domingo, 20 de maio de 2012

Taça de Portugal: Académica 1-0 Sporting

Setenta e três anos depois, a Académica voltou a vencer a Taça de Portugal, repetindo a conquista de 1939, quando na altura, se tornou a primeira equipa a vencer a competição.
Um golo de Marinho logo aos quatro minutos, bastou para os estudantes vencerem a prova.
O Sporting, pode-se dizer, foi 'traído' por dois produtos da sua formação: é que Adrien iniciou a jogada e deixou Polga agarrado ao joelho; e depois, Marinho apareceu nas costas de Insúa a cabecear sem oposição para o primeiro golo da tarde.
O leão demorou a entrar na partida, e na primeira parte, praticamente não existiu, salvo um lance em que Wolfswinkel frente-a-frente com Ricardo, rematou ao lado. A Académica galvanizada pelo golo, tomou conta dos primeiros quinze minutos, e passou depois a iniciativa aos leões, que se mostravam bastante desinspirados.
Para o segundo tempo, Sá Pinto deixou Elias no balneário e lançou Izmailov, mas foi a Briosa quem teve grande chance para fazer o 2-0, quando aos 47' minutos, Edinho isolado perante Patrício, permitiu a defesa ao titular da Selecção; e de seguida, o mesmo Edinho se atrapalhou na hora de finalizar, desperdiçando ocasião ainda maior para marcar.
O Sporting partiu depois à procura do empate, mas faltava garra e determinação, perante uma Académica que foi jogando com o relógio, e sustendo o ataque leonino. André Martins e Jeffrén renderam Insúa e Matías, mas nem com estas alterações a equipa se 'espevitou', falhando inúmeras ocasiões de golo.
Wolfswinkel surgiu isolado perante Ricardo por mais duas vezes e desperdiçou ambas; Schaars e Polga proporcionaram boas defesas ao guarda-redes natural da Póvoa do Varzim; e Jeffrén, quando Onyewu já jogava a ponta de lança, também não conseguiu desviar a bola do guardião da briosa.
Vitória suada e justa da Académica, perante um Sporting que se mostrou bastante apagado e ausente da partida, principalmente nos primeiros quarenta e cinco minutos, dando assim uma despedida amarga a Anderson Polga, que ao tudo indica, fez hoje a sua última exibição com a camisola verde-e-branca.
Ficha de Jogo:

Jogo realizado no Estádio do Jamor, em Oeiras
Quarteto de Arbitragem composto por: Paulo Baptista (Árbitro Principal); José Ramalho e Hernâni Fernandes (Árbitros Assistentes); Hugo Miguel (Quarto Árbitro)

Académica (4-3-3): Ricardo; Cédric, João Real, Abdoulaye e Hélder Cabral; Diogo Melo (Danilo 80'), Adrien e David Simão (Flávio 69'); Marinho (Rui Miguel 89'), Edinho e Diogo Valente.
Treinador: Pedro Emanuel. Suplentes Não Utilizados: Peiser; João Dias, Nivaldo e Magique.

Sporting (4-2-3-1): Rui Patrício; João Pereira, Polga, Onyewu e Insúa (André Martins 70'); Schaars e Elias (Izmailov 45'); Carrillo, Matías (Jeffrén 77') e Diego Capel; Wolfswinkel.
Treinador: Sá Pinto. Suplentes Não Utilizados: Marcelo; Carriço, Pereirinha e Rubio.

Disciplina:
Amarelos: Diogo Melo 23'; Cédric 32'; João Pereira 34'; Onyewu 44'; Insúa 45'; David Simão 69'; Wolfswinkel 69'; Schaars 73'; Marinho 89'.

Marcador: 1-0 Marinho 04'.

Sem comentários:

Enviar um comentário