domingo, 20 de março de 2011

Luizão

(Luizão em luta com César Ramírez, do Sporting, ao serviço do Varzim em 97/98.)
Luiz Alberto Santana, conhecido no futebol por Luizão, nasceu a 20 de Março de 1971 em Santos, São Paulo, Brasil.
Este jogador que hoje completa quarenta anos é, simplesmente, o "patrão" da defesa do Custóias!
Luizão chegou a Portugal em 1996, para representar o Vitória de Guimarães, mas apenas participou em três jogos dos vimaranenses, dois deles como titular.
Na temporada seguinte, o central rumou ao Varzim também a competir na I Divisão, participando em vinte e oito jogos, sem fazer qualquer golo, acabando por não conseguir evitar a descida do clube poveiro.
Para 98/99, Luizão tornou-se jogador do D. Chaves, também do primeiro escalão, participando em vinte e nove jogos, tendo marcado quatro golos, mas voltaria a descer de divisão.
Finda a temporada 98/99, Luizão não mais voltou a jogar na I Divisão: saiu para o Maia da Liga de Honra em 99/00; representando depois Vizela (00/01 - 02/03), Gondomar (03/04) e Vilanovense (04/05) na II Divisão B, tendo-se até sagrado campeão pelo Gondomar, na famosa época do "ApitoDourado".
Depois de uma curta experiência ao serviço do Vilanovense, equipa que acabou por descer na temporada 04/05 à III Divisão Nacional, Luizão rumou ao Leça, onde se assumiu como o "patrão" da defesa leceira durante três temporadas.
Em 05/06, os leceiros garantiram "apenas" a manutenção no quarto escalão, mas na temporada seguinte, o Leça apostou forte na subida e acabou por consegui-la, tendo em Luizão um dos principais "suportes".
No entanto, Luizão acabou por realizar apenas onze jogos pelo Leça na II Divisão B, não evitando a descida leceira à III Divisão no final da temporada 2007/08.
(Ao serviço do Chaves, Luizão perdeu na Luz por 4-1, e aqui parece perder o lance para Poborsky.)
Com a descida do clube de Leça da Palmeira ao quarto escalão, Luizão terminou o seu "ciclo" nos "verde e brancos", rumando depois ao Padroense, equipa que festejava na altura novo regresso à III Divisão.
A experiência do central brasileiro no clube de Padrão da Légua foi curta, pois o jogador acabou por participar em apenas cinco jogos, saindo ainda antes de Dezembro para o Pedrouços, equipa que lutava pela subida aos Nacionais.
Ao serviço dos maiatos, Luizão festejou mais uma subida de divisão, conseguindo que o Pedrouços regressasse aos Nacionais, quatro anos depois da última participação na III Divisão.
Apesar do êxito ao serviço do Pedrouços, Luizão saiu para o Custóias, clube que ia disputar a I Divisão da AF Porto, tendo como objectivo o regresso à Divisão de Honra dos distritais portuenses.
O Custóias foi campeão, tendo dominado grande parte do seu campeonato, e teve como grande opositor, o Salgueiros 08, que também acabou por subir de divisão.
Foi precisamente num jogo com o Salgueiros 08, que Luizão acabou suspenso por pretensas agressões aos seus adversários, algo que o próprio na altura desmentiu, tendo dito que "apenas procurou serenar os ânimos na qualidade de capitão de equipa".
Esta temporada, o Custóias tem feito um campeonato tranquilo, tendo empatado hoje a uma bola, curiosamente com o Salgueiros 08, ocupando agora a oitava posição com trinta e sete pontos.
Luizão completa hoje quarenta anos, mas nem por isso parou de jogar futebol. Começa já a ser um "símbolo" dos clubes nortenhos por onde passa, tendo mesmo essa particularidade na carreira construída em Portugal: nunca saiu do Norte do País.
Parabéns Luizão, não só pelo aniversário, mas também pela carreira em Portugal.

1 comentário: