barreira.
Aos 86', Emerson foi expulso, e além de ficar sem lateral esquerdo para o próximo jogo, a turma encarnada viu também Jorge Jesus ser expulso do banco, e claro, arrisca agora castigo.
Dia 2 de Novembro, o Benfica recebe o Basileia, em jogo a contar para a quarta jornada.

Espanha: Postiga deixa espanhóis boquiabertos

Se ainda não viu o golo de Postiga...bem, é dos poucos portugueses que ainda não o fez, certamente.
No passado domingo, o Saragoça recebeu no seu terreno a Real Sociedad e venceu por 2-0, com um bis do ponta de lança português.
O primeiro, logo aos 11' minutos, é um magnífico pontapé de bicicleta, com o remate a ser efectuado quase fora da grande área. O melhor mesmo, é ver as imagens.
O segundo golo, já no segundo tempo, aos 49', é à ponta de lança: Postiga isolou-se e não teve grandes dificuldades para bater o guardião contrário.
Cá fica a 'bicicleta' de Postiga:

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Recordar: III Divisão há vinte anos

(Leça e Rebordosa foram adversários em 91/92, tal e qual como o são nos dias de hoje.)
Em 91/92 não havia Série Açores na III Divisão, e muito menos Série Madeira. Açorianos e Madeirenses disputavam a Série E, enquanto não tiveram uma série própria, como se verifica actualmente.
O 'Conversas Redondas' viaja hoje no tempo, de forma a recordar a III Divisão há vinte anos atrás, ou seja, na época 91/92. As diferenças são muitas. E os clubes também, é claro.
Da Série A de há vinte anos atrás, cinco equipas mantêm-se na III Divisão actualmente; três delas disputam a II Divisão; seis estão nos Distritais e duas equipas extinguiram o futebol sénior.
Classificação da III Série A 91/92 (entre parêntesis a divisão dos clubes em 11/12):

1º Vianense (III Divisão)
2º Valpaços (Divisão de Honra - AF Vila Real)
3º Vila Pouca (Extinto no final da época 06/07)
4º Vieira (Divisão de Honra - AF Braga)
5º Amares (III Divisão)
6º Santa Maria (III Divisão)
7º Lanheses (Divisão de Honra - AF Viana do Castelo)
8º Pedras Salgadas (Divisão de Honra - AF Vila Real)
9º São Martinho (I Divisão - AF Porto)
10º Maria da Fonte (III Divisão)
11º Bragança (III Divisão)

12º Caç. Taipas (Divisão de Honra - AF Braga)
13º Delães (II Divisão - AF Braga)
14º Merelinense (II Divisão)
15º Macedo de Cavaleiros (II Divisão)
16º Valdevez (Extinto a meio da época 09/10)
17º Monção (Divisão de Honra - AF Viana do Castelo)
18º Mirandela (II Divisão)

Na Série B, há duas equipas que se mantêm na III Divisão passados vinte anos: Leça e Rebordosa. Apenas uma está  nos escalões profissionais (Trofense) e outra disputa a II Divisão (Amarante). De resto, treze equipas jogam agora nos respectivos campeonatos Distritais, e apenas uma já se extinguiu.
Classificação da III Série B 91/92 (entre parêntesis a divisão dos clubes em 11/12):

1º Trofense (Liga Orangina)
2º Leça (III Divisão)
3º Régua (Divisão de Honra - AF Vila Real)
4º Amarante (II Divisão)
5º Dragões Sandinenses (Divisão de Honra - AF Porto)
6º Rebordosa (III Divisão)
7º Mogadourense (Extinto no final da época 09/10)
8º Castêlo da Maia (I Divisão - AF Porto)
9º Foz Côa (I Divisão - AF Guarda)
10º Lixa (Divisão de Honra - AF Porto)
11º Fiães (I Divisão - AF Aveiro)
12º SC Rio Tinto (Divisão de Honra - AF Porto)
13º Avintes (I Divisão - AF Porto)
14º SP Cova (Divisão de Honra - AF Porto)
15º Torre de Moncorvo (Divisão de Honra - AF Bragança)
16º Sanguedo (II Divisão - AF Aveiro)
17º UD Valonguense (I Divisão - AF Porto)
18º Alijoense (Divisão de Honra - AF Vila Real)

Na Série C, três equipas já extinguiram o futebol sénior, duas disputam a II Divisão Nacional, três mantêm-se na III Divisão, e as restantes oito estão nos Distritais, com destaque para o Nelas que desceu três vezes nos últimos três anos e está já no segundo escalão do futebol de Viseu.
Classificação da III Série C 91/92 (entre parêntesis a divisão dos clubes em 11/12):

1º Guarda (Extinto no final da época 00/01)
2º Anadia (II Divisão)
3º Viseu FC (Extinto no final da época 91/92)
4º Marialvas (Divisão de Honra - AF Coimbra)
5º Estarreja (I Divisão - AF Aveiro)
6º Penalva do Castelo (III Divisão)
7º Ala-Arriba (Extinto no final da época 05/06)
8º Mortágua (Divisão de Honra - AF Coimbra)
9º Gouveia (I Divisão - AF Guarda)
10º Alba (III Divisão)
11º Mangualde (I Divisão - AF Viseu)
12º Oliveira do Bairro (II Divisão)
13º Lus. Vildemoínhos (Divisão de Honra - AF Viseu)
14º Avanca (III Divisão)
15º Seia (I Divisão - AF Guarda)
16º Oliveirinha (II Divisão - AF Aveiro)
17º Nelas (I Divisão - AF Viseu)
18º Santacombadense (Divisão de Honra - AF Viseu)

*A negrito, os clubes que, passados vinte anos, continuam a disputar a III Divisão.

