sábado, 8 de junho de 2013

Fim do blogue

Quase quatro anos depois do seu início, o Conversas Redondas chega hoje ao fim.
Foi uma decisão ponderada, mas justificável: falta-me a mesma vontade, ambição, e prazer, com que ao longo destes últimos tempos fui escrevendo, e actualizando o blogue, procurando sempre dar a conhecer quem pouco 'espaço' tinha na comunicação social desportiva.
Penso que o consegui, mal ou bem, com os meios que dispunha, e dentro de certos parâmetros por mim colocados.
Graças a esta 'aventura' na blogosfera fiz muitas amizades, fiquei amigo de jogadores com um passado extremamente positivo nas nossas ligas profissionais, fiquei amigo de outros jogadores que não tiveram - ou ainda não conseguiram - oportunidade em campeonatos mais 'vistosos', e essa é uma das coisas boas que guardarei sempre na memória.
Outra, é o facto de várias vezes perceber que, afinal, tinha pessoas que acompanhavam o meu trabalho, e gostavam do que eu aqui escrevia.
Contudo, não tenciono que este seja um ponto final em definitivo, uma vez que me passa pela cabeça, um dia mais tarde, e não muito distante, voltar com as 'energias recarregadas', e dar seguimento ao que vim fazendo até ao dia de hoje.
Quero também agradecer a todos aqueles que contribuíram para que aquilo que começou por ser uma brincadeira, se tornasse em algo procurado - não muito, vá - por pessoas ligadas ao futebol.
E nesses agradecimentos, referir em especial os meus amigos mais chegados, e os meus colegas do site ForaDeJogo, pela força, 'moral' e palavras de apreço; todos os jogadores que entrevistei - felizmente foram muitos e bons! -, e todos os que sempre se disponibilizaram para me ajudar; e, por fim, naturalmente, aos que visitavam o blogue, e gostavam do que aqui encontravam.
"Quando nós fazemos aquilo em que acreditamos, ganhamos sempre. Independentemente do resultado final." E eu ganhei.
Obrigado!

sexta-feira, 7 de junho de 2013

II Divisão: Três históricos regressam com duas subidas consecutivas

(Felgueiras e Salgueiros defrontaram-se em 10/11 e 11/12, e podem voltar a ser adversários.)
O passado de Felgueiras, Salgueiros e Barreirense devia valer, por si só, presença assídua e garantida nos campeonatos profissionais.
Como não garante, este trio de históricos que nos últimos anos andou 'perdido' nos escalões inferiores, sendo que dois deles até mudaram de 'identidade', estará de regresso à II Divisão na próxima temporada, depois de terem alcançado a segunda subida consecutiva na presente época.
A história diz-nos que estes três emblemas nunca estiveram juntos em qualquer campeonato ou escalão, mas partilham um dado curioso: deixaram as competições profissionais por ordem crescente, com as duas formações nortenhas a deixarem a Liga de Honra por motivos extra-futebol.
Em 03/04, o Salgueiros foi 6º classificado, e acabou despromovido na secretaria; em 04/05, o Felgueiras foi 11º no segundo escalão, e além de despromovido também na secretaria, nem chegou a disputar a II Divisão B; enquanto que o Barreirense, em 05/06, terminou no 15º lugar, e acabou despromovido devido à alteração dos campeonatos, que fez com que nesse ano descessem não três, mas seis equipas.
Esta época, divididos pelas séries B, C e E da III Divisão, Felgueiras, Salgueiros e Barreirense alcançaram posições distintas: os durienses venceram a sua série; os portuenses foram segundos na Série C; e a formação barreirense subiu como sendo um dos melhores terceiros classificados.
O objectivo destas três equipas passava, naturalmente, pela subida de divisão, ainda para mais devido à extinção da III Divisão. Até aqui nada de extravagante, mas convém então referir que esta foi a segunda subida consecutiva destes três históricos, que ainda em 10/11 alcançaram posições modestas nos respectivos campeonatos Distritais.
As subidas começaram a ser construídas na época passada, logicamente, começando pelo Norte, onde Felgueiras e Salgueiros ocuparam as duas primeiras posições da Divisão de Honra. Na AF Setúbal, o Barreirense acabou em igualdade pontual com o Vasco da Gama de Sines, mas assegurou a primeira posição e respectiva promoção de forma directa.
Na temporada agora finda, o Felgueiras, na Série B, manteve o taco-a-taco com a AD Oliveirense pela liderança até à última jornada, e a vitória sobre o Pedras Rubras por 2-0, serviu para confirmar o primeiro lugar. A subida, essa, nunca esteve em causa ao longo da temporada.
Na Série C, o Salgueiros ocupou sempre os lugares de subida, maioritariamente a segunda posição, lugar em que havia de terminar a época, garantindo também a subida de forma directa sem grandes dificuldades ao longo da prova, até porque os três primeiros lugares estiveram quase sempre 'reservados' para Grijó, salgueiristas e Estarreja.
Por fim, mais a Sul, o Barreirense foi o que mais 'sofreu' dos três para garantir a subida: com uma primeira fase algo inconstante em termos de resultados, a presença nos seis primeiros acabaria por ser assegurada apenas na última jornada. Na segunda fase, a formação do Barreiro chegou a estar posicionada na vice-liderança, mas mais uma vez, apenas na última jornada conseguiu garantir o seu objectivo, aproveitando um empate do Fabril, para ser um dos cinco melhores terceiros classificados, assegurando assim a promoção à II Divisão, seis anos depois de lá ter participado pela última vez.
Destes três históricos, os barreirenses são mesmo a última equipa a ter participado na II Divisão B, na altura, na temporada 06/07, acabando por descer à III Divisão, somando assim uma inédita segunda ... descida consecutiva.
Já Felgueiras e Salgueiros, na última vez que participaram no terceiro escalão do nosso futebol, ainda foi debaixo das 'antigas' designações: os durienses, ainda Futebol Clube Felgueiras, venceram a Zona Norte da II Divisão B em 91/92, e não mais lá voltaram; os salgueiristas, ainda Sport Comércio e Salgueiros, terminaram a mesma prova na última posição com apenas cinco pontos, na época 04/05.
A próxima temporada deverá ser de afirmação destes três históricos 'renascidos', dois deles com nova 'cara' e com as mesmas ambições do passado: jogar nas ligas profissionais.

