sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Mensagem

O "ConversasRedondas" deseja a todos os seus leitores, um bom ano de 2011, e que o próximo ano seja melhor do que foi 2010.
Cuidado com a condução na noite de passagem de ano. A polícia, estará mesmo aí, ao virar de qualquer esquina.
Finalmente, espero que o blog tenha mais sucesso no próximo ano, do que aquele que teve no ano que agora chega ao fim.
Para todas as pessoas no Mundo:

Feliz 2011.

Raúl Paiva

Equipa do ano

Cá fica a "minha" equipa do ano:
Eduardo na baliza; Sílvio, Rodríguez, David Luiz e Fábio Coentrão na defesa; Belluschi e Moutinho no meio campo; Hulk e Di Maria nas alas; Cardozo e Falcao na frente de ataque.
Eduardo teve em 09/10 a sua época de afirmação, efectuando jogos de grande nível ao serviço do Braga, conquistando ainda a titularidade na Selecção, acabando transferido para o Génova no final do Mundial.
Sílvio, agora no Braga, foi um dos elos mais fortes do Rio Ave, dando continuidade às expectativas geradas em 08/09. Acabou vendido ao Braga, onde se afirmou no lado direito, ao contrário do que havia feito em Vila do Conde (era defesa esquerdo).
Rodríguez e David Luiz se jogassem juntos constituiriam uma das melhores duplas de centrais a actuar na Europa. Cada um nos seus clubes, mostraram-se intransponíveis, e ajudaram de que maneira aos sucessos de Braga e Benfica.
Fábio Coentrão foi, definitivamente, o jogador que mais se afirmou em 2010. O talento e a qualidade estavam lá, faltava alguém que o "moldasse". Jesus "pegou" no jovem, colocou-o a defesa esquerdo, e este rendeu, rendeu, rendeu...e continua a render. Agarrou também o lado esquerdo da defesa na Selecção, sendo mesmo titular no Mundial. Brilhante.
Belluschi e Moutinho: "o Roque e a amiga". Ambos vinham de temporadas diferentes, e tinham acabado a temporada em sentido contrário: Belluschi havia agarrado a titularidade no FC Porto e acabou a época em bom nível; Moutinho deixou-se levar pelo mau momento colectivo do Sporting, apesar de ter sido dos jogadores mais lutadores durante toda a temporada. No FC Porto, têm jogado lado-a-lado e têm espalhado classe. É preciso ter "cuidado" com eles. Estão ambos numa forma fantástica.
Hulk e Di Maria: Hulk esteve três meses de fora, e nem é preciso recordar o porquê. Regressou em Março, e regressou com muita "fome" de bola. Acabou bem a temporada passada, e esta temporada tem sido um dos desiquilibradores do FC Porto. E até já marca mais golos: tem treze em treze jogos na Liga...
Sobre Di Maria, penso que já disse tudo ontem. Teve em grande no Benfica; foi titular no Mundial ao serviço da forte selecção da Argentina; e no Real tem encantado multidões.
Cardozo e Falcao: Golos, golos e mais golos. Um marca; o outro marca e faz jogar. A verdade é que Cardozo acabou a temporada 09/10 coroado como o melhor marcador da Liga, com vinte e seis golos; enquanto Falcao foi segundo com vinte e cinco.
Esta temporada Falcao leva sete em treze jogos; Cardozo leva seis golos em nove jogos. Está renhida a luta, e promete ser tão excitante como a da temporada passada.

Treinador do ano: Jorge Jesus

Domingos fez um trabalho notável no Sp. Braga, sim; Villas Boas recuperou a "Briosa" para uma época tranquila e tem dado "cartas" no FC Porto, sim. Mas há Jorge Jesus. No Benfica, chegou, viu e venceu.
Colocou a equipa encarnada a jogar um futebol de qualidade, como há muito não se via, mas mais do que isso, devolveu os encarnados aos títulos, quatro anos depois.
Só o facto de ser o técnico campeão nacional, dá-lhe vantagem sobre a restante concorrência.
Esta temporada, as coisas não têm corrido muito bem, mas um treinador não deixa de perceber de futebol em dois ou três meses. Bem fez Vieira, em não ceder a pressões, e manter Jesus no comando técnico dos encarnados.
O Benfica tem vindo a crescer, e em 2011 promete ser ainda mais forte. Temos campeonato?

Jogador do ano: Di Maria

Aqui também havia várias opções: Falcao, Fábio Coentrão, Hulk...mas para mim, o jogador do ano em Portugal deve ser Di Maria.
Chegado a Portugal em 07/08, o jovem prodígio argentino, precisou do natural período de adaptação ao nosso País e ao nosso futebol, mas cedo mostrou pormenores deliciosos.
Em 08/09, cresceu ainda mais, e começou a figurar entre os grandes nomes do futebol argentino na Selecção do seu País.
Finalmente, na temporada passada, atingiu o seu melhor de nível de sempre com Jorge Jesus. Di Maria assumiu o jogo do Benfica, e fez coisas impressionantes, empurrando muitas vezes a equipa para a vitória, e claro, para o título de Campeão nacional.
As convocatórias para a Selecção argentina, foram aparecendo cada vez mais e Di Maria foi titular no Mundial 2010. Sem surpresa.
Vendido ao Real Madrid de Mourinho, o jovem argentino melhorou o nível a que havia habituado os adeptos encarnados, e já encanta multidões em Espanha, onde até tem feito vários golos, que já deram vários triunfos aos "madrilistas".

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Revelação do ano: André Santos

Para jogador revelação do ano, escolho André Santos.
O jovem médio que a U. Leiria resgatou ao Fátima em Janeiro de 2009, embora emprestado pelo Sporting, completou os trinta jogos que os leirienses realizaram na Liga 2009/2010, sempre com muita qualidade e sendo um dos suportes da equipa do "Lis".
A época realizada em Leiria, praticamente lhe garantiu um lugar na equipa do Sporting 2010/2011. André regressou à "casa mãe" disposto a trabalhar ainda mais, e os números provam isso mesmo: doze jogos na Liga e um golo (quando estão decorridas catorze jornadas); nove jogos na Liga Europa (um como suplente utilizado) e três jogos na Taça de Portugal sempre como titular.
André Santos tem-se mantido ao mesmo nível do que fez em Leiria. Isto é: muito regular, sem cometer muitos erros e sem colocar a equipa em risco.
A ver vamos, até onde poderá ir o jovem médio do Sporting. Certo, é que com 21 anos, caminha para uma segunda época de grande nível na principal liga portuguesa.

Jogo do ano: Sevilha 3-4 Braga

Com 2010 a aproximar-se rapidamente do fim, cabe-nos recordar aquilo que de melhor se passou ao longo do ano. Também devemos recordar o que correu mal, mas isso fica para depois.
Decidi começar pelo "jogo do ano", e existiam várias "opções", mas optei por eleger o Sevilha - Braga como o jogo mais marcante de 2010. Por duas simples razões: primeira, porque este triunfo garantiu a passagem à fase de grupos da Liga dos Campeões pela primeira vez na história dos bracarenses; segunda, porque apesar de termos tido vários jogos de qualidade envolvendo equipas portuguesas, a vitória do Braga em Sevilha foi mágica, tal como eu disse no próprio dia.
Não vale a pena fazer novamente o resumo do jogo, porque assim estaria a "cansar" quem viu o jogo, e quem leu as crónicas no dia seguinte. Ainda assim, pode consultar o resumo carregando aqui.
Resta então lembrar que Matheus abriu o marcador aos 31'; Lima fez o 0-2 aos 58'; Luís Fabiano reduziu para os espanhóis aos 60' e Jesús Navas empatou a partida a dois aos 84'; Lima aproveitou um erro defensivo para fazer o 2-3 aos 85', e o mesmo Lima fez hat-trick aos 90', selando em definitivo o triunfo bracarense. Kanouté ainda reduziu aos 90+1' para 3-4, fechando as contas do marcador.