Recordar: III Divisão há vinte anos - Continuação

(Trofense e Santa Clara disputaram a III Divisão em 91/92 e disputam agora a Liga Orangina.)
Na Série D, seis equipas mantêm-se na III Divisão; uma disputa a II Divisão (Sertanense); cinco puseram fim ao futebol sénior e as restantes seis jogam nos Distritais. Entre as desistências, constam os históricos União de Coimbra e Estrela de Portalegre.
Classificação da III Série D 91/92 (entre parêntesis a divisão dos clubes em 11/12):

1º Peniche (III Divisão)
2º Marinhense (III Divisão)

3º Lourinhanense (Divisão de Honra - AF Lisboa)
4º Alcanenense (I Divisão - AF Santarém)
5º Alcains (I Divisão - AF Castelo Branco)
6º Sertanense (II Divisão)
7º Sp. Pombal (III Divisão)
8º União de Coimbra (Extinto no final da época 08/09)
9º Portalegrense (Extinto no final da época 10/11)
10º Beneditense (III Divisão)
11º Argus (Extinto no final da época 95/96)
12º Estrela de Portalegre (Extinto a meio da época 10/11)
13º Portomosense (Divisão de Honra - AF Leiria)
14º Leiria e Marrazes (Divisão de Honra - AF Leiria)
15º Sourense (III Divisão)
16º Proença-a-Nova (I Divisão - AF Castelo Branco)
17º Alcobaça (III Divisão)
18º Castelo de Vide (Extinto no final da época 10/11)

Na Série E, o grande destaque vai para a presença do Santa Clara, que das dezoito equipas de há vinte anos a esta parte, é a única que disputa os campeonatos profissionais.
De resto, duas equipas disputam a II Divisão, Camacha e Operário, cinco estão na III Divisão, apenas uma colocou um ponto final no futebol sénior e as restantes nove disputam os Distritais.
Classificação da III Série E 91/92 (entre parêntesis a divisão dos clubes em 11/12):

1º Olivais e Moscavide (Extinto no final da época 09/10)
2º At. Malveira (Divisão de Honra - AF Lisboa)
3º Machico (III Divisão)
4º Loures (Divisão de Honra - AF Lisboa)
5º Santa Clara (Liga Orangina)
6º Portosantense (III Divisão)
7º Câmara de Lobos (III Divisão)

8º Benavente (I Divisão - AF Santarém)
9º At. Cacém (Divisão de Honra - AF Lisboa)
10º Operário (II Divisão)
11º Samora Correia (II Divisão - AF Santarém)
12º Praiense (III Divisão)
13º Odivelas (Divisão de Honra - AF Lisboa)
14º Camacha (II Divisão)
15º União de Almeirim (II Divisão - AF Santarém)
16º Vilafranquense (Divisão de Honra - AF Lisboa)
17º Águias de Musgueira (I Divisão - AF Lisboa)
18º Cartaxo (III Divisão)

Por último, na Série F, três equipas disputam a II Divisão, seis mantêm-se pela III Divisão, três clubes já desistiram do futebol sénior, e as restantes seis 'andam' pelos Distritais.
Classificação da III Série F 91/92 (entre parêntesis a divisão dos clubes em 11/12):

1º União de Montemor (III Divisão)
2º Sintrense (III Divisão)

3º Oriental (II Divisão)
4º Leões de Tavira (Extinto no final da época 00/01)
5º Desp. Beja (I Divisão - AF Beja)
6º Seixal (Extinto no final da época 06/07)
7º Salir (Extinto no final da época 09/10)
8º Almada (II Divisão - AF Setúbal)
9º Alcacerense (I Divisão - AF Setúbal)
10º Aljustrelense (III Divisão)
11º Lagoa (III Divisão)

12º Moura (II Divisão)
13º Grandolense (I Divisão - AF Setúbal)
14º Almancilense (II Divisão - AF Algarve)
15º Quimigal (actual Fabril - III Divisão)
16º Futebol Benfica (III Divisão)

17º Ferreirense (I Divisão - AF Beja)
18º At. Reguengos (II Divisão)

*A negrito, os clubes que, passados vinte anos, continuam a disputar a III Divisão.

domingo, 16 de outubro de 2011

Taça de Portugal: Setúbal e Leiria eliminados

(Em Famalicão, o Sporting não teve tarefa fácil.)
Completou-se na tarde de hoje, a terceira eliminatória da Taça de Portugal, onde se verificaram algumas surpresas.
Em Mirandela, a equipa da casa entrou de 'rompante' e abriu o marcador logo aos 5' minutos, por intermédio de Paulo Roberto. O marcador não mais se alterou, e o V. Setúbal 'caiu' em Trás-os-Montes.
Mais a Sul, em Alcochete, a União de Leiria inaugurou o marcador por Diego Gaúcho aos 27', mas acabaria surpreendida no segundo tempo: Djão aos 64' e Miguel Costa aos 87' deram a vitória ao Alcochetense.
Em Cesar, casa emprestada do Feirense, o Nacional levou a melhor, tendo vencido os azuis da Feira por uma bola a zero, naquele que foi o único jogo entre equipas da Primeira Divisão na tarde de hoje.
Nos restantes jogos, destaque para algumas surpresas, nomeadamente em Guimarães e em Vila do Conde. O Vitória esteve a perder por 0-1 com o Moura da II Divisão, e só logrou empatar em cima do minuto 90' por intermédio de Soudani. O mesmo Soudani que aos 116', fez o 2-1 final favorável aos vimaranenses.
Em Vila do Conde, o Rio Ave não ganhou para o susto: é que o Sousense da III Divisão, entrou forte na segunda parte e aos 61' minutos já vencia por 0-2! No entanto, Kelvin aos 70' e Pateiro aos 72' levaram a partida para o prolongamento, onde João Tomás bisou (100' e 103'), cabendo a Kelvin fechar o marcador aos 117': 5-2.
Por calafrios passaram também Naval, Leixões e Penafiel frente a adversários de escalões inferiores: os figueirenses estiveram a perder em casa do Macedo de Cavaleiros mas acabariam por vencer nos penaltis; o Leixões só a dez minutos dos 90' conseguiu marcar ao Aljustrelense da III Divisão; e o Penafiel depois de estar a perder por 0-1 em casa com o Merelinense, acabaria por vencer 4-2 no prolongamento.
De destacar também, a goleada imposta pela Oliveirense em casa do Sp. Pombal: 1-7!
Contas feitas, são cinco as equipas da Liga que estão fora da Taça de Portugal após a terceira eliminatória: Beira-Mar, Gil Vicente, Feirense, V. Setúbal e U. Leiria.
A Olhanense não jogou, em virtude do processo instaurado ao Fátima. Entre Pampilhosa, Amares e Fátima, sairá o adversário dos algarvios.
Confira todos os resultados da 3ª Eliminatória da Taça de Portugal 2011/2012:

Sexta-Feira, 14 de Outubro:
Portimonense (II) 0-2 Benfica (I)