domingo, 2 de junho de 2013

III Divisão - Fase Final: 10ª Jornada - Última

(Penalva do Castelo 0-2 Grijó - autoria: blogue do SC Penalva do Castelo.)
Caiu o pano, em definitivo, da III Divisão, que viu a última jornada da sua história realizar-se este sábado. Para trás ficam 66 épocas consecutivas, que são praticamente 'apagadas' de um momento para o outro. E, já agora, ao longo da história da III Divisão, foram 557, as equipas que nela jogaram.
Na Série A, o Bragança empatou sem golos no terreno do Marinhas, e sagrou-se campeão com um ponto de vantagem para o Santa Maria, que venceu o Vianense por uma bola a zero. Taipas e Ronfe empataram a um golo.
O Esposende venceu o Maria da Fonte por 4-2 e fechou esta época com um triunfo, tal como o Merelinense, que venceu por uma bola a zero em Monção. O Melgacense foi derrotado em casa pelo Ponte da Barca, por 4-0.
Na Série B, o Felgueiras bateu o Pedras Rubras por 2-0 e sagrou-se campeão com mais um ponto que a Oliveirense, que goleou o Paredes por 5-0. O Santa Eulália venceu o Lousada por 2-0 e ficou em terceiro, mas por ser o pior terceiro de todas as séries do Continente, acabou despromovido.
O Aliados de Lordelo fechou a época com uma vitória sobre o Leça, por 3-1, tal como o Serzedelo, que venceu o Vila Meã por 3-2. O Vila Real derrotou o Rebordosa por 2-1.
Na Série C, o campeão Grijó foi vencer a casa do Penalva do Castelo por 2-0, e viu o Salgueiros ganhar em Estarreja por 4-1! O Oliv. do Bairro venceu no terreno do Alba por 3-1.
O Avanca derrotou o Parada por 2-1 e confirmou a excelente segunda fase, garantindo o apuramento para a Taça de Portugal tal como o Sampedrense, que venceu o Oliv. de Frades por 3-2. O U. Lamas goleou o Aguiar da Beira por 4-1.
Na Série D, Sourense e Sp. Pombal empataram a um golo, tal como Caldas e Oliv. do Hospital, resultado que permitiu aos caldenses assegurarem a subida de divisão. Quem também subiu foi o Alcanenense, que venceu o Sernache por 1-0.
O Marinhense foi vencer ao terreno do Mortágua por 4-3 e garantiu o primeiro lugar com um ponto de avanço para o Torres Novas, que perdeu por 3-0 em casa do Beneditense. Penelense e Alcobaça empataram a um golo.
Na Série E, o líder Lourinhanense venceu o Eléctrico por 3-1 e sagrou-se campeão sem derrotas nesta fase final. O Barreirense venceu por uma bola a zero em casa do Sintrense, e garantiu a subida em detrimento do vizinho e rival Fabril, que cedeu uma igualdade caseira a um golo diante do Sacavenense.
O Real venceu o Tires por 3-1 e garantiu o primeiro lugar em igualdade com o Amora, que venceu por 2-1 no terreno do Cartaxo, e com o Pêro Pinheiro, que bateu o Peniche por 1-0.
Na Série F, o U. Montemor perdeu em casa com o Esp. de Lagos por 2-1, enquanto que o Moura perdeu em casa frente à Juv. de Évora, por 3-2. O At. Reguengos goleou o Vasco da Gama por 4-1.
O Aljustrelense bateu o Monte Trigo por 3-0 e distanciou-se do Castrense, que perdeu por uma bola a zero na casa do Lagoa. Sesimbra e Lusitano VRSA empataram a um golo.
Finda a III Divisão, cá ficam os promovidos, os despromovidos e os apurados para a Taça de Portugal 2013/2014, apesar de também descerem:

Sobem à II Divisão Nacional: Bragança, Santa Maria, Vianense, Felgueiras, AD Oliveirense, Grijó, Salgueiros, Estarreja, Sourense, Alcanenense, Caldas, Lourinhanense, Sintrense, Barreirense, U. Montemor, Esp. de Lagos, Moura, Praiense e Sp. Ideal.

Apurados para a Taça de Portugal 13/14 e despromovidos aos Distritais: Maria da Fonte, Merelinense, Aliados de Lordelo, Vila Meã, Avanca, Sampedrense, Marinhense, Torres Novas, Real, Amora, Aljustrelense, Castrense, Santiago e Praínha.

Despromovidos aos Distritais: Ronfe, Marinhas, Taipas, Ponte da Barca, Esposende, Monção, Melgacense, Santa Eulália, Lousada, Pedras Rubras, Paredes, Serzedelo, Vila Real, Leça, Rebordosa, Oliv. do Bairro, Alba, Penalva do Castelo, U. Lamas, Parada, Oliv. de Frades, Aguiar da Beira, Sernache, Oliv. do Hospital, Sp. Pombal, Penelense, Beneditense, Mortágua, Alcobaça, Fabril Barreiro, Sacavenense, Eléctrico, Pêro Pinheiro, Tires, Peniche, Cartaxo, At. Reguengos, Juv. de Évora, Vasco da Gama, Sesimbra, Lusitano VRSA, Monte Trigo, Lagoa, Angrense, Rabo de Peixe, Barreiro, Marítimo da Graciosa, Vitória do Pico e Flamengos.