terça-feira, 22 de maio de 2012

Marco Lança: "Segredo está no trabalho realizado"

(A festa dos jogadores do Mirandela, após o triunfo sobre o V. Setúbal na Taça de Portugal.)
Vencedor da Série A da III Divisão em 10/11, o Mirandela foi uma das surpresas da Zona Norte da II Divisão nesta temporada, uma vez que terminou o campeonato na quarta posição, já para não falar no percurso da equipa na Taça de Portugal, que deixou pelo caminho, entre outros, o V. Setúbal.
O blogue falou com Marco Lança, lateral esquerdo dos transmontanos, que começou por abordar a questão relacionada com o 'segredo' da equipa na temporada 11/12:
"O segredo da época que fizemos, está no trabalho realizado pelo plantel e por toda a equipa técnica, desde o início da temporada, e também graças à enorme vontade de ganhar por parte de todos os jogadores."
A meio de Outubro de 2011, o Mirandela recebeu o V. Setúbal na terceira eliminatória da Taça, e venceu por uma bola a zero. Na altura, os mirandelenses eram nonos na tabela, mas recuperaram a partir desse momento, chegando quase de forma imediata à quinta posição.
Marco Lança enaltece que a vitória sobre os sadinos moralizou a equipa, mencionando também o grande espírito de entre-ajuda dos jogadores do Mirandela:
"Claro que a vitória sobre o Setúbal nos moralizou. Foi uma excelente vitória, frente a uma equipa com grande história na prova e que queria defender o seu prestígio. Fomos muito fortes, com um grande espírito de entre- ajuda por parte de todos os jogadores, e com o apoio dos adeptos conseguimos fazer história e arrancar para um campeonato fantástico que não começou da melhor maneira, pois nos quatro primeiros jogos, conquistamos apenas três pontos."
Depois de eliminar o V. Setúbal na Taça de Portugal, o Mirandela eliminou de seguida o Gondomar no desempate por grandes penalidades, tendo sido eliminado pela Oliveirense nos Oitavos-de-Final, e também através do desempate por pontapés da marca de grande penalidade.
Marco Lança refere que o objectivo dos transmontanos, era chegar o mais longe possível:
"O objectivo na Taça de Portugal, era irmos o mais longe possível. Chegámos aos Oitavos-de-Final da prova, sendo eliminados nas grandes penalidades pela Oliveirense da Liga Orangina, depois de ao intervalo estarmos a ganhar por 1-0, e termos ficado reduzidos a dez jogadores a partir dos 55' minutos, por expulsão do Rui Borges."
Marco Lança aponta precisamente o percurso da equipa na Taça, como o ponto mais alto da temporada, enquanto que noutro plano, enumera a derrota em Chaves por 5-1, como o pior momento da época:
"Ponto alto da época, foi a chegada aos Oitavos-de-Final da Taça, enquanto que o ponto negativo foi a derrota em Chaves por 5-1, onde fomos insultados por alguns adeptos sem qualquer razão, porque a equipa fez tudo o que pôde nesse jogo, só que não fomos felizes nos primeiros dez minutos, pois sofremos dois golos de bola parada que influenciaram o resto do jogo."
Marco Lança foi o único totalista do Mirandela no campeonato, tendo naturalmente participado nos trinta jogos, fazendo um total de 2700 minutos. O próprio classificou esta época, como a sua melhor:
"A.nível pessoal, foi a melhor época, pois acabei por ser totalista nos trinta jogos do campeonato e apenas não fiz vinte minutos nos cinco jogos da Taça de Portugal. Sinto que tive um bom desempenho, tendo sido elogiado por colegas e adeptos, e acima de tudo sem nenhuma lesão, que é muito importante."
Quanto à próxima época, o jogador ainda não sabe onde vai actuar:
"Quanto ao futuro, ainda não sei de nada. Estou à espera de propostas, e depois logo se verá o que acontece."
Aos vinte e quatro anos, Marco Lança dividiu a sua formação entre Os Pelézinhos e o Sporting, tendo representado como sénior o Mafra, o Nea Salamina do Chipre e o Operário, antes de chegar ao Mirandela nesta temporada.

Sem comentários:

Enviar um comentário