sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Equipa do ano

Cá fica a minha equipa do ano:
Artur na baliza; João Pereira e Alvaro Pereira nas laterais, com Rolando e Luisão como centrais; Jão Moutinho e Hugo Viana lado-a-lado no meio campo, com Aimar ligeiramente mais adiantado; James e Hulk nas alas, no apoio ao único ponta de lança, Falcao.
Começando pela baliza, Artur foi uma das grandes surpresas do campeonato passado, onde se impôs ao serviço do Sp. Braga, ajudando e muito na campanha dos bracarenses na Liga Europa, algo que lhe valeu a transferência para o Benfica no Verão, onde de resto, também agarrou a titularidade, e se tem destacado muito pela positiva.
Na lateral direita, está João Pereira que fez uma época de bom nível ao serviço do Sporting, e agarrou a titularidade na Selecção, aproveitando e bem as polémicas de Bosingwa com Paulo Bento.
No centro da defesa, Luisão e Rolando, seriam uma dupla interessante de se ver jogar na mesma equipa. O brasileiro é já há vários anos o 'patrão' da zona defensiva encarnada, enquanto Rolando foi um dos 'pêndulos' do sucesso do FC Porto na época passada. Atacar só não chega.
Como defesa esquerdo, surge Alvaro Pereira, que rubricou uma excelente temporada ao serviço do FC Porto, que acabou com a conquista de quatro títulos, tendo-lhe já juntado a Supertaça este Verão. Ainda assim, a sua produção em 11/12 está muito aquém das expectativas. Em termos de Selecção, convém lembrar que conquistou a Copa América pelo Uruguai no ano de 2011.
No meio-campo, surge uma dupla composta por João Moutinho e Hugo Viana, que na realidade já aconteceu no Sporting de 04/05. O primeiro, recuperou a alegria de jogar futebol no FC Porto, fazendo uma temporada fantástica; o segundo, parece também ter voltado a recuperar a alegria de jogar em Braga, tendo sido a par de Artur e Alan, uma das grandes 'chaves' do sucesso bracarense na Europa.
Mais adiantado, isto é, a 'dez', jogaria Pablo Aimar. A qualidade e a classe do seu futebol sempre esteve presente, mas esta temporada, o argentino tem conseguido manter um ritmo físico que lhe permite ser titular com maior regularidade, fazendo grandes exibições e conduzindo o Benfica às vitórias.
Nas alas, surgiriam James e Hulk, um pouco pelas razões que já escrevi ontem. O primeiro, foi a grande revelação do ano; o segundo, é o 'abono de família' dos portistas. Nada mais a dizer.
Na frente de ataque, Falcao. Além de ter sido o melhor marcador da Liga Europa, o colombiano bateu também o recorde de número de golos marcados numa prova europeia, sendo também o jogador do FC Porto com mais golos marcados nas competições europeias. Podia continuar a fazer história no Porto e em Portugal, mas não resistiu à proposta financeira do Atlético de Madrid.

Sem comentários:

Enviar um comentário