sábado, 29 de dezembro de 2012

Revelação do ano: Éder

(Éder, do Sp. Braga, foi a revelação do ano para João Bailão.)
Uma vez que estamos na recta final do ano civil de 2012, o 'ConversasRedondas' dá hoje início aos 'melhores do ano', sendo que este ano a revelação, o jogador e o treinador do ano serão da autoria de autores convidados pelo blogue.
O primeiro texto a ser publicado é referente à revelação do ano, que para João Bailão, é Éder do Sp. Braga:

No espaço de um ano, Éder, de jogador com potencial técnico e físico transformou-se num potente avançado do europeu Sp. Braga - e cada vez mais terceiro grande de Portugal - e titular da Selecção Nacional, algo que estaria eventualmente acima até das suas melhores expectativas, sobretudo após meia época sem jogar motivada por uma suposta recusa a um empréstimo para um clube inglês, a qual veio a gorar-se como uma boa aposta pessoal - ou de quem o aconselhou a tal. Ainda com algumas lacunas na hora da finalização, embora possa parecer que a bola não sorri nos seus pés, o que é apenas ilusão de ótica, pois tem colecionado receções fantásticas em espaços muitos reduzidos, dribles estonteantes como aquele em Manchester e assistências em bandeja real para os seus colegas finalizarem, Éderzito joga com uma confiança e alegria bem notórias e conota-se, atualmente, como o melhor marcador português no campeonato nacional, a par do inevitável João Tomás, e vai já no seu melhor registo ao nível de I Liga, ao qual soma dois golos na Taça de Portugal, tendo ficando em branco nas competições europeias e faltando apenas o esperado golo na Selecção Nacional. Um 2012 que se iniciou em pesadelo e termina em sonho para o guineense que em boa altura para o futebol português optou pelas cores lusas.

Autoria: João Bailão.

Sem comentários:

Enviar um comentário