Ontem, Sábado, 15 de Outubro:
Pêro Pinheiro (III) 0-8 FC Porto (I)
1º Dezembro (IIB) 1-3 Sp. Braga (I)
Beira-Mar (I) 0-1 Marítimo (I)
Torreense (IIB) 1-0 Gil Vicente (I)
Famalicão (IIB) 0-2 Sporting (I)

Hoje, Domingo, 16 de Outubro:
Joane (III) 0-1 Gondomar (IIB)
Penafiel (II) 4-2 Merelinense (IIB) - A. P.
Portosantense (III) 0-2 Ribeira Brava (IIB)
Académica (I) 1-0 Oriental (IIB)
Mac. Cavaleiros (IIB) 1-1 Naval (II) - 2-4 G. P.
Trofense (II) 1-2 Belenenses (II) - A. P.
D. Aves (II) 4-0 Infesta (III)
Tirsense (IIB) 3-1 Sampedrense (III)
Mirandela (IIB) 1-0 V. Setúbal (I)
Sp. Lamego (III) 1-4 Sp. Covilhã (II)
Alcochetense (III) 2-1 U. Leiria (I)
Santa Maria (III) 1-1 Monsanto (IIB) - 3-1 G. P.
Feirense (I) 0-1 Nacional (I)
Lousada (IIB) 1-0 Coimbrões (IIB) - A. P.
Leixões (II) 1-0 Aljustrelense (III)
Sp. Espinho (IIB) 1-1 SJ Vêr (IIB) - 2-4 G. P.
Anadia (IIB) 2-3 Tondela (IIB) - A. P.
Vizela (IIB) 2-2 Fafe (IIB) - 3-1 G. P.
Juv. Évora (IIB) 2-0 Esp. Lagos (III)
Sp. Pombal (III) 1-7 Oliveirense (II)
Moreirense (II) 3-1 Pontassolense (III)
Estoril (II) 3-1 Vila Meã (III)
V. Guimarães (I) 2-1 Moura (IIB) - A. P.
Rio Ave (I) 5-2 Sousense (III) - A. P.
P. Ferreira (I) 1-0 D. Chaves (IIB)

sábado, 15 de outubro de 2011

Taça de Portugal: Grandes seguem em frente

(O Torreense é a primeira surpresa da terceira eliminatória.)
A terceira eliminatória da Taça de Portugal arrancou ontem, e prolongou-se durante o dia de hoje, com a realização de cinco jogos.
Ontem, o Benfica venceu no terreno do Portimonense por 0-2, com golos de Bruno César aos 59'; e de Rodrigo aos 74'.
Esta tarde, o FC Porto goleou o Pêro Pinheiro em casa deste por uns expressivos 0-8, com Walter a fazer quatro golos. O ponta de lança brasileiro marcou aos 33', 35', 45' e 90', mas antes do 'Bigorna' marcar o primeiro, já Defour tinha aberto o marcador aos 29'. Djalma bisou aos 41' e 57'; Varela entrou ao intervalo e marcou aos 81', fazendo o 0-7 na altura.
Num duelo entre equipas da Primeira Liga, o Beira-Mar recebeu o Marítimo, e saiu derrotado, graças a um golo do brasileiro Olberdam logo aos 5' minutos.
O Sp. Braga também jogou esta tarde e também seguiu em frente na Taça, mas não se livrou de um 'susto', apesar de ter aberto o marcador aos 18' minutos, por intermédio de Salino.
O 1º Dezembro respondeu e empatou aos 20', por intermédio de Ricardo Gomes, mas logo de seguida, aos 23', Hélder Barbosa recolocou os bracarenses em vantagem. Aos 70' minutos, Carlão fez o 1-3 e fechou as contas do marcador.
Às 18 horas, iniciou-se o Torreense - Gil Vicente, naquela que foi a primeira surpresa da eliminatória: a equipa da casa bateu os gilistas por uma bola a zero, com um golo de Ricardinho aos 80'.
Só para recordar, o técnico do Torreense é António Pereira (eliminou o FC Porto pelo Atlético em 2007); e o director desportivo é Cláudio Oeiras (eliminou o FC Porto em 1999 pelo Torreense, tendo na altura, marcado o único golo do jogo.)
Finalmente, o Sporting deslocou-se ao terreno do Famalicão da II Divisão e venceu por 0-2, com dois golos de Van Wolfswinkel: o primeiro aos 63' na conversão de uma grande penalidade; o segundo aos 67' de cabeça.
A festa da Taça continua na tarde de amanhã.
Confira os jogos já realizados da terceira eliminatória da Taça de Portugal 2011/2012:

Ontem, Sexta-Feira, 14 de Outubro:
Portimonense (II) 0-2 Benfica (I)

Hoje, Sábado, 15 de Outubro:
Pêro Pinheiro (III) 0-8 FC Porto (I)
1º Dezembro (IIB) 1-3 Sp. Braga (I)
Beira-Mar (I) 0-1 Marítimo (I)
Torreense (IIB) 1-0 Gil Vicente (I)
Famalicão (IIB) 0-2 Sporting (I)

"A foto do dia": Já lideram...

(Balotelli é felicitado pela 'bicicleta' que marcou e que abriu o marcador.)
Em Inglaterra, o Manchester City tem crescido bastante nos últimos anos, graças aos 'petrodólares', e apresenta-se em definitivo como um candidato ao título.
Em oito jogos, o percurso dos 'Citizens' é quase imaculado, com um empate e sete vitórias, que permitiram hoje ao City ascender à liderança de forma isolada. Os azuis de Manchester receberam e venceram o Aston Villa por 4-1, e viram o grande rival United, empatar em casa do Liverpool, somando assim o segundo empate na prova, e perdendo a liderança.
A alegria dos jogadores do City é normal e natural, e eu apenas lembro que de hoje a oito dias, ou seja, no próximo sábado, temos um Man. United - Man. City pelas 13h30 na SportTv1. A não perder.
Até lá, é o City quem lidera...

