segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Bock e Pedras: Dois goleadores que não conhecem a I Divisão

(Bock ao serviço do Freamunde.)
Fernando Oliveira e Sérgio Silva não dizem nada aos adeptos portugueses. Mas se lhes falarmos em Bock (Fernando) ou em Pedras (Sérgio), os nomes já dizem alguma coisa.
Ambos têm em comum o facto de terem passado pela formação do FC Porto, embora em períodos distintos, pois Bock nasceu em 1975 (36 anos) e Pedras em 1980 (31 anos).
Foram colegas de equipa no Leixões em 02/03, ajudando à tão aguardada subida dos matosinhenses à Segunda Liga, sendo que Bock apontou nove golos, e Pedras onze.
O percurso destes dois goleadores de provas dadas nos escalões secundários, tem muito poucas diferenças: Bock nunca jogou no estrangeiro, enquanto Pedras está actualmente no Chipre, onde já tinha estado em 09/10; Pedras nunca jogou na III Divisão, enquanto Bock jogou uma temporada nesse escalão e apontou 30 golos (Freamunde 97/98).
Mas se há algo que marca o percurso destes dois futebolistas é o facto de nunca terem pisado o principal palco do nosso futebol: a I Divisão.
Bock joga na Liga Orangina desde 05/06 e está na sexta temporada consecutiva ao serviço do Freamunde, clube onde já tinha estado entre 97/98 e 99/00 (na altura, subiu da III Divisão à Liga de Honra); e nas épocas de 03/04 e 04/05.
(Pedras na final do Jamor ao serviço do Leixões.)
A época passada, com trinta e cinco anos, sagrou-se o melhor marcador da Liga Orangina com quinze golos apontados; e em 04/05 apontou trinta e dois na Zona Norte da II Divisão B, também ao serviço do Freamunde. Não terá chegado para jogar na I Divisão, mas chegou-lhe para ser baptizado de "Super Bock".
Pedras cumpriu o primeiro ano de sénior no FC Porto-B, onde apontou doze golos em vinte e seis jogos, transferindo-se depois para o Leixões onde em dois anos se sagrou o melhor marcador da II Divisão B, Zona Norte: vinte e cinco golos em 00/01; vinte e dois em 01/02 superando até os colegas de equipa Antchouet e Detinho.
Foi ainda o melhor marcador de equipa ao serviço do FC Marco (06/07), do Fiães (07/08) e do Vianense (08/09), sempre na II Divisão Nacional. Também não terá chegado para jogar na I Divisão.
Pedras chegou ainda à final da Taça de Portugal em 01/02 pelo Leixões, e escusado será dizer, que ambos chegaram às selecções nacionais nos escalões de formação.
Ambos festejam mais um aniversário hoje, e daí, esta 'lembrança' feita pelo blogue. Parabéns a ambos os jogadores, não só pelo aniversário, mas principalmente pela veia goleadora que demonstraram e continuam a demonstrar no nosso País.

Sem comentários:

Enviar um comentário