terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Liga dos Campeões: FC Porto derrota Málaga

O FC Porto entrou com o pé direito nos Oitavos-de-Final da Liga dos Campeões, ao bater o Málaga no Dragão, por uma bola a zero.
Num jogo de sentido único, os 'dragões' marcaram ao minuto 56' por intermédio de João Moutinho, após cruzamento de Alex Sandro na esquerda. No lado malaguenho, Antunes foi o único português em campo, tendo actuado os noventa minutos.
O jogo teve de tal maneira um único sentido, que o Málaga só fez um remate à baliza durante toda a partida. Isco não apareceu, Júlio Baptista tentou remar sozinho, e Antunes foi eleito pela 'Marca' como o melhor jogador dos andaluzes no Dragão.
Esperava-se mais do quarto classificado da liga espanhola, que se apresentou no Dragão demasiado retraído num jogo defensivo improfícuo ao longo de toda a partida, e que só ajudava a justificar um resultado mais avolumado a favor do FC Porto.
O domínio territorial gigantesco do FC Porto, não trouxe golos no primeiro tempo, apesar de Izmaylov e de Jackson o terem tentado. Ainda assim, era através de bolas paradas que os azuis-e-brancos da casa, conseguiam criar mais calafrios aos malaguenhos.
Na etapa segunda, o FC Porto voltou a entrar agressivo na hora de atacar a baliza contrária e a controlar o jogo no meio-campo adversário. Danilo tentou por duas vezes servir os companheiros, mas o golo nasceria no outro lado, quando Alex Sandro aos 56' minutos cruzou direitinho para a emenda fácil de João Moutinho para o 1-0. O médio português está, contudo, adiantado na hora do remate.
Vítor Pereira não perdeu tempo e lançou James, mas o colombiano apesar de alguns bons pormenores, demonstrou uma clara falta de ritmo, ainda bem longe da sua performance habitual. Seria o outro colombiano dos portistas, Jackson, a ficar perto de marcar pouco depois, quando com uma excelente rotação tirou um adversário do caminho, e rematou ao lado da baliza de Caballero.
Pellegrini, mesmo com a sua equipa debaixo de uma 'pressão' intensa por parte do adversário, fez três substituições cirúrgicas, não arriscando, e tentando segurar o meio-campo.
Embora sem ter criado muitas oportunidades para marcar, o FC Porto fez, literalmente, o que quis do Málaga, e face à exibição, merecia um resultado mais folgado.
O golo irregular de Moutinho colocou, de forma irónica, justiça no marcador.
A segunda mão está marcada para o próximo dia 13 de Março, no estádio La Rosaleda.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio do Dragão, no Porto
Quarteto de arbitragem composto por: Mark Clattenburg (Árbitro Principal - Inglaterra)

FC Porto (4-3-3): Helton; Danilo, Mangala, Otamendi e Alex Sandro; Fernando, João Moutinho e Lucho (Castro 90+1'); Izmaylov (Atsu 70'), Jackson e Varela (James 58').
Treinador: Vítor Pereira. Suplentes Não Utilizados: Fabiano; Maicon, Sebá e Liedson.

Málaga (4-4-2): Caballero; Sergio Sánchez, Wellington, Demichelis e Antunes; Isco, Toulalan, Iturra (Camacho 78') e Joaquín (Portillo 63'); Santa Cruz e Júlio Baptista (Piazón 78').
Treinador: Manuel Pellegrini. Suplentes Não Utilizados: Kameni; Diego Lugano, Duda e Saviola.

Disciplina:
Amarelos: Iturra 75'.

Marcador: 1-0 João Moutinho 56'.

Sem comentários:

Enviar um comentário