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Há 15 anos: Ronaldo encantou o Mundo

(Ronaldo ao serviço do Barcelona.)
A 12 de Outubro de 1996, o Mundo ficou rendido a Ronaldo Nazário, vulgo Fenómeno, uns anos mais tarde.
Ronaldo havia chegado poucos meses antes a Barcelona, clube que representou apenas durante uma temporada, e onde 'explodiu' em definitivo. Fez trinta e quatro golos em trinta e sete jogos no Campeonato e daí mudou-se para o Inter. Mas esqueçamos essa parte.
O Barça deslocou-se então ao terreno do Compostela, em jogo a contar para a jornada sete, e logo no primeiro minuto chegaria à vantagem, graças a um auto-golo de William, central brasileiro que representou Benfica e V. Guimarães.
Foi então que ao minuto 36', e já depois de Geovanni ter feito o 0-2, que Ronaldo 'pegou' na bola antes de entrar no meio-campo adversário, levando toda a equipa adversária consigo, demonstrando uma capacidade física e técnica acima da média, que viria a concluir com golo, naturalmente.
A partir daqui o Mundo do futebol ficou ainda mais atento a Ronaldo, e rendeu-se ao talento do brasileiro, que durante anos espalhou magia, e claro, marcou golos atrás de golos.
Recorde o golo:

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Euro 2012: Joguem à bola!!!

(Carlos Martins estava a ser um dos mais 'inconformados', mas acabaria por ser substituído.)
Vergonhoso, decepcionante e lamentável. É desta forma que caracterizo a exibição de Portugal na Dinamarca hoje. Podíamos enumerar vários exemplos de quando as coisas correram mal, mas como diz o ditado "passado é passado". E de volta ao presente, isto 'está mau'; muito mau.
A derrota na Dinamarca, atirou com Portugal para o play-off, tal como havia acontecido no apuramento para o Mundial 2010. No Grupo A, a Suécia venceu a Holanda por 3-2, e entrou de forma directa no Euro, em virtude de ter sido o melhor segundo, em detrimento da 'nossa' Selecção.
Aos 4' minutos, os dinamarqueses marcaram, mas foi apenas um 'susto', uma vez que existiu falta sobre Rui Patrício.
Praticamente logo de seguida, aos 12', Krohn-Dehli inaugurou o marcador, contando ainda com uma 'ajudinha' de Rolando que desviou a bola involuntariamente. A bola bateu ainda no poste, antes de entrar em definitivo.
Portugal só a espaços conseguia chegar à baliza dinamarquesa, mas sem nunca conseguindo construir uma jogada com 'conta, peso e medida', e de certa forma, 'ameaçar' os nórdicos.
No segundo tempo, e após cruzamento na direita, Bendtner sem oposição dentro da pequena área, limitou-se a encostar para o 2-0. Estavam decorridos 63' minutos.
A Dinamarca podia ter feito o 3-0 por mais que uma vez, não fosse Rui Patrício a evitar o golo, e já em período de descontos, Cristiano Ronaldo na transformação de um livre directo, fechou as contas do marcador. 2-1 e Portugal está no playoff. Uma vez mais...

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

II Divisão: 5ª Jornada

(Boavista 3-0 Operário - autoria: "Boavista Até Morrer")
Na II Divisão Nacional, a grande surpresa continua a ser o Ribeira Brava, que jornada após jornada, se vai mantendo na liderança da Zona Norte.
Os madeirenses receberam e venceram o Fafe por duas bolas a uma, e somam agora treze pontos contra onze do segundo classificado Varzim, que venceu o Macedo de Cavaleiros por 3-1.
Na terceira posição, com dez pontos, surge o Lousada que venceu o Famalicão por duas bolas a uma, enquanto o Ribeirão goleou a Oliveirense por 4-0 e ascendeu à quarta posição. O grande destaque pela negativa continua a ser o Chaves, que perdeu no terreno do Camacha por uma bola a zero, e está já a sete pontos da liderança. O Tirsense empatou no terreno do Marítimo-B a zero bolas, enquanto o Mirandela recebeu e venceu o Limianos por 3-2. O Merelinense continua na última posição, e ontem perdeu em casa frente ao Vizela por 1-3, sendo que esta foi a primeira vitória dos visitantes no campeonato.
Na Zona Centro, o Tondela assumiu ontem e pela primeira vez, a liderança isolada da prova, pois venceu fora de portas o Anadia por 0-2, e beneficiou do empate do SJ Vêr no terreno do Angrense a dois golos. A equipa do concelho de SM Feira, tem agora a 'companhia' do 'vizinho' Espinho na segunda posição, pois os 'Tigres da Costa Verde' venceram em Ol. do Bairro por 1-3 e somam agora treze pontos.
O Boavista subiu ao quarto posto, depois de vencer no seu reduto, o Operário, por 3-0. O Padroense somou a primeira vitória no campeonato, ao vencer na sua casa o Aliados de Lordelo por duas bolas a uma, enquanto o Gondomar foi goleado na deslocação ao Cinfães, por três bolas a zero.
O Madalena, que realizou dois jogos em cinco dias no Continente para economizar as suas finanças, amealhou também os primeiros pontos: primeiro, empatou quarta-feira no terreno do Coimbrões a dois golos, em jogo que estava em atraso da segunda jornada; e ontem venceu em Paredes por uns expressivos 0-4, somando o primeiro triunfo na prova.
O Coimbrões, por sua vez, foi goleado na deslocação ao Amarante por 4-1, num jogo que marcou a primeira derrota dos gaienses, e a primeira vitória dos amarantinos.
Finalmente, na Zona Sul, o Torreense desperdiçou uma belíssima oportunidade para reforçar a sua liderança, tendo empatado em casa, a zero golos, frente ao Carregado.
Na segunda posição, com dez pontos, surge agora o Oriental que goleou o Reguengos por 5-1 e alcançou o Estrela de Vendas Novas que saiu derrotado na recepção ao Fátima, por 1-2.
Na quarta posição, com nove pontos, surgem além do Fátima, o Pinhalnovense que venceu nas Caldas por 0-2 e o Moura que goleou o Sertanense no seu estádio por três bolas a zero.
O 1º Dezembro venceu o Louletano por 2-0 e acentuou a 'crise' dos algarvios, que estão na penúltima posição com dois pontos somados. Por fim, o Tourizense bateu o Monsanto por uma bola a zero, e passou a 'respirar' um pouco melhor na tabela.
A II Divisão regressa no próximo dia 23, em virtude de na próxima semana se realizar a terceira eliminatória da Taça de Portugal.

