quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Inglaterra: Man. United 4-3 Newcastle

O tradicional 'Boxing Day' em Inglaterra, conheceu hoje mais um capítulo de sucesso, ou não tivessem Manchester United e Newcastle protagonizado um jogo verdadeiramente alucinante com sete golos e uma reviravolta final, em cima do minuto noventa.
O Newcastle pode-se queixar da sorte: esteve a ganhar por três vezes, mandou duas bolas aos ferros, e fez uma primeira parte soberba. Mas, por outro lado, os 'Magpies' também podem agradecer aos Deuses do futebol pelo facto de não terem sofrido a tal reviravolta mais cedo.
E por falar em reviravoltas, o United é a equipa que mais o faz nesta Premier League: são oito 'remontadas' em quinze vitórias!
Num jogo absolutamente incrível, ainda nem cinco minutos tinham sido jogados, e o Newcastle já estava na frente com um golo de James Perch, que aproveitou uma defesa incompleta de De Gea após remate forte e rasteiro de Demba Ba, para marcar.
Cerca de vinte minutos depois, o United chegaria ao empate: livre cobrado por Van Persie na direita, Giggs não chegou, Chicharito rematou contra Krul, e a bola sobrou caprichosamente para Evans, com o central a só ter de empurrar para a igualdade.
Começava a ganhar mais força a ideia de os 'Red Devils' estarem perto de nova reviravolta, mas, porém, quatro minutos depois de fazer o 1-1, Evans desviou um remate de Simpson para a sua baliza e o Newcastle voltou a passar para a frente no marcador.
Este lance gerou alguma controvérsia, primeiro porque o assistente anulou o golo por fora-de-jogo de Demba Ba, que atrapalhou a acção e o corte de Evans; e depois porque Mike Dean decidiu voltar com a palavra atrás, e validou o golo a favor dos 'Magpies'.
À margem das polémicas, e com uns laterais muito ofensivos - Simpson e Santon -, o Newcastle fazia uma primeira parte soberba e esteve muito perto de fazer o 1-3 aos 38', quando na marcação de um livre à entrada da área, Sylvain Marveaux acertou com estrondo na trave do United.
Também de livre, mas longe de criar qualquer tipo de perigo para Tim Krul, Van Persie teve nos pés a última oportunidade para os da casa em cima do intervalo.
No segundo tempo, o Newcastle entrou mais expectante na partida, mas ainda assim voltou a estar perto de marcar aos 51' minutos graças a um cabeceamento de Papiss Cissé.
Contudo, sete minutos depois, Patrice Evra, o francês capitão do United, restabeleceu a igualdade com um remate de fora de área, dando a ideia de que Tim Krul podia ter feito melhor, apesar de estar 'tapado' na altura do remate.
Num jogo de loucos, foram precisos mais dez minutos para que houvesse novo golo, e nova vantagem do Newcastle: Obertan, curiosamente um antigo jogador do Man. United, arrancou pela esquerda pouco depois de ter entrado e cruzou para o desvio do letal Papiss Cissé, que fazia o 2-3.
A 'loucura' continuava, uma vez que três minutos depois de Cissé ter marcado, Van Persie precisou de dois remates para fazer o 3-3: no primeiro, viu o compatriota Krul responder-lhe com uma boa defesa; e no segundo, conseguiu encontrar o 'buraco' para marcar.
Cresciam os 'Red Devils' em busca da oitava reviravolta na presente edição da Premier League, mas Chicharito parecia não estar muito para aí 'virado': o mexicano teve duas boas chances de cabeça para marcar, mas se na primeira permitiu uma defesa apertada a Krul, na segunda conseguiu acertar no poste, quando tinha a baliza à sua mercê.
A resposta dos 'Magpies' surgiu através de Sammi Ameobi, que depois de um bom trabalho individual sobre dois jogadores adversários, assustou De Gea com um remate seco que embateu no poste.
Em cima do minuto noventa, e numa altura em que Mike Dean já havia concedido quatro minutos de compensação, Chicharito aproveitou a passividade da defesa forasteira para na cara de Tim Krul, concluir com êxito um cruzamento vindo da direita.
4-3, o United consumava desta forma mais uma reviravolta na Premier League - a oitava! -, num jogo que teve nove minutos de compensação, devido a uma lesão aparentemente grave de Anita, que sofreu uma entrada duríssima de Antonio Valencia aos 90+3'.
Além de ter vencido desta maneira, o United beneficiou da derrota do City no terreno do Sunderland por 1-0, para voltar a reforçar a liderança da prova, tendo já sete pontos de avanço para os 'Citizens'.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio Old Trafford, em Manchester - Inglaterra
Árbitro Principal: Mike Dean

Man. United (4-4-2): De Gea; Smalling, Evans, Ferdinand e Evra; Valencia, Carrick, Scholes (Cleverley 69') e Giggs; Chicharito (Fletcher 90+2') e Van Persie.
Treinador: Alex Ferguson. Suplentes Não Utilizados: Lindegaard; Vidić, Büttner, Wootton e Tunnicliffe.

Newcastle (4-5-1): Krul; Simpson, Coloccini, Williamson e Santon; Perch, Anita, Bigirimana (Obertan 65'), Papiss Cissé (Sammi Ameobi 80') e Marveaux; Demba Ba (Shola Ameobi 72').
Treinador: Alan Pardew. Suplentes Não Utilizados: Elliot; Ferguson, Tavernier e Campbell.

Disciplina:
Amarelos: Evans 36'; Chicharito 38'; Williamson 43'; Valencia 53'; Simpson 61'; Papiss Cissé 64'.

Marcador: 0-1 Perch 04'; 1-1 Evans 25'; 1-2 Evans 28' P. B.; 2-2 Evra 58'; 2-3 Papiss Cissé 68'; 3-3 Van Persie 71'; 4-3 Chicharito 90'.

Sem comentários:

Enviar um comentário