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

II Divisão: Faleceu treinador do Farense

Joaquim Sequeira (na foto), treinador do Farense, faleceu esta madrugada, desconhecendo-se ainda os motivos da sua morte. O técnico dos "Leões de Faro" foi encontrado esta manhã sem vida, na sua própria casa.
Sequeira orientou ontem o treino do Farense, sem ter apresentado qualquer problema de saúde.
Como jogador, Sequeira participou nas duas subidas consecutivas do Farense em 1969 e 1970, colocando o clube na I Divisão em apenas duas temporadas.
Como treinador, fez parte de várias equipas técnicas dos algarvios, estando presente nos melhores anos do clube de Faro, sob o comando de Paco Fortes.
Esta temporada, havia começado como treinador adjunto de Joaquim Mendes, mas assumium o cargo de treinador principal no princípio deste mês, somando dois empates e duas derrotas nos quatro jogos que realizou, não conseguindo tirar o Farense dos últimos lugares da tabela.
Joaquim Sequeira de 60 anos, esteve sempre ligado ao "seu" Farense, ora como jogador, ora como técnico.

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Recordar: Miccoli no Benfica

É, sem dúvida, um pequeno génio do futebol Europeu e até do futebol Mundial.
Contratado pela Juventus ao Perugia em 2003, Fabrizio Miccoli não convenceu os responsáveis da "Juve", e rumou por empréstimo à Fiorentina em 2004/2005.
Ajudou os "Viola" a manterem-se na Serie A, e voltava a ter várias opções em aberto para decidir o seu futuro. O Benfica fez um "forcing" e Miccoli, reforçou os encarnados para a temporada 2005/2006, vindo por empréstimo da Juventus.
Pelos "encarnados", Miccoli estreou-se frente ao Sporting, num jogo em que o Benfica perdeu em Alvalade por 2-1, na 3ª jornada do campeonato.
O primeiro golo veio logo no jogo a seguir, frente ao Lille na fase de grupos da "Champions", golo esse que deu o triunfo aos "encarnados".
Aos poucos, o "pequenino" avançado italiano, foi conquistando a "família benfiquista", e há um golo, que ainda hoje ninguém esquece: a famosa "bicicleta" aplicada ao Liverpool, em pleno Anfield Road, num jogo em que o Benfica seguiu para os Quartos de Final da Champions, deixando pelo caminho, aquele que era o detentor do troféu na altura.
Nessa temporada, Miccoli participou em dezassete jogos na Liga portuguesa (quinze como titular), marcando quatro golos; estando ainda em sete jogos da Liga dos Campeões (quatro como titular), tendo apontado dois golos.
Na Taça de Portugal, os "encarnados" caíram nos Quartos de Final, após derrota caseira com o V. Guimarães por 1-0. Miccoli, apenas foi convocado por uma vez, e não saiu do banco.
Em 2006/2007, quando toda a gente já falava na provável transferência de Miccoli para o FC Porto, eis que o Benfica assegura o empréstimo do italiano por mais uma temporada.
Aqui, Miccoli esteve ainda melhor do que na temporada anterior, apontando dez golos na Liga, após vinte e dois jogos (vinte e um como titular).
Os "encarnados" entraram na última jornada do campeonato, com hipótese de se sagrarem campeões, mas acabaram no 3º lugar final, uma vez que FC Porto (campeão) e Sporting também venceram.
Na Liga dos Campeões, Miccoli participou em cinco jogos (quatro como titular), marcando dois golos. O Benfica acabou a fase de grupos na terceira posição e seguiu para a Taça UEFA, onde Miccoli participou nos seis jogos que os "encarnados" fizeram (três como titular), marcando apenas um golo. Golo esse que valeu a vitória do Benfica sobre o Dinamo de Bucareste na primeira mão dos 16 Avos-de-Final.
Na Taça de Portugal, o Benfica foi eliminado pelo Varzim nos Oitavos de Final, e Miccoli nunca figurou na convocatória dos três jogos que os "encarnados" realizaram na prova.
No final da temporada, regressou a Itália, sendo vendido ao Palermo, clube onde ainda hoje se mantém, e onde tem feito golos atrás de golos.
É, sem dúvida, um dos melhores futebolistas estrangeiros que passaram pelo futebol português nos últimos anos.
Número de Jogos efectuados por Fabrizio Miccoli ao serviço do SL Benfica:

05/06 - 24 Jogos/6 Golos (17 no Campeonato/4 Golos; 7 na Liga dos Campeões/2 Golos);
06/07 - 33 Jogos/13 Golos (22 no Campeonato/10 Golos; 5 na Liga dos Campeões/2 Golos; 6 na Taça UEFA/1 Golo);

Palmarés de Fabrizio Miccoli no SL Benfica:

Nada a assinalar.

sábado, 25 de dezembro de 2010

Grécia: Equipa do Veria teve falhanço do ano

Em dia de Natal, trago um vídeo que de certeza, entrará para a galeria dos momentos do ano 2010.
O jogo entre o Veria e o Levadiakos, a contar para a jornada 14 da II Divisão grega, teve um acontecimento algo caricato, ao qual toda a gente se "atreve" a qualificar de: falhanço do ano.
A falta de pontaria dos jogadores do Veria é tanta, que o leitor até pode nem acreditar no que está a ver. Ainda assim, a equipa da casa venceu o Levadiakos do português Serginho (na foto), por 1-0, e aproveitou o triunfo para subir  à oitava posição do Campeonato.
Não há mais nada a escrever sobre este assunto, portanto cá fica o falhanço do ano:

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Mensagem de Natal

O "ConversasRedondas" deseja a todos os seus leitores, um Santo e Feliz Natal, na companhia daqueles que mais amam.
É Natal, logo não tenham medo de cometer excessos. Há dias e momentos para tudo.
Obrigado aqueles, que de uma forma directa ou indirecta, têm contribuído para o sucesso do blog. Espero que as doçuras, não vos tirem o apetite pela leitura.
Para todos vocês, e para todas as pessoas por esse Mundo fora: Feliz Natal.

Raúl Paiva

O regresso ao futebol

Aproveitando o espírito natalício, anuncio aqui o meu regresso ao futebol.
O regresso será feito com as cores axadrezadas (azul e branco) do Lobão, clube sediado na Vila de Lobão, concelho de Santa Maria da Feira.
Trata-se de um clube com raízes humildes, e que foge à "regra" de grande parte dos restantes: não vive acima das suas possibilidades; e não entra em loucuras.
A nível sénior, o Lobão já esteve por quatro vezes na III Divisão Nacional: 95/96, 96/97 e 97/98 na Série C; 99/00 na Série B.
Na Taça de Portugal, o máximo que o Lobão conseguiu atingir foi a 2ª Eliminatória em 99/00, precisamente no ano em que a equipa sénior teve a sua pior prestação nos Nacionais, em termos de resultados e pontos.
Não só de futebol masculino, vive(u) o Lobão: a secção de futebol feminino, extinta há mais de dez anos atrás, conquistou quatro Campeonatos Nacionais, o último dos quais na longínqua temporada 95/96.
Quanto a mim, será um orgulho equipar-me no mesmo balneário, onde já se equiparam jogadores como: o Campeão Europeu, Jorge Plácido (Sim é verdade. Jogador do Lobão em 03/04, e treinador dos Iniciados na mesma temporada); Bruno Magano, médio ofensivo da Oliveirense, e jogador do Lobão na temporada 99/00; Petiz, guarda-redes com passagens pela Liga de Honra e II Divisão B, e que ingressou no Lobão em 92/93...como ponta de lança; Adelino, central do Esmoriz e que também passou pela Liga de Honra ao serviço do Feirense, e que representou o Lobão de 1992 a 1995; Daniel, jogador do Fiães e que representou os lobanenses nos primeiros anos como sénior; e finalmente, o saudoso avançado Landu, jogador falecido em 2002, e que foi internacional pela República Democrática do Congo, além de ter marcado ao Benfica na Luz, quando representava os Dragões Sandinenses (derrota por 5-1 em 96/97, em jogo a contar para a Taça), e que representou o Lobão em 99/00.
Actualmente, estamos sem competir, uma vez que a Primeira Fase terminou no passado dia 18. A Segunda Fase terá início no próximo dia 8 de Janeiro, e o nosso primeiro jogo será no terreno do Rio Meão.
Carrega Lobão!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Taça de Portugal: Varzim elimina Gondomar

