quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Treinador do ano: André Villas-Boas

Em 2010, após a saída de Jesualdo, Pinto da Costa apostou em André Villas-Boas, um filho da casa, para treinador principal dos azuis.
Com pouca experiência como técnico principal, Villas-Boas vinha de um bom trabalho na Académica, onde salvou a equipa da descida e colocou os 'estudantes' a jogarem um futebol interessante, e no dia da apresentação no Dragão, apontou a oportunidade como 'a sua cadeira de sonho e que não iria abdicar dela por nada'.
A verdade, é que venceu tudo o que havia para vencer, começando pela Supertaça em Agosto, prolongando-se pelo Campeonato em Abril, e pela Liga Europa e Taça de Portugal em Maio, falhando apenas a conquista da Taça da Liga, prova onde o FC Porto nem passou da fase de grupos.
No Verão deste ano, Abramovich acenou-lhe com um possível regresso ao Chelsea, e o jovem técnico não hesitou em partir. A cadeira de sonho, ficou abandonada, e as coisas por Inglaterra, nem têm corrido muito bem a Villas-Boas, que só na Premier League, está já a onze pontos da liderança...

Sem comentários:

Enviar um comentário