III Divisão: 5ª Jornada

(Valecambrense 1-2 Alba - autoria: blogue da AD Valecambrense)
A quinta jornada da III Divisão, trouxe-nos algumas surpresas, começando pela Série A, onde o até então líder isolado Bragança, perdeu os primeiros pontos na prova, ao ser derrotado em casa pelo Amares (0-2), equipa que ainda não tinha somado qualquer vitória no campeonato.
Deste resultado, aproveitou-se o Vianense, que ao vencer no terreno do Marinhas por 1-2, ascendeu à liderança da prova. O Vilaverdense venceu no terreno do Maria da Fonte por uma bola a zero, e subiu à terceira posição, enquanto os da casa ocupam agora, a 'lanterna-vermelha' da prova. Noutros jogos, o Santa Maria venceu no terreno do Melgacense por 1-2 e é agora quarto; o Joane bateu o Fão também por 2-1 e subiu à quinta posição em igualdade pontual com o Melgacense; enquanto que Cerveira e Esposende empataram a um golo, num duelo entre equipas do fundo da tabela.
Na Série B, o líder Sousense sofreu a primeira derrota, ao perder em casa do Infesta por duas bolas a uma. A liderança continua a pertencer aos homens da Foz do Sousa, que somam um ponto de avanço para o Grijó, que recebeu e venceu o Vila Real por 1-0, e para o Sp. Mêda que empatou no seu terreno a um golo com o Rebordosa, e continua sem perder.
O Cesarense recebeu e venceu o Leça por duas bolas a uma, ascendendo à sexta posição com sete pontos, tendo precisamente menos um que o seu adversário de ontem, que divide a quarta posição com o Vila Meã, que venceu em Lamego, o Sporting local, também por duas bolas a uma. Serzedelo e Alpendorada empataram a zero bolas.
Na Série C, e num duelo entre líderes, Penalva do Castelo e Nogueirense empataram a dois golos, mantendo três pontos de avanço para o terceiro posto, que é agora ocupado pelo Alba que venceu no terreno do Valecambrense por 1-2, e pelo Avanca que empatou em casa a zero bolas com o Ac. Viseu.
A Sanjoanense recebeu e venceu o Bustelo por 2-0, alcançando na tabela o Ol. de Frades que perdeu no terreno do Ol. Hospital por uma bola a zero. O Sampedrense empatou em casa a zero golos com o Canas de Senhorim, juntando-se à Sanjoanense, e à dupla de 'Oliveiras' na quinta posição com sete pontos.
Na Série D, o Pampilhosa empatou na casa do Beneditense a um golo, e foi alcançado na liderança pelo B. C. Branco que recebeu e venceu o Tocha por três bolas a uma.
O Sourense empatou em casa com o Bombarralense a zero golos, e subiu à terceira posição em igualdade pontual com o Sp. Pombal, que folgou nesta jornada. O Marinhense venceu em Peniche por 1-0, e subiu à quinta posição com sete pontos, ultrapassando precisamente o seu adversário de ontem; enquanto o Alcobaça somou os primeiros pontos ao vencer no terreno do Riachense por 1-3, sendo que a equipa da casa é agora a última classificada.
(Penalva do Castelo 2-2 AD Nogueirense - autoria: "FutebolViseu")
Na Série E, o Oeiras assumiu a liderança isolada da prova depois de vencer no terreno do Elvas por 0-2, beneficiando do empate caseiro do Sacavenense a dois golos com o Pêro Pinheiro.
Quem aproveitou foi o Sintrense, que venceu no terreno do Fut. Benfica por duas bolas a zero, e ascendeu à terceira posição, estando agora a um ponto do segundo, e a três do líder. Cartaxo e Olímpico do Montijo somaram a primeira vitória na prova, depois de baterem Alcochetense (5-4) e Real (2-1) respectivamente. O Casa Pia também se estreou a vencer, tendo derrotado o Eléctrico por duas bolas a zero.
Na Série F, o Farense recebeu e venceu o Aljustrelense por uma bola a zero e manteve a liderança isolada da prova, tendo agora três pontos de avanço para o Messinense, que venceu o Lagoa por 2-1, e para o Esperança de Lagos, que empatou a uma bola no terreno do Quarteirense.
Fabril, União Montemor e Pescadores somam todos nove pontos, depois de ontem terem vencido os respectivos jogos: o Fabril bateu o Redondense por 4-2; o U. Montemor bateu o Sesimbra por 1-0; e o Pescadores goleou o 'lanterna-vermelha' Despertar, por 3-0.
Nas ilhas, disputou-se a quarta jornada nos Açores, com Guadalupe e Lusitânia a manterem-se na liderança, mesmo depois de ontem terem empatado os respectivos jogos: o Guadalupe no terreno do Sp. Ideal; e o Lusitânia em casa, frente ao Praínha.
O Praiense venceu no terreno do Fayal por 3-0 e aproveitou para ficar a um ponto da liderança, sendo que mais atrás surge o Boavista de São Mateus que venceu no terreno do Micaelense por uma bola a zero. Águia e Santiago empataram a um golo.
Por fim, na Madeira, o Machico continua 'imparável' e é mesmo a única equipa da III Divisão que soma por vitórias todos os jogos disputados: cinco. Ontem, a 'vítima' foi o Bairro da Argentina, que perdeu por 3-0.
Na 'perseguição' estão o Caniçal que venceu o Porto Cruz também por 3-0, e o Câmara de Lobos que bateu o Estrela da Calheta por duas bolas a zero. Ambos somam doze pontos, sendo que mais atrás está o Pontassolense que venceu na casa do 1º de Maio por 1-3 e soma dez pontos; e o Portosantense que recebeu e venceu o Canicense por 5-0, e soma agora nove pontos. Por último, o Santana recebeu e venceu o Andorinha por uma bola a zero.
As emoções da III Divisão regressam agora no próximo dia 23, sendo que na próxima semana, disputa-se a terceira eliminatória da Taça de Portugal.

domingo, 9 de outubro de 2011

"A foto do dia": Luís Figo vs. Paulo Bento

Na 'foto do dia' de hoje, o destaque vai para o agora seleccionador Nacional, Paulo Bento, que aparece nesta imagem, a disputar um lance com o compatriota e ex-colega de Selecção enquanto jogador, Luís Figo.
Se Figo foi uma peça fundamental na Selecção durante anos a fio, na qualidade de jogador, Paulo Bento é/tem sido mais importante como seleccionador do que havia sido enquanto jogador.
Numa altura em que é fundamental que todos estejamos 'virados' para o mesmo lado - isto é, juntos no apoio à Selecção -, fica aqui a recordação de dois jogadores que durante muitos anos representaram o nosso País com grande profissionalismo e dedicação.
Como já disse, e como todos sabem, Paulo Bento pode agora fazer história como seleccionador.
Força Portugal!