O Varzim afastou hoje o Gondomar da Taça de Portugal, após desempate por grandes penalidades. Os poveiros venceram por 4-2, com o guarda-redes Avelino (na foto), a defender dois remates gondomarenses, tornando-se assim o "herói" da eliminatória.
Este jogo era referente à terceira eliminatória da Taça, e o nulo prolongou-se durante cento e vinte minutos, sem que nenhuma das equipas arriscasse um pouco mais, na procura da vitória, embora o Gondomar mostrasse uma ligeira superioridade.
Nas grandes penalidades, Boubacar e Pedrosa marcaram para o Gondomar, enquanto que Tiago Carneiro, Neto, Salvador Agra e Rúben Saldanha converteram para os poveiros.
Avelino foi, como eu já disse, o "herói" ao defender duas grandes penalidades, dando assim a qualificação ao Varzim.
Na quarta eliminatória, o Varzim vai receber o Ribeirão também da II Divisão, enquanto que o vencedor deste jogo, encontrará o Merelinense, também da II Divisão.
Quem sair vencedor do jogo Varzim/Ribeirão - Merelinense, receberá o V. Guimarães nos quartos de final da Taça.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Liga Orangina: Fernando (Arouca) foi...guarda-redes por 21 minutos

De um momento para o outro, o Arouca que liderava a Liga Orangina, ficou sem guarda-redes disponíveis, uma vez que Marco foi expulso na Póvoa de Varzim à décima jornada, restando Pedro Soares.
Na jornada onze, Pedro Soares foi expulso aos 67' numa altura, em que os arouquenses venciam por 2-0 em casa do Estoril, e Henrique Nunes (treinador do Arouca) viu-se "obrigado" a lançar o defesa central Fernando (na foto como guarda-redes)...para a baliza.
O Arouca vencia por 0-2 em Cascais, no estádio do Estoril, e Pedro Soares já havia levado cartão amarelo aos 61'. Aos 67' o jovem guardião formado no Maia, derrubou o avançado Alex Afonso, cometendo grande penalidade, recebendo naturalmente o segundo amarelo e consequente vermelho.
Sem mais soluções para a baliza, o treinador dos arouquenses lançou o central Fernando, e os "Canarinhos" rapidamente reduziram por intermédio de Alex Afonso na conversão da dita grande penalidade.
Aos 79' Luciano Bebé empatou; aos 87' Tony Taylor fez o 3-2; e Alex Afonso ainda bisou aos 90' e aos 90+2'. Resultado final: Estoril 5-2 Arouca.
O "ConversasRedondas" falou com Fernando, e o central garantiu "não ter medo de voltar a ir para a baliza":
"Como não tínhamos guarda-redes suplente, calhou-me a mim ir para a baliza se eventualmente o Pedro fosse expulso, e infelizmente tive que ir. A experiência foi muito negativa por termos perdido, como podia ter sido muito positiva se tivéssemos ganho. Mas no fundo, não foi nada agradável e não gostava muito de voltar a repetir, porque simplesmente é uma posição em que nunca joguei na minha vida e porque não tenho uma certa experiência de me saber colocar entre os postes. Mas se voltar a acontecer uma situação do género, em que alguém tenha que dar a cara, porque aconteceu um imprevisto, não tenho vergonha, nem medo de voltar para a baliza, mesmo sendo, como já disse, uma posição em que nunca joguei, porque nunca sabemos se na próxima vez as coisas correm melhor. E, no fundo, ao irmos para a baliza não temos nada a perder."
Com a derrota no passado domingo, o FC Arouca caiu para a segunda posição do campeonato com dezassete pontos, estando agora em igualdade pontual com Leixões, Trofense e Oliveirense.
Apesar da classificação actual, Fernando diz que o objectivo principal do Arouca "é fazer o maior número de pontos possível e garantir rapidamente a manutenção":
"O principal objectivo do FC Arouca este ano, é fazer rapidamente o maior número de pontos, que nos deixem livres de não descer de divisão. Depois, se for possível, lutaremos por algo mais e quem sabe, até podemos subir de divisão."
Fernando dividiu a sua formação entre o Boavista e o U. Lamas, tendo representado os lamacenses durante oito temporadas consecutivas como sénior. De seguida, representou o Pampilhosa, de onde se transferiu para o Arouca, clube que representa há quatro temporadas seguidas.

ConversasRedondas aderiu ao Facebook

É mais um passo rumo ao futuro. O "ConversasRedondas" está agora de mãos dadas com as redes sociais, neste caso com o Facebook.
Se gosta do blog, e tem página nesta rede social, não hesite e faça "Gosto", clicando no seguinte link:

http://www.facebook.com/pages/ConversasRedondas/174312265933685?ref=ts

Agradeço desde já, a quem se tornar "fã" do blog no Facebook.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

FC Porto de luto: Faleceu Pôncio Monteiro

Os "Dragões" acabaram o ano de 2010 invictos, mas não têm razões para sorrir.
Pôncio Monteiro (na foto) de 70 anos, conhecido adepto portista e que era também membro do Conselho Superior do FC Porto, faleceu hoje no Hospital Santo António no Porto.
O também comentador desportivo, foi vítima de um AVC na passada sexta-feira, e estava desde esse dia internado no Hospital Santo António.
Em 2006, Pôncio Monteiro já havia tido graves problemas de saúde, mas na altura superou um aneurisma cerebral, após uma intervenção cirúrgica e várias semanas de internamento no mesmo hospital onde acabaria por falecer.
Como dirigente, fez parte de dois mandatos de Pinto da Costa, sempre no departamento das finanças, enquanto que como adepto, defendeu o FC Porto nos programas televisivos: "Donos da Bola" da SIC; "Jogo Falado" da RTP; e mais recentemente, e até à actualidade, "Prolongamento" no TVI24.
O corpo do ex-dirigente portista estará em câmara ardente a partir das 16h30 na Igreja Stella Maris (Carmelitas) na Foz, Porto.

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

II Divisão: Paulo Adriano (Anadia) queixa-se de agressão

Aos 33 anos, e depois de ter representado a Académica e o V. Guimarães, Paulo Adriano (na foto) representa agora, o Anadia da II Divisão.
À entrada para o jogo de ontem, os bairradinos ocupavam a 12ª posição com catorze pontos conquistados, embora estivessem em igualdade pontual com o 10º e o 11º classificado.
Ontem, em Esmoriz, o Anadia entrou melhor e Vítor Hugo aos 11' minutos abriu o activo, favorável aos bairradinos.
Paulo Adriano não saiu do banco de suplentes, mas ainda assim foi admoestado com o cartão amarelo aos 67'.
Já em período de compensação, o Esmoriz chegou ao empate por intermédio de Alcino, na conversão de uma grande penalidade, muito contestada pelos jogadores do Anadia.
No meio de uma grande confusão, o ex jogador da Briosa e do Guimarães, queixa-se de ter sido agredido por um elemento da GNR, e afirma que já comunicou o caso ao seu advogado:
“Estou indignado! Sou profissional há 15 anos e nunca vi uma coisa destas” disse Paulo Adriano, em declarações ao jornal "Record".
“Já entreguei o caso ao meu advogado, Alfredo Castanheira Neves. Nem no meu maior pesadelo imaginava uma coisa assim” concluiu.
O médio acabou por ser expulso, já depois do final da partida.

sábado, 18 de dezembro de 2010

Mundial de Clubes: Inter é o vencedor

O Inter de Milão sagrou-se esta noite, Campeão do Mundo de clubes.
Na final, os italianos venceram os congoleses do Mazembe por 3-0. Pandev abriu o activo aos 13', Eto'o fez o 2-0 aos 17', e a cinco minutos do fim, Biabiany fechou a contagem.
O Mazembe, clube onde Bosingwa e Makukula deram os primeiros passos enquanto futebolistas, eliminou o Pachuca do México e o Internacional do Brasil, para chegar à final.
Os brasileiros ficaram em 3º lugar neste Mundial de Clubes, ao vencerem no jogo de apuramento do terceiro e quarto classificado, o Seongnam da Coreia do Sul, por 4-2.
No apuramento do quinto e sexto classificado deste torneio, o Pachuca do México empatou com o Al-Wahda dos Emirados Árabes Unidos a dois golos, mas no desempate por grandes penalidades, os mexicanos levaram a melhor e venceram por 4-2.
Confira o quadro de jogos do Mundial de Clubes 2010:

1ª Ronda - 08/12/2010:
Al-Wahda (E.A.U.) 3-0 Hekari United (Papua Nova Guiné)

Quartos de Final - 10/12 e 11/12/10:
Mazembe (Congo) 1-0 Pachuca (México)
Al-Wahda (E.A.U.) 1-4 Seongnam (Coreia do Sul)

Meias Finais - 14/12 e 15/12/10:
Internacional (Brasil) 0-2 Mazembe (Congo)
Seongnam (Coreia do Sul) 0-3 Inter (Itália)

Atribuição 5º e 6º lugar - 15/12/10:
Pachuca (México) 2-2 Al-Wahda (E.A.U.) - 4-2 G. P.

