sexta-feira, 17 de maio de 2013

Paulo Freixo: "Segredo foi o trabalho sério"

(Paulo Freixo, à direita, em acção frente ao Rio Ave na Taça de Portugal da época passada.)
Em ano de estreia na II Divisão, o Sousense alcançou o sétimo lugar na Zona Centro, acabando assim em grande estilo uma temporada pautada pela tranquilidade na tabela.
A época actual culminou assim com a estabilização do projecto de um clube, que há apenas três anos atrás, conquistou a Divisão de Honra da AF Porto.
Desse feito restam nove jogadores, entre os quais, Paulo Freixo, que falou ao blogue sobre o 'segredo' para a boa campanha dos gondomarenses na II Divisão:
"O segredo para esta campanha foi o trabalho sério que fizemos. Sempre acreditámos no nosso valor, e nas nossas capacidades, pois somos uma equipa que vem jogando junta há já alguns anos, e isso ajuda sempre. Mas o verdadeiro segredo foi a conjugação da nossa qualidade com o espírito de união que existe entre todos os elementos do clube, desde jogadores, treinadores e dirigentes. No seu total, o Sousense é uma família."
Nas quinze equipas que defrontou, o Sousense apenas não conseguiu pelo menos pontuar, frente a Cinfães e Cesarense. Se contra o Cinfães pode ser considerado 'normal' por ser um candidato à subida, o que falhou então frente ao Cesarense, equipa que ficou ligeiramente acima da linha-de-água? Paulo Freixo aponta as 'culpas' ao 'factor sorte':
"Nós como jogadores trabalhamos sempre sério em todos os jogos, para sairmos vitoriosos. No entanto, existem sempre jogos que correm melhores que outros. Contra o Cesarense, ambos os jogos nos correram mal e o 'factor sorte' contou muito. Porém, a II Divisão é mesmo muito equilibrada, e os pormenores é que fazem a diferença."
Na eleição dos momentos mais marcantes da época, o trinco dos gondomarenses elege a vitória em SJ Vêr por 5-2 - que praticamente garantiu a permanência -, como o momento mais alto da temporada:
"O ponto mais alto da época, sem dúvida que foi a vitória em São João de Vêr, uma vez que para além do bom jogo que fizemos, praticamente garantimos a permanência quando ainda faltavam alguns jogos para o fim, pelo que posso dizer que foi um grande sentimento de alegria. Um clube como o Sousense, com o orçamento que possuí, e ficar em sétimo lugar logo no ano de estreia na II Divisão, é uma enorme satisfação. O ponto mais baixo foi o início do campeonato, pois estávamos expectantes, uma vez que não conhecíamos a forma de jogar da maioria das equipas. Mas, felizmente, nunca estivemos em posição de descida, e isso deixou-nos tranquilos."
Com vinte e oito jogos no campeonato, vinte e seis como titular, Paulo Freixo sofreu uma grave lesão na recta final da época, mas acaba por fazer um balanço positivo da temporada:
"Penso que a exemplo da equipa, a época correu-me bem. Atingi os objectivos propostos durante a temporada, que passavam por jogar regularmente, e fazer com que o Sousense se mantivesse na II Divisão. Como esses objectivos foram concretizados, estou satisfeito e com sentimento de dever cumprido. Ficámos em sétimo lugar e fizemos história no clube. Apesar disto, a uma semana do final de época, sofri uma lesão grave - fractura da perna - que me vai atrapalhar o início da próxima temporada, mas acredito que regressarei ainda mais forte."
No que diz respeito à próxima temporada, Paulo Freixo aponta a lesão que sofreu como 'entrave', pretendendo, por agora, focar-se apenas na recuperação:
"Como disse anteriormente, sofri uma lesão grave que atrapalhou todo o meu futuro. Por enquanto não sei de nada, e estou apenas focalizado na recuperação. Apenas tenho a certeza de que irei regressar, e quando o fizer, voltarei ainda mais forte."
O jogador deixou ainda uma mensagem de apreço ao blogue:
"Desde já quero deixar uma mensagem de respeito e gratidão ao 'Conversas Redondas', um espaço digno de notícias de futebol que acompanha a II Divisão. Um bem-haja."
Aos 23 anos, Paulo Freixo dividiu a sua formação entre Crestuma, Candal, Leverense e Infesta, clube por quem se estreou como sénior. Depois de época e meia ao serviço dos seniores infestistas, mudou-se para o Sousense a meio da época 09/10, clube que representa até hoje.

3 comentários:

  1. Grande verdade...parabens

    ResponderEliminar
  2. Mais do que um jogador, um homem!

    abraço

    ResponderEliminar
  3. Mais de que um "srº vitor" é um patrão, um simbolo, um guerreiro. Regressa em força Paulo Freixo
    Força Soneca! :)

    ResponderEliminar