terça-feira, 23 de outubro de 2012

Liga dos Campeões: Sp. Braga fez tremer Old Trafford

Absolutamente épico e perto de ser fantástico. O Sp. Braga esteve a vencer por 2-0 em Old Trafford, mas deixou fugir a vantagem já no segundo tempo, saindo derrotado por três bolas a duas, graças a um bis de Chicharito e a um toque de Evans, depois de Alan ter bisado para os minhotos ainda nos primeiros vinte minutos da partida.
Com uma entrada estrondosa no jogo, os minhotos marcaram logo aos dois minutos, quando Hugo Viana na esquerda cruzou direitinho para a cabeça de Alan, com o brasileiro a inaugurar o marcador.
Os bracarenses fizeram vinte minutos perfeitos. O United nem sequer chegava com perigo à baliza de Beto, e Hugo Viana e companhia iam fazendo o seu futebol apoiado.
Ao minuto vinte, um 'nó cego' de Éder a Carrick na esquerda, deixou o caminho para a baliza aberto para o jovem internacional português, que já dentro de área assistiu Alan, com o extremo a rematar tenso e de primeira, aumentando a vantagem minhota para 0-2!
Só aos 25' minutos, é que o Manchester chegou com perigo à baliza bracarense, tendo marcado. Kagawa ganhou um ressalto resultante de uma falta de um jogador do Braga, e na esquerda cruzou para o segundo poste, onde apareceu Chicharito a cabecear e a reduzir o placard.
A defesa minhota soube manter-se segura e aguentar o marcador até ao intervalo, e era sem surpresa que na hora de ir para o descanso, os bracarenses venciam em Old Trafford.
Porém, a postura do Braga no segundo tempo, foi muito diferente da postura da primeira parte. Ferguson lançou Nani por troca com Kagawa, e o extremo internacional português trouxe mais velocidade e dinâmica ao ataque dos 'Red Devils' que entraram fortes na etapa complementar.
Nani até deu um aviso aos minhotos, mas o seu remate não levou a direcção necessária. Aos 62' minutos, na sequência de um canto, o central Jonny Evans aproveitou alguma apatia bracarense no interior da área, para com um toque subtil restabelecer a igualdade, agora a duas bolas.
O United continuou a exercer uma forte pressão no jogo, não desarmando no ataque, e ao minuto 75' chegou à reviravolta, com Chicharito a aparecer livre de marcação nas costas da defesa bracarense, e a surpreender Nuno Coelho e Beto, com um cabeceamento para o fundo da baliza.
Até final, a partida foi perdendo interesse, com Peseiro a lançar Hélder Barbosa, Mossoró e Zé Luís, mas com nenhum deles a trazer ao jogo aquilo que o Braga precisava no segundo tempo: maior clarividência na hora de ter a bola.
No outro jogo do grupo, Galatasaray e Cluj empataram a uma bola, com os romenos a subirem à segunda posição com quatro pontos. Na próxima jornada, a disputar-se dia 7 de Novembro, o Cluj recebe o Galatasaray, enquanto que o Sp. Braga recebe o Man. United.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio Old Trafford, em Manchester - Inglaterra
Quarteto de Arbitragem composto por: Milorad Mazic (Árbitro Principal - Sérvia); Milorad Ristic e Igor Radjocvic (Árbitros Assistentes); Vladimir Jovanovic (Quarto Árbitro)

Man. United (4-4-2): De Gea; Rafael, Carrick, Evans e Buttner; Fletcher, Cleverley, Kagawa (Nani 45') e Rooney; Van Persie e Chicharito (Giggs 79').
Treinador: Alex Ferguson. Suplentes Não Utilizados: Johnston; Ferdinand, Anderson, Young e Welbeck.

Sp. Braga (4-3-3): Beto; Salino, Nuno Coelho, Paulo Vinícius e Elderson; Custódio, Hugo Viana e Rúben Micael (Zé Luís 88'); Alan (Mossoró 85'), Éder e Rúben Amorim (Hélder Barbosa 80').
Treinador: José Peseiro. Suplentes Não Utilizados: Quim; Aníbal Capela, Baiano e Michel.

Disciplina:
Amarelos: Paulo Vinícius 48'; Elderson 53'.

Marcador: 0-1 Alan 02'; 0-2 Alan 20'; 1-2 Chicharito 25'; 2-2 Evans 62'; 3-2 Chicharito 75'.

Sem comentários:

Enviar um comentário