sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Mundial 2014: Portugal perde na Rússia

E ao terceiro jogo, a primeira derrota. Portugal perdeu hoje na Rússia por 1-0, na terceira jornada de qualificação para o campeonato do Mundo de 2014.
A história do jogo, conta-se depressa: ser a melhor equipa não chega, ter uma posse de bola esmagadora não chega - 72% contra 28% dos russos -, e sofrer um golo logo aos seis minutos por mau passe e desatenções defensivas, também não ajuda nada.
Com Rúben Micael no lugar do lesionado Raúl Meireles, Portugal entrou no jogo debaixo de uma grande pressão e, pode-se dizê-lo, entrou a perder, quando logo aos seis minutos um mau passe de Rúben Micael, lançou um ataque rápido dos russos, com Kerzhakov a aproveitar o mau posicionamento da defensiva portuguesa, para bater Rui Patrício sem grande dificuldade.
Paulo Bento sofreria mais uma contrariedade ainda nos primeiros vinte minutos, tendo sido obrigado a substituir Coentrão, que se lesionou na coxa esquerda.
Antes disso, e através de dois lances de bola parada, Portugal 'cheirou' o golo: primeiro Postiga cabeceou ligeiramente por cima da trave; e a seguir, Bruno Alves após livre lateral de Miguel Veloso, cabeceou para uma defesa apertada de Akinfeev.
E da primeira parte, pouco mais há a contar. Uma Rússia à italiana - Fabio Capello é o seleccionador -, com um bloco defensivo razoavelmente organizado e sólido, e a sair rápido para o ataque, e com Portugal a dominar e tentar empatar, embora sem criar grandes oportunidades, nem sequer conseguir incomodar Akinfeev.
O segundo tempo começou como havia acabado o primeiro, com Portugal por cima na partida, e a chegar mais perto da baliza russa, e com Ronaldo, Rúben Micael e Nani a tentarem marcar, mas todos eles a não o conseguirem. O médio madeirense teve, aliás, tempo para tudo, na única vez em que os russos estavam completamente desorganizados, mas perdeu tempo de remate.
A resposta dos da casa, surgiu, lá está, à italiana: através de dois contra-ataques, os russos fizeram os seus únicos dois remates na etapa complementar: primeiro, Glushakov recebeu de costas para a baliza, rodou e rematou fraco para defesa fácil de Patrício aos 66'; e depois, Patrício teve de se aplicar para negar o golo a Kokorin aos 82' minutos.
Nem com Varela e Éder em campo, Portugal conseguiu chegar com verdadeiro perigo à baliza de Akinfeev, ficando para a história o resultado final, e a certeza de que somos globalmente melhores que os russos.
Na próxima terça-feira, dia 16 de Outubro, Portugal defronta a Irlanda do Norte no Estádio do Dragão, num jogo que está marcado para as 20h45, hora portuguesa.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio Luzhniki, em Moscovo - Rússia
Árbitro Principal: Viktor Kassai (Hungria)

Rússia (4-3-3): Akinfeev; Anyukov, Ignashevich, Vasili Berezutskiy e Kombarov; Shirokov, Bystrov (Semedov 83') e Denisov; Kerzhakov (Eshchenko 65'), Kokorin e Fayzulin (Glushakov 45').
Treinador: Fabio Capello. Suplentes Não Utilizados: Shunin e Gabulov; Yanbayev, Granat, Alexei Berezutskiy, Tarasov, Bilyaletdinov, Dzagoev, Grigoriev e Dzyuba.

Portugal (4-3-3): Rui Patrício; João Pereira, Pepe, Bruno Alves e Coentrão (Miguel Lopes 20'); Miguel Veloso, Rúben Micael (Varela 67') e João Moutinho; Nani, Postiga (Éder 75') e Ronaldo.
Treinador: Paulo Bento. Suplentes Não Utilizados: Beto e Eduardo; Sereno, Neto, Rúben Amorim, Custódio, Raúl Meireles, Pizzi e Nélson Oliveira.

Disciplina:
Amarelos: Miguel Veloso 43'; Shirokov 88'; Kokorin 90+2'.

Marcador: 1-0 Kerzhakov 06'.

Sem comentários:

Enviar um comentário