Atribuição 3º e 4º lugar - 18/12/10:
Internacional (Brasil) 4-2 Seongnam (Coreia do Sul)

Final - 18/12/10:
Inter (Itália) 3-0 Mazembe (Congo)

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Liga Europa: Sorteio

(Sete anos depois, o FC Porto volta a Sevilha.)
Realizou-se hoje na sede da UEFA em Nyon (Suiça), o sorteio dos 16 Avos-de-Final da Liga Europa, com as equipas portuguesas a terem pouca sorte com os seus adversários.
A tarefa teoricamente mais fácil, é a do Sp. Braga, que vai enfrentar o Lech Poznan da Polónia. Mas, atenção, que este Lech Poznan afastou a Juventus, e qualificou-se no 2º lugar do seu grupo, apenas atrás do Manchester City.
Em sentido oposto, o FC Porto terá a tarefa teoricamente mais complicada. Os "Dragões" vão regressar a uma cidade onde foram felizes em 2003: Sevilha. Curiosamente, e também para a Liga Europa, o FC Porto vai enfrentar o Sevilha de Luís Fabiano, que regressa ao Dragão pela primeira vez, enquanto adversário dos "Dragões". Esta será a segunda deslocação dos andaluzes a Portugal, esta temporada.
O Benfica também vai regressar a uma cidade que lhe diz muito. Neste caso, pela negativa. Em 1988, os "encarnados" perderam a final da Taça dos Campeões Europeus em Estugarda, frente ao PSV.
Agora, o Benfica regressa àquela cidade, para enfrentar o clube local.
O Sporting também terá um confronto histórico. Os "Leões" voltarão a enfrentar o Glasgow Rangers, depois de em 1971, ambos terem protagonizado uma eliminatória da Taça das Taças, bastante interessante.
Depois de perder por 3-2 na Escócia, o Sporting venceu o Rangers por 3-2 em Alvalade, e o jogo seguiu para prolongamento. No tempo extra, os escoceses fizeram o 3-3 e estavam apurados.
(Pedro Mendes vai regressar a uma casa, onde já foi feliz.)
Mas não. Um erro do árbitro levou o jogo ao desempate por grandes penalidades, onde os "Leões" foram mais fortes e venceram. No entanto, e dias mais tarde, a UEFA confirmou o apuramento do...Rangers.
Este jogo marcará também, o regresso de Pedro Mendes ao Ibrox Stadium, sua antiga "casa".
Quanto aos jogadores portugueses que ainda estão em prova, o sorteio ditou-lhes a seguinte sorte: Raúl Meireles (Liverpool) enfrentará o Sparta de Praga; Ricardo Quaresma e Manuel Fernandes (Besiktas) jogarão com o Dinamo Kiev da Ucrânia; o Zenit de Danny, Bruno Alves e Fernando Meira jogará com o Young Boys da Suiça; enquanto que o PAOK de Vieirinha medirá forças com o CSKA Moscovo.
Confira a calendarização da primeira mão dos 16 Avos-de-Final da Liga Europa:

Nápoles (Itália) - Villarreal (Espanha)
Rangers (Escócia) - Sporting
Sparta Praga (República Checa) - Liverpool (Inglaterra)
Anderlecht (Bélgica) - Ajax (Holanda)
Lech Poznan (Polónia) - Sp. Braga
Besiktas (Turquia) - Dinamo Kiev (Ucrânia)
Basileia (Suiça) - Spartak Moscovo (Rússia)
Young Boys (Suiça) - Zenit (Rússia)
Aris Salónica (Grécia) - Manchester City (Inglaterra)
PAOK Salónica (Grécia) - CSKA Moscovo (Rússia)
Sevilha (Espanha) - FC Porto
Rubin (Rússia) - Twente (Holanda)
Lille (França) - PSV (Holanda)
Benfica - Estugarda (Alemanha)

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Liga Europa: Sporting derrotado na Bulgária

O Sporting despediu-se esta noite da fase de grupos da Liga Europa, com uma derrota por 1-0 na Bulgária, frente ao Levski.
Apesar da qualificação já estar garantida, as segundas opções de Paulo Sérgio, voltaram a deixar a desejar, e a moral da equipa continua em baixo, depois da derrota no passado sábado frente ao Setúbal.
Os "Leões" entraram em campo com muitas mexidas, destacando-se a presença de Tiago na baliza. Houve também tempo de jogo para: Abel, Nuno André Coelho, Torsiglieri, Zapater e Yannick Djaló. Evaldo, Maniche, Valdés, André Santos e Hélder Postiga completaram o onze.
O jogo começou morno e assim andou por vinte minutos. Aos 21', Nuno André Coelho e Evaldo estiveram perto do golo, mas ambos não conseguiram o desvio.
Aos 25', Zapater e Maniche, ambos com remates perigosos, viram o esférico embater sempre no corpo dos búlgaros; enquanto que aos 33', o Levski esteve perto do golo, com Joãozinho a fazer um "chapéu", com a bola a passar perto do poste.
Não parava de nevar, e o Levski melhor habituado a estas condicionantes, contou ainda com a ajuda da defensiva leonina, para abrir o marcador.
Dembelé entrou bem pelo lado esquerdo, e cruzou para a área, onde apareceu Mladenov, a antecipar-se a Evaldo e a abrir o marcador, mesmo em cima do intervalo.
Para o segundo tempo, Paulo Sérgio trocou Diogo Salomão por Zapater, e o jovem extremo esteve perto de marcar logo aos 47', após ultrapassar com facilidade o seu opositor, mas com Mitrev, atento, a negar-lhe o golo.
Na resposta, livre muito colocado de Joãozinho, com Tiago a aplicar-se para segurar o esférico.
Aos 59', o Sporting teve muito perto do empate. Maniche disparou uma autêntica "bomba", valendo ao Levski, Dembelé, que em cima da linha, meteu a cabeça à bola.
Seis minutos depois, mais uma desatenção da defensiva leonina, e Tazevski a rematar com muito perigo. A bola saiu ao lado da baliza de Tiago.
O Sporting não reagia, e quando o fazia não acertava na baliza. Aos 75', foi Yannick, quem de cabeça atirou por cima, na sequência de um pontapé de canto.
Aos 79', Saleiro após uma jogada individual, onde superou quem lhe apareceu à frente, falhou o remate, atirando assim à malha lateral.
A cinco minutos do fim, Yannick esteve perto do empate, depois de efectuar um bom remate, valendo ao Levski, uma defesa atenta e segura do seu guardião, Mitrev.
Até final da partida, só deu Levski, com um remate de Gadzhev aos 87', a bater em André Santos e quase a trair Tiago; e aos 90+3', Ognyanov rematou com muito perigo.
O Sporting já havia assegurado o primeiro lugar do grupo, mas não teve a despedida "perfeita", contando também com a péssima condição meteorológica, pois nevou do início ao fim da partida.
Ficha de Jogo:

Jogo disputado no Estádio Georgi Asparuhov em Sófia, Bulgária
Quarteto de Arbitragem composto por: Thorsten Kinhofer (Árbitro Principal - Alemanha); Detlef Scheppe e Christian Fischer (Árbitros Assistentes); Markus Schmit (Quarto Árbitro)

Levski Sófia: Mitrev; Shtarkov, Ivanov, Miliev e Mulder; Greene, Mladenov (Kirov 89'), Gadzhev (Baltanov 90+4') e Tasevski (Ognyanov 77'); Joãozinho e Dembelé.
Treinador: Yasen Petrov. Suplentes Não Utilizados: Akalski; Stanchev, Aleksandrov e Isa.

Sporting: Tiago; Abel, Nuno André Coelho (Cédric 76'), Torsiglieri e Evaldo; Zapater (Diogo Salomão 45'), Maniche, André Santos e Valdés (Carlos Saleiro 70'); Hélder Postiga e Yannick Djaló.
Treinador: Paulo Sérgio. Suplentes Não Utilizados: Hildebrand; Anderson Polga, João Pereira e Tales.