sábado, 8 de outubro de 2011

Fora de Campo: Hélder Rodrigues campeão Mundial de todo-o-terreno

(Hélder Rodrigues durante uma etapa do Rali dos Faraós.)
O piloto português Hélder Rodrigues, de trinta e dois anos, sagrou-se hoje campeão Mundial de todo-o-terreno na vertente de motos, ao ter terminado no terceiro lugar a quinta e última etapa do Rali dos Faraós.
Hélder Rodrigues estava a um pequeno passo de se tornar o primeiro português a sagrar-se campeão Mundial de todo-o-terreno nas motos, e para isso, 'bastava' terminar nos primeiros sete lugares da geral do Rali dos Faraós.
Natural de Almargem do Bispo - Sintra, o motard iniciou a sua carreira aos treze anos, e é 'só' o português com mais vitórias em etapas do Dakar, sendo também, o único português que conseguiu subir ao pódio na 'prova-rainha' do automobilismo, pois terminou o Dakar deste ano, na terceira posição.
No final da prova de hoje, Hélder Rodrigues mostrava-se claramente satisfeito e optimista quanto ao futuro:
“Vim para esta prova para lutar por levar um título mundial para Portugal, mas, para isso, tinha de cumprir estas seis etapas e evitar problemas. Felizmente, correu tudo bem. Agora, a nova meta é conseguir melhorar a minha classificação no Dakar.”
O piloto português enalteceu ainda que 'trabalhou muito para este feito' e que 'a vitória é um justo prémio':
“Tenho trabalhado muito para atingir um patamar de topo na modalidade e este título é um justo prémio.”
Esta vitória de Hélder Rodrigues, é mais uma prova que há desportistas com enorme qualidade em Portugal, e que não só de futebol vive a Nação.

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Euro 2012: Portugal a um ponto da qualificação

(Rúben Micael e Miguel Veloso felicitam Eliseu pelo golo marcado.)
Portugal venceu esta noite no Dragão, a sua congénere da Islândia por 5-3, e está agora a um ponto da qualificação para a fase final do Euro 2012.
Depois de ir para o intervalo a vencer por 3-0, a selecção portuguesa 'relaxou', e viu os nórdicos reduzirem para 3-2, sendo que nos últimos dez minutos Moutinho e Eliseu marcaram e aumentar o 'score' para 5-2, cabendo ao islandês Sigurdsson, na conversão de uma grande penalidade, fechar o marcador já nos descontos.
A partida começou praticamente com Portugal a ganhar, pois logo aos 12' minutos, Nani, de cabeça, inaugurou o marcador.
O mesmo Nani viria a fazer o segundo golo de Portugal aos 21' minutos, aproveitando uma falha incrível da defesa islandesa, na sequência de um atraso para o seu guarda-redes.
A primeira parte não acabaria, sem que Postiga assinasse o terceiro golo da noite, após cruzamento de Bruno Alves na direita.
No segundo tempo, veio a resposta da Islândia e sempre por Jonasson: primeiro aos 48', e de cabeça, na sequência de um livre; depois, aos 68', e novamente na sequência de uma bola parada - pontapé de canto desta vez -, com um excelente toque acrobático do islandês.
Portugal não encantava com o seu futebol, mas acabaria por 'simplificar' a partida, marcando primeiro por João Moutinho aos 81', após assistência de Eliseu; e logo de seguida, aos 87', precisamente por Eliseu, que de pé direito, fez um belo golo.
Já em período de descontos, os islandeses marcariam ainda um terceiro golo, por intermédio de Sigurdsson, na conversão de uma grande penalidade, a castigar falta de Rolando sobre um dos seus companheiros.
Portugal precisa agora de empatar na Dinamarca, na próxima terça-feira, para garantir um lugar na fase final do Euro 2012.

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Recordar: Varzim 3-1 Canedo

Durante as temporadas 04/05 e 05/06, a terceira eliminatória da Taça de Portugal disputou-se no dia 5 de Outubro, por sinal, feriado no nosso território.
Em 05/06, quis o sorteio que o Canedo, então na III Divisão, se deslocasse ao terreno do Varzim, que militava na Liga de Honra, e continha dois jogadores no seu plantel que haveriam de jogar no Mundial 2006 por Angola: Figueiredo e Mendonça. Entre outros, estava também o internacional luso, Eliseu.
A partida disputou-se a 5 de Outubro de 2005, e o Varzim entrou praticamente a ganhar, com um golo do brasileiro Cícero, que à entrada da área, e na transformação de um livre directo, 'fuzilou' autenticamente o guarda-redes canedense.
Os poveiros, a jogarem em casa e perante um adversário da III Divisão, passaram grande parte do primeiro tempo a 'massacrar' por completo o Canedo, pecando na finalização, muito por culpa de um inspiradíssimo Carlos Magalhães, guarda-redes dos forasteiros.
Quem não marca, sofre, e à beira do intervalo, eis que o Canedo empata a partida. Paulinho, ainda longe da baliza de Rui Barbosa, disparou um dos 'seus' misseis e fez um golão, fazendo também o 'impossível' e o 'impensável': o Canedo estava agora empatado na Póvoa!
No segundo tempo, a partida arrefeceu e com a entrada do uruguaio Hector Rodrigo, o Canedo ficou mais activo na frente de ataque, sendo que seriam mal assinalados dois foras-de-jogo ao avançado canedense.
A turma canedense teve ainda na cabeça de Pedrinho uma oportunidade 'escandalosa' para dar a volta ao marcador já sobre o minuto 90', mas o extremo rematou para uma boa defesa de Barbosa.
No prolongamento, e aproveitando o desgaste do adversário, o Varzim acabaria por resolver facilmente a partida, com dois golos de Pedrinho, na altura um produto da formação, hoje, jogador do Lorient da principal liga francesa.
O que fica para a história, é o facto do Canedo ter escrito neste jogo uma das mais bonitas páginas da sua história, pois não é 'todos os dias' que se leva uma eliminatória contra uma equipa profissional a prolongamento...
(Sandro desarma com grande estilo um atacante varzinista.)
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio do Varzim Sport Club, na Póvoa de Varzim
Quarteto de Arbitragem composto por: Cosme Machado (Árbitro Principal); Fernando Pereira e Álvaro Mesquita (Árbitros Assistentes); Francisco Peixoto (Quarto Árbitro)

Varzim (4-3-3): Rui Barbosa; Nuno Ribeiro, Alexandre, Bruno Miguel e Telmo; Pedro Santos (Rafael 59'), Emanuel e Anderson Lázaro; Eliseu (Pedrinho 70'), Cícero e Costé (Rui Miguel 97').
Treinador: Horácio Gonçalves. Suplentes Não Utilizados: Ricardo; Tiago Lopes, Campinho e Joca.

