sábado, 12 de janeiro de 2013

Segunda Liga: Trofense 2-1 D. Aves

Num duelo de vizinhos, o Trofense venceu hoje o D. Aves por 2-1, em jogo a contar para a vigésima segunda jornada da Segunda Liga, e com este triunfo, a turma da Trofa ganha um 'balão de oxigénio', uma vez à entrada para esta jornada, ocupava a última posição com quinze pontos.
Agora, os trofenses estão à condição no penúltimo lugar da tabela, esperando para ver o que fará o Freamunde amanhã. Já o D. Aves foi alcançado pelo Arouca na terceira posição, perdendo uma boa ocasião para ascender à vice-liderança.
De forma curiosa, os dados antes da partida indicavam-nos que a última derrota do Aves para o campeonato havia sido a 11 de Novembro de 2012, tal como a última vitória do Trofense na Segunda Liga havia sido nesse mesmo dia.
Talvez para justificar a posição de respeito que ocupava no campeonato, o D. Aves entrou a toda a força na partida, e logo aos dois minutos chegou ao golo: livre lateral cobrado por Vasco Matos na esquerda do seu ataque, e Rabiola de cabeça a bater Marco.
Entravam mal os da casa, que logo depois, aos seis minutos, viram Vasco Matos com um remate do meio-da-rua, enviar a bola à barra, depois desta ter ainda sido desviada por Marco.
Depois desta fase algo frenética, a partida baixou em termos de oportunidades de golo e de emoção, passando-se a assistir a um jogo mais de luta e contacto físico, muito por culpa da chuva que foi caindo ao longo da tarde na Trofa e que tornou o relvado muito pesado.
Só de bola parada é que ambas as equipas ficaram perto do golo, primeiro com o D. Aves a ameaçar de livre por intermédio de João Pedro; e depois com Luiz Alberto a responder para o Trofense na sequência de um pontapé de canto, ao desviar ligeiramente ao lado da baliza de Marafona.
A cinco minutos do intervalo, o Trofense marcaria por Gomis, mas se numa primeira instância Manuel Oliveira validou o golo, de seguida e após sinalética do seu auxiliar, anulou o golo à turma da casa por falta do avançado senegalês sobre o guardião contrário.
Porém, nos últimos suspiros do primeiro tempo, o Trofense chegaria ao empate depois de uma triangulação perfeita entre Jonathan, Tiago e Amorim que permitiu a este último entrar na área avense e finalizar sem hipótese para Marafona.
Ao intervalo, o empate era justo dada a produção das duas equipas, e também porque exceptuando o remate de Vasco Matos aos seis minutos, ninguém conseguiu criar perigo através de lances de bola 'corrida'.
A segunda parte começou também a um bom nível, com Amorim a tentar bisar aos 48', e com Vasco Rocha aos 50' e Rabiola aos 52' a responderem para o Aves, mas sempre sem dar golo.
O jogo adormeceu, e com o agravar do mau estado do relvado, a partida foi perdendo interesse e situações de golo, aparecendo Jonathan aos 72' minutos para contrariar esse facto: na sequência de um pontapé de canto, o avançado dos trofenses cabeceou ao poste, a bola ia direitinha para as mãos de Marafona, mas este deixou-a escapar e o Trofense dava a 'cambalhota' no marcador com muita sorte à mistura.
Este segundo golo da turma da casa castigava a turma forasteira que além de se ter visto obrigada a fazer duas alterações por lesão, não estava a justificar perder. Os avenses ficaram de cabeça quente, ainda para mais depois da expulsão de Vasco Matos aos 85' por acumulação.
Se com dez já era complicado chegar ao empate, com nove muito menos, uma vez que aos 90+2', Leandro derrubou Gomis quando este seguia isolado para a baliza de Marafona, e foi punido com cartão vermelho directo.
O empate era o resultado mais justo, mas a verdade é que o Trofense também fez pela vida frente ao terceiro classificado, mostrando atitude, raça e querer na conquista dos três pontos.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio do Clube Desportivo Trofense, na Trofa
Árbitro Principal: Manuel Oliveira (AF Porto)

Trofense (4-3-3): Marco; João Viana (Tiago Lopes 90+4'), Herbert Santos, Luiz Alberto e Diogo Coelho; Tiago, Edson e Amorim (Moises 82'); Rateira (Leandro Borges 87'), Jonathan e Gomis.
Treinador: Micael Sequeira. Suplentes Não Utilizados: Ricardo; Aires, Jorge Inocêncio e Paulinho.

D. Aves (4-3-3): Marafona; Leandro, João Paulo (Nuno Binaia 71'), Elvis e João Pedro; Romeu, Grosso (Tito 20') e Vasco Rocha (Dally 64'); Vasco Matos, Rabiola e Renato Reis.
Treinador: José Vilaça. Suplentes Não Utilizados: Rui Faria; Romaric, Lourenço e Renato Santos.

Disciplina:
Amarelos: Vasco Matos 30' e 85'; Rabiola 37'; João Paulo 39'; Tiago 58'; Leandro 61'; Edson 70'; Moises 90+3.
Vermelhos: Vasco Matos 85'; Leandro 90+2'.

Marcador: 0-1 Rabiola 02'; 1-1 Amorim 45+2'; 2-1 Marafona 73' (Auto-Golo).

Autoria das fotos: GlobalImagens.

Sem comentários:

Enviar um comentário