Disciplina
Amarelos: Shtarkov 40'; Carlos Saleiro 78'; Gadzhev 90+4';

Marcador: 1-0 Mladenov 45';

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Liga Europa: FC Porto vence na última jornada

Com um triunfo. Foi assim, que o FC Porto fechou a fase de grupos da Liga Europa 2010/11.
Villas-Boas voltou a fazer muitas trocas, provomendo o regresso de Helton à baliza; Fucile ocupou o lado direito da defesa; Maicon e Otamendi fizeram dupla no centro da defesa; Souza e Belluschi regressaram ao meio-campo, onde continuou Rúben Micael; enquanto na frente Walter substituiu Hulk, enquanto James e Falcao se mantiveram como titulares, à semelhança de Alvaro Pereira na esquerda da defesa.
Muitas trocas, mas a mesma dinâmica de sempre. Aos 20' minutos, o FC Porto já havia criado várias ocasiões de golo, com Walter, Belluschi, Falcao e James a não conseguirem concretizar.
Foi precisamente na sequência de um remate de James, que o FC Porto haveria de chegar ao golo. Pontapé de canto, e Otamendi a aproveitar uma sucessiva série de ressaltos, para inaugurar o marcador aos 21'.
Depois disso, Walter ainda enviou uma bola à barra; Falcao teve um remate forte, que o guardião dos búlgaros parou; e Belluschi de livre directo, também esteve perto do 2-0.
O CSKA raramente incomodava o Porto, e quando o fazia, o remate saia sempre fraco.
O segundo tempo começou com o golo dos búlgaros. Delev aproveitou um ressalto de bola, e disparou para o fundo das redes aos 48'.
No entanto, o empate duraria seis minutos. Falcao aos 50', ainda andou perto do empate, após um belissímo pontapé de bicicleta; e aos 54', Rúben Micael aproveitou um ressalto de bola, para atirar forte para o 2-1.
Aos 56', o FC Porto ganhou uma grande penalidade, mas Falcao desperdiçou a hipótese do 3-1.
Os azuis continuavam a dominar a partida, embora sem forçarem muito o terceiro golo. Rúben Micael esteve perto de bisar, e Moutinho tentou fazer uso da meia-distância para "matar" o jogo.
A "machadada" final na partida, foi dada por James Rodríguez aos 90+3'. Já no interior da área, o colombiano recebeu e atirou cruzado, batendo o guardião franco-argelino, M'Bolhi.
No minuto seguinte, Moutinho após uma boa jogada individual, ainda atirou a bola à barra.
O FC Porto somou assim a quinta vitória em seis possíveis, na fase de grupos da Liga Europa.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio do Dragão, Porto
Quarteto de Arbitragem composto por: Claudio Circhetta (Árbitro Principal - Suiça); Thomas Hebegger e Stefan Buhlmann (Árbitros Assistentes); Bruno Grossen (Quarto Árbitro)

FC Porto: Helton; Fucile, Otamendi, Maicon e Alvaro Pereira; Souza (Guarín 80'), Belluschi e Rúben Micael (João Moutinho 71'); Falcao (Hulk 59'), Walter e James Rodríguez.
Treinador: André Villas-Boas. Suplentes Não Utilizados: Maia; Sereno, Castro e Ukra.

CSKA Sofia: M'Bolhi; Stoyanov, Aquaro, Vidanov e Grillo (Dechev 63'); Tonev (Sheridan 77'), Delev, Yanchev (Galchev 87') e Marquinhos; Yanev e Michel Platini.
Treinador: Gjore Jovanovski. Suplentes Não Utilizados: Karadzhov; Trifonov, Esposito e Dimitar Iliev.

Disciplina
Amarelos: Sheridan 81';

Marcador: 1-0 Otamendi 21'; 1-1 Delev 48'; 2-1 Rúben Micael 54'; 3-1 James Rodríguez 90+3';

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Taça de Portugal: Pinhalnovense está nos Quartos de Final!


(Surpresa. O Pinhalnovense está pelo segundo ano consecutivo nos Quartos de Final da Taça.)
O Pinhalnovense é, até ver, a grande sensação dos Oitavos de Final da Taça. Os homens de Pinhal Novo, deslocaram-se ao terreno do Leixões da Liga Orangina, e bateram o pé aos "Bebés do Mar" no desempate através de grandes penalidades, depois do empate a um, no tempo regulamentar.
O "ConversasRedondas" que antes do jogo havia conversado com o avançado dos palmelenses, Richard Miran, voltou a ouvir o brasileiro. Agora, bem mais contente, depois da vitória sobre um dos grandes favoritos à subida à Liga ZON Sagres.
Sobre a partida, Miran disse:
"Foi realmente uma excelente vitória, que nos dá ainda mais ânimo para os próximos jogos."
O Pinhalnovense estará pela segunda vez na sua história nos Quartos de Final da Taça. E logo pela segunda vez consecutiva!
Sobre o próximo adversário na competição, Miran "não tem preferência":
"Para a próxima eliminatória não tenho preferências, pois a equipa que nos calhar certamente será uma equipa, que assim como nós, merece estar nos Quartos de Final. Portanto será bastante difícil. Mas agora temos é de concentrar-nos no nosso campeonato, onde também estamos em fase ascendente, e esquecer a Taça por enquanto."
O avançado brasileiro foi utilizado os 120' minutos frente ao Leixões, tendo depois desperdiçado uma grande penalidade no desempate.

Taça de Portugal: Pitbull quer "ter sorte no sorteio"

O V. Setúbal eliminou o Sporting da Taça de Portugal no passado sábado, e o "ConversasRedondas" aproveitou a ocasião para falar com Cláudio Pitbull (na foto), um dos avançados sadinos.
Em relação à vitória sobre os "Leões", Pitbull considera que o triunfo "dará moral à equipa para os próximos jogos":
"Foi uma boa vitória, que traz moral para a gente, para o que resta do Campeonato e da Taça."
Sobre o próximo adversário na Taça, o brasileiro reitera que "quer ter sorte no sorteio":
"Quem quer vencer, não escolhe adversário. Apenas queremos ter sorte no sorteio."
O Vitória venceu a Taça de Portugal pela última vez em 2005, e os objectivos da equipa sadina no troféu esta temporada, passam, segundo o avançado por: "Degrau a degrau, ir o mais longe possível".
Aos 28 anos, Pitbull está na sua segunda passagem pelo clube sadino, onde em 2008 venceu a Taça da Liga. Agora, persegue a conquista da Taça de Portugal.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Taça de Portugal: Pinhalnovense elimina Leixões; e Benfica arruma Braga

O Benfica - Braga era o jogo "grande" do dia de hoje, apesar de "pertencer" à eliminatória anterior da Taça.
Aos 36' minutos, e na sequência de um lançamento de linha lateral, o Benfica abriu o activo. Desvio de Javi García, e Saviola a aproveitar para fazer o primeiro da partida.
O Sp. Braga arriscou, mas seria o Benfica a fazer o 2-0 já em período de descontos. Salvio, após jogada individual, atirou ao poste, e na recarga, Aimar de cabeça fechou as contas do marcador.
Resta dizer, que a 4ª Eliminatória da Taça ainda...não está concluída.
Hoje, disputaram-se mais três jogos referentes aos Oitavos de Final da Taça.
Em Vila do Conde, o Rio Ave recebeu e venceu o Atlético da II Divisão por 4-1. Yazalde abriu o activo aos 25', e fez o 2-0 aos 36'. Quatro minutos depois, Bruno Gama aumentou para 3-0, e ainda antes do intervalo, Éder apontou o 4-0.
O máximo que o Atlético conseguiu, foi reduzir por intermédio do central Rolão, aos 54'.
Em Matosinhos, houve festa da Taça. Tal como Miran havia anunciado na véspera da partida ao "ConversasRedondas", os homens do Pinhalnovense deslocaram-se ao norte do País, com o intuíto de fazerem uma boa partida.
Como se isso não bastasse, coube à equipa de Pinhal Novo abrir o activo aos 41'. Grande penalidade cometida por Danilo sobre Miran, e Diogo Quinaz chamado à conversão, não perdoou e inaugurou o marcador em cima do intervalo.
No início do segundo tempo, Danilo redimiu-se do penalti cometido, e de cabeça empatou a partida aos 54'.
O jogo entrou depois numa fase em que os da casa dominaram, mas sem efeitos, e no prolongamento, o medo de perder sobrepôs-se ao desejo da vitória. 
Nas grandes penalidades, Zé Pedro (Leixões) falhou, enquanto que Diogo Figueiras marcou e apurou o Pinhalnovense para os Quartos de Final da Taça, pelo segundo ano consecutivo.
No outro jogo disputado esta tarde, o V. Guimarães recebeu e venceu o Torreense por 2-0.
Edgar aos 16' e Toscano aos 66', colocaram o Guimarães nos Quartos de Final da Taça.
Os Oitavos de Final da Taça estão ainda incompletos, uma vez que o Benfica - Olhanense ainda não tem data, e Ribeirão e União da Madeira continuam a aguardar adversário.
Resultados da 4ª Eliminatória e dos Oitavos de Final até ao momento:

4ª Eliminatória:
Benfica (I) 2-0 Sp. Braga (I)

Oitavos de Final:
FC Porto (I) 4-0 Juv. Évora (IIB)
V. Setúbal (I) 2-1 Sporting (I)
Rio Ave (I) 4-1 Atlético (IIB)
Leixões (II) 1-1 Pinhalnovense (IIB) - 4-5 G. P.
V. Guimarães (I) 2-0 Torreense (IIB)

Nota: A negrito as equipas apuradas para a próxima eliminatória.

Taça de Portugal: Pinhalnovense visita Leixões

O Pinhalnovense da II Divisão defronta esta tarde o Leixões, e o "ConversasRedondas" aproveitou a oportunidade para conversar com Richard Miran (na foto com as cores do Varzim), ponta de lança brasileiro da equipa de Pinhal Novo.
A única vez que Miran defrontou os "Bebés do Mar" para a Taça, não teve muita sorte. Na altura, o Leixões venceu o Braga de Miran no Estádio 1º de Maio por 1-3, e seguiu para a Final do Jamor.
Para o ponta de lança, "as memórias não são as melhores":
"As memorias não são as melhores, mas na altura o Leixões foi melhor naquele jogo e mereceu por inteiro a vitória."
Sobre o jogo de hoje, Miran afirmou que a sua equipa "está bem preparada" e "espera fazer um bom jogo":
"A nossa equipa está bem preparada em todos os aspectos, e espera fazer uma partida de alto nível."
O ponta de lança brasileiro abordou ainda o actual momento do vice-líder da Liga Orangina e adversário desta tarde, Leixões:
"O Leixões tem uma excelente equipa, comandada por um treinador muito experiente (Augusto Inácio) e que conta também com jogadores muito fortes no plano individual."
Esta temporada, Miran já leva cinco golos ao serviço dos azuis de Pinhal Novo: três no Campeonato e dois na Taça de Portugal.
Leixões - Pinhalnovense, a partir das 15h no Estádio do Mar, em Matosinhos.

Taça de Portugal: Sporting eliminado

O Sporting está fora da Taça de Portugal. Os Oitavos de Final arrancaram ontem com dois jogos, e continua na tarde de hoje com mais três confrontos. Deviam haver ainda mais três jogos, mas o Benfica - Braga da 4ª Eliminatória foi adiado para hoje, enquanto que Ribeirão e União da Madeira continuam a aguardar pelos seus adversários.
Ontem, como já disse, apenas se realizaram dois jogos: primeiro entrou em campo o FC Porto que recebeu e venceu a Juventude de Évora da II Divisão por 4-0.
Villas Boas apostou em grande parte dos habituais titulares (Hulk, Falcao, Moutinho, Maicon, Sapunaru, Álvaro e Guarín entraram de início), e deu minutos a Kieszek, Sereno, Rúben Micael e James Rodríguez.
Falcao fez o 1-0, após boa jogada e bom cruzamento do "miúdo" James, logo aos 10'; e Moutinho concluiu uma bonita jogada de futebol aos 39', após assistência de Guarín e estreou-se assim a marcar pelos Dragões.
Ao intervalo, o FC Porto vencia por 2-0, e no segundo tempo haveria de marcar mais dois golos. Álvaro Pereira aos 69', rematou para o fundo das redes, após uma iniciativa pela ala esquerda; e aos 84' o mesmo Álvaro Pereira assistiu Walter para o 4-0 final.
Em Setúbal, Vitória e Sporting voltaram-se a defrontar para a Taça, sete anos depois da última vez. Na altura, o Vitória disputava a Liga de Honra e venceu o Sporting em Alvalade por 0-1, com um golo do central brasileiro Orestes.
Polga, Liedson e Tiago estiveram presentes nessa partida, coisa que os dois primeiros repetiram no jogo de ontem.
Tal como Villas Boas fez ao início da noite, Paulo Sérgio apostou no seu onze habitual: Rui Patrício; João Pereira, Carriço, Polga e Evaldo; Maniche, André Santos, Pedro Mendes e Valdés; Liedson e Postiga.
Manuel Fernandes também apresentou um onze com muitas rotinas: Diego; Collin, Valdomiro, Ricardo Silva e Miguelito; Silva e Hugo Leal; Pitbull, Neca e Ney; Jaílson.
Aos 22' minutos, Hugo Leal saiu lesionado na equipa do Vitória, e Manuel Fernandes apostou no "miúdo" Zeca. O ex jogador do Casa Pia, entrou e mudou o jogo à sua maneira.
Aos 29', cruzamento de Pitbull na direita e Ney a aparecer na zona do ponta de lança, para de cabeça abrir o activo.
Cinco minutos depois, cruzamento rasteiro de Miguelito na esquerda, e Zeca a desviar ao primeiro poste, para o 2-0.
No segundo tempo, e de orgulho ferido, o Sporting ainda enviou uma bola à barra, por intermédio de Anderson Polga. Paulo Sérgio lançou Vukcevic por troca com Evaldo aos 62', passando a jogar com três centrais.
Manuel Fernandes respondeu, lançando José Pedro para assumir de vez o controlo da partida. No entanto, o Sporting haveria de reduzir por intermédio de Liedson aos 75', naquele que foi um belo golo do luso-brasileiro.
Os Leões passaram a acreditar ainda mais no empate, fazendo o ataque final, mas acabaram derrotados. Manteve-se a tradição no Bonfim. Para a Taça de Portugal, o Sporting apenas por uma vez venceu em Setúbal.
Hoje, os Oitavos de Final da Taça prosseguem, com os jogos:

Leixões - Pinhalnovense
Rio Ave - Atlético
V. Guimarães - Torreense

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Taça de Portugal: Juv. Évora não teme Dragão

As palavras são de Paulo Viúla (na foto), defesa central da Juventude de Évora: os alentejanos não temem o Dragão e jogarão para vencer, sem medos.
Em declarações exclusivas ao "ConversasRedondas", Viúla acredita que "apesar da diferença de valores em campo, a Juventude vai jogar para ganhar":
"Vamos ao Dragão para dar o nosso melhor, sabendo do poderio do FC Porto e da diferença de valores existentes em campo, mas o nosso objectivo passa por honrar a camisola do Juventude e jogar para ganhar, respeitando sempre o adversário, mas não o temendo, pois quem joga com medo acaba sempre por não conseguir um bom rendimento."
Formado nas camadas jovens do FC Porto, o central luso-cabo-verdiano regressa assim a uma "casa", onde segundo o próprio "viveu momentos inesquecíveis e se formou com Homem e como jogador":
"É bom regressar a um lugar onde já vivemos momentos inesquecíveis e acima de tudo deixamos amigos, além de ter sido o sítio onde me formei como Homem e jogador."
Por último, Viúla abordou o momento actual da Juventude de Évora, que ocupa o 3º lugar da II Divisão Zona Sul, depois de ter conseguido a subida de divisão na temporada transacta:
"A nossa equipa está tranquila. Estamos a fazer uma boa época, ocupando o 3º lugar no campeonato, portanto estamos moralizados e vamos sem pressão para o jogo do Dragão. Será um jogo em que não somos obrigados a ganhar, mas vamos dar tudo para fazer um bom resultado."
FC Porto - Juventude de Évora, para acompanhar amanhã, a partir das 18h na SportTv1 ou no Estádio do Dragão.