Canedo (4-3-3): Carlos Magalhães; João Carlos (Hector Rodrigo 72'), Sandro, Jardel e Paulinho; Neves, Zé Tó e João Paulo (Márcio 63'); Nuno Velha, Nuno Pinto (Pedro Miguel 79') e Pedrinho.
Treinador: Albertino Oliveira. Suplentes Não Utilizados: Sérgio; Clemente, Bruno Joel e Telmo.

Disciplina:
Amarelos: Costé 03'; Cícero 43'; Eliseu 51'; Pedro Santos 57'; João Carlos 61'; Pedrinho 74'; Nuno Velha 90';

Marcador: 1-0 Cícero 11'; 1-1 Paulinho 44'; 2-1 Pedrinho 103'; 3-1 Pedrinho 117'.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Escócia: Paulo Sérgio até já tem direito a música!

As coisas no Sporting não correram bem a Paulo Sérgio, e o antigo técnico leonino rumou esta temporada ao Hearts da Escócia.
Paulo Sérgio foi apresentado como técnico dos britânicos no passado dia 2 de Agosto, numa altura em que o Hearts já havia feito dois jogos: um empate e uma derrota foram os resultados que antecederam a chegada do treinador português, que em oito jogos venceu quatro, empatou dois e perdeu outros dois, tendo batido no passado fim de semana, o Celtic, por 2-0.
O Hearts está agora na quarta posição da prova com quinze pontos somados, a três do terceiro classificado Celtic, e a dois do Motherwell, segundo classificado. Na frente, está o Rangers com nove vitórias em dez jogos, sendo que o único empate dos azuis de Glasgow até foi com o Hearts na jornada inaugural.
Paulo Sérgio 'cativou' de tal forma os adeptos do seu novo clube, que até já tem uma música. Não acredita? Cá fica:

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

II Divisão: 4ª Jornada

(Sp. Espinho 2-0 Boavista - autoria: "Boavista Até Morrer")
Na II Divisão, a jornada quatro não teve muitas 'novidades', sendo que as maiores surpresas dos respectivos campeonatos estão a ser Ribeira Brava (Zona Norte), SJ Vêr (Zona Centro) e E. V. Novas (Zona Sul).
Na Zona Norte, os madeirenses do Ribeira Brava, recém-promovidos à II Divisão, continuam a liderar a prova de forma isolada, tendo vencido ontem o Mirandela por duas bolas a uma, somando agora dez pontos.
Na segunda posição, surge agora o candidato Varzim que venceu em Vizela por uma bola a zero, e soma agora oito pontos, mais um que um grupo de quatro equipas, composto por Macedo de Cavaleiros, Fafe, Lousada e Tirsense.
Macedo e Lousada empataram a dois golos; o Fafe perdeu em casa com o Ribeirão por 0-2, naquele que foi o primeiro triunfo dos visitantes; enquanto o Tirsense recebeu e venceu o último classificado Merelinense, por duas bolas a zero.
Um dos maiores destaques pela negativa, continua a ser o Chaves, o maior candidato à subida, que empatou a zero golos em casa, frente ao Limianos, e soma apenas uma vitória em quatro jogos. O Famalicão averbou a primeira vitória no campeonato, tendo batido em casa, o Camacha por 2-0; enquanto a Oliveirense empatou a duas bolas frente ao Marítimo B, no seu próprio estádio.
Na Zona Centro, o Tondela recebeu e goleou o Padroense por 5-2 e continua a ter um parceiro 'improvável' na frente da prova: o recém-promovido SJ Vêr, que venceu no seu terreno o Anadia por 2-1, e soma doze pontos em doze possíveis.
Na terceira posição surge o Sp. Espinho, que recebeu e venceu o Boavista por 2-0, e soma agora dez pontos, mais três que o trio que ocupa a quarta posição: Anadia, Gondomar e Operário.
Os gondomarenses empataram a uma bola com o Amarante, enquanto o Operário venceu em casa os também açorianos do Madalena, por duas bolas a uma. Noutros jogos, o Angrense somou a primeira vitória, goleando em casa o Paredes por 4-1; o Aliados de Lordelo também goleou por 4-1 o Cinfães e somou também o primeiro triunfo, à semelhança do que aconteceu com o Coimbrões, que venceu em casa o Ol. do Bairro, por duas bolas a uma.
Na próxima quarta-feira, 5 de Outubro, Coimbrões e Madalena acertam calendário, em jogo de atraso referente à segunda jornada. O Madalena é último classificado com zero pontos somados.
Finalmente, a Sul, o Torreense divide a liderança com o E. V. Novas, outro recém-promovido ao terceiro escalão. O Torreense goleou o Monsanto, em casa deste, por 5-2; enquanto o Estrela venceu em casa do Pinhalnovense por 2-1. Ambos somam dez pontos.
Na terceira posição surgem Carregado, Oriental e Sertanense com sete pontos, sendo de destacar a vitória do Oriental no terreno do Louletano por uma bola a zero. O Carregado recebeu precisamente o Sertanense, e levou a melhor, vencendo por duas bolas a uma.
O Fátima, grande candidato à subida, recebeu e venceu o 1º de Dezembro por 1-0, e soma agora seis pontos, aproveitando a derrota do Pinhalnovense e o empate do Moura em casa do Mafra a um golo, para subir à sexta posição.
O Juv. de Évora recebeu e venceu o Caldas por uns expressivos 3-0, e somou a primeira vitória no campeonato, enquanto o At. Reguengos somou o primeiro ponto da época, ao empatar em casa frente ao Tourizense. Os alentejanos continuam 'isolados' na última posição.
A quinta jornada da II Divisão disputa-se no próximo domingo, 9 de Outubro.