"O vídeo da semana": FC Porto 9-1 Juv. Évora

Porque é já amanhã que a Juventude de Évora visita o Dragão, em encontro a contar para os Oitavos de Final da Taça de Portugal, nada melhor do que recordar o dia em que os alentejanos enfrentaram o FC Porto, também para a Taça, mas no velhinho e extinto Estádio das Antas.
Estávamos então na temporada 97/98, e o jogo realizou-se a 17 de Dezembro de 1997.
O FC Porto adiantou-se no marcador por intermédio de Zahovic, na conversão de uma grande penalidade no primeiro tempo, e o resultado ao intervalo era de 1-0.
No segundo tempo, Mário Jardel entrou no FC Porto e fez sete (!) golos em quarenta e cinco minutos, cabendo a Drulovic assinar o outro tento dos portistas. No lado da Juventude, Kikas foi o "herói" ao apontar o golo de honra. Resultado final: 9-1.
Participiram neste encontro do lado do FC Porto: Jardel; Zahovic; Artur; Mielcarski; Fernando Mendes; Drulovic; Capucho.
Juv. Évora: Cuca; Kikas; Nélson Silva; Rui Salgado; Luís Barreiros; Paulo Renato.

Cá fica o vídeo:

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Liga dos Campeões: Braga eliminado

O Braga não conseguiu esta noite, operar o "milagre" em Donetsk na Ucrânia, e está assim, fora da Liga dos Campeões. A equipa minhota segue agora para a Liga Europa.
Os bracarenses entraram bem no jogo, pressionando fortemente a equipa adversária e não se deixando intimidar pelo ambiente criado pelos ucranianos.
Ao Braga, faltava apenas melhorar o índice de finalização, uma vez que a "teia" estava montada. No entanto, o jogo estava lento e com poucas opurtunidades de golo. Para o segundo tempo, os minhotos teriam a árdua tarefa de marcarem quatro golos em 45' minutos, uma vez que o Arsenal já vencia o Partizan.
Na etapa regulamentar, o ritmo de jogo não mudou, mas de Londres chegava uma boa notícia para o Braga: Cléo, antigo jogador do Olivais e Moscavide, acabava de empatar o jogo, e o Partizan conseguia a igualdade, que deixava os minhotos a "apenas" um golo dos Oitavos-de-Final.
Faltavam golos ao Braga, que continuava a segurar as pretensões ofensivas do Shakhtar. Domingos arriscou, e trocou Alan por Lima.
Alan tinha vindo a travar bem as subidas do defesa esquerdo Rat, e Domingos sabia os riscos que ia correr com esta substituição. Mas para ganhar, por vezes, é preciso arriscar.
Foi precisamente Rat, quem aos 78' minutos, abriu o activo com um bom remate fora de área. Antes, o Arsenal já havia "feito" o 2-1 em Londres, e o sonho dos minhotos esfumava-se.
Já perto do fim, o mesmo Rat assistiu Luiz Adriano para o 2-0 final.
Uma coisa é certa: o Braga sai com a cabeça erguida da Liga dos Campeões, e com a honrosa distinção de ser o melhor 3º. Fez até mais pontos do que o AC Milan (os italianos fizeram 8), que seguiu para os Oitavos.
Ficha de Jogo:

Jogo disputado no Donbass Arena, em Donetsk, Ucrânia
Árbitro Principal: Felix Bryc (Alemanha)

Shakhtar: Pyatov; Srna, Chygrynskiy, Rakitskiy e Rat; Gai e Stepanenko; Douglas Costa (Alex Teixeira 62'), Jadson (Mkhitaryan 73') e Willian; Luiz Adriano.
Treinador: Mircea Lucescu. Suplentes Não Utilizados: Khvozhamov; Kucher, Kobin, Hubschman e Ishchenko.

Sp. Braga: Artur; Miguel Garcia, Aníbal, Rodríguez e Sílvio; Vandinho e Salino (Hélder Barbosa 81'); Alan (Lima 69'), Luís Aguiar (Hugo Viana 72') e Paulo César; Matheus.
Treinador: Domingos Paciência. Suplentes Não Utilizados: Felipe; Léo Fortunato, Andrés Madrid e Márcio Mossoró.

Disciplina:
Amarelos: Miguel Garcia 39';

Marcador: 1-0 Rat 78'; 2-0 Luiz Adriano 83';

Liga dos Campeões: Benfica "tremeu", mas segurou 3º lugar

De um momento para o outro, o Benfica viu-se fora das competições europeias. A perderem em casa com o Schalke por 0-1, os encarnados "tremeram" ainda mais quando o Hapoel deu a volta em Lyon, em apenas oito minutos, e passou a vencer por 1-2 a vinte minutos do fim.
Para piorar a situação encarnada, o Schalke mostrou-se implacável na Luz e fez o 0-2 aos 81'. Luisão ainda reduziu para 1-2 aos 87', e aos 88' eis que o francês Lacazette faz o 2-2 em Lyon, e "salva" o Benfica de uma precoce eliminação europeia.
A continuidade do Benfica nas provas europeias, esteve por um fio, e ironicamente foi um francês a salvar as "honras do convento" aos encarnadados. Logo eles, franceses, que têm prazer em prejudicar Portugal.
Jesus operou algumas alterações no onze, e "apareceu" em campo, com Rúben Amorim na direita, Carlos Martins no meio e César Peixoto na esquerda.
Sem garra e sem chama, a equipa benfiquista sentiu imensas dificuldades em superiorizar-se ao Schalke no primeiro tempo.
Os alemães apostavam em jogar no erro do adversário, e assim chegaram ao golo, quando estavam decorridos 20' minutos. Cruzamento de Rakitic na esquerda, Raúl com o peito assistiu o compatriota Jurado, e este só teve de abrir o marcador.
O Benfica depois do golo dos alemães, continuou igual: sem garra, sem chama e sobretudo, sem soluções ofensivas. Muitas vezes vimos Saviola encostado a Carlos Martins, para ter mais posse de bola.
Ao intervalo, Jesus deixou Maxi Pereira e César Peixoto no banco, lançando Gaitán e Aimar.
O Schalke até entrou melhor e logo aos 55', Kluge com um remate perigoso, esteve perto de fazer o segundo.
A resposta encarnada surgiu dez minutos depois, primeiro com um remate de Javi García na sequência de um pontapé de canto, com a bola a passar a centímetros do poste alemão; e no minuto seguinte, remate perigoso de Cardozo, para defesa apertada de Neuer. Aos 75', Aimar também andou perto do golo que daria o empate ao Benfica.
Estas oportunidades construídas pelos encarnados, pareciam garantir que havia condições para o Benfica tentar o empate no último "round", mas uma falha defensiva originou o segundo golo do Schalke.
Na sequência de um pontapé de canto favorável aos alemães, a defesa benfiquista subiu toda, e a bola acabou por sobrar para Höwedes, que sozinho na área fez o 0-2.
O Benfica continuou a "carregar" e Luisão ainda reduziu o marcador aos 87'. Já em período de descontos, David Luiz de livre directo, atirou a bola ao poste.
O Benfica segue agora para a Liga Europa, mas bem pode agradecer a qualificação ao Ol. Lyon.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio da Luz, em Lisboa
Quarteto de arbitragem composto por: Howard Webb (Árbitro Principal - Inglaterra); Peter Kirkup e Stephen Child (Árbitros Assistentes); Mark Clattenburg (Quarto Árbitro)

Benfica: Roberto; Maxi Pereira (Gaitán 45'), Luisão, David Luiz e Fábio Coentrão; Javi García; Rúben Amorim, Carlos Martins (Salvio 79') e César Peixoto (Aimar 45'); Saviola e Cardozo.
Treinador: Jorge Jesus. Suplentes Não Utilizados: Júlio César; Sidnei, Jara e Nuno Gomes.

Schalke: Neuer; Uchida, Metzelder,Höwedes e Schmitz; Kluge (Matip 82'), Rakitic e Papadopoulos; Raúl, Huntelaar (Edu 85') e Jurado (Jendrisek 88').
Treinador: Felix Magath. Suplentes Não Utilizados: Schober; Deac, Plestan e Gravanovic.

Disciplina:
Amarelos: Huntelaar 63'; David Luiz 67'; Saviola 71'; Aimar 77'; Rakitic 78';

Marcador: 0-1 Jurado 20'; 0-2 Höwedes 81'; 1-2 Luisão 87'.

domingo, 5 de dezembro de 2010

Fiorentina: Aí está Mutu!

Quase um ano depois de ter marcado pela última vez de forma oficial, Adrian Mutu voltou hoje aos golos.
Suspenso em Janeiro deste ano por nove meses, depois de ter faltado a dois controlos anti-doping, e de ter acusado sibutramina (susbstância usada como forma de aumentar o apetite), Mutu regressou aos relvados no passado dia 31 de Outubro, dois dias depois de ter acabado a sua suspensão.
A última vez que o internacional romeno havia marcado de forma oficial, foi a 20 de Janeiro deste ano, e na altura, o avançado da Fiorentina até bisou numa partida, em que os de Florença venceram a Lazio por 3-2, em jogo a contar para a Taça de Itália.
Hoje, e quase um ano depois, Mutu voltou a marcar e até foi decisivo no triunfo da sua equipa. Aos 52', o romeno desviou de cabeça, um cruzamento feito por D'Agostino e deu a vitória à Fiorentina (1-0 sobre o Cagliari), naquele que foi o quarto triunfo consecutivo dos "Viola" em casa.
Resta saber se Mutu, voltará ou não a quebrar psicologicamente.
Veja o golo:

sábado, 4 de dezembro de 2010

Paços de Ferreira: Rondon chamado à Selecção da Venezuela

Mario Rondon, ponta de lança venezuelano do Paços de Ferreira, foi chamado à selecção do seu país, para os próximos compromissos daquele país da América do Sul.
Aos 24 anos, e a jogar em Portugal desde os 18, Rondon deu nas vistas ao serviço do Pontassolense da Madeira, onde fez o seu último ano de júnior, ajudando depois os ilhéus a garantirem a manutenção na II Divisão B durante quatro temporadas consecutivas. Numa delas, os madeirenses até estiveram muito perto de ascenderem à Liga de Honra.
Contratado pelo Paços de Ferreira a temporada passada, Rondon não se impôs e foi emprestado ao Beira Mar, ajudando os aveirenses na luta pela subida à Liga ZON Sagres, algo que veio a acontecer.
Esta temporada tem sido aposta de Rui Vitória no onze titular, e já leva três golos em onze jogos, com destaque para o golo que valeu o triunfo sobre o Sporting, na jornada inaugural.
As suas boas performances ao serviço dos "Castores", parecem ter chegado à Venezuela, com o futebolista a ter agora a oportunidade de se estrear pela selecção do seu país.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Liga Europa: Rapid Viena 1-3 Falcao

Não, não há enganos no título. Vinte e três anos depois da conquista da Taça dos Campeões Europeus, o FC Porto voltou a Viena, e voltou a ser feliz. Muito feliz aliás.
Com este triunfo, os "Dragões" confirmaram o primeiro lugar do Grupo L, uma vez que a qualificação para os 16 Avos-de-Final, já havia sido garantida na jornada anterior.
Villas Boas teve de lidar com duas contrariedades bem cedo: Beto lesionou-se no aquecimento, quando ia ser titular; e Fernando saiu aos 16' minutos devido a lesão.
Aliado a isto, havia ainda o facto de Viena estar debaixo de um manto de neve!
O FC Porto entrou na partida, assumindo o controlo das operações, mas tal como havia acontecido em 1987, foi a primeira equipa a sofrer. O Rapid chegou ao golo aos 39', após um desentendimento entre Helton e Otamendi. Trimmel foi o autor do golo.
A um golo sofrido, não há melhor maneira de responder, senão com um golo marcado. E foi isso que o FC Porto fez de imediato: aos 42' Falcao empatou a partida.
No segundo tempo, o FC Porto continuou a carregar e a estar "por cima" na partida, mas o golo tardava em aparecer. Foi preciso esperar pelos últimos minutos, tal como em 1987, para que os "azuis" dessem a cambalhota no marcador: mais uma vez, foi Falcao quem facturou, quando estavam decorridos 86' minutos.
Dois minutos depois, Hulk rematou forte de fora de área, o guardião Hedl não tinha como segurar o esférico, e este sobrou para Falcao, que não perdoou e fechou as contas do marcador com um hat-trick.
Perante tudo isto, mais vale dizer: Rapid Viena 1-3 Falcao.
Ficha de Jogo:

Jogo disputado no Estádio Ernst-Happel, em Viena (Áustria)
Quarteto de arbitragem composto por: Aleksandar Stavrev (Árbitro Principal - Macedónia); Ljubomir Krstevski e Marjan Kirovski (Árbitros Assistentes); Petar Mantev (Quatro Árbitro)

Rapid Viena (4-2-3-1): Hedl; Sonnleitner, Soma, Patocka e Kayhan; Kulovits e Heikkinen; Trimmel (Dober 83'), Saurer e Drazan (Salihi 63'); Gartler (Nuhiu 77').
Treinador: Peter Pacult. Suplentes Não Utilizados: Payer; Konrad, Kavlak e Pehlivan.

FC Porto (4-3-3): Helton; Sapunaru, Otamendi, Rolando e Fucile; Fernando (Guarín 16'), João Moutinho e Rúben Micael (Belluschi 71'); Varela (Ukra 45'), Falcao e Hulk.
Treinador: André Villas Boas. Suplentes Não Utilizados: Beto; Sereno, Castro e James Rodríguez.

Disciplina:
Amarelos: Drazan 08'; Patocka 80'.

Marcador: 1-0 Trimmel 39'; 1-1 Falcao 42'; 1-2 Falcao 86'; 1-3 Falcao 88'.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Liga Europa: Sporting vence e qualifica-se

O Sporting venceu esta noite, em jogo a contar para a 5ª jornada da fase de grupos da Liga Europa. Em Alvalade, os "Leões" venceram o Lille de França, por 1-0, e garantiram a qualificação para os 16 Avos-de-Final.
Depois de vencer os três primeiros jogos, o Sporting praticamente garantiu a qualificação, algo que só hoje ficou concretizado, depois dos "Leões" terem sido derrotados na 4ª Jornada, ante o Gent.
Aos 11' Evaldo chutou de longe para fora; e aos 13' Polga de cabeça, mandou à trave. Aos 25' Postiga ficou no chão a reclamar penalti, mas aos 28' o golo acabou por aparecer.
Canto batido por Pedro Mendes, desvio de Postiga com o braço, e a bola sobrar para Polga que fez o 1-0.
No segundo tempo, o Lille ainda assustou por intermédio de Túlio, que foi aparecendo na área leonina; enquanto no outro lado do campo, era Postiga quem ia dando "trabalho" a Landreau.
Nos descontos, Vukcevic ainda atirou uma bola à barra, num jogo pobre, que fica marcado pela pressão que não existia sobre os "Leões", que imprimiram um ritmo muito baixo ao longo de todo o jogo.
1-0, e o Sporting garante, além da qualificação para os 16 Avos-de-Final, o primeiro lugar do grupo.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio José de Alvalade, em Lisboa
Quarteto de arbitragem composto por: Bas Nijhuis (Árbitro Principal - Holanda); Erwin Zeinstra e Davie Goossens (Árbitros Assistentes); Richard Liesveld (Quarto Árbitro)

Sporting: Rui Patrício; João Pereira, Polga, Daniel Carriço e Evaldo; André Santos, Pedro Mendes e Maniche (Zapater 90'); Yannick Djaló (Valdés 62'), Liedson e Hélder Postiga (Vukcevic 80').
Treinador: Paulo Sérgio. Suplentes Não Utilizados: Tiago; Nuno André Coelho, Torsiglieri e Carlos Saleiro.

Lille: Landreau; Beria, Rozehnal, Chedjou e Emerson; Gueye (Frau 62'), Balmont (Cabaye 78') e Mavuba; Obraniak, Hazard (Moussa Sow 72') e Túlio.
Treinador: Rudi Garcia. Suplentes Não Utilizados: Mouko; Rami, Debuchy e Dumont.

Disciplina:
Amarelos: Hélder Postiga 25'; Landreau 28'; Túlio 28'; Polga 40'; João Pereira 42'; Rozehnal 63'; Chedjou 90+5';

Marcador: 1-0 Polga 28';