III Divisão: 4ª Jornada

(Ol. Hospital 1-1 Penalva do Castelo - autoria: "FutebolViseu")
O "Conversas Redondas" inicia hoje uma espécie de resumo daquilo que se passa jornada após jornada nos escalões não profissionais, nomeadamente a III Divisão e a II Divisão Nacional.
A jornada quatro da III Divisão, não trouxe muitas novidades a Norte, uma vez que Bragança e Vianense bateram Joane (2-1) e Vilaverdense (1-0) respectivamente e lideram a Série A. Os transmontanos com doze pontos; o Vianense com dez.
Nos outros jogos, destaque para a vitória do Cerveira em Amares por 1-2, sendo estes os primeiros pontos da equipa de Vila Nova de Cerveira, deixando a última posição precisamente para o Amares e para o Maria da Fonte, que empatou em casa frente ao Fão a um golo. O Santa Maria venceu o Marinhas por 2-0 e soma agora seis pontos; enquanto o Esposende empatou a uma bola com o Melgacense, e mantém três pontos de atraso para o seu adversário de ontem (quatro contra sete).
Na Série B, o Sousense mantém-se na frente da tabela, agora de forma isolada com dez pontos, depois de ter recebido e vencido o Serzedelo na tarde de ontem por 2-0.
Na 'perseguição' aos gondomarenses, surge de forma inesperada o Mêda que venceu em Vila Real, o lanterna-vermelha por 1-2, e o Leça que empatou no terreno do Vila Meã sem golos. Leça e Sp. Mêda somam oito pontos.
Alpendorada e Rebordosa bateram Lamego (2-0) e Infesta (3-0) respectivamente e somaram o primeiro triunfo na competição, enquanto o Grijó recebeu e venceu o Cesarense por 4-2.
Na Série C, o Nogueirense 'apanhou' o Penalva do Castelo na frente da tabela, depois de vencer em Canas de Senhorim a equipa local por 1-3.
O Penalva empatou a um golo em Ol. do Hospital, enquanto o Ol. de Frades recebeu e venceu o Valecambrense por 3-0, subindo à terceira posição em igualdade pontual com o Avanca, que foi derrotado no terreno do Alba por duas bolas a zero. O histórico Ac. Viseu recebeu e venceu o também histórico Sanjoanense, por três bolas a zero, averbando desta feita o primeiro triunfo na prova. Por último, o Bustelo empatou em casa com o Sampedrense a uma bola, e soma agora quatro pontos contra os seis do seu adversário de ontem.
Na Série D, o líder continua a ser o Pampilhosa, que mesmo depois de ter folgado ontem, tem dois pontos de avanço para a dupla de segundos, que é composta pelo B. C. Branco que empatou em casa a dois golos com o Beneditense e pelo Sourense, que venceu em Alcobaça por 2-3.
O Tocha empatou a um com o Peniche, enquanto o Bombarralense empatou em casa a três golos com o Sp. Pombal. O Marinhense - Riachense que opunha os dois últimos classificados da prova, foi adiado para o próximo ano.
Na Série E, o Sacavenense empatou no terreno do Alcochetense a dois golos, e permitiu a 'colagem' do Oeiras - venceu por 3-0 o Real - na liderança. Ambos somam agora dez pontos, contra oito do Pêro Pinheiro que recebeu e venceu o Futebol Benfica por 3-0, e que divide a terceira posição com o Alcochetense.
Na quinta posição, há 'mais uma' dupla, que é composta por Sintrense e Eléctrico, ambos com sete pontos. Os lisboetas receberam e venceram o Casa Pia por 2-1; enquanto os alentejanos venceram pela margem mínima os também alentejanos do Elvas por uma bola a zero. Por último, Cartaxo e Olímpico do Montijo empataram a uma bola e abandonaram a última posição. Ambos somam dois pontos, e ultrapassaram o Real Massamá que soma apenas um.
Finalmente, na Série F, o Farense mantém-se líder isolado da prova, mesmo depois de ter desperdiçado os primeiros pontos da época ontem, ao empatar em casa do terceiro classificado, Sesimbra, a dois golos. Os "Leões de Faro" somam agora dez pontos, mais um que o segundo classificado, Esperança de Lagos, que recebeu e venceu o Pescadores por três bolas a zero.
O Messinense subiu à quarta posição de forma isolada, após vencer o penúltimo classificado, Aljustrelense, em casa deste por uma bola a zero. Seguem-se cinco equipas com seis pontos, sendo que duas delas 'bateram-se' na tarde de ontem, com o Quarteirense a derrotar o Fabril por 3-1. O Redondense perdeu em casa do Lagoa por 1-0, e permitiu aos algarvios somarem o primeiro triunfo; enquanto o União de Montemor venceu em casa do Despertar, último classificado, por 3-0. A outra equipa com seis pontos é o Pescadores.
Nas Ilhas, e começando pelos Açores, disputou-se a terceira jornada, com Guadalupe e Lusitânia a liderarem a prova com nove pontos somados, depois de terem vencido Fayal (3-0) e Boavista São Mateus (0-1) respectivamente.
O Praiense goleou o Águias de Arrifes por 5-0 e encontra-se agora na terceira posição, enquanto Praínha e Ideal empataram a dois golos, e foram alcançados pelo Santiago - que venceu o Micaelense por 1-0 e somou os primeiros pontos - na quarta posição. Micaelense e Águias dividem a última posição com um ponto somado apenas.
Na Madeira, e após a quarta jornada, o Machico soma por vitórias todos os jogos disputados até aqui, liderando claro, a prova com doze pontos somados. Ontem, a 'vítima' foi o Canicense, que perdeu no seu terreno por uma bola a zero.
Na 'perseguição', surgem Caniçal e Câmara de Lobos que venceram fora de portas Estrela da Calheta (2-0) e Andorinha (3-0) respectivamente, e somam nove pontos. O Pontassolense empatou a um golo na casa do lanterna-vermelha, Porto da Cruz, a um golo e soma agora sete pontos, um a mais que o Portosantense que venceu o 1º de Maio por uma bola a zero e está agora na quinta posição.
Por fim, o Bairro da Argentina venceu o Santana por 2-1, e além de ter somado os primeiros pontos na prova, abandonou a última posição.
As emoções da III Divisão continuam no próximo domingo, dia 9